Você está na página 1de 14

PMAV DRELVT: Carlos Pinheiro: Mensagens http://forumbibliotecas.rbe.min-edu.pt/mod/forum/user.php?

id=44&cou...

Práticas e modelos na auto-avaliação das BE - DRELVT
Nome de utilizador: Carlos Pinheiro. (Sair)
RBE ► PMAV DRELVT ► Participantes ► Carlos Pinheiro ► Mensagens no fórum ► Mensagens

Carlos Pinheiro
Perfil Editar perfil Mensagens no fórum Blogue
Mensagens Temas

Página: 1 2 3 4 5 6 (Próximo)

Fórum da Sessão -> Síntese das apresentações -> Re: Síntese das apresentações
por Carlos Pinheiro - Quarta, 26 Novembro 2008, 11:01

Olá, Isabel

Gostei muito da sua síntese, e da forma como consegui sistematizar as ideias
apresentadas pelos autores. Contrariamente ao seu receio de que fosse demasiado
sintéctica, considero que conseguiu apresentar o essencial daquilo que os
conferencistas nos quiseram transmitir, evidenciando a visão que cada um deles tem do
processo de auto-avaliação da Biblioteca Escolar.

Mostrar mensagem ascendente
Ver mensagem no seu contexto

Fórum da Sessão -> Sintese de Carlos Pinheiro
por Carlos Pinheiro - Segunda, 24 Novembro 2008, 23:56

sintese_carlos_pinheiro.pdf
Em anexo

Ver mensagem no seu contexto

FÓRUM PARA A REALIZAÇÃO DA ACTIVIDADE PROPOSTA -> Acções futuras D.1
por Carlos Pinheiro - S�bado, 15 Novembro 2008, 22:31

accoes_futuras.pdf
Em anexo

Ver mensagem no seu contexto

FÓRUM PARA A REALIZAÇÃO DA ACTIVIDADE PROPOSTA -> Tabela D.1
por Carlos Pinheiro - S�bado, 15 Novembro 2008, 22:30

Tabela_D1.pdf
Em anexo.

1 de 3 26-11-2008 18:20

Ver mensagem no seu contexto FÓRUM PARA A REALIZAÇÃO DAS TAREFAS PROPOSTAS -> A. não conheço a realidade da sua escola. Não vou referir aquilo em que estou de acordo.min-edu.4. de acordo com o seu nível de escolaridade.php?id=44&cou.rbe. de acordo com o nível de escolaridade que frequentam.1.4 por Carlos Pinheiro . legais e de responsabilidade social associados ao acesso. directórios. ou então a elaboração de um questionário específico que recolhesse dados sobre as atitudes dos alunos face aos problemas éticos e legais. recorrendo quer a obras de referência e materiais impressos.. onde se poderia debater essa questão. Eu sugiro a elaboração de uma tarefa-tipo.e porque gostei particularmente da abordagem que faz do tema e da preocupação em operacionalizar a recolha dos dados.2.Quarta. Também me surpreende que diga que os professores curriculares não estarão dispostos a receber conselhos nesta área.. bibliotecas digitais ou outras fontes de informação electrónicas. que me parece uma das problemáticas mais importantes deste indicador e um tema sobre o qual normalmente as escolas não reflectem. avaliação e uso da informação e das novas tecnologias. Eu sugiro a criação de um grupo de discussão com alunos representantes de todas as turmas. Será que os professores já sabem tudo? Ou não estão dispostos a aprender? Quanto ao factor crítico Os alunos demonstram.pt/mod/forum/user.PMAV DRELVT: Carlos Pinheiro: Mensagens http://forumbibliotecas.A.1. mas apenas ressaltar dois ou três aspectos de que discordo no seu plano. 12 Novembro 2008. compreensão sobre os problemas éticos. que é a maior parte. organizam.4 -> Re: A. e A. mas a aprendizagem ao logo da vida deverá ser uma característica fundamental da actividade docente. pois os dados obtidos não permitem medir com rigor esse factor. O processo de auto-avaliação da biblioteca envolve a avaliação da actividade dos alunos. e A. Mostrar mensagem ascendente 2 de 3 26-11-2008 18:20 .2. e se o professor bibliotecário não tiver turma terá necessariamente de avaliar os alunos dos outros.2. Maria João Escolhi comentar o seu trabalho por incluir um indicador que eu próprio escolhi . as diferentes fases do processo de pesquisa e tratamento de informação: identificam fontes de informação e seleccionam informação. Impacto da BE nas competências tecnológicas e de informação dos alunos . parece-me insuficiente avaliá-lo somente mediante os questionários a professores e alunos. quer a motores de pesquisa. Quando factor crítico Os alunos incorporam no seu trabalho. não concordo quando diz que os professores bibliotecários não estarão dispostos a avaliar os alunos dos colegas. 12:44 Olá. no âmbito da AP. sintetizam e comunicam a informação tratada e avaliam os resultados do trabalho realizado. por exemplo. que as turmas poderão desenvolver na biblioteca.2.2.

