10ª PROVA COM GABARITO

71- A incidência de STECHER é utilizada para estudo da região (Hospital Antônio Pedro-03). a) astrágalo b) calcâneo c) patela d) buraco óptico e) escafóide 72- Um membro superior imobilizado exigirá um aumento da quantidade de radiação necessária para a produção de uma radiografia de boa qualidade, em comparação com um membro superior não imobilizado. Escolha a alternativa que completa CORRETAMENTE a tabela, levando em conta o tipo de mobilização considerado. (Estado de São Paulo-03)
y

Tipo de Imobilização Aumento da exposição ________________________________________________________ Gesso seco pequeno a médio I Gesso grande ou úmido II Fibra de vidro III ________________________________________________________ ________________________________________________________

a) I- aumentar 5 a 7 kVp; II- duplicar mAs ou aumentar 8 a 10 kVp; III- aumentar 3 a 4 kVp b) I- aumentar 5 a 7 kVp; II- duplicar mAs e aumentar 8 a 10 kVp; III- aumentar 3 a 4 kVp c) I- aumentar 15 a 20 kVp; II- triplicar mAs ou aumentar 8 a 10kVp ; III- aumentar 3 a 4 kVp d) I- aumentar 15 a 20 kVp; II- triplicar mAs e aumentar 8 a 10kVp ; III- aumentar 3 a 4 kVp e) I- aumentar 5 a 7 kVp; II- duplicar o mAs ou aumentar 8 a 10 kVp; aumentar 15 a 20 kVp 73- Conforme descreve Jorge Nascimento, a rotina para suspeita de fratura na região metacarpiana deve ser: (Prefeitura Municipal de Mangaratiba-03). a) PA e perfil b) AP e oblíqua

c) PA e oblíqua d) PA, perfil e oblíqua 74- As incidências básicas para estudo do dedo da mão corresponde: (Prefeitura Municipal de Silva Jardim-03). a) PA, PA oblíqua e extensão b) AP, AP oblíqua e lateral c) AP, AP oblíqua e flexão d) PA, PA oblíqua e lateral 75- A incidência de Gaynor-Hart é usada para o estudo de: (Prefeitura Municipal de Itaguaí-03) a) túnel intercondiliano b) túnel do carpo c) sesamóides do hálux d) patela e) charneira 76- A tabela de Greulich-Pyle é usada para avaliar: (Prefeitura Municipal de Itaguaí-03). a) arco plantar b) luxação do quadril c) idade óssea d) ângulo de escoliose e) sela turca 77- Uma criança que apresenta idade óssea inferior à idade cronológica deve radiografar quais estruturas? (Marinha-03). a) crânio e bacia b) crânio e fêmur c) mãos e punhos

o raio central perpendicular ao filme deverá estar direcionado para a: (Prefeitura Municipal de Paracambi-03).d) tíbia e bacia e) ulna e fêmur 78.Para excluir uma fratura do tipo Bennet do polegar.Na incidência lateral ³em leque´ látero-medial-mão.São incidências de rotina para pesquisa de corpo estranho nas mãos: (Marinha-03). a) PA e perfil com extensão b) AP e perfil posterior c) AP e oblíqua anterior externa d) oblíqua posterior interna e oblíqua anterior externa e) oblíqua posterior interna e oblíqua anterior interna 80.A incidência com o desvio cubital (flexão ulnar) do punho é a mais indicada para o estudo radiológico do: (Marinha-03). o raio central deverá estar centralizado para a articulação: (Marinha-03). a) primeira articulação interfalangiana distal b) segunda articulação interfalangiana distal c) primeira articulação metacarpo-falangeana d) segunda articulação metacarpo-falangeana . a) grande osso b) escafóide c) úmero d) piramidal e) pisiforme 81. a) interfalangiana proximal b) metacarpofalangiana c) interfalangiana distal d) carpocárpico 79.

