Você está na página 1de 14
Colégio Imaculada Conceição Educação Infantil “Filhas de Jesus”

Colégio Imaculada Conceição Educação Infantil “Filhas de Jesus”

Colégio Imaculada Conceição Educação Infantil “Filhas de Jesus”
Colégio Imaculada Conceição Educação Infantil “Filhas de Jesus”
Colégio Imaculada Conceição Educação Infantil “Filhas de Jesus”
Colégio Imaculada Conceição Educação Infantil “Filhas de Jesus”

Educa-se não só nem principalmente, com o que se diz, com as ideias transmitidas por nossas palavras, mas com toda a pessoa. Educa-se com a própria vida, quando nela os valores proclamados estão de fato assumidos, tendo sempre em conta que,

mais importante que o dizer e mais até do que o fazer é

o ser.

M M P E, 147

Prezadas famílias e responsáveis,

Para que possamos trabalhar em parceria e de acordo com as necessidades

de socialização e aprendizagem das crianças, apresentamos o planejamento anual, baseado em nossa Proposta Pedagógica e respaldado pela LDB (Lei de Diretrizes e Bases da Educação), pelas Orientações Curriculares das Referencias Nacionais para a Educação Infantil e pelo Nosso Modo Próprio de Educar (documento elaborado pela Congregação das “Filhas de Jesus”) Todo o trabalho, desde a seleção dos materiais à organização dos espaços, eventos e demais atividades, é organizado em equipe. O planejamento anual é desmembrado em três etapas letivas e, durante as reuniões pedagógicas, há um detalhamento das ações, visando ao desenvolvimento de habilidades e competências de acordo com a faixa etária. Utilizamos instrumentos metodológicos como a observação, o planejamento constante, a avaliação processual e formativa e o registro em portfólios e relatórios.

Ao final de cada etapa, há um conselho de série com a presença da direção,

coordenação e professores momento em que a caminhada de cada criança é socializada e avaliada. Em seguida, é feita uma reunião com as famílias. Além desses momentos, outras reuniões poderão ser agendadas de acordo com a necessidade. Um desenvolvimento adequado na infância inclui a formação de valores, a socialização, a percepção, a habilidade dos movimentos amplos e específicos

diversos,assim como a participação em praticas culturais,brincadeiras, momentos musicais, esportivos e artísticos.

A formação de uma personalidade harmônica, desenvolvida social,

emocional e cognitivamente, depende da maneira como se educa desde os primeiros anos de vida. Torna-se, então, um prazer e uma grande responsabilidade receber cada criança e sua família na unidade de Educação Infantil do Imaculada. Acompanhar e zelar pela infância e pelo crescimento educacional de seus filhos constitui nosso maior objetivo. Estamos à disposição para qualquer esclarecimento.

Ana Paula Jorge Jardim Diretora

Atenciosamente,

Cláudia Cunha C. Gonçalves Coordenadora Pedagógica Educação Infantil

Projetos na Educação Infantil

O trabalho com projetos em uma concepção sociointeracionista favorece a pesquisa como um meio de busca de novos conhecimentos e proporciona uma relação de proximidade e troca entre a criança, a professora e demais envolvidos no processo.

Todos os conteúdos conceituais, procedimentais e atitudinais são desenvolvidos através de problematizações, leituras, releituras, brincadeiras e questionamentos. Os projetos não se inserem apenas na proposta de renovação de atividades mais criativas, mas são alicerçados na proposta pedagógica da escola. Além dos projetos específicos, desenvolvidos nas turmas de acordo com os planejamentos, fazem parte da proposta da Educação Infantil do Imaculada os seguintes projetos:

Educação Nutricional

Literatura Infantil

Educação Ambiental

Projeto Institucional de 2011 - Construindo um mundo em harmonia: vida, paz e ecologia.

Avaliação

O processo de ensino e aprendizagem é acompanhado através de uma avaliação diagnóstica, formativa e processual. Avaliar envolve todos os que fazem parte do processo educacional. As famílias poderão acompanhar o desenvolvimento das habilidades e competências através dos portfólios e relatórios socializados ao final de cada etapa, ou quando se fizer necessário. Utilizamos a autoavaliação como um recurso de formação das crianças em relação a sua própria aprendizagem. Distribuição das etapas:

1ª etapa Início: 03 de fevereiro Término: 5 de maio 2ª etapa Início: 9 de maio Término: 31 de agosto 3ª etapa Início: 01 de setembro Término: 14 de dezembro

A importância da brincadeira na Educação Infantil

A brincadeira é uma forma privilegiada de expressão da criança. Ao brincar, as crianças aprendem a interagir, a construir e reconstruir as relações sociais e a integrar-se no grupo. A criação de regras nas brincadeiras permite ao grupo se autoestruturar e possibilita a cooperação entre as crianças. Brincar é uma atividade permeada por valores, atitudes e sentimentos. Permite desenvolver a imaginação, criatividade e construir a identidade pessoal da criança.