Ver mensagem no seu contexto Página: 1 2 3 4 5 6 (Próximo) Nome de utilizador: Carlos Pinheiro.. (Sair) PMAV DRELVT 3 de 3 26-11-2008 18:20 .rbe.pt/mod/forum/user.min-edu..PMAV DRELVT: Carlos Pinheiro: Mensagens http://forumbibliotecas.php?id=44&cou.

. 21:52 No guia da unidade.2. Poderiam explicar melhor o que se pretende com «analise-os detalhadamente»? A tarefa descrita em c) não incluirá necessariamente a tal «análise detalhada»? Obrigado.DRELVT Nome de utilizador: Carlos Pinheiro.4 por Carlos Pinheiro . que me parece formalmente bem construído. 10 Novembro 2008. um que considere de Processo e outro que considere de Impacto/Outcome.Quinta.Dúvida na actividade por Carlos Pinheiro . 19:26 Olá. Maria João Escolhi comentar o seu powerpoint. 18:04 planodeavaliacao.pt/mod/forum/user. exagerou um bocadinho nos efeitos de animação.Segunda.PMAV DRELVT: Carlos Pinheiro: Mensagens http://forumbibliotecas.min-edu. 6 Novembro 2008. em minha opinião. 29 Outubro 2008. é dito: b) Escolha no Domínio/Subdomínio seleccionado dois Indicadores.Quarta. um bom motivo de reflexão). mas 1 de 2 26-11-2008 18:22 . aborda os aspectos principais do processo (agradou-me particularmente aquela citação no diapositivo 11. Práticas e modelos na auto-avaliação das BE . sobretudo nos títulos. Contudo. (Sair) RBE ► PMAV DRELVT ► Participantes ► Carlos Pinheiro ► Mensagens no fórum ► Mensagens Carlos Pinheiro Perfil Editar perfil Mensagens no fórum Blogue Mensagens Temas Página: (Prévio) 1 2 3 4 5 6 (Próximo) FÓRUM PARA A REALIZAÇÃO DAS TAREFAS PROPOSTAS -> A. que os especialistas na matéria consideram não dever ter animação de entrada.2. e analise-os detalhadamente.3 e A.. fazendo uma utilização acertada dos esquemas e evitando um erro comum de incluir demasiado texto num diapositivo.php?id=44&cou. Quanto ao conteúdo.rbe. Ver mensagem no seu contexto Fórum para realização da segunda proposta -> Divulgação do Processo de Auto-Avaliação da BE -> Re: Divulgação do Processo de Auto-Avaliação da BE por Carlos Pinheiro .pdf Em anexo Ver mensagem no seu contexto Fórum para colocação de questões ou dúvidas gerais -> Sessão 8 .