Flexão ulnar II. sobre o movimento de flexão do punho.A incidência oblíqua bilateral da mão também é conhecida como: (Prefeitura Municipal de Paracambi-03).Em um paciente com traumatismo de mão e suspeita de fratura em escafóide.A localização da fratura de Colles refere-se a porção distal: (Prefeitura Municipal de Paracambi-03). a) PA do escafóide com flexão ulnar b) PA do escafóide com flexão radial c) tangencial do escafóide ínfero-superior d) tangencial do escafóide súpero-inferior 84. (V) (F) 86. A seguir.O túnel do carpo é mais bem visualizado na projeção antero-posterior. a) método de Jones b) método de Garth c) método de Norgaard d) método de Lawrence 83. indique a opção com a seqüência CORRETA: (EAGS-03). deve-se realizar a incidência: (Prefeitura Municipal de Paracambi-03). julgue os itens seguintes (questões 85 e 86).Relacione a coluna da direita com a da esquerda. I. a) do rádio b) da ulna c) da tíbia d) da fíbula Com relação às radiografias do punho. (Hospital Geral de Bonsucesso-03). (V) (F) 87. 85.82.Flexão radial ( ) hamato ( ) pisiforme ( ) semilunar ( ) escafóide . para melhor visualizar os ossos correspondentes.A flexão radial é ótima para avaliação do escafóide.

flexionando o cotovelo em 90º d) tracionando-o. o que irá facilitar a visualização desses ossos superpostos 89.II.Qual das incidências é a mais apropriada para a avaliação do escafóide do carpo? (Universidade Federal do Rio Grande do Norte-03). . a) devem sempre ser feitos com o paciente de pé. a) a ulna b) qualquer lugar c) a articulação interfalangiana distal d) a articulação interfalangiana proximal e) a cabeça do terceiro dedo 90.II d) II. a) com a mão em pronação b) com a mão em supinação c) com a palma da mão voltada para baixo. o raio central deve ser perpendicular ao filme e direcionado para: (Universidade Federal de Pelotas-03).I.Para evitarmos a superposição do rádio e da ulna no exame de antebraço.a) I.I 88. devemos radiografar o antebraço: (EAGS-03).II.II.II b) II. é CORRETO afirmar que: (Prefeitura Municipal do Recife-03).I.Na incidência PA do terceiro dedo.I-I c) I . c) se utilizam técnicas com tensão acima de 70kV. a) Perfil do punho b) PA do punho com flexão ulnar c) PA do punho com flexão radial d) incidência do túnel do carpo 91.Com relação a exames radiográficos dos dedos das mãos.I. b) as incidências de polegar em AP e polegar lateral podem ser feitas com um mesmo chassis. dividido ao meio por uma placa de chumbo.II.

Assinale a alternativa CORRETA: (Universidade Federal de Santa Catarina03). a) 70 kV e 55 kV b) 100 kV e 70 kV c) 55 kV e 70 kV d) 70 kV e 100 kV e) 70 kV nos dois casos 93.d) a incidência de dedo lateral básico deve ser realizada com o paciente sentado. a) o escafóide. um osso em forma de barco. e) a incidência de polegar lateral básica deve ser realizada com o paciente de pé. é o maior dos ossos da fileira proximal do carpo b) o osso do carpo mais freqüentemente fraturado é o semilunar c) tanto o escafóide como o semilunar articulam-se com o rádio d) trapézio. 95. esta deve ser realizada em flexão de 90 graus. d) na suspeita de fratura de osso longo do antebraço com envolvimento articular devem ser realizadas de rotina incidências em AP e lateral. trapezóide. 92. respectivamente: (Universidade Federal do Paraná-03). capitato e hamato são ossos da segunda fileira do carpo 94. .Assinale a afirmativa INCORRETA: (Universidade Federal de Santa Catarina-03).Assinale a alternativa CORRETA: (Universidade Federal de Santa Catarina03).Selecione a alternativa que relaciona o kVp recomendado para radiografar antebraço em PA com o paciente engessado e não engessado. a) o antebraço deve ser radiografado rotineiramente em posição de pronação (incidência PA) b) o rádio e a ulna vão apresentar sobreposição na radiografia do cotovelo realizada com rotação lateral c) para que os coxins adiposos anterior e posterior sejam úteis como indicadores diagnósticos na incidência lateral do cotovelo.