ÁREAS DE CONHECIMENTO Formação Humano-Cristã

O trabalho de Formação Humano-Cristã permeia todas as ações da Proposta Pedagógica da Educação Infantil do Imaculada e contempla a vida em sociedade, questões ambientais, valores, harmonia e felicidade do ser humano, o conhecimento e o respeito aos ensinamentos de Deus Pai.

Objetivos:

Desenvolver atitudes concretas que possibilitem vivenciar a presença de Deus.

Proporcionar condições para que a criança descubra o Deus único e verdadeiro que é Amor e Pai.

Desenvolver nas crianças experiências de admiração e contemplação da bondade e do amor de Deus Pai e de Maria, mãe de Jesus e nossa Mãe.

Criar condições para que aprendam a amar a natureza e respeitá-la como obra divina.

Formar e desenvolver valores.

Núcleos temáticos:

Identidade

Escola

Família

Campanha da Fraternidade:

Tema: Fraternidade e vida no planeta. Lema: “A criação geme em dores de parto. (Rm 8, 22)”

Páscoa

Valores: amor, paciência, justiça, compreensão, respeito, solidariedade, fraternidade

Maria – mãe de Jesus

Festa Junina

Meio ambiente

A vida de Santa Cândida

Natal

Bíblia Sagrada

Parábolas

Linguagem Oral e Escrita

As crianças, na Educação Infantil, estão imersas em várias atividades envolvendo a linguagem. Há o incentivo para que elas tenham contato de forma prazerosa com a linguagem escrita, musical, plástica e recebam estímulos constantes para desenvolver a linguagem oral e corporal. Os desenhos, os jogos, as brincadeiras, as cantigas, gestos e expressões, as propostas de literatura e os primeiros registros são atividades fundamentais para a aquisição e desenvolvimento da linguagem da criança.

Objetivos:

Familiarizar-se com a escrita por meio do manuseio de livros,revistas e outros portadores de texto.

Participar de situações de leitura.

Apreciar livros e outros portadores de texto.

Reconhecer a escrita do nome de alguns colegas.

Recitar e interpretar versos e poemas.

Reconhecer e escrever o próprio nome.

Conhecer alguns jogos verbais. Vivenciar diversas situações que favoreçam a construção de palavras.

Transmitir recados simples.

Conteúdos:

Sequência temporal de relatos.

Socialização de vivências.

Jogos verbais envolvendo a escrita e a leitura.

Linguagem oral para expressar desejos, necessidades e relatos diversos.

Diferenciação entre desenho e texto escrito.

Escolha e manuseio de livros de forma adequada.

Leituras de gravuras e cenas simples.

Músicas diversas.

Transmissão de recados simples.

Ampliação do vocabulário.

Habilidade de falar, ouvir e esperar a vez de falar.

Identificação do próprio nome, dos nomes dos colegas e da professora.

Escrita do nome próprio (ficha com primeiro nome).

Produção de texto coletivo (com auxílio da professora).

Escrita espontânea.

Alfabeto (conhecimento, reconhecimento, escrita).

Articulação de fonemas.

Matemática

Segundo Piaget, o conhecimento lógico-matemático tem como fonte principal

a mente de cada indivíduo. Por meio de atividades que favoreçam o raciocínio, as

crianças ampliam o conhecimento matemático.

O princípio do trabalho desenvolvido é deixar a criança experimentar suas

ideias, raciocinar e levantar hipóteses em busca de situações e resoluções

matemáticas. A professora acompanha este processo estimulando-a e orientando-a

na aquisição de habilidades e diversos conceitos matemáticos do dia a dia.

Objetivos:

Relacionar ideias matemáticas.

Desenvolver o raciocínio lógico.

Desenvolver a capacidade de resolver problemas de ordem prática.

Reconhecer, quantificar e registrar numerais de 0 10.

Introduzir as ideias da adição e da subtração.

Participar ativamente dos jogos matemáticos.

Conteúdos:

Blocos lógicos

Relações matemáticas de acordo com referenciais estabelecidos.

