Você está na página 1de 41

Motores | Automação | Energia | Tintas

Motores | Automação | Energia | Tintas
Motores | Automação | Energia | Tintas
Motores | Automação | Energia | Tintas
Motores | Automação | Energia | Tintas
Motores | Automação | Energia | Tintas
Motores | Automação | Energia | Tintas
Motores | Automação | Energia | Tintas
Motores | Automação | Energia | Tintas
Motores | Automação | Energia | Tintas
Retificador Retificador 6 6 Pulsos Pulsos (Padrão) (Padrão) Tensão Tensão alternada alternada Tensão Tensão
Retificador Retificador 6 6 Pulsos Pulsos (Padrão) (Padrão) Tensão Tensão alternada alternada Tensão Tensão
Retificador Retificador 6 6 Pulsos Pulsos (Padrão) (Padrão) Tensão Tensão alternada alternada Tensão Tensão
Retificador Retificador 6 6 Pulsos Pulsos (Padrão) (Padrão) Tensão Tensão alternada alternada Tensão Tensão
Retificador Retificador 6 6 Pulsos Pulsos (Padrão) (Padrão) Tensão Tensão alternada alternada Tensão Tensão
Retificador Retificador 6 6 Pulsos Pulsos (Padrão) (Padrão) Tensão Tensão alternada alternada Tensão Tensão

RetificadorRetificador 66 PulsosPulsos (Padrão)(Padrão)

Retificador 6 6 Pulsos Pulsos (Padrão) (Padrão) Tensão Tensão alternada alternada Tensão Tensão
Retificador 6 6 Pulsos Pulsos (Padrão) (Padrão) Tensão Tensão alternada alternada Tensão Tensão

TensãoTensão alternadaalternada

(Padrão) (Padrão) Tensão Tensão alternada alternada Tensão Tensão retificada retificada Tensão Tensão cont
(Padrão) (Padrão) Tensão Tensão alternada alternada Tensão Tensão retificada retificada Tensão Tensão cont

TensãoTensão retificadaretificada

alternada alternada Tensão Tensão retificada retificada Tensão Tensão cont cont í í nua nua no no
alternada alternada Tensão Tensão retificada retificada Tensão Tensão cont cont í í nua nua no no
alternada alternada Tensão Tensão retificada retificada Tensão Tensão cont cont í í nua nua no no
alternada alternada Tensão Tensão retificada retificada Tensão Tensão cont cont í í nua nua no no
alternada alternada Tensão Tensão retificada retificada Tensão Tensão cont cont í í nua nua no no
alternada alternada Tensão Tensão retificada retificada Tensão Tensão cont cont í í nua nua no no
alternada alternada Tensão Tensão retificada retificada Tensão Tensão cont cont í í nua nua no no
alternada alternada Tensão Tensão retificada retificada Tensão Tensão cont cont í í nua nua no no

TensãoTensão contcontíínuanua nono linklink cccc TensãoTensão alternadaalternada PWMPWM

Equacionamento Equacionamento B B á á sico sico da da M M á á quina
Equacionamento Equacionamento B B á á sico sico da da M M á á quina
Equacionamento Equacionamento B B á á sico sico da da M M á á quina
Equacionamento Equacionamento B B á á sico sico da da M M á á quina
Equacionamento Equacionamento B B á á sico sico da da M M á á quina

EquacionamentoEquacionamento BBáásicosico dada MMááquinaquina AssincronaAssincrona

n = 120 . f . (1-s)

p

 U

quina Assincrona Assincrona n = 120 . f . (1-s) p  U f C 

f

C  . I 2

OndeOnde ::

n == VelocidadeVelocidade dodo motormotor f == freqfreqüüênciaência s == escorregamentoescorregamento p == nnúúmeromero dede ppóóloslos == fluxofluxo magnmagnééticotico

U == TensãoTensão

C == torquetorque I 2 == correntecorrente rotrotóóricarica

Sistemas Sistemas de de Ventila Ventila ç ç ão ão - Nos sistemas de ventilação

SistemasSistemas dede VentilaVentilaççãoão

- Nos sistemas de ventilação normalmente precisa-se controlada alguma variável do processo (Pressão, Vazão, Temperatura e etc.) a aplicação de inversores de freqüência no acionamento dos Ventiladores traz grandes vantagens ao usuário.