a) centro do carpo b) 2ª. também conhecida como Método de Gaynor-Hart b) deve-se girar a mão inteira e o punho em torno de 10 graus internamente. deve-se sempre realizar uma série de rotina de punho antes de se tentar a posição especial para estudo do escafóide. 96. distal e medial ao processo estilóide ulnar d) em paciente que apresenta trauma de punho. assinale a alternativa INCORRETA: (Universidade Federal de Santa Catarina-03). em relação ao estudo radiológico do túnel do carpo: (Universidade Federal de Santa Catarina-03). o cotovelo deve estar fletido acima de 90 graus. em direção ao lado ulnar.Numa radiografia de mão. para evitar a superposição do pisiforme e do hamato ) deve-se angular o raio central de 25 a 30 graus com o maior eixo da mão c) deve-se angular o raio central de 25 a 30 graus com o maior eixo da mão d) o raio central deve ser direcionado a um ponto aproximadamente 3 cm distal à base do terceiro metacarpo (centro da palma da mão) 97. mão pronada e raio central angulado a 45 graus em direção ao ombro d) para o estudo do processo coronóide. na incidência lateral em ³leque´ (latero-medial). a) deve ser idealmente realizado através de incidência tangencial. em um ponto aproximadamente a 2 cm. a) são incidências especiais realizadas para estudo de processos patológicos ou traumatismos da cabeça do rádio e/ou processo coronóide da ulna b) são incidências efetivas.Em relação às incidências axiais látero-mediais do cotovelo (Método de Coyle). o raio central deve incidir em qual região: (Prefeitura Municipal de São Gonçalo03). com possibilidade de fraturas do antebraço distal e/ou punho. articulação metacarpo-falangeana . em direção à ponta dos dedos c) o raio central deve estar localizado em topografia do escafóide. quando o paciente não pode estender completamente o cotovelo c) para o estudo da cabeça do rádio.Assinale a alternativa INCORRETA. o cotovelo deve estar fletido a 90 graus. mão pronada e raio central angulado a 45 graus em direção ao ombro 98.a) o estudo radiológico do escafóide deve ser realizado idealmente em AP. com angulação do raio central e flexão radial b) a angulação do raio central deve ser de 10 a 15 graus ao longo do maior eixo do antebraço.

articulação metacarpo-falangiana b) 2ª. articulação metacarpo-falangeana 99.Para se obter o máximo de detalhes numa radiografia de mão. envolvendo o filme em um papel radiopaco à luz.Numa radiografia PA de mão. a) 3ª. para o estudo do canal do carpo. Nesse aso. a) dobrar o mAs b) aumentar 10 vezes o mAs c) aumentar 20 vezes o mAs d) quadruplicar o mAs 100.Em relação ao punho. deve-se: (Prefeitura Municipal de Carapebus-03). a) úmero b) fêmur c) tórax d) punho . o raio central deve ser direcionado em que região: (Prefeitura Municipal de Carapebus-03).Dentre as estruturas anatômicas analisadas ao estudo radiológico abaixo. a) PA b) tangencial ínfero-superior c) PA com flexão radial d) lateral lateromedial 102. deve-se fazer sem écran. a incidência adequada é: (Prefeitura Municipal de Angra dos Reis-03). articulação metacarpo-falangiana c) na região central do carpo d) nenhuma das alternativas acima está correta 101.c) 3ª. além de aumentar 3kV. qual requer 03 incidências rotineiras? (Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais da Aeronáutica-04). articulação metacarpo-falangeana d) 4ª.

