M T D IN IR C O ÉO O D ET Nota s Fluxos de caixa das actividades operacionais Resultado líquido do período Ajustamentos ao resultado relativos a: Amortizações Imparidades Justo

valor Provisões Ajustamentos Juros e similares (líquido) Mais ou menos valias na venda de activos tangíveis e intangíveis Aumento/redução de activos biológicos Aumento/redução de inventários Aumento/redução de clientes e outras contas a receber Aumento/redução de outros activos correntes Aumento/redução de fornecedores Aumento/redução de outros credores e contas a pagar Aumento/redução de outros passivos correntes Caixa líquida gerada pelas actividades operacionais Fluxos de caixa das actividades de investimento Pagamentos respeitantes a: Aquisição de activos tangíveis e intangíveis Aquisição de outros investimentos Recebimentos respeitantes a: Venda de activos tangíveis e intangíveis Venda de outros investimentos Subsídios ao investimento Juros e rendimentos similares Dividendos Outros recebimentos Caixa líquida usada nas actividades de investimento Fluxos de caixa das actividades de financiamento Recebimentos respeitantes a: Empréstimos e outros financiamentos obtidos Realização de aumentos de capital social e de outras contribuições dos sócios Cobertura de prejuízos pelos detentores de capital Doações Outras operações de financiamento Pagamentos respeitantes a: Reembolso de empréstimos e outros financiamentos obtidos Juros e gastos similares Dividendos Reembolso de capital social e de outras contribuições dos sócios

Outras operações de financiamento Caixa líquida usada nas actividades de financiamento Variação de caixa e equivalentes de caixa Caixa e equivalentes de caixa no início do período Caixa e equivalentes de caixa no fim do período MT D D E T É O O IR C O FLUXOS DE CAIXA DAS ACTIVIDADES OPERACIONAIS Recebimentos de clientes Recebimentos de clientes = Vendas-(Clientes n –Clientes n-1) Pagamentos a fornecedores Pagamentos a fornecedores = Compras-(Fornecedores n –Fornecedores n-1) Pagamentos ao pessoal Pagamentos ao pessoal = Gastos com Pessoal-(Dívidas a pagar ao pessoal Dívidas a pagar ao pessoal n-1) Caixa gerada pelas operações Pagamentos/recebimentos do imposto sobre o rendimento Outros pagamentos/recebimentos operacionais Caixa líquida gerada pelas actividades operacionais FLUXOS DE CAIXA DAS ACTIVIDADES DE INVESTIMENTO n – Pagamentos respeitantes a: Aquisição de activos tangíveis Aquisição de activos intangíveis Aquisição de outros investimentos Recebimentos respeitantes a: Venda de activos tangíveis Venda de activos intangíveis Venda de outros investimentos Subsídios ao investimento Juros e rendimentos similares Dividendos Outros recebimentos Caixa líquida usada nas actividades de investimento FLUXOS DE CAIXA DAS ACTIVIDADES DE FINANCIAMENTO Recebimentos respeitantes a: Empréstimos e outros financiamentos obtidos Realização de aumentos de capital social e outras contribuições dos sócios Cobertura de prejuízos pelos detentores de capital Doações Outras operações de financiamento Pagamentos respeitantes a: Reembolso de empréstimos e outros financiamentos obtidos Juros e gastos similares Dividendos Reembolso de capital social e de outras contribuições dos sócios Outras operações de financiamento CAIXA LÍQUIDA USADA NAS ACTIVIDADES DE FINANCIAMENTO .

00 59.0 0 110.500.0 0 24.000.500.000.000.00 11.800.500.500.00 610.000.000.00 7.500.000.0 0 42.0 0 12.000.000.00 315.0 0 75.00 34.0 0 35.0 0 264.000.0 0 17.00 175.000.00 4.00 0.000.00 4.00 230.0 0 126.0 0 320.000. 00 .000.000.0 0 245.500.000.000.000.000.00 692.00 610.000.00 692.0 0 220.000.000.00 220.0 0 31-122010 540.0 0 Activos tangíveis Amortizações acumuladas Investimentos financeiros Inventários e activos biológicos Clientes Outros devedores Bancos e caixa Total Capital Excedentes de reavaliação Reservas livres Resultados líquidos do período Fornecedores Empréstimos obtidos (instituições de crédito) Estado (IRPC) Acréscimos e diferimentos (Gastos com pessoal) Total Demonstração de Resultados 31-122009 1.00 3.000.000.490.0 0 Vendas 31-122010 1.000.436.000.VARIAÇÃO DE CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA NO INÍCIO DO PERÍODO CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA NO FIM DO PERÍODO Balanço s 31-122009 526.0 0 3.