SistemasSistemas dede VentilaVentilaççãoão  2 V  2  p  .  .g.H 
SistemasSistemas dede VentilaVentilaççãoão  2 V  2  p  .  .g.H 
SistemasSistemas dede VentilaVentilaççãoão
2
V
2
 p 
.

.g.H
f(V
)
t
p
2
2A

[kg/m³] p t [N/m²] V [m³/s]

Massa específica do fluído; Diferença de pressão total; Vazão Volumétrica; Área da seção; Aceleração da gravidade; Perda de carga.

A [m²]

g [m/s²] H p [m]

 
 
Sistemas Sistemas de de Ventila Ventila ç ç ão ão Potência elétrica em um ventilador

SistemasSistemas dede VentilaVentilaççãoão

Potência elétrica em um ventilador

P el

A

V

2

.

p

t

2

.

t

el

P ela2 [W] p t2 [N/m²] V [m³/s]

t [%] el [%]

Potência elétrica consumida no ponto 2; Diferença de pressão no ponto 2; Vazão Volumétrica; Rendimento do Ventilador; Rendimento do motor elétrico.

Sistemas Sistemas de de Ventila Ventila ç ç ão ão Ponto de operação Ponto de

SistemasSistemas dede VentilaVentilaççãoão

Ponto de operação Ponto de operação com a válvula fechada com a válvula aberta Consumo
Ponto de operação
Ponto de operação
com a válvula fechada
com a válvula aberta
Consumo = 4,45kW
Consumo = 6,7kW
Sistemas Sistemas de de Ventila Ventila ç ç ão ão Considerando que este sistema é

SistemasSistemas dede VentilaVentilaççãoão

Considerando que este sistema é acionado por um ventilador de mercado, e utiliza como acionamento um motor WEG

linha W21 de 10Cv / II Pólos / Rendimento de 87,6%. E que o sistema opera 24 horas por dia 30 dias por mês, mas no regime de operação temos que a cada 12 horas de operação ele passa 06 horas trabalhando com a válvula fechada reduzindo a vazão de ar para 70% da vazão nominal do ventilador. Aplicando a fórmula, podemos calcular a potência elétrica consumida neste sistema. Podemos concluir que no “ponto 1” com a válvula aberta o ventilador tem um consumo de 6,7kW e no ponto 2 com a válvula fechada, temos um consumo de 4,45kW. esta redução de consumo é devido ao aumento do rendimento do ventilador quando esta operando com a válvula fechada.

Sistemas Sistemas de de Ventila Ventila ç ç ão ão Controle de pressão e vazão

SistemasSistemas dede VentilaVentilaççãoão

Controle de pressão e vazão do ventilador em função do ângulo das pás

n  cons tan te
n  cons tan te
Sistemas Sistemas de de Ventila Ventila ç ç ão ão Ponto 1 = Velocidade máxima.

SistemasSistemas dede VentilaVentilaççãoão

Ponto 1 = Velocidade máxima. Consumo = 6,7kW Ponto 2 = Redução de velocidade do
Ponto 1 =
Velocidade máxima.
Consumo = 6,7kW
Ponto 2 = Redução de
velocidade do ventilador.
Consumo = 2,5kW
Sistemas Sistemas de de Ventila Ventila ç ç ão ão Aplicando a fórmula para cálculo

SistemasSistemas dede VentilaVentilaççãoão

Aplicando a fórmula para cálculo da potência elétrica consumida pelos ventiladores, podemos notar que o consumo no “ponto 1” não se altera. Porém no “ponto 2” temos uma redução de consumo de 4,45kW para 2,5kW, uma redução do consumo de energia elétrica de 44%, comparado com o método de controle de vazão por válvula. Considerando o ciclo de trabalho deste ventilador,

temos uma redução no consumo de energia elétrica de 8.424kWh/Ano.

