I.

11.8

'PLANEJAMENTO, RECRUTAMENTO E SELEÇÃO DE PESSOAL.

IDALBERTO CHltlVENATO

Ficha de especificação ou ficha profissiográfica
Com base nessas informações a respeito do cargo a ser preenchido ou das, competências individuais necessárias, o órgão de seleção tem condições de convertê-Ias para sua linguagem de trabalho. Em outros termos, as informações que o órgão recebe a respeito dos cargos e das competências individuais são transformadas em uma ficha.de especificações do cargo ou profissiográfica, que deve conter os atributos psicológicos e físicos necessários ao desempenho satisfatório do ocupante nó cargo considerado dros 4.1 e 4.2).,Com essa ficha, o órgão de seleção pode estabelecer as .cas de seleção mais adequadas ao caso.

-----------------------~-------------------------,
1

(~----'-[
Análise do cargo

Colheita de informações sobre o cargo

1

- I]

1
1

Análise da requisição de empregado

Hipótese de trabalho
~~~~'f!"1

1 1 1 1 1 1 1
1

----~----~~------~------1--~---------------------"
Ficha de especificações ou profissiográfica

------------------------

------~------~----------,

I
Entrevistas
_______________

__ !I_
Provas ou testes de conhecimento ou capacidade
..:

Escolha das técnicas de seleção do ocupante

I

I-~

__ ---..,.
Técnicas de simulação
I' , I'
J'

Testes psicométricos

1 1 1 1 1 1 1 1 1

1 1

9 ra 5.7 - Colheita de informações sobre o' cargo como fundamento do processo de seleção.

-~'~~:l""""'l"l.' o, t

lRecrutilime:r1to e Seleção de I?e~al C" .ia\?eIrJ1i3Iit~

!P'Js.realmente eficientes. bons preditores do rendimento dentro da esfera do critério.de candidatos quanto ao rendimento no cargo. Se não se obtiver essa ampla margem de aptidões.nização ou competências exigidas devem ter uma descrição exata. A ficha profissiográfica permite melhorar a seleção de pessoal por intermédio dos seguintes aspectos:" ' de • 1) 'Desenvolvimento de critérios de seleção: os cargos. Em termos práticos.0 preditor. Madri: Prentice Hall Internacional.33-34.lejamenoo. Obviamente. que deve ser conhecida pelas pessoas que participam do processo seletivo.. a fim de correla. de melhor adaptação do .cionar suas classificações com os pontos obtidos da variável preditora.A ficha profissiográfica é um resumo da análise profissiográfica. Por condições necessárias entendem-se as condições ambientais ou. Psicología de Ia organización. os candidatos devem ser observados em relação àquelas variáveis que se supõe serem os . . Recruta ldialberto Ch~ave . torna-se difícil estabelecer uma correlação significativa entre o preditor e o critério. o rendimento real do cargà deve sermensurável. ambiental e os organizacional envolvidos. é a pesquisa dos elementos componentes de um trabalho e de sua interação. instrumental. Além disso. Por elementos componentes de um trabalho entendem -s~~ fatores humanos. simplesmente. papéis dentro da orga. com o objetivo de determinar as condições necessárias a um desempenho adequado. 6 SCHEIN. Edgar H. análise profissiográfica é um sinônimo de análise do trabalho. Em sentido mais restrito. to e setecãc de ?essoal . dos elementos que predizem o trabalho do futuro ocupante do cargo. 1972. 4) Classificação. p. para que se possa verificar se as táticas de seleção utilizadas são .equipamento ao homem ou de seleção de pessoal. Em sentido amplo. 3) Obtenção de candidatos em número suficiente para assegurar uma variância adequada no que tange às variáveis preditoras: é necessário contar com um número suficiente de candidatos que pontuem alto ou baixo no preditor. 2) Determinação das variáveis intervenientes 11. a ficha profissiográfica pretende levantar todos os elementos preditivos um bom desempenho. de organização das tarefas. a seleção de pessoal encarrega-se.