00 8.500. O capital foi aumentado por entradas em dinheiro estando realizado apenas 80. SA no montante de 7.300.000 u. totalizaram 158. A conta OUTROS CREDORES respeita a: Dívidas dos accionistas (aumento do capital): 20.000. Alienação do activos tangíveis: 22. Faça comentário.m.Custos de inventários e activos biológicos Resultados brutos Fornecimentos e serviços de terceiros Gastos com pessoal Amortizações do período Custos financeiros Outros gastos e perdas operacionais Resultados antes de impostos Imposto sobre o rendimento Resultado líquido período 1. 5.000.m.000 u. 00 116.000.00 28.00 28.000.286.000 u.000 u. O excedente de revalorização respeita ao imobilizado corpóreo nos termos seguintes: Valor de aquisição dos activos tangíveis foi de 50.m.600.800. (1) RECEBIMENTOS DE CLIENTES + Vendas + Prestação de serviços + Proveitos suplementares + Outros rendimentos e ganhos operacionais + Saldo inicial de clientes Saldo final de clientes .000 u.200. em novos equipamentos. Dividendos pagos aos accionistas referentes ao exercício de 2009 (10-052010): 25.00 22.000 u. utilizando o método directo e método indirecto.m.500.00 42.000 u. 00 204.00 60.m. Descobertos bancários: 20.000.00 5.000.000u.044.00 37.256.000 u. As dívidas a instituições de crédito têm a seguinte composição: Empréstimos obtidos: 90.m. 7. Os investimentos durante o ano de 2010. 4.m. Foi reforçada a participação financeira na sociedade ABC. 6.00 1. Amortizações de activos tangíveis: 15.000. 2.400.000 u.00 3.m.320.00 6.00 40.000. Pretende-se a elaboração da demonstração dos fluxos de caixa.00 3.m.500.00 1.00 88.000.m.00 5.00 10.00 30.200. 3.

Contribuição para segurança social Saldo final de Estado .+ + + = + + + + + + + = Saldo inicial de adiantamentos de clientes por conta de vendas Saldo final de adiantamentos de clientes por conta de vendas Saldo inicial de acréscimos de rendimentos e ganhos diferidos Saldo final de acréscimos de rendimentos e ganhos diferidos Saldo inicial de rendimentos e ganhos diferidos Saldo final de rendimentos e ganhos diferidos RECEBIMENTOS DE CLIENTES Compras Fornecimentos e serviços de terceiros Outros custos e perdas operacionais Saldo inicial de Fornecedores Saldo final de fornecedores Saldo inicial de adiantamentos por conta de compras Saldo final de adiantamentos por conta de compras Saldo inicial de acréscimos de gastos e perdas Saldo final de acréscimos de gastos e perdas Saldo inicial de acréscimos de gastos e perdas diferidos Saldo final de acréscimos de gastos e perdas diferidos PAGAMENTOS FORNECEDORES + + + + + = Custos com pessoal IRPS Segurança social Sindicatos Saldo inicial de outros credores-pessoal Saldo final de outros credores-pessoal Saldo inicial de Estado .Contribuição para segurança social Saldo inicial de acréscimos de gastos e perdas Saldo final de acréscimos de gastos e perdas Saldo inicial dos de gastos e perdas diferidos Saldo inicial dos de gastos e perdas diferidos PAGAMENTOS AO PESSOAL .

+ + + = + + + = + + = + + + + = + + + = = Impostos sobre o Rendimento Saldo inicial de Estado – IRPC Insuficiência da estimativa Excesso da estimativa para impostos Saldo Final de Estado-IRPC Pagamentos do imposto sobre o rendimento IVA liquidado IVA dedutível IVA a recuperar IVA regularizações a favor do sujeito passivo IVA regularizações a favor do Estado Saldo inicial de Estado Saldo final de Estado Pagamentos do IVA IRPS retido Saldo inicial de Estado Saldo final de Estado Pagamentos do IRPS Impostos e taxas Insuficiência da estimativa Excesso da estimativa para impostos Saldo inicial de Estado – Restantes impostos Saldo final de Estado – Restantes impostos Saldo inicial de Estado – Tributos as autarquias locais Saldo final de Estado – Tributos as autarquias locais PAGAMENTOS DO IMPOSTO DE SELO Compras de Activos tangíveis (incluindo activos tangíveis de investimentos) Trabalhos para própria empresa Acréscimos pela actualização do valor de aquisição (excedentes de revalorização) Acréscimos relativos a transferência de existências e activos em curso Abates Decréscimos relativos a transferência para as existências Saldo final de activos tangíveis Valor de aquisição dos bens alienados Amortizações acumuladas Valor contabilístico dos bens alienados .

+ = + = + + + + = + + = Ganhos na alienação de activos tangíveis Perdas na alienação de activos tangíveis Valor de venda dos bens alienados Saldo inicial de Outros devedores-venda de activos tangíveis Saldo final de Outros devedores-venda de activos tangíveis Recebimentos provenientes da venda de activos tangíveis Saldo final de imobilizações Abates Transferências de activos tangíveis para existências Alienações (valor de aquisição) Trabalhos para própria empresa Acréscimos pela actualização do valor de aquisição (excedentes de revalorização) Transferências de existências e activos em curso para activos tangíveis Saldo final de activos tangíveis Valor de aquisição dos bens alienados Saldo inicial de Outros credores – fornecedores de activos tangíveis Saldo final de Outros credores – fornecedores de activos tangíveis Saldo inicial de adiantamentos por conta de activos tangíveis Saldo final de adiantamentos por conta de activos tangíveis PAGAMENTOS RESPEITANTES À AQUISIÇÃO DE ACTIVOS TANGÍVEIS + + - Capital próprio no fim do período Dividendos distribuídos .período anterior Capital próprio no início do período Acréscimo de reservas de reavaliação (excedentes de revalorizações) constituídas no período Acréscimo de reservas especiais constituídas no período Acréscimo de reservas livres por força de venda de .

+ + = + + + = acções (quotas) próprias Decréscimo de reservas livres por força de venda de acções (quotas) próprias Resultado líquido do período Saldo inicial de subscritores de capital – entidades privadas Saldo final de subscritores de capital – entidades privadas AUMENTO CAPITAL POR ENTRADAS EM DINHEIRO Saldo inicial de empréstimos obtidos Saldo inicial de accionistas (sócios) .Empréstimos PAGAMENTO DE EMPRÉSTIMOS OBTIDOS UTILIZAÇÃ O DA CLASSE 0 .Empréstimos Empréstimos contraídos (recebimentos) Saldo final de empréstimos obtidos Saldo final de accionistas (sócios).

.1 101 102 103 104 105 106 107 2 201 202 203 204 205 206 … 210 211 212 … 3 301 302 303 304 305 306 310 311 312 313 314 315 316 ACTIVIDADES OPERACIONAIS Recebimentos de clientes Pagamentos a fornecedores Pagamentos ao pessoal Pagamento/ recebimento do imposto sobre o recebimento Outros recebimentos / pagamentos relativos à actividade operacional Recebimentos relacionados com rubrica extraordinárias Pagamentos relacionados com rubrica extraordinárias ACTIVIDADES DE INVESTIMENTO Recebimentos provenientes de investimentos financeiros Recebimentos provenientes de activos tangíveis Recebimentos provenientes de activos intangíveis Recebimentos provenientes de subsídios de investimentos Recebimentos provenientes de juros e proveitos similares Recebimentos provenientes de dividendos . Pagamentos respeitantes a empréstimos obtidos Pagamentos respeitantes à amortização de contratos de locação financeira Pagamentos respeitantes a juros e custos similares Pagamentos respeitantes a dividendos Pagamentos respeitantes a reduções de capital e prestações suplementares Pagamentos respeitantes à aquisição de acções (quotas) próprias .. ACTIVIDADES DE FINANCIAMENTO Recebimentos provenientes de empréstimos obtidos Recebimentos provenientes de aumento de capital..... prestações suplementares e prémios de emissão Recebimentos provenientes de subsídios e doações Recebimentos provenientes da venda das acções (quotas) próprias Recebimentos provenientes da cobertura de prejuízos ... Pagamentos respeitantes a investimentos financeiros Pagamentos respeitantes a activos tangíveis Pagamentos respeitantes a activos intangíveis ..