Reconhecimento, quantificação e escrita da série numérica até 10.

Contagem oral até 30.

Classificações, seriações e sequenciações matemáticas de acordo com critérios próprios e estabelecidos.

Noção de tempo.

Coleções.

Introdução da adição (oralmente e de forma concreta).

Introdução da subtração (oralmente e de forma concreta).

Jogos matemáticos.

Reconhecimento da moeda brasileira.

Natureza e Sociedade

Convivemos com uma variedade de grupos e culturas e essa diversidade deve ser respeitada e valorizada por todas as gerações, pois é uma das características mais preciosas do nosso país. Reflexões sobre qual planeta queremos para nós, para nossa família e amigos são constantes durante as atividades, pois acreditamos que a faixa etária favorece a formação de valores para a convivência humana e planetária.

Objetivos:

Preservar o bem comum.

Valorizar atitudes relacionadas à saúde e ao bem-estar individual e coletivo:

o

Ajudar os colegas e respeitá-los.

o

Respeitar as regras combinadas.

o

Respeitar e dialogar com os adultos.

o

Portar-se adequadamente em diversas circunstâncias e lugares.

o

Usar palavras de cortesia.

o

Conhecer e conscientizar-se sobre a importância de preservar o meio ambiente.

Conteúdos:

Não serão selecionados blocos de conteúdos, mas destacam-se ideias relacionadas aos objetivos definidos nos mais variados contextos que se integram à rotina infantil e aos projetos desenvolvidos. (RCNEI)

Artes Visuais

O trabalho com as Artes Visuais propicia às crianças a vivência e a apreciação de diversas manifestações artísticas e culturais, favorecendo o desenvolvimento da imaginação, percepção, criatividade, sensibilidade e vivências motoras e corporais.

Objetivos:

Ampliar o conhecimento de mundo que possuem.

Conhecer diversas manifestações artísticas.

Utilizar diversos materiais gráficos e plásticos sobre diferentes suportes.

Trabalhar com os grandes e pequenos músculos (coordenação motora grossa e fina).

Produzir trabalhos de arte.

Apreciar obras de arte.

Trabalhar com a releitura de algumas obras.

Ultilizar as diversas vivências corporais como forma de expressão.

Ultilizar diversos elementos artísticos como forma de expressão.

Conteúdos:

Os conteúdos estão organizados em dois blocos, que se referem à exploração e manipulação de variados materiais e à apreciação em Artes Visuais,além da exploração de movimentos como mímicas,dramatizações,danças e expressões corporais.

Música

O ensino da música na escola é de extrema importância para o desenvolvimento das potencialidades do indivíduo. Abrem-se novas possibilidades de articulação simbólica e expressiva. A organização dos conteúdos descritos abaixo segue um determinado nível que indica que as atividades podem ser realizadas sem prejuízo de aproveitamento para a criança, o que significa que níveis mais adiantados podem e devem aproveitar atividades dos níveis anteriores, desde que se faça a devida adequação à idade cronológica e ao desenvolvimento psicomotor, social e intelectual em que se encontra a criança.

Objetivos:

Duração do som:

identificar sons curtos e longos presentes no cotidiano e na natureza; reconhecer padrões de sons curtos e longos e silêncio no repertório de apreciação musical; associar padrões regulares de sons curtos e longos ao ritmo real.

Altura do som:

diferenciar sons ascendentes e descendentes; identificar padrões de movimento sonoro no meio social e na natureza; compreender os conceitos grave e agudo; diferenciar auditivamente sons graves, médios e agudos;

classificar objetos e fontes sonoras conforme registro.

Timbre do som:

compreender o conceito de timbre; identificar timbres de instrumentos, do entorno, da paisagem sonora e da natureza; desenvolver a coordenação motora para a manipulação de instrumentos musicais.

Intensidade do som:

identificar sons fortes e fracos, crescendos e diminuendos; classificar sons do entorno, da paisagem sonora e da natureza conforme a intensidade; executar as diferenças de intensidades nos diversos materiais sonoros.

Caráter expressivo e estilo:

identificar o caráter da música;

associar o caráter expressivo a variações de ritmo, altura e intensidade;

identificar gêneros: erudito, folclórico e popular (MPB, regional e outros).

Observação:

Cada parâmetro a ser abordado deve levar o aluno a ouvir, identificar, classificar e ordenar sons, caminhando gradativamente para um processo de organização estrutural dos materiais sonoros e de consciência musical, pois a criança aprende por observação, imitação e experimentação.

Conteúdos:

Materiais sonoros:

duração do som; altura do som; timbre do som; intensidade do som.

Caráter expressivo e estilo

Conteúdos:

Os conteúdos estão organizados em dois blocos: “o fazer musical”, que acontece por meio da composição e da interpretação e a “apreciação musical”, que se refere à audição e interação com músicas diversas.

Movimento / Psicomotricidade

O trabalho com o corpo contempla a multiplicidade de funções e manifestações do ato motor, propiciando um amplo desenvolvimento de aspectos específicos da motricidade das crianças. São organizados num processo contínuo e integrado que envolve múltiplas experiências corporais, possíveis de serem realizadas pela criança sozinha ou em situações de interação. A psicomotricidade segue uma gradação contínua de dificuldades, de acordo com o desenvolvimento e faixa etária das crianças. São utilizados os diferentes espaços físicos da escola, em diversos momentos, além do trabalho sistemático nas aulas de Educação Física com a professora especializada.

Rotina

A rotina é fundamental na Educação Infantil por proporcionar à criança

sentimentos de tranquilidade e segurança. Também proporciona maior facilidade de

organização espaço-temporal. A rotina não necessita ser rígida, podendo ser

modificada de acordo com o envolvimento das crianças, planejamento e proposta

elaborada.

Rotina das Turmas

Chegada

Acolhida

Agenda

correção do para casa

atendimento individual ou em grupos, que podem acontecer em outros momentos do dia.

escolha de materiais

1ª roda com as crianças:

oração

conversas sobre a organização do dia

Atividade de acordo com o planejamento do dia

Atividades diversificadas na Biblioteca, na quadra, no refeitório e em

outros

espaços. Aulas especializadas de Música, Educação Física e Educação Nutricional

e Formação Humano-cristã. Sistematização de estudos e projetos.

Higiene / lanche

Recreio

Higiene / relaxamento

2ª roda com as crianças:

jogos

histórias

avaliação do dia

orientações para as atividades de casa.

oração

despedida

Datas Comemorativas

Algumas datas comemorativas serão trabalhadas de forma integrada aos conteúdos e projetos, no decorrer do ano letivo.

Acompanhe na agenda do (a) seu (sua) filho (a) os comunicados e circulares, o dia das aulas especializadas e a solicitação de materiais ou objetos, quando necessário.

Referência bibliográfica

1. Lei 9394/69, 20 de dezembro de 1996. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional.

2. Referencial Curricular Nacional para a Educação infantil. Ministério da Educação e do Desporto, Secretaria de Educação Fundamental Brasília: MEC/SEF, 1998.

3. SARMENTO, M. J. Pinto. As crianças e a infância: definindo conceitos e delimitando o campo. Braga, Portugal: Centro de Estudos da Criança, 1997.

4. FILHO, A.J. ET AL. Infância plural: criança do nosso tempo. Porto Alegre:

Mediação, 2005.

5. VIGOTSKY, L. S. Psicologia Pedagógica. Porto Alegre: Artmed, 2003.

6. NOGUEIRA, Nilbo Ribeiro. Pedagogia dos Projetos: uma jornada interdisciplinar rumo ao desenvolvimento das múltiplaas inteligências. São Paulo: Érica, 2001.

7. SANTOMÉ, Jurjo Torres – Globalização e interdisciplinaridade o currículo integrado. Porto Alegre: Artes Médicas Sul LTDA, 1998.

8. ARRIBAS, Teresa Lleixà. Educação Infantil: desenvolvimento, currículo e organização escolar. Tradução: Fátima Murad. 5ª Ed. Porto Alegre: Artmed,

2004.

9. PIAGET; SZEMINSKA, A. A gênese do número na criança. Rio de Janeiro: Zahar

Editores, 1983.

10. EDWARDS, C; GANDINI, L; FORMAN, G. As cem linguagens da criança: a

abordagem de Reggio Emilia na educação da primeira infância. Porto Alegre:

Artmed, 1999.

11. MATURANA,Humberto R. A árvore do Conhecimento: as bases biológicas da compreensão humana.São Paulo, Palas Athena,2011

12. PERRENOUD,Philippe. As competências para ensinsar no século XXI. Porto Alegre: Artes Médicas,2002

Colégio Imaculada Conceição Educação Infantil “Filhas de Jesus”

Colégio Imaculada Conceição Educação Infantil “Filhas de Jesus”

Colégio Imaculada Conceição Educação Infantil “Filhas de Jesus”
Colégio Imaculada Conceição Educação Infantil “Filhas de Jesus”