.PMAV DRELVT: Carlos Pinheiro: Mensagens http://forumbibliotecas.. uma vez que o powerpoint se destina a um público que talvez seja a primeira vez que vai ouvir falar da auto-avaliação da BE e que certamente gostará de saber com o que vai contar ao longo do ano lectivo.) Ver mensagem no seu contexto Fórum para colocação de questões ou dúvidas gerais -> SOS ..pt/mod/forum/user. Mostrar mensagem ascendente Ver mensagem no seu contexto Fórum para realização da segunda proposta -> Apresentação electrónica de Carlos Pinheiro por Carlos Pinheiro .pdf E o outro Mostrar mensagem ascendente Ver mensagem no seu contexto Página: (Prévio) 1 2 3 4 5 6 (Próximo) Nome de utilizador: Carlos Pinheiro. (Sair) PMAV DRELVT 2 de 2 26-11-2008 18:22 . 24 Outubro 2008.PDF´s -> Re: SOS - PDF´s por Carlos Pinheiro .rbe.Segunda.php?id=44&cou.Sexta.min-edu. 22:59 É só clicar no link: Auto-avaliação das Bibliotecas Escolares View SlideShare presentation (tags: auto-avaliação das bib.. 13:24 School_librarian_as_teachers-_learning_outcomes_and_evidence-based_practice- Ross_Todd. penso que deveria descriminar melhor as fases do processo. 27 Outubro 2008.

considero que «todo o acto de formalização implica. arquivar. parece‐me ser essa a maior dificuldade da aplicação do modelo.Quarta. Alicerçando‐se na bibliografia fornecida e na sua experiência de aplicação do modelo. Práticas e modelos na auto-avaliação das BE .DRELVT Nome de utilizador: Carlos Pinheiro.pt/mod/forum/user.PDF´s por Carlos Pinheiro .pdf Olá._An_introduction_to_performance_measurement. Mostrar mensagem ascendente Ver mensagem no seu contexto Fórum para a realização das tarefas propostas -> Análise crítica do Modelo de Auto-avaliação da BE -> Re: Análise crítica do Modelo de Auto-avaliação da BE por Carlos Pinheiro . agora deve abrir problemas. sem artes de Merlim Mostrar mensagem ascendente Ver mensagem no seu contexto Fórum para colocação de questões ou dúvidas gerais -> Problemas no acesso aos materiais -> Re: Problemas no acesso aos materiais por Carlos Pinheiro . para além de uma rotina organizada. um dispêndio de tempo e atenção. 22 Outubro 2008. 1 de 2 26-11-2008 18:22 . 23 Outubro 2008. e que. Jacqueline Junto seguem. com particular destaque para os constrangimentos da sua aplicação.. 24 Outubro 2008.PDF´s -> Re: SOS .PMAV DRELVT: Carlos Pinheiro: Mensagens http://forumbibliotecas. aborda não só a fundamentação teórica do modelo de auto‐avaliação. Registar implica escrever. 20:20 A reflexão da Fátima Pinto parece‐me um contributo muito valioso para o debate desta temática. mas também as questões práticas. 13:23 How_good_is_your_school_library_resource_centre. portanto.php?id=44&cou. eu colocaria essa constatação quando debatesse os constrangimentos e não ao abordar os conceitos implicados. razão pela qual.rbe.Quinta. (Sair) RBE ► PMAV DRELVT ► Participantes ► Carlos Pinheiro ► Mensagens no fórum ► Mensagens Carlos Pinheiro Perfil Editar perfil Mensagens no fórum Blogue Mensagens Temas Página: (Prévio) 1 2 3 4 5 6 (Próximo) Fórum para colocação de questões ou dúvidas gerais -> SOS .. Fátima. 20:29 Guia_da_Unidade_5_esc. organizar a informação que circula e se partilha muitas vezes de modo informal». Converti o ficheiro e doc e envio em anexo.doc Olá Jaqueline (e restantes colegas com dificuldades em abrir os ficheiros) O problema com o guia da unidade é o facto de estar em formato docx (word 2007).min-edu. a integração dessas rotinas na gestão da biblioteca não se afigura isenta de escolhos.Sexta. Tal como ela. Aliás.