u lJ"l lJ"l a.Jta~s?:tc e Sae.- c'a.Ficha profissiográfica.. Características exigidas 1 2 . é possível melhorar a exatidão d~ seleção utilizando apenas candidatos com um número de pontos similar ao da populaçãoque está rendendo realmente em seu cargo. o 10 .lRecl"'. 0)10 Intoxicações Intoxicações Tóxicos cutâneas respiratórias :g.&.- de :PesiSoo~ - .. o .0 •. Se-a correlação obtida for muito baixa.:. E 0)'- lJ"l o X LU o- «& Horário Turnos 7 lJ"l Instrução geral Instrução profissional Conhecimentos teóricos especiais / ~ a.. 'ü a. .. .•.Bo V") a. Quadro 5.c U 8 9 10 E c o Experiência profissional Redação 11 12 própria .. Físicos' a.3 4 5 lJ"l Graus 1 2 '3 4 5 Idade Estatura Compleição física Condição para permanecer em pé ou sentado) Exigências estéticas C: lJ"l ~ 10 U 'Vi ü: ~ c 10 . ( Outras línguas Acuidade visual / 6 C V") 1J"l. E 6 .OAL • IDALBERTO CHIAVENATO 5) Seleção de candidatos que alcancem certo número de pontos nas variáveis preditoras: uma vez obtida uma correlação... torna-se necessário buscar outro preditor.:.ãc IdQi!bs:i:o C:hiave~3~c 1.1 .:: 120 PLANEJAMENTO.- lJ"l 13 14 10 w"C Acuidade auditiva Destreza manual e digital Coordenação visomotora 15 16 17 18 19 _ Tempo de reação Forma expressional Forma ideacional (continua) ~~Slnejameíri(to.- « ~~ ·Bi· '+= Trepidações Ruídos a.. RECRUTAMENTO E SELEÇÃO DE PESS...

. V') 38 39 40 41 42 43 44 45 Q.~ 1::'...:3 Q.) VI u .) 'x ClJ O"> ~ +-' ::.p 6 > Oro VI 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 +-' C\l +-' I:: Rapidez perceptiva Capacidade de reestruturação Percepçã? espacial Rapidez de trabalho Dinamismo Regularidade Adaptabilidade Apresentação pessoal Sociabilidade Trabalho em equipe Disciplina pessoal Espírito empreendedor Capacidade de-liderança o Vl 0. Abstrata Verbal Técnica Aritmética Numérica 22 ."t: Q.::. o u ..= o:::: VI C\l - 'U' I:: (Q. '.) C\l .> Q..o C\l VI Q.!!! C\l +-' I:: Q. 37 VI 1::"0 o "O C\l o..) :..) Espacial 'u (Q.iniciativa Prudência Ordem Capacidade de organização .. '3 4 5 20 21 Memória Atenção' Global .Ql ã:i +-' I:: ".- a.:3 o Vl Resistência a frustrações \íP~anejQlmeil'iltl1).) .PASTA DO !PIRJDiFiESSOfR CAPiTULO 5 • SELEÇÃODE P~SSOAL 12 Graus Características exigidas 1 2.) ro Qj"(õ E ~E Vl o.) 'm 'u o IJ' Vl Com pessoal de sua área Com pessoal de outra área Com pessoal de outra empresa Por equipamentos Pelo desempenho Pela segurança de terceiros Por erros Monotonia .Recru~aJm~mtc Se eção ~e ?sss(jsi : e 'Il:l1albetw Chij1alvenato .

2 . Requisitos gerais Ensino fundamental (1ª a 4 série) 2 .122 PLANEJAMENTO. d seções -'---. Ensino médio COlO " 4.(sa a 8a série) ./ _ amentos de trabalho 3. Cont: d público __ Cont.<C Proximidade física Cont. Altura _ . d colegas seção __ (continua) . Condições de trabalho ~ Q) c Iuminosidade Unidade Temperatura Supervisão para __ Supervisão recebida -'-_ -r-e--' __ _ ---_ Ruídos Odores __ Poeirà Cont.- Espaço ---'.-:.:õ E ... Descrição Código: ' Código: Data: .:. d empresas . . SENAI/Equivalente CO IO CO IO Superior Técnico (010 -COlO COlO Outros: . RECRUTAMENTOE SELEÇÃO DE PESSOAL.-- _ _ _ _ ~-.Ficha profissiográfica de um cargo mensalista. Ficha profissiográfica mensalista Cargo: Seção: 1. - IDALBERTO CHIAVENATO Quadro 5.

Memória visual O .2 . Conclusão I 10. (continuação) 5. Atividades Em pé e parado Em pé e andando Sentado 6. .Ficha profissiográfica de um cargo mensalista. Personalidade O O O O Coordenação das mãos Coordenação dos pés Coordenação mãos/vista Coordenação dos-pés/vista/mãos Automatização de movimento O O O O O O DI 9. Características psicofisioló Discriminação cromática Visão de profundidade Destreza manual Agilidade com ás dedos ~ Destreza das mãos/braços Destreza dos pés/pernas 8.[Recrutamento e Seleção te e:ess~2j loialberto C~iavenato .Memória auditiva O O Memória para números Cálculo mental rápido O O O O O O O O 7. Características Inteligência geral Inteligência reprodutiva Aptidão espacial' Aptidão verbal ou social Aptidão mecânica _ _ Horas por Horas por __ Horas por sicológicas _ 'Carregando pesos _ Horas por _ O O Aptidão numérica Raciocínio abstrato Rapidez de per~epção Atenção p/ detalhes Atenção distribuída O . 123 Quadro 5.O!FIESSO~ PASTA DO CAP[TULO5 • SELEÇÃODE PÊSSOAL \. Bateria de testes .jp>IR. f?i!anejamel'ii:O.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful