Você está na página 1de 3

CEFSS. Sobre a profisso do servio social. Disponvel em: <http://www.cfess.com.br> CFESS. Atribuies privativas do assistente social. Braslia: 2002.

MARTINELLE, Maria Lcia. Servio social: identidade e alienao. 9. ed. So Paulo: Cortez, 2005. SOUSA, Charles Toniolo. A prtica do assistente social, conhecimento instrumental e interveno profissional.

SERVIO SOCIAL PERCEPES INICIAIS, NASCIMENTO E PERSPECTIVA.

Profisso a nvel superior, surgiu em 1936, mas foi regulamentada somente em 1957, pela Lei 8.662/93. O assistente social um profissional que luta pela desigualdade social, pelos direitos dos menos favorecidos. Trabalha com o ser humano e sua totalidade, vendo todo um contexto, ou seja, o homem em sociedade, no somente o homem. So vrias intervenes que contribuem para o desenvolvimento profissional do assistente social, para que o mesmo desenvolva suas atividades de forma eficiente e eficaz. O assistente social deve conhecer todos os fundamentos cientficos e histricos que contribuem para a sua prtica profissional, onde as mesmas levam ao real aprofundamento terico e instrumental. Diante de todo esse contexto, utiliza seus conhecimentos adquiridos para por em prtica no decorrer de suas atividades. O assistente social atua nas polticas pblicas sociais, cabendo apenas execut-las na relao direta com o indivduo, grupos e comunidades. Com a regulamentao da profisso atravs da Lei 8.662/93, passou a no s executar, mas de sua competncia elaborar, coordenar, executar e avaliar planos, programas e projetos que sejam do mbito social. Conhecendo a realidade da sociedade a qual vai trabalhar, levando em considerao as necessidades que ali existem, o assistente social produz seu conhecimento crtico e construtivo. Esse atual momento marcado pela maturidade acadmica, onde o mesmo hoje um profissional regulamentado e tendo que por em prtica diante da sociedade sua tica profissional. Deve se qualificar para desenvolver seu trabalho de forma eficiente e buscar novas tcnicas para execuo do mesmo. Essas trs dimenses devem ser desenvolvidas juntas, para que no haja fragmentao no seu trabalho.

O assistente social ocupa um lugar de destaque na sociedade no momento que atua diretamente no quotidiano das classes, grupos sociais dos menos favorecidos. Da o processo de qualificao fundamental, onde o mesmo no deve acontecer somente no perodo acadmico. O assistente social deve manter-se informado para melhor executar suas atividades. Na execuo de seu trabalho deve fazer uma pesquisa profunda em relao ao indivduo, levando em considerao o mundo ao qual est inserido para que haja um melhor entendimento de suas preferncias. Historicamente, a prtica assistencial esteve ligada noo de caridade. J no sculo XXVIII a assistncia seria um direito do cidado (dever de todos).

FACULDADE INTERNACIONAL DO DELTA CURSO: SERVIO SOCIAL PROFESSORA: ADRIANA BARROS DISCIPLINA: INTRODUO AO SERVIO SOCIAL NOME: JACINTA MARIA PINTO LINHARES BLOCO A

RESENHA

PARNABA, 15 DE MARO DE 2012.

Você também pode gostar