Você está na página 1de 1

DEGENERAO GORDUROSA A degenerao gordurosa, tambm conhecida pelas designaes de metamorfose gordurosa, esteatose, lipidose, e infiltrao gordurosa, uma

a doena provocada pelo desequilbrio entre a captao heptica dos cidos graxos e sua utilizao. A doena causa a presena excessiva de lipdios dentro do fgado e ocorre quando o ndice de acumulao de triglicerdeos excede seus ndices de degradao metablica ou liberao como lipoprotenas. As principais causas da esteatose so: hipoxemia (a gordura transportada para o fgado no oxidada e fica retida); txicos (arsnio, clorofrmio, tetracloreto de carbono, micotoxinas). Macroscopicamente, o fgado apresenta-se aumentado de volume, com bordas arredondadas, manchas amareladas, untuoso ao corte e frivel. Microscopicamente os hepatcitos esto repletos de gotculas de gorduras ou espaos vazios, ocorridos durante a preparao das lminas histolgicas. O fgado um dos orgo mais afetados pela esteatose, alm do corao e dos rins, por participar diretamente no mecanismo de metabolizao das gorduras. Resumidamente, as gorduras so absorvidas pelo intestino, passam para o sangue e chegam ao fgado, orgo responsvel pela oxidao dos cidos graxos e pela mobilizao de mais gordura dos depsitos adiposos quando esta necessria. As clulas hepticas so, pois, mais sensveis a solventes de gorduras, como o tetracloreto de carbono, o clorofrmio e o lcool. Esses agentes podem atuar diretamente na estrutura da gordura ou agir sobre a mitocndria da clula, comprometendo a sua funo. A falta de oxignio (anxia) e de alimentos ricos em triglicerdeos ou o excesso destes (nutrio), por exemplo, podem, respectivamente, modificar o funcionamento da clula heptica e a mobilizao de gorduras feita por ele