se revelaram os mais problemáticos. 20:55 Unidade_4. tornará o trabalho de recolha de evidências e sua análise progressivamente mais denso. no sentido de produzir e publicar “literatura” em língua portuguesa».php?id=44&cou. Para finalizar. pela minha experiência.Segunda. pois o objectivo do modelo de auto‐avaliação é a introdução de melhorias para ultrapassar os pontos fracos detectados. espero que esta formação possa igualmente dar um contributo nesse sentido. Considero também importante a referência que a Fátima faz à necessidade de «sistematizar a “obra” que vai sendo construída. que. (Sair) PMAV DRELVT 2 de 2 26-11-2008 18:22 ..pdf Em anexo Ver mensagem no seu contexto Fórum para colocação de questões ou dúvidas gerais -> Dúvida sobre as competências do professor bibliotecário por Carlos Pinheiro .. Para vencer a subjectividade inerente ao conceito de observação deveriam ter sido criadas «actividades‐tipo» que diferentes grupos de aluno realizariam na biblioteca ou em sala de aula. e o efeito dessas melhorias terá de ser necessariamente medido para avaliar a sua eficácia. Revejo‐me também na crítica que faz aos instrumentos de recolha de dados. nomeadamente disponibilizando às bibliotecas escolares uma selecção dos documentos produzidos pelas formadoras e formandos. Mas não vejo de que maneira isso possa ser evitado. falta de sensibilidade dos órgãos de gestão da escola e dos professores em geral.pt/mod/forum/user.min-edu. 13:57 Estou em fase final de elaboração do trabalho desta semana. Quando o modelo se generalizar a todas as escolas. prevejo dificuldades de diversa ordem (falta de preparação dos coordenadores e das equipas. 20 Outubro 2008.PMAV DRELVT: Carlos Pinheiro: Mensagens http://forumbibliotecas. e surgiu-me uma dúvida: as competências do professor bibliotecário a que se referem são apenas apelas aquelas que estão implicadas na aplicação do modelo de auto-avaliação. Também considero que o facto de o domínio anteriormente avaliado continuar a ser monitorizado no ano seguinte. sobretudo em relação às grelhas de observação.Segunda. ao mesmo tempo que se avalia um novo domínio. especificamente neste campo da auto‐avaliação da BE. 20 Outubro 2008. e só assim se poderá igualmente constar a eficácia das acções de melhoria adoptadas. que essa “literatura” poderá ajudar a ultrapassar. Mostrar mensagem ascendente Ver mensagem no seu contexto Fórum para a realização das tarefas propostas -> Análise crítica ao Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares .rbe. certo? Ver mensagem no seu contexto Página: (Prévio) 1 2 3 4 5 6 (Próximo) Nome de utilizador: Carlos Pinheiro.Carlos Pinheiro por Carlos Pinheiro . Só assim se poderão recolher dados que de algum modo reflictam a situação da escola.