com o eixo longitudinal da mão. o ângulo de flexão dessa articulação deve ter: (Prova de Seleção para Estágio do Hospital Municipal Souza Aguiar-04). .Na incidência de perfil do cotovelo. c) Perfil interno. PA oblíqua e lateral d) AP e AP oblíqua e) AP. 107. d) Raios-x das mãos. c) Raios-x dos pés. lateral e AP oblíqua 104.103.O método de Gaynor-Hart para estudo de síndrome do túnel do carpo. a) 110º b) 45º c) 60º d) 90º 105. é realizado da seguinte forma: (EAGS-04).04). b) PA com desvio radial.O método de Norgaard refere-se à incidência de: (Prefeitura Municipal de Macaé-04). b) Raios-x de mastóides. a) PA e lateral b) AP. PA e lateral c) PA. d) Gaynor-Hart. a) Angular o raio central (RC) 25º a 30º. a) Raios-x de bacia. 106.Quais as incidências radiológicas básicas para o estudo da mão? (Marinha/Pessoal Civil .Qual a incidência que mostra melhor o escafóide carpiano? (Prova de Seleção para Estágio do Hospital Municipal Souza Aguiar-04). a) PA com desvio ulnar.

d) Incidência em flexão aguda.A incidência tangencial do punho. b) Rotação medial (interna). a) Método de Gaynor-Hart e Método de Stecher Modificado. c) Laterais da cabeça do rádio e Método de West-Point. c) Rotação lateral (externa). cristas duplas do capítulo e da tróclea e chanfradura troclear da ulna) é indicativo de correção em qual posicionamento do cotovelo? (EAGS-04). para demonstrar: (Prefeitura Municipal de Magé-04). 108. 109. d) Método de Jones e Método de Robert. indicados para quando o paciente NÃO consegue estender totalmente o cotovelo para a realização de oblíqua medial ou lateral e também NÃO consegue estender o braço para a incidência AP do mesmo. a) 18 x 24 cm b) 24 x 30 cm c) 35 x 43 cm d) 23 x 30 cm 111. b) Método de Coyle e Método de Jones.O tamanho do filme utilizado no estudo do cotovelo em extensão completa é: (Prefeitura Municipal de Magé-04). d) Orientar o raio central (RC) para um ponto § 5 cm próximo à base do 4º metacarpiano. c) Rodar o punho e a mão em cerca de 15º internamente. principalmente. 110. são respectivamente: (EAGS-04).A visualização dos três arcos concêntricos (sulco troclear. é utilizada. com o raio central entre 25º e 30º ao eixo longitudinal da mão.b) Angulando o raio central (RC) em 10º com o eixo longitudinal da mão.Os métodos especiais de exames radiológicos. a) Lateral verdadeira. a) fratura de Colles b) fratura do escafóide .

a) oblíqua. deve se aumentar a quilovoltagem em: (Prefeitura Municipal de Barra do Piraí-04). impossibilitado de estender totalmente o cotovelo.c) síndrome do túnel do carpo d) fratura de falanges distais 112. a) 3 a 4 kV b) 8 a 10 kV c) 8 a 12 kV d) 15 a 20 kV 113. a incidência mais adequada é: (Prefeitura Municipal de Barra do Piraí-04). e) úmero com luxação do rádio.Dentre as incidências abaixo para estudo da mão.A fratura luxação de Monteggia é caracterizada pela fratura da (o): (Tecnólogo em Radiologia . d) fíbula com luxação da tíbia. d) PA com flexão ulnar. . b) rádio com luxação da ulna.Um membro superior imobilizado exigirá um aumento na exposição. b) PA com flexão radial. é a que melhor evidencia o osso escafóide sem encurtamento: (Prefeitura Municipal de Porto Real-04). a) cotovelo fletido a 90º graus. Nos casos de imobilização com fibra de vidro.Estado do Amapá-04). mão em pronação e raio central em direção ao ombro b) cotovelo fletido a 80º graus.Em um paciente com suspeita de fratura da cabeça do rádio. mão em pronação e raio central com ângulo de 45º afastando-se do ombro c) AP oblíqua interna do cotovelo com a mão em pronação d) AP oblíqua externa do cotovelo com a mão em supinação 114. c) tíbia com luxação da fíbula. c) perfil. a) ulna com luxação do radio. 115.