Em

um

ano

de

operação

do

Ventilador,

considerando o kWh ao valor de R$0,18.

Temos uma economia de R$ 1.513,32/Ano.

SISTEMA SISTEMA DE DE VENTILA VENTILA Ç Ç ÃO ÃO DE DE CALDEIRA CALDEIRA EM

SISTEMASISTEMA DEDE VENTILAVENTILAÇÇÃOÃO DEDE CALDEIRACALDEIRA EMEM INDINDÚÚSTRIASTRIA QUIMICAQUIMICA

VentiladorVentilador

acionadoacionado

porpor

motormotor

dede 300Cv300Cv IVIV PPóólos.los.

SubstituiSubstituiççãoão dede DumperDumper parapara controlecontrole dede vazãovazão porpor acionamentoacionamento comcom inversorinversor dede freqfreqüüência.ência.

de de vazão vazão por por acionamento acionamento com com inversor inversor de de freq freq
CALC CALC Ú Ú LO LO DE DE RETORNO RETORNO DE DE INVESTIMENTO INVESTIMENTO COM

CALCCALCÚÚLOLO DEDE RETORNORETORNO DEDE INVESTIMENTOINVESTIMENTO COMCOM OSOS DADOSDADOS REAISREAIS DADA APLICAAPLICAÇÇÃOÃO DODO CLIENTECLIENTE

INVESTIMENTO COM COM OS OS DADOS DADOS REAIS REAIS DA DA APLICA APLICA Ç Ç ÃO
Sistemas Sistemas de de bombeamento bombeamento Exemplo típico de aplicação - Nos sistemas onde precisa

SistemasSistemas dede bombeamentobombeamento

Exemplo típico de aplicação

- Nos sistemas onde precisa ser controlada alguma variável do processo (Pressão, Vazão, Nível e etc.) a aplicação de inversores de freqüência no acionamento dos conjuntos de moto bombas traz grandes vantagens ao usuário.

Sistemas Sistemas de de bombeamento bombeamento Sistema com controle de pressão e vazão (*) J

SistemasSistemas dede bombeamentobombeamento

Sistema com controle de pressão e vazão

bombeamento Sistema com controle de pressão e vazão (*) J função de :Diâmetro da tubulação, Comprimento
bombeamento Sistema com controle de pressão e vazão (*) J função de :Diâmetro da tubulação, Comprimento

(*) J função de :Diâmetro da tubulação, Comprimento da tubulação, Comprimento equivalente devido a perdas em joelhos, curvas, válvulas, etc. Vazão ao quadrado (Q 2 )

ONDE:

Hest = ALTURA ESTÁTICA (desnível de líquido), (m) Hdin = ALTURA DINÂMICA função da perda de carga (*)

Sistemas Sistemas de de bombeamento bombeamento Métodos de controle de pressão e vazão A) A)

SistemasSistemas dede bombeamentobombeamento

Métodos de controle de pressão e vazão

A)A) SISTEMASISTEMA BYBY--PASSPASS (RECIRCULA(RECIRCULAÇÇÃO)ÃO) B)B) CONTROLECONTROLE ATRAVATRAVÉÉSS DEDE VVÁÁLVULASLVULAS (ESTRANGULAMENTO)(ESTRANGULAMENTO) C)C) VARIAVARIAÇÇÃOÃO DEDE VELOCIDADEVELOCIDADE

Consumidores A
Consumidores
A
B Consumidores
B
B
B Consumidores
B Consumidores

Consumidores

B Consumidores
B Consumidores
B Consumidores
B Consumidores
C
C
C Consumidores

Consumidores

C Consumidores
C Consumidores
Sistemas Sistemas de de bombeamento bombeamento Métodos de controle de pressão e vazão (By-Pass) Consumidores

SistemasSistemas dede bombeamentobombeamento

Métodos de controle de pressão e vazão (By-Pass)

Consumidores

bombeamento bombeamento Métodos de controle de pressão e vazão (By-Pass) Consumidores PL = Δ Q x

