Você está na página 1de 3

ESCOLAS E AGRUPAMENTOS DO CONCELHO DE SESIMBRA

MOÇÃO
Reunidos em Assembleia Plenária, em 20 de Novembro de 2008, no Cine-
Teatro Municipal João Mota, os Professores e Educadores das Escolas e
Agrupamentos do Concelho de Sesimbra, aprovam o seguinte:

Considerando que:
1. Os Professores e Educadores portugueses querem ser avaliados e têm o direito a ser
avaliados através de um modelo de avaliação rigoroso, justo, credível e objectivo, de uma
forma clara, transparente e que contribua para a melhoria das aprendizagens dos alunos,
motivando os professores e promovendo a qualidade e o prestígio da Escola Pública.

2. O actual modelo de Avaliação de Desempenho dos Professores, consubstanciado no


Decreto Regulamentar nº. 2/2008, já deu provas de ser demasiado complexo,
burocratizado e inexequível não assegurando critérios de rigor, imparcialidade e justiça,
sendo também responsável por um clima de crescente conflitualidade que põe em causa
o bom funcionamento das nossas escolas. Em resumo, este modelo não serve!

3. As alterações ao ECD promoveram uma divisão artificial entre professores titulares e não
titulares com o consequente estrangulamento na progressão da carreira docente,
determinando que mais de dois terços dos Professores nunca consigam chegar aos
escalões de topo, independentemente do mérito e excelência revelados, através do
estabelecimento de um regime de quotas. Comprova-se assim a orientação
exclusivamente economicista em que se enquadra o actual ECD que inclui o modelo de
avaliação deste Ministério da Educação.

Os Professores e Educadores abaixo-assinados


deliberam:
1. Rejeitar as propostas de aparente simplificação no actual modelo de
avaliação,* apresentadas hoje pelo Governo, e exigir a sua imediata
revogação por considerar que se mantêm todos os erros de paradigma que
estão na sua origem;

2. Suspender a sua participação neste processo de Avaliação de Desempenho


através da não concretização de qualquer acto que conduza à sua
implementação;

3. Exigir uma avaliação séria durante este ano lectivo, através de outro
modelo de avaliação que seja objectivo, adequado, justo e capaz de
contribuir efectivamente para a dignificação da função docente e a
promoção de uma Escola Pública de qualidade;

4. Exigir a revogação de algumas normas do Estatuto da Carreira Docente,


nomeadamente as que implicaram a divisão artificial entre Professores, o
estrangulamento no acesso aos escalões de topo da carreira e à
necessidade de uma Prova de Ingresso na profissão docente;
5. Continuar a tudo fazer para que as nossas escolas não sejam afectadas por
este clima de instabilidade permanente da exclusiva responsabilidade desta
equipa ministerial;

6. Prolongar o período de subscrição deste documento, promovendo a sua


divulgação pelas Escolas, Agrupamentos e demais estruturas educativas do
Concelho.

Sesimbra, 20 de Novembro de 2008

MOÇÃO
Aprovada por unanimidade e aclamação pelos 248 Professores e
Educadores das Escolas e Agrupamentos do Concelho de Sesimbra, reunidos
em Assembleia Plenária, realizada a 20 de Novembro de 2008 no Cine-Teatro
Municipal João Mota.
NOME DEPARTAME Escola
NTO