A incidência de STECHER é utilizada para estudo da região: (UFF-04).116. A tabela utilizada para este tipo de exame é chamada de: (UFF-04). b) Perfil do punho. . a) PA do punho com flexão interna. b) Farril c) Caldwell. d) Fleischner. e) Oblíqua externa do punho. d) Buraco óptico. 118. c) Patela.A incidência CORRETA específica para o estudo do escafóide é: (Estado do Amapá-04). 117. Alguns autores acham necessário fazer somente a radiografia da mão esquerda. e) Reverchon. c) PA do punho com flexão externa. quais estruturas abaixo. a) antebraço b) úmero c) mão d) quadril 119. e) Escafóide. exigem três incidências rotineiras ou básicas? (Exército-Pessoal Civil-04).A medida da idade óssea do esqueleto deve ser feita através da exposição em PA (póstero-anterior) comparativa de mão e punhos. d) Oblíqua interna do punho. a) Greulich-Pyle. a) Astrágalo.Dentro dos princípios de posicionamento radiológico. b) Calcâneo.

b) Dos punhos em perfil. b) Axial. 123.O principal exame para o estudo da idade óssea.Paciente suspeita de fratura na cabeça do rádio. Qual incidência é indicada para estudo complementar? (Universidade Estadual do Oeste do Paraná-05).120.A incidência especial para visualizarmos a cabeça do ³rádio´ deve ser? (Universidade Estadual do Oeste do Paraná-05). 122. a) Póstero-anterior com o raio inclinado 45º. d) Dos ombros. c) Dos punhos em AP. e) Da bacia. b) Ântero-posterior 45º. .Ao método de Gaynor-Hart. c) Crânio-caudal. a) Do tórax. a angulação média do raio central com eixo longitudinal da mão está compreendida entre: (Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais da Aeronáutica-05). e) Látero-medial. d) Rotação interna de 45º (oblíqua interna). é a radiografia: (Estado de Rondônia-05). c) Médio Lateralmédio. Nas incidências AP e perfil não foi visualizada linha de fratura. a) Rotação lateral (oblíqua externa). a) 05 e 10 graus b) 10 e 20 graus c) 15 a 25 graus d) 25 a 30 graus 121. d) AP com o raio inclinado 45º.

as duas incidências básicas são: (Universidade Estadual do Oeste do Paraná-05). 125. e) Nenhuma das alternativas anteriores está correta. c) AP e PA. b) dorsiflexão.Para se avaliar fraturas em punho. a) desvio cubital. d) Perfil e carga. b) Oblíqua e perfil. o ângulo de flexão dessa articulação deve ter aproximadamente: (Prova de Seleção para Estágio na Universidade Federal do Rio de Janeiro-05).Na realização de incidência para a avaliação do túnel do carpo. são espectivamente: (Prova de Seleção para Estágio na Universidade Federal do Rio de Janeiro-05). 126.e) Perfil 15º. a) AP e perfil. o punho deverá estar em: (Prefeitura Municipal de Manaus-05).De acordo com a tabela de Greulich-Pyle. 124. b) oblíquas das mãos. a melhor incidência e a região a ser radiografada para determinação da idade óssea. c) PA comparativo das mãos e punhos. a) PA e perfil dos pés. a) 10º b) 20º c) 30º d) 45º e) 90º 127. d) AP comparativo das mãos e pés. .Na incidência radiográfica em perfil do cotovelo. e) AP e perfil das mãos e pés.

as projeções básicas são: (Prefeitura Municipal de Parauapebas/Pará-05). José Frota-05). b) ântero-posterior com flexão aguda do cotovelo. 128.Numa radiografia do punho. flexão do radial e canal do carpo. b) PA. a) ântero-posterior com extensão do cotovelo. oblíqua e lateral. c) látero-medial com flexão aguda do cotovelo. d) PA. o raio central deve ser perpendicular ao filme e direcionado para: (Instituto Dr. a) a unha b) a articulação interfalangeana distal c) carpo d) a articulação interfalangeana proximal 129. d) inversão. A incidência mais indicada é: (Prefeitura de Paraíba do Sul/RJ-05). flexão radial e lateral. . canal do carpo e ponte do carpo. e) supinação. e) PA.O osso escafóide no punho exige uma incidência específica quando a indicação é fratura. a) AP com raio central perpendicular b) oblíqua posterior interna com raio central com angulação podálica c) PA com desvio ulnar e com angulação cefálica do raio central d) perfil interno com raio central perpendicular 130. oblíqua e canal do carpo. 131.c) hiperflexão. c) PA.Na incidência PA do terceiro dedo.O chamado método de Jones consiste na incidência do cotovelo em (Universidade Federal de Minas Gerais-06). a) PA.

