Você está na página 1de 5
Olá, caro(a) aluno(a)! Seja bem-vindo(a)! Curso de Discursiva para o Senado Federal Prof. Fabiano Sales

Olá, caro(a) aluno(a)! Seja bem-vindo(a)!

Curso de Discursiva para o Senado Federal Prof. Fabiano Sales – Aula Demonstrativa

É com imensa alegria que recebo o convite da coordenação do Estratégia Concursos para elaborar o curso de Discursiva para o Senado Federal, cujo certame será organizado pela Fundação Getúlio Vargas. Primeiramente, farei uma breve apresentação sobre mim: meu nome é Fabiano Sales, com formação em Letras (Português/Literaturas de Língua Portuguesa) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Iniciei minhas atividades docentes em 2004, no Rio de Janeiro, onde leciono aulas de gramática, de técnicas de redação, de compreensão e interpretação de textos e de redação de correspondências oficiais. Ministro aulas em cursos preparatórios, auxiliando diversos candidatos para os principais concursos públicos do país (Receita Federal, Senado Federal, TCU, BACEN, BB, CEF, BNDES, Tribunais Superiores, TRT’s, TRE's, entre outros). Também possuo experiência com as principais bancas examinadoras, dentre as quais se destacam ESAF, NCE/UFRJ, CESPE/UnB, Cesgranrio, Consulplan, FCC e FGV, sendo esta última o foco de nossa preparação para provas discursivas de redação. Desde já, coloco-me à sua inteira disposição para ajudá-lo(a) a conquistar a almejada vaga. Sempre que for preciso, faça contato comigo através do e-mail fabianosales@estrategiaconcursos.com.br. Responderei o mais breve possível.

PÚBLICO-ALVO DO CURSO
PÚBLICO-ALVO DO CURSO

O curso de Discursiva para o Senado Federal destina-se aos candidatos que pleitearão vagas relativas aos cargos de Analista, Policial e Técnico Legislativo.

OBJETIVO DO CURSO
OBJETIVO DO CURSO

O objetivo deste curso é prepará-lo(a) para elaborar prova Discursiva (Redação e Questão Discursiva), conforme o edital regulador do concurso para o Senado Federal. E como farei isso ? Por meio do(a):

a) reconhecimento das diferentes tipologias textuais (narração, descrição, injunção e

dissertação). Segundo o edital regulador do concurso, é importante que haja adequação à tipologia textual, sob pena de anulação do texto;

b) apresentação dos defeitos e das qualidades de textos dissertativos;

c) reconhecimento da estrutura de textos dissertativos (introdução, desenvolvimento

e conclusão);

d) planejamento e construção do texto dissertativo (planejamento redacional); e

e) oferta de propostas temáticas para a elaboração de redações (com correção individual).

Curso de Discursiva para o Senado Federal Prof. Fabiano Sales – Aula Demonstrativa CRONOGRAMA DO

Curso de Discursiva para o Senado Federal Prof. Fabiano Sales – Aula Demonstrativa

CRONOGRAMA DO CURSO
CRONOGRAMA DO CURSO

Durante o curso, seguiremos o seguinte cronograma de aulas:

Nº DA AULA

 

CONTEÚDO

Aula 00 (demonstrativa)

Apresentação: Informações Gerais sobre o Curso de Discursiva para o Senado Federal.

03/01/12

Aula 01

14/01/12

Macroestrutura Textual – Parte 1:

Gênero Textual X Tipologia Textual.

O

Texto Dissertativo - Defeitos e Qualidades.

 

Macroestrutura Textual – Parte 2:

Construindo o Texto Dissertativo. Tema e Assunto.

Aula 02

O

Título.

21/01/12

Organização de Parágrafos: Tipos de Tópico Frasal.

O

Parágrafo de Introdução.

O

Parágrafo de Desenvolvimento e a Argumentação.

O

Parágrafo de Conclusão.

 

Macroestrutura Textual – Parte 3:

Aula 03

Planejamento Redacional. Técnicas Aplicáveis à Produção Textual. Propostas Temáticas para a Redação 01.

28/01/12

Aula 04

Propostas Temáticas para a Redação 02.

13/02/12

Aula 05

Propostas Temáticas para a Questão Discursiva.

27/02/12

Nas aulas 03, 04 e 05, serão apresentados os respectivos grupos de propostas temáticas, das quais uma deverá ser selecionada. No decorrer do curso, portanto, você desenvolverá até três textos (duas redações e uma questão discursiva). As datas para envio e devolução das redações serão informadas na aula 03.

Curso de Discursiva para o Senado Federal Prof. Fabiano Sales – Aula Demonstrativa CRITÉRIOS DE

Curso de Discursiva para o Senado Federal Prof. Fabiano Sales – Aula Demonstrativa

CRITÉRIOS DE PARTICIPAÇÃO
CRITÉRIOS DE PARTICIPAÇÃO

Em regra, as redações deverão ser manuscritas (para que eu também avalie a legibilidade da letra, um dos aspectos analisados pela banca Fundação Getúlio Vargas) e escaneadas, sendo remetidas em anexo para o e-mail que será informado na aula 03.

Para aqueles candidatos que não têm acesso a escâner, o texto poderá ser elaborado em arquivo Word (formato .doc), ficando cientes de que, nessa hipótese, obviamente, não serão avaliados quanto à legibilidade.

A correção das redações ficará condicionada ao fornecimento do nome completo e do CPF do aluno matriculado no Estratégia Concursos.

Para manutenção da qualidade nas correções, o curso terá o limite de 80 (oitenta) alunos inscritos.

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DA FUNDAÇÃO GETÚLIO VARGAS
CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DA FUNDAÇÃO GETÚLIO VARGAS

Neste momento, tecerei algumas informações de extrema importância acerca das provas discursivas da Fundação Getúlio Vargas.

Os critérios de avaliação da banca Fundação Getúlio Vargas são os seguintes:

TEXTO 1 – REDAÇÃO

Getúlio Vargas são os seguintes: TEXTO 1 – REDAÇÃO Prof. Fabiano Sales www.estrategiaconcursos.com.br 3 de
Curso de Discursiva para o Senado Federal Prof. Fabiano Sales – Aula Demonstrativa ADEQUAÇÃO AO

Curso de Discursiva para o Senado Federal Prof. Fabiano Sales – Aula Demonstrativa

ADEQUAÇÃO AO TEMA E À TIPOLOGIA TEXTUAL

Nesta prova (texto 1 – Redação), você não poderá obter nota ZERO no item 2 dos aspectos macroestruturais (A), sob pena de ter sua redação anulada.

NÚMERO DE LINHAS

O texto 1 – Redação – deverá ser composto obrigatoriamente por, no mínimo, 25 (vinte e cinco) e, no máximo, 30 (trinta) linhas. Tradicionalmente, a FGV exige linha efetivamente escrita. E o que seria isso? Segundo o edital regulador do concurso, por linha efetivamente escrita entende-se a linha com no mínimo duas palavras completas, excetuando-se preposições, conjunções e artigos. Caso você, candidato(a), escreva menos de 25 (vinte e cinco) linhas efetivamente escritas, será acrescida a B (quantidade de ocorrências dos erros da fórmula acima) quantidade igual à diferença 25–TL (total de linhas efetivamente escritas). Para efeito de avaliação, será desconsiderado qualquer fragmento de texto que for escrito fora do local apropriado e/ou que ultrapassar a extensão máxima de 30 (trinta) linhas.

TEXTO 2 – QUESTÃO DISCURSIVA

de 30 (trinta) linhas . TEXTO 2 – QUESTÃO DISCURSIVA NÚMERO DE LINHAS A FGV não

NÚMERO DE LINHAS

A FGV não estabeleceu um número mínimo de linhas para a elaboração da questão discursiva (texto 2). Entretanto, esta deverá ter a extensão máxima de 30 (trinta) linhas. Para efeito de avaliação, será desconsiderado qualquer fragmento de texto que for escrito fora do local apropriado e/ou que ultrapassar a extensão máxima de 30 (trinta) linhas. Pode parecer repetitivo, mas é necessário reforçar que, tradicionalmente, a FGV exige linha efetivamente escrita, a qual deve conter no mínimo duas palavras completas, excetuando-se preposições, conjunções e artigos.

Curso de Discursiva para o Senado Federal Prof. Fabiano Sales – Aula Demonstrativa DAS PROPOSTAS

Curso de Discursiva para o Senado Federal Prof. Fabiano Sales – Aula Demonstrativa

DAS PROPOSTAS TEMÁTICAS
DAS PROPOSTAS TEMÁTICAS

No concurso para o Senado Federal, os temas das provas constam do conteúdo programático dos cargos de Analista, Policial e Técnico Legislativo. Neste curso, entretanto, as propostas temáticas sugeridas para os textos 1 (Redação) e 2 (Questão Discursiva) pertencerão ao grupo de conhecimentos gerais (comuns a todas as áreas) dos respectivos editais. É importante frisar que, nas propostas para o texto 2, relativas às questões discursivas, a finalidade não é ensinar o conteúdo propriamente dito, e sim avaliar o desenvolvimento textual.

ORTOGRAFIA
ORTOGRAFIA

Na ocasião da avaliação de desempenho na prova de redação e na questão discursiva, você poderá valer-se das normas ortográficas em vigor antes ou depois daquelas implementadas pelo Decreto Presidencial nº 6.583, de 29 de setembro de 2008, em decorrência do período de transição previsto no parágrafo único, do art. 2º, da citada norma, que estabeleceu o Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa:

A implementação do Acordo obedecerá ao período de transição de 1 o de janeiro de 2009 a 31 de dezembro de 2012, durante o qual coexistirão a norma ortográfica atualmente em vigor e a nova norma estabelecida.”

Em outras palavras, na redação e nas questões discursivas da Fundação Getúlio Vargas, você poderá escrever “geléia” (antiga regra) ou “geleia” (nova ortografia); “microondas” (antiga regra) ou “micro-ondas” (nova ortografia); enjôo (antiga regra) ou enjoo (nova ortografia); semi-rígida (antiga regra) ou semirrígida (nova ortografia). É importante frisar, entretanto, que a banca examinadora da FGV não admitirá a mistura de regras. Sendo assim, recomendo o seguinte:

- ao candidato que ainda não tem total segurança para aplicar as novas regras ortográficas: faça uso das regras antigas, pois estas ainda estão em vigência e, consequentemente, serão aceitas pela Fundação Getúlio Vargas.

- candidato que já se sente seguro para aplicar as novas regras ortográficas: pode utilizá-las à vontade.

Esse bate-papo é importante a fim de chamar sua atenção para os aspectos microestruturais. Erros ortográficos acarretam a perda de pontos fundamentais para a aprovação, já que, nas provas da Fundação Getúlio Vargas, a diferença entre a pontuação dos classificados – portanto, dentro de número de vagas – e a dos meramente aprovados – fora do número de vagas – é mínima.

Amigo(a), conto com sua presença no curso preparatório para o Senado Federal.

Forte abraço. Prof. Fabiano Sales.(fabianosales@estrategiaconcursos.com.br)