PL = ΔQ x H A = PERDA

Sistemas Sistemas de de bombeamento bombeamento Métodos de controle de pressão e vazão (Estrangulamento) Consumidores

SistemasSistemas dede bombeamentobombeamento

Métodos de controle de pressão e vazão (Estrangulamento)

Consumidores

bombeamento Métodos de controle de pressão e vazão (Estrangulamento) Consumidores PL = Δ H x Q

PL = ΔH x Q A = PERDA

Sistemas Sistemas de de bombeamento bombeamento Métodos de controle de pressão e vazão (Variação de

SistemasSistemas dede bombeamentobombeamento

Métodos de controle de pressão e vazão (Variação de Velocidade)

Consumidores

de de bombeamento bombeamento Métodos de controle de pressão e vazão (Variação de Velocidade) Consumidores
Sistemas Sistemas de de bombeamento bombeamento Energia requerida para cada tipo de controle de pressão

SistemasSistemas dede bombeamentobombeamento

Energia requerida para cada tipo de controle de pressão do sistema

Sistemas Sistemas de de bombeamento bombeamento Energia requerida para cada tipo de controle de pressão do
DISTRIBUI DISTRIBUI Ç Ç ÃO ÃO DE DE AGUA AGUA POR POR COMPANIA COMPANIA DE

DISTRIBUIDISTRIBUIÇÇÃOÃO DEDE AGUAAGUA PORPOR COMPANIACOMPANIA DEDE SANEAMENTOSANEAMENTO

SistemaSistema

dede

bombasbombas

parapara

distribuidistribuiççãoão

dede

ááguagua

instalainstalaççãoão dede inversoresinversores dede freqfreqüüênciaência nono painelpainel dede acionamentoacionamento dada bomba.bomba.

COMPARATIVO COMPARATIVO DE DE CONSUMO CONSUMO DO DO SISTEMA SISTEMA R$ 6.000,00 5.000,00 4.000,00 3.000,00

COMPARATIVOCOMPARATIVO DEDE CONSUMOCONSUMO DODO SISTEMASISTEMA

R$ 6.000,00 5.000,00 4.000,00 3.000,00 2.000,00 1.000,00 0,00 Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul
R$ 6.000,00
5.000,00
4.000,00
3.000,00
2.000,00
1.000,00
0,00
Jan
Fev
Mar
Abr
Mai
Jun
Jul
Ago
Set
Out
Nov
Dez
1996
4.793,00
3.685,00
3.984,00
4.287,00
4.075,00
3.636,00
4.027,00
3.766,00
3.835,00
4.008,00
3.795,00
3.808,00
1997
4.584,00
3.618,00
3.681,00
3.339,00
3.939,00
2.555,00
3.041,00
2.960,00
2.096,00
4.307,00
3.384,00
3.640,00
1998
2.720,00
2.534,00
2.833,00
2.640,00
2.309,00
2.310,00
2.353,00
2.436,00
2.326,00
2.167,00
2.570,00
2.447,00
FRIGORIFICO FRIGORIFICO COM COM NECESSIDADE NECESSIDADE DE DE AMPLIA AMPLIA Ç Ç ÃO ÃO DE

FRIGORIFICOFRIGORIFICO COMCOM NECESSIDADENECESSIDADE DEDE AMPLIAAMPLIAÇÇÃOÃO DEDE CAMARACAMARA FRIGORIFICAFRIGORIFICA

UnidadeUnidade

dede

300Cv300Cv IIII ppóóloslos existenteexistente

NecessidadeNecessidade dede instalainstalaççãoão dede maismais umauma unidadeunidade compressoracompressora dede mesmamesma potência.potência.

dede

acionamentoacionamento comcom SoftSoft--StarterStarter porpor

painelpainel comcom inversorinversor freqfreqüüênciaência

compressoracompressora

TrocaTroca

dodo

painelpainel

dede

inversor inversor freq freq ü ü ência ência compressora compressora   Troca Troca do do
INSTALA INSTALA Ç Ç ÃO ÃO DE DE MAIS MAIS UMA UMA CAMARA CAMARA FRIGORIFICA

INSTALAINSTALAÇÇÃOÃO DEDE MAISMAIS UMAUMA CAMARACAMARA FRIGORIFICAFRIGORIFICA COMCOM MOTORMOTOR DEDE 300CV300CV IIII PPÓÓLOSLOS

redureduççãoão dede consumoconsumo ee ampliaampliaççãoão dodo sistemasistema semsem aa necessidadenecessidade dede aumentoaumento dodo transformadortransformador

EconomiaEconomia dede energiaenergia

91kWh91kWh // 43,8%43,8%

Potência média no período sem redução

de rotação = 208 kW Potência média no período com variação de

velocidade: 117 kW

no período sem redução de rotação = 208 kW Potência média no período com variação de
2 > 1 > 1) Velocidade: 20 Volt 500 ms 2) Tensão Link DC: 1
2 > 1 > 1) Velocidade: 20 Volt 500 ms 2) Tensão Link DC: 1
2 >
1 >
1) Velocidade:
20 Volt
500 ms
2) Tensão Link DC:
1 Volt
500 ms

1) Velocidade

2) Tensão CC

CFW09 CFW09 Frenagem Frenagem reost reost á á tica tica Energia dissipada por efeito Joule
CFW09 CFW09 Frenagem Frenagem reost reost á á tica tica Energia dissipada por efeito Joule

CFW09CFW09 FrenagemFrenagem reostreostááticatica

Energia dissipada por efeito Joule

Não ocorrerá o bloqueio do inversor na execução da rampa.

Não ocorrerá o bloqueio do inversor na execução da rampa. Resistor de frenagem REDE GERADOR Módulo
Não ocorrerá o bloqueio do inversor na execução da rampa. Resistor de frenagem REDE GERADOR Módulo

Resistor de frenagem

Não ocorrerá o bloqueio do inversor na execução da rampa. Resistor de frenagem REDE GERADOR Módulo

REDE

Não ocorrerá o bloqueio do inversor na execução da rampa. Resistor de frenagem REDE GERADOR Módulo
Não ocorrerá o bloqueio do inversor na execução da rampa. Resistor de frenagem REDE GERADOR Módulo

GERADOR

Não ocorrerá o bloqueio do inversor na execução da rampa. Resistor de frenagem REDE GERADOR Módulo

Módulo de frenagem

Retificador Retificador Regenerativo Regenerativo (OPCIONAL) (OPCIONAL)
Retificador Retificador Regenerativo Regenerativo (OPCIONAL) (OPCIONAL)
Retificador Retificador Regenerativo Regenerativo (OPCIONAL) (OPCIONAL)
Retificador Retificador Regenerativo Regenerativo (OPCIONAL) (OPCIONAL)
Retificador Retificador Regenerativo Regenerativo (OPCIONAL) (OPCIONAL)

RetificadorRetificador RegenerativoRegenerativo (OPCIONAL)(OPCIONAL)

Retificador Retificador Regenerativo Regenerativo (OPCIONAL) (OPCIONAL)
CFW09 CFW09 - - Regenerativo Regenerativo REDE REDE MOTOR GERADOR Ponte regenerativa Ponte inversora
CFW09 CFW09 - - Regenerativo Regenerativo REDE REDE MOTOR GERADOR Ponte regenerativa Ponte inversora
CFW09 CFW09 - - Regenerativo Regenerativo REDE REDE MOTOR GERADOR Ponte regenerativa Ponte inversora
CFW09 CFW09 - - Regenerativo Regenerativo REDE REDE MOTOR GERADOR Ponte regenerativa Ponte inversora
CFW09 CFW09 - - Regenerativo Regenerativo REDE REDE MOTOR GERADOR Ponte regenerativa Ponte inversora

CFW09CFW09 -- RegenerativoRegenerativo

REDE

CFW09 CFW09 - - Regenerativo Regenerativo REDE REDE MOTOR GERADOR Ponte regenerativa Ponte inversora

REDE

CFW09 CFW09 - - Regenerativo Regenerativo REDE REDE MOTOR GERADOR Ponte regenerativa Ponte inversora
CFW09 CFW09 - - Regenerativo Regenerativo REDE REDE MOTOR GERADOR Ponte regenerativa Ponte inversora
CFW09 CFW09 - - Regenerativo Regenerativo REDE REDE MOTOR GERADOR Ponte regenerativa Ponte inversora

MOTOR

CFW09 CFW09 - - Regenerativo Regenerativo REDE REDE MOTOR GERADOR Ponte regenerativa Ponte inversora

GERADOR

CFW09 CFW09 - - Regenerativo Regenerativo REDE REDE MOTOR GERADOR Ponte regenerativa Ponte inversora

Ponte regenerativa

Ponte inversora

MINERADORA MINERADORA COM COM ESTEIRA ESTEIRA TRANSPORTADORA TRANSPORTADORA EM EM DECLIVE DECLIVE COM COM MOTOR

MINERADORAMINERADORA COMCOM ESTEIRAESTEIRA TRANSPORTADORATRANSPORTADORA EMEM DECLIVEDECLIVE COMCOM MOTORMOTOR DEDE 350CV350CV

AplicaAplicaççãoão dede inversorinversor dede freqfreqüüênciaência regenerativoregenerativo parapara acionamentoacionamento dodo motormotor dada esteiraesteira transportadoratransportadora dede minminéériorio emem declivedeclive

motor motor da da esteira esteira transportadora transportadora de de min min é é rio rio
APLICA APLICA Ç Ç ÃO ÃO DE DE INVERSOR INVERSOR REGENERATIVO REGENERATIVO EM EM CENTR

APLICAAPLICAÇÇÃOÃO DEDE INVERSORINVERSOR REGENERATIVOREGENERATIVO EMEM CENTRCENTRÍÍFUGAFUGA DEDE AAÇÚÇÚCARCAR

PotênciaPotência InversorInversor RegenerativoRegenerativo xx MotorMotor MultipolarMultipolar

Vermelho = Inversor (1500kg) Azul = Motor Multipolar (650kg)
Vermelho = Inversor (1500kg)
Azul = Motor Multipolar (650kg)
Regenerativo x x Motor Motor Multipolar Multipolar Vermelho = Inversor (1500kg) Azul = Motor Multipolar (650kg)
(P) FP = --------- = COS kW (S) kVA
(P) FP = --------- = COS kW (S) kVA
(P)
FP = ---------
= COS
kW (S)
kVA
(P) FP = --------- = COS kW (S) kVA
(P) FP = --------- = COS kW (S) kVA
(P)
FP = ---------
= COS
kW (S)
kVA
S1 = 225kVA S2 = 194kVA S1-S2 = 31kVA Motor WEG, 185kW 250cv /, 380V,
S1 = 225kVA S2 = 194kVA S1-S2 = 31kVA Motor WEG, 185kW 250cv /, 380V,
S1 = 225kVA S2 = 194kVA S1-S2 = 31kVA
S1 = 225kVA
S2 = 194kVA
S1-S2 = 31kVA
S1 = 225kVA S2 = 194kVA S1-S2 = 31kVA Motor WEG, 185kW 250cv /, 380V, I

Motor WEG, 185kW

250cv /, 380V, I n = 335,95A,

F.P. = 0,89 e S = 208kVA

250cv /, 380V, I n = 335,95A, F.P. = 0,89 e S = 208kVA Motor +

Motor + Capacitor*:

F.P. = 0,95 e S = 194kVA

* Neste caso o Capacitor WEG fornece 35kvar corrigindo F.P. para 0,95

“ “ Agradecemos Agradecemos a a aten aten ç ç ão ão e e a

AgradecemosAgradecemos aa atenatenççãoão ee aa presenpresenççaa dede todostodos

Contato:

Marcio Rosa WEG Automação E-mail: marcior@weg.net Tel.: 11-5053-2332 Cel.: 11-8181-2995

www.weg.net

www.weg.com.br

Marcio Rosa WEG Automação E-mail: marcior@weg.net Tel.: 11-5053-2332 Cel.: 11-8181-2995 www.weg.net www.weg.com.br