a) PA com flexão radial.d) ântero-posterior oblíqua com extensão do cotovelo. a) dorso palmar e oblíqua. deve-se sempre realizar uma série de rotina de punho antes de se tentar a posição especial para estudo do escafóide. . c) Em paciente que apresenta trauma de punho. (V) (F) 135. 134. com angulação do raio central e flexão radial. (Universidade Federal de Santa Catarina06). d) O raio central deve estar localizado em topografia do escafóide.O estudo do escafóide do carpo deve ser feito com as seguintes incidências: (Universidade Federal do Rio de Janeiro-06).Assinale a alternativa CORRETA. em direção à ponta dos dedos. e) perfil e antero-posterior. c) oblíqua e perfil. c) tangencial. 132. a) A angulação do raio central deve ser de 10 a 15 graus ao longo do maior eixo do antebraço. (Universidade Federal da Bahia-06). é correto afirmar que o osso escafóide é melhor demonstrado na incidência: (Marinha-05). b) PA com flexão ulnar. e) látero-medial. com possibilidade de fraturas do antebraço distal e/ou punho. 133 .Quanto ao estudo do punho. inclinação média de 15º a 30º e Distância Foco Filme (DFoFi) recomendada de 100cm. d) PA oblíqua.Para estudo radiológico do canal carpiano. em um ponto distante aproximadamente 2 cm distal e medial ao processo estilóide ulnar. pode ser utilizada a técnica em que o RC tem uma inclinação que pode variar com o grau de extensão que o paciente consiga obter com a mão. d) dorso palmar e dorso palmar com desvio ulnar do punho. Julgue o item a seguir. b) perfil e dorso palmar. b) O estudo radiológico do escafóide deve ser realizado idealmente em AP.

miliamperagem baixa. c) póstero-anterior com desvio medial d) póstero-anterior com desvio lateral. efetuar a incidência: (UNIRIO-06). c) pico de quilovoltagem alta. d) da diáfise radial. . b) da articulação do cotovelo. tempo de exposição longo e ponderação entre miliamperagem e quilovoltagem. c) da extremidade distal do rádio. a) oblíqua posterior externa.136. obrigatoriamente. relação sinal/ruído.A incidência axial de Pierquiu é usada para avaliar fratura: (UNIRIO-06). fatores de controle e densidade e distância. c) póstero-anterior com desvio ulnar.A incidência usada para o túnel do carpo é: (UNIRIO-06). Para determinar a posição exata deste fragmento metálico devemos.Uma costureira procura o serviço de emergência de um hospital afirmando que um fragmento de agulha entrou em sua mão. b) oblíqua posterior interna. Para melhor identifica-la usamos a incidência: (UNIRIO-06). c) póstero-anterior e perfil. d) regra de troca de densidade. colimação e marcadores de imagem estruturais mostradas. exposição.A queda da própria altura pode levar a fratura do escafóide. d) póstero-anterior com desvio lateral. 140. 137. a) do processo estilóide da ulna. 138.A forma CORRETA dos critérios para exposição em radiografia lateral do antebraço é: (UNIRIO-06). a) tangencial ínfero-superior. 139. b) ausência de movimento. a) posição. a) antero-posterior e oblíqua. b) tangencial supero-inferior. visualização das partes moles e RC de acordo com o posicionamento. d) somente antero-posterior. b) oblíqua e perfil.

Na incidência em PA com flexão ulnar. 142. d) 90 ± 10 kVp. e) Hamato. c) 70 ± 5 kVp. b) 66± 6 kVp. b) Pisiforme.O método de Coyle é uma incidência: (Distrito Estadual de Fernando de Noronha-06). a) axial lateral-medial do cotovelo.Para avaliação da idade óssea em crianças quais são as rotinas radiológicas que podem ser empregadas? (FIOCRUZ-06). qual dos ossos do carpo é melhor visualizado? (Distrito Estadual de Fernando de Noronha-06). a) radiografia de mão em AP (método de Greulich-Pyle). b) oblíqua AP do punho. e) radiografia de mão e punho em AP e radiografia de joelhos em AP (Método de Greulich-Pyle). a) Escafóide. e) 64 ± 6kVp. c) radiografias de mão e punho. d) Semilunar.141.A faixa de kVp para uma radiografia de punho em PA deve ser: (Estado do Piauí-06). b) radiografias de mãos. punhos e joelhos em AP (método de Greulich-Pyle). 144. em AP (método de Greulich-Pyle) e radiografia de um hemiesqueleto (método de Jacques-Lefebvre). . d) radiografias de mãos em AP (método de Greulich-Pyle) e radiografia de um hemiesqueleto (método de Jacques-Lefebvre). c) AP com flexão aguda do punho. a) 65 -75 kVp. 143. c) Piramidal.

a) do tórax. a) Porção proximal do rádio. d) Porção proximal do fêmur. e) da bacia. e) oblíqua AP com rotação lateral do cotovelo. colo. c) Porção distal do fêmur. b) tubérculo maior. d) nenhuma das alternativas acima. a) cabeça. 146. marque a alternativa CORRETA: (Prefeitura Municipal de Casemiro de Abreu-06).Em relação ao osso acometido na fratura de Bennet. c) dos punhos em AP.As estruturas da epífise proximal do úmero são: (CEFET/Santa Catarina-05). 145. a) navicular. sulco intertubercular e colo cirúrgico. tubérculo maior e menor. é a radiografia: (Prefeitura Municipal do Limoeiro do Ajuru/Pará-06). b) escafóide. b) Porção distal do rádio. 147. epicôndilo maior e menor e colo cirúrgico. c) primeiro metatarsiano. c) cabeça. trocânter menor e sulco intertrocantérico. trocânter maior e colo cirúrgico. colo. 148.d) oblíqua AP com rotação medial do cotovelo.A fratura de Colles está relacionada à qual estrutura? (Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais da Aeronáutica-05). d) dos ombros. b) dos punhos em perfil.O principal exame para o estudo da idade óssea. . d) cabeça.

d) fratura do colo do rádio. b) 20º proximalmente (em direção ao punho). A linha adiposa supinadora é uma faixa longa e fina imediatamente anterior à porção proximal do rádio e pode ser usada para diagnosticar (EAGS-05). a) 20º anteriormente (em direção ao punho). entrando na primeira articulação metacarpofalangeana (MCF).Os três coxins ou linhas adiposas importantes do cotovelo são visualizadas apenas na incidência lateral.No método de Robert para radiografar o polegar. o raio central (RC) deve ser angulado (EAGS-05).149. b) doença de Paget. d) 15º proximalmente (em direção ao punho). c) 15º anteriormente (em direção ao punho). . entrando na primeira articulação metacarpofalangeana (MCF). c) fratura de Barton. a) processo patológico articular. entrando na primeira articulação carpometacarpiana (CMC). 150. entrando na primeira articulação carpometacarpiana (CMC).

A /106.D / 096.E / 143.C / 142.D /107.B / 141.D / 134.B /076.D / 121.A / 123.B /111C / 112.C / 147.B / 094.A 124.A / 149.C / 100.V 135.D /115.A 113.C / 120.A / 144.C / 136.B /081.B 102.E / 118.C / 095.E /072.A / 093.B / 119.D / 098.B 092.C / 083.C /078.A / 108.D/ 131.A / 084.A /117.A / 073.C /077.A /109.A / 140.A / 145-D 146.C / 139.D /075.C / 126.B / 110.D/ 129.D / 082.A / 101.A / 085.A / 114.C /104.B /089.C / 130.B / 097.D /079.D /103.D /090.F / 086.V / 087.D .B / 128.D /105.A / 080.B / 132.A /116.C / 122.B / 148.B / 074.D / 150.Gabarito: 071.D / 088.A / 137.B /091.E / 127.B / 099.A / 125.B / 133.C / 138.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful