INDICADORES INDUSTRIAIS

Publicado em fevereiro de 2012 Ano 21 Número 102 Dezembro 2011

horas trabalhadas, massa salarial e utilização da capacidade instalada. Por outro lado, as exportações de produtos industrializados apresentaram avanço, apesar de ainda não alcançarem os valores de 2008, ou seja, no período pré-crise. Estas conclusões foram determinadas pela pesquisa dos Indicadores Industriais, realizada em dezembro, pelo Instituto de Desenvolvimento Industrial do Ceará – INDI, da Federação das Indústrias do Estado do Ceará – FIEC, em parceria com a Confederação Nacional da Indústria – CNI. vendas Queda nas vendas da indústria setores. setores. atinge cinco Em dezembro, as Vendas Totais apresentaram redução real de 20,01% em relação aos números de novembro, variação ligeiramente superior à média apresentada nesta comparação durante os últimos cinco anos (- 20,76%). Convém destacar que a queda no faturamento aconteceu em cinco dos sete setores pesquisados. Exportações produtos continuam prénível pré-crise abaixo de industriais do Segundo informações fornecidas pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior – MDIC, as exportações cearenses de produtos industrializados, em dezembro, alcançaram US$ 90.45 milhões, representando acréscimo de 20,33% em relação ao montante comercializado em novembro. De igual modo, em relação a dezembro do ano passado, foi registrada elevação de 1,22%, e, no acumulado no ano de 2011, foram exportados pela indústria cearense US$ 905.38 milhões, valor que supera em 6,57% o montante vendido em igual período do ano passado, representando 64,52% das exportações cearenses. Desta forma, as exportações de produtos industrializados

A

indústria de transformação cearense apresentou, em 2011, visível redução no nível de suas atividades, com resultados negativos para as vendas industriais, pessoal total empregado,

representaram 64,52% das exportações do Estado em 2011, sendo a menor participação do setor nas exportações cearenses desde 2002.

Federação das Indústrias do Estado do Ceará Unidade de Economia e Estatística

8.57 -3.10%).22 88. nº 100.8.36 21. Os menores índices de uso do maquinário ocorreram nos setores de Calçados (61. Produtos Alimentares (76.24 20.47 -3. A Massa Salarial Real apresentou decréscimo real de 3. Calçados (.48%).36 (b) Jan-Dez / 2011 Jan-Dez / 2010 -3. (c) Em dezembro de 2010.4.Pessoal empregado No ano de 2011.33 73.52%).35 -3. 2 Indicadores Industriais Ano 21. as Horas Trabalhadas registraram retração de 3.16%).96 1.2. ocorrendo com maior intensidade nos setores de Vestuário (.39 (a) Dezembro /2011 Dezembro /2010 -1. Calçados (. comparação com o ano imediatamente anterior.Ceará Variações Reais.01 -1.55 (c) Fonte: FIEC/INDI/Unidade de Economia e Estatística – UEE Em dezembro de 2011.26 -5. com reduções ocorrendo nos setores Têxtil (23.57 80. Indicadores Vendas Totais da Indústria Pessoal Total Empregado Horas Trabalhadas Massa Salarial Real Exportações de Produtos Industrializados Utilização da Capacidade Instalada (nível %) (a) Dezembro / 2011 Novembro / 2011 -20.55%). Calçados (. sendo inferior aos índices obtidos em novembro (88. Alimentares reduziureduziu-se em todos os Indicadores Gerais da Indústria de Transformação . Vestuário Vestuário (76. Da mesma forma. apresenta redução de 5. utilização capacidade setores TABELA 1 o Índice com de da instalada A utilização da capacidade instalada registrou redução em dezembro.56%) e Têxtil (Vestuário stu 1.96%). (b) Em novembro de 2011.75%) e Têxtil (83.59%).13.7.88%).39%).26. Vestuário (.59 6.59% frente aos números de 2010.47% em 2011 Comparado dez/ dez/10.47% na variável Pessoal Total Empregado em Empregado.57% em relação ao ano anterior. em %. a indústria de transformação cearense apresentou decréscimo de 5.98 7.36%) e dezembro de 2010 (80. Outubro 2011 . . A redução no número de industriários ocorreu em três setores de grande relevância na indústria cearense: Vestuário (.50%) e Vestuário stu Produtos Alimentares (.36%).7.58%) e Minerais não Vestuário não metálicos metálicos (.78%).18 8.17 -5.