Você está na página 1de 3

RELATIVISMO, CAOS MUNDIAL E A ATITUDE DA IGREJA

Ana L. Chagas Silva

"Não tem errado, certo, melhor, pior, diferente, estranho, anormal ou comum. Tem o que te faz feliz e o que você quer; que é o que realmente importa."

Estava usando determinado site de interação social e me deparei com uma imagem que trazia este pensamento citado acima. Não resisti. Decidi compartilhar e comentar com todos vocês.

Afinal, quem é que dita o que é certo ou errado pra você?

Talvez você me responda: “Não existe o correto, o absoluto, tudo é relativo.” Muito simples, mas esta resposta é pouco convincente.

Outra pergunta para refletirmos:

Onde fica Deus em meio a esta ditadura do “Tudo pