Você está na página 1de 4

BACHARELADO DE ENGENHARIA AMBIENTAL EaD UAB/UFSCar

Operaes Unitrias
Sala 2 Iguaba Grande
AA1.1 - Montagem de Fluxogramas

Alzira Barbara de Souza Oliveira | 331813 Henrique Apolinrio Rody | 331830 Lorena Coutinho Simas | 332178 Marcio Pacheco Cardoso | 332062 Nestor Henrique Leito Pimentel | 332186

Niteri-RJ 8 de fevereiro de 2012

1 INTRODUO Esta tarefa tem como foco o processo de criao do vidro. Antes de iniciar e apresentar todos os processos e fenmenos que envolvem esta formao iremos realizar uma breve introduo a este tema apresentando os principais fatos que marcaram a histria deste produto to utilizado nos tempos atuais. Recentes pesquisas indicam que em Quantir-Piramesses, no delta do rio Nilo, no Egito, foram encontrados pedaos de um vidro vermelho de aproximadamente 1250 a.C., perodo do reinado de Ramss II, indicando que desde a idade antiga este material j vem sido manufaturado. Esta descoberta derrubou o antigo mito de que s a Mesopotmia produzia vidro em grande escala na Antiguidade. At ento, acreditava-se que os egpcios importavam lingotes de vidro da Mesopotmia. As barras do produto produzidas na Mesopotmia seriam derretidas e transformadas em vidros para perfumes e outros lquidos. O achado, noticiado pela revista espanhola Historia y Vida, derrubou ainda um outro mito: que o vidro sempre teria sido feito a partir da areia. A base utilizada pelos egpcios para a fabricao de seu vidro era cristal de quartzo. Com base nos caquinhos, foi remontada a linha de produo do vidro no Egito. Veja ao abaixo a descrio deste processo produtivo: Triturava-se o quartzo at ele virar p. A poeira era misturada com plantas com alta concentrao de sal. A mistura era guardada em vasilhas, que provavelmente haviam armazenado cerveja. O pote era esquentado temperatura de 900 graus. Depois de esfriado, o material era triturado e limpo. Grandes pedaos de quartzo e as bolhas de ar eram retiradas. Hora de colorir. Depois de inserida a substncia que dava o tom desejado (no local estudado pelos ingleses, o tom escolhido era o vermelho), iniciava-se uma nova etapa, em recipientes cilndricos. A massa resultante era utilizada para confeco dos moldes (AGRICOLA, 2007). Vemos ento, que para esta poca o fluxograma de blocos seria aproximadamente:

Quartzo

Triturador

P de Quartzo

Potes

Forno

Forno

Triturao e Limpeza Colorantes

Vidro e

BACHARELADO DE ENGENHARIA AMBIENTAL EaD UAB/UFSCar


Operaes Unitrias Sala 2

FLUXOGRAMA DE BLOCOS

FLUXOGRAMA DE SMBOLOS

BACHARELADO DE ENGENHARIA AMBIENTAL EaD UAB/UFSCar


Operaes Unitrias Sala 2

REFERNCIAS BIBLIOGRFICAS

AGRICOLA, Georgius, De re metallica, traduzido por Herbert Clark Hoover & Lou Henry Hoover, Dover Publishing. De Re Metallica Trans. by Hoover Online Version Page 586 Retrieved September 12, 2007 INNOCENINI, Murilo D.M. Apostila de Operaes Unitrias, UFSCar, 2012.

BACHARELADO DE ENGENHARIA AMBIENTAL EaD UAB/UFSCar


Operaes Unitrias Sala 2

Você também pode gostar