. penso que deveria especificar melhor a «ausência de legislação» como uma ameaça. Será que se refere à ausência de legislação sobre a existência do cargo. que. às quais tantas vezes falta formação nesta área.PMAV DRELVT: Carlos Pinheiro: Mensagens http://forumbibliotecas.php?id=44&cou. pois não especifica que tipo de competências deverá demonstrar para conseguir isso. 17:23 A tabela da Júlia parece-me que reflecte uma análise equilibrada da leitura dos textos e faz um retrato bastante aproximado da realidade das bibliotecas escolares portuguesas quanto aos seus pontos fortes e pontos fracos.Quarta.. Em relação às competências do professor bibliotecário. a meu ver. parece-me muito acertada a acção a implementar de elaboração de um manual de procedimentos concelhio. Mostrar mensagem ascendente Ver mensagem no seu contexto Fórum para a realização das tarefas propostas -> Tabela-matriz de Carlos Pinheiro por Carlos Pinheiro . o realço igualmente a importância da Política Documental. poderia resultar de uma boa articulação entre o SABE e os coordenadores concelhios.min-edu. necessário.pdf Em anexo Ver mensagem no seu contexto 1 de 2 26-11-2008 18:22 . Penso que essa medida ajudaria a estabelecer alguma uniformidade ao nível do tratamento documental e poderia ser um auxiliar precioso para as equipas das BE.rbe. Na gestão da colecção. ou sobre as competências do professor bibliotecário? Quanto à Organização e Gestão da BE.Segunda.pt/mod/forum/user. Este instrumento de trabalho deveria ser obrigatório em todas as bibliotecas e assumido como o princípio orientador da gestão da colecção. que poderia constar como uma acção a implementar. 13 Outubro 2008. 15 Outubro 2008. Práticas e modelos na auto-avaliação das BE . 19:57 Tabela-matriz_carlos_pinheiro. (Sair) RBE ► PMAV DRELVT ► Participantes ► Carlos Pinheiro ► Mensagens no fórum ► Mensagens Carlos Pinheiro Perfil Editar perfil Mensagens no fórum Blogue Mensagens Temas Página: (Prévio) 1 2 3 4 5 6 (Próximo) Fórum para a realização das tarefas propostas -> matriz -> Re: matriz por Carlos Pinheiro .DRELVT Nome de utilizador: Carlos Pinheiro. Na BE como espaço de conhecimento e aprendizagem apenas discordo de que o professor bibliotecário deve fazer-se sentir útil.

23:24 Mostrar mensagem ascendente Ver mensagem no seu contexto FÓRUM GERAL PARA A COLOCAÇÃO DOS TRABALHOS -> Repertório Bio-Bibliográfico de Roswitha Poll por Carlos Pinheiro . antecipei o mais possível a conclusão da tarefa. 27 Setembro 2008..pdf Em anexo Ver mensagem no seu contexto FÓRUM GERAL PARA A COLOCAÇÃO DOS TRABALHOS -> Rowshita Poll -> Re: Rowshita Poll por Carlos Pinheiro .). 21:11 Carlos_Pinheiro_Rel_Tarefa2.Ter�a.PMAV DRELVT: Carlos Pinheiro: Mensagens http://forumbibliotecas. cujo resultado segue em anexo... FÓRUM GERAL PARA A COLOCAÇÃO DOS TRABALHOS -> Auto-diagnóstico de competências de auto-avaliação organizacional (Carlos Pinheiro) por Carlos Pinheiro . Ver mensagem no seu contexto Página: (Prévio) 1 2 3 4 5 6 (Próximo) Nome de utilizador: Carlos Pinheiro.doc Antevendo um início de semana absolutamente surrealista em termos de trabalho na escola e na RBE (tantos prazos a coincidirem no dia 30.S�bado.min-edu.rbe.pt/mod/forum/user. 7 Outubro 2008.php?id=44&cou.. (Sair) PMAV DRELVT 2 de 2 26-11-2008 18:22 . 14:14 Unidade1_Carlos_Pinheiro.Ter�a. 30 Setembro 2008.

Quarta.. as preocupações são semelhantes às nossas.asla. mas também uma grande preocupação com as questões pedagógicas e um conhecimento profundo dos currículos. Realço a importância dada neste documento à literacia da informação e à aprendizagem ao longo da vida. A afirmação da biblioteca na escola e o cumprimento da sua missão depende muito de uma liderança eficaz e da sua capacidade de fazer funcionar equipas multidisciplinares e de se envolver nas estruturas de gestão da escola.min-edu. As bibliotecas escolares enfrentam hoje desafios que exigem aos seus profissionais um perfil diversificado e uma capacidade de adaptação às mudanças e às crescentes exigências da sociedade da informação. penso que um factor facilitador desta liderança forte será a presença do professor bibliotecário no Conselho Pedagógico da escola. as equipas das bibliotecas façam o necessário”lobbing” para assegurar essa presença da biblioteca no CP. 24 Setembro 2008. mesmo do “outro lado do mundo”. que ainda não conhecia e que demonstra que.org. O documento aponta ainda uma característica que penso ser fundamental para o professor bibliotecário: a liderança.rbe.PMAV DRELVT: Carlos Pinheiro: Mensagens http://forumbibliotecas.2ª fase -> Selecção do Grupo 4 -> Re: Selecção do Grupo 4 por Carlos Pinheiro . Daí ser essencial que.DRELVT Nome de utilizador: Carlos Pinheiro. decorrentes do novo modelo de gestão.php?id=44&cou. (Sair) RBE ► PMAV DRELVT ► Participantes ► Carlos Pinheiro ► Mensagens no fórum ► Mensagens Carlos Pinheiro Perfil Editar perfil Mensagens no fórum Blogue Mensagens Temas Página: (Prévio) 1 2 3 4 5 6 (Próximo) Fórum para realização da actividade desta sessão .pt/mod/forum/user. Remetendo agora para a realidade portuguesa. 21:30 Escolhi este o site sugerido pelo 4: http://www.. o que diz bem da exigência premente de tornar as bibliotecas locais de aprendizagem e produção de conhecimento. Práticas e modelos na auto-avaliação das BE .au/policy/standards. Mostrar mensagem ascendente Ver mensagem no seu contexto 1 de 3 26-11-2008 18:23 .htm Gosto muito deste documento. na revisão dos regulamentos internos da escola em curso.

Fórum porta-fólio -> Endereço do porta-fólio -> Re: Endereço do porta-fólio por Carlos Pinheiro . Maria José O teu endereço não funciona.php?id=44&cou. Será http://nautilus. embora me pareça que ela agora opina sobre tudo Mostrar mensagem ascendente Ver mensagem no seu contexto Fórum porta-fólio -> endereço porta-fólio digital -> Re: endereço porta-fólio digital por Carlos Pinheiro . Maria João Para apagares uma página. Anizabel O link tem uma gralha . está um i onde deveria estar um u.Ter�a.. Ana Como parece haver unanimidade na escolha do site.pdf Também gostei do artigo do Nuno Crato.pt/mod/forum/user.php?f=427 relativo à segunda fase. 23 Setembro 2008. propunha que o colocasses.fis.pt/cec/arquivo/Nuno Crato/1998 /19980509_A_biblioteca_do_futuro. 23 Setembro 2008.rbe. 23 Setembro 2008. abres a mesma e depois clicas em "Page" no separador superior (ao lado de "Discussion").Ter�a.Quarta. juntamente com a tua reflexão. tens a opção "Delete" para poderes eliminar a página Mostrar mensagem ascendente Ver mensagem no seu contexto Fórum para a realização da actividade desta sessão . onde. entre várias outras.pt /mod/forum/view. Abre-se um novo menu. em nautilus. 23:04 Olá. 16:00 Olá.min-edu. será que falta a confirmação do email? Mostrar mensagem ascendente Ver mensagem no seu contexto Fórum para a realização da actividade desta sessão . 23:21 Olá.rbe. 12:58 Olá.uc.1ª fase -> página web para discussão no 1º grupo -> Re: página web para discussão no 1º grupo por Carlos Pinheiro .Ter�a. como sendo a selecção do grupo 1 Mostrar mensagem ascendente Ver mensagem no seu contexto Página: (Prévio) 1 2 3 4 5 6 (Próximo) 2 de 3 26-11-2008 18:23 .PMAV DRELVT: Carlos Pinheiro: Mensagens http://forumbibliotecas. 24 Setembro 2008.1ª fase -> Escolha do link -> Re: Escolha do link por Carlos Pinheiro .min-edu.. no fórum http://forumbibliotecas.

.rbe.min-edu.pt/mod/forum/user.. (Sair) PMAV DRELVT 3 de 3 26-11-2008 18:23 .php?id=44&cou. Nome de utilizador: Carlos Pinheiro.PMAV DRELVT: Carlos Pinheiro: Mensagens http://forumbibliotecas.

pode ser encontrada aqui: http://www. com uma colecção única no mundo sobre as guerras peninsulares). a de coordenador local do concelho de Cascais. fui despachado para a Biblioteca do Exército. na Escola EB 2. como afirmou Shu Ching no século V a. que partilho com a coordenação da minha biblioteca.3 Padre Alberto Neto. Inscrevi-me nesta formação porque.DRELVT Nome de utilizador: Carlos Pinheiro. Foi também aí que dei os primeiros passos na catalogação. 14:48 A apresentação do Felipe Zayas. Durante o cumprimento do serviço militar.rbe. primeiro como responsável pelos recursos TIC e desde há meia dúzia de anos como coordenador.min-edu. 20 Setembro 2008. intitulada «Alfabetização e uso de marcadores sociais». As minhas área de eleição são as bibliotecas digitais. "Os 1 de 2 26-11-2008 18:23 .. Este ano inicio o meu terceiro ano como coordenador a tempo inteiro. ensinado por um coronel reformado com uma cultura extraordinária.pptx Mostrar mensagem ascendente Ver mensagem no seu contexto Fórum apresentações -> Apresentação por Carlos Pinheiro . 21 Setembro 2008. 21 Setembro 2008.com/documentos /marcadores_sociales. 14:58 http://carlospinheiro. na RBE. após uma recruta de 4 meses em Santarém.0. áreas onde tenho recebido e dado muita formação nos últimos anos.. C. Práticas e modelos na auto-avaliação das BE .Domingo. (Sair) RBE ► PMAV DRELVT ► Participantes ► Carlos Pinheiro ► Mensagens no fórum ► Mensagens Carlos Pinheiro Perfil Editar perfil Mensagens no fórum Blogue Mensagens Temas Página: (Prévio) 1 2 3 4 5 6 Fórum porta-fólio -> Endereço do porta-fólio por Carlos Pinheiro .fzayas. Também este ano inicio uma nova experiência. a literacia da informação e a chamada biblioteca 2.php?id=44&cou. estive sempre ligado às bibliotecas escolares.PMAV DRELVT: Carlos Pinheiro: Mensagens http://forumbibliotecas.com Ver mensagem no seu contexto Fórum Café -> V Encontro de Bibliotecas de Oeiras -> Re: V Encontro de Bibliotecas de Oeiras por Carlos Pinheiro . 17:24 Chamo-me Carlos Pinheiro e a minha ligação às Bibliotecas começou de uma forma algo original. no Estado Maior do Exército.S�bado.pt/mod/forum/user. Sou também formador na área das TIC e das Bibliotecas. Foi aí que desenvolvi o gosto pelas bibliotecas e descobri os imensos tesouros que aí nos aguardam (recomendo uma visita a essa maravilhosa biblioteca..wikispaces. A partir daí (foi já há quase vinte anos).Domingo. no sábado.

php?id=44&cou. penso que pode ser útil para esclarecer algumas dúvidas e complementar alguns aspectos. Por ser semelhante ao modelo português.min-edu. Ver mensagem no seu contexto Fórum para a realização da actividade desta sessão ..uk/teachingandlearning/resourcematerials/schoollibraries/ Trata-se de uma página que apresenta um modelo de auto-avaliação usado em Inglaterra e que é muito semelhante ao adoptado em Portugal pela RBE. (Sair) PMAV DRELVT 2 de 2 26-11-2008 18:23 .rbe. as nossas bibliotecas se tornarão necessariamente melhores.teachernet.pt/mod/forum/user. E porque com a auto-avaliação. Ver mensagem no seu contexto Página: (Prévio) 1 2 3 4 5 6 Nome de utilizador: Carlos Pinheiro.S�bado. 20 Setembro 2008.PMAV DRELVT: Carlos Pinheiro: Mensagens http://forumbibliotecas. que estão dispostos a aprender com os outros tornar-se-ão maiores".gov..1ª fase -> Selecção de Carlos Pinheiro por Carlos Pinheiro . com a particularidade de ser (um pouco) diferente para escolas básicas e secundárias. 15:24 A minha escolha é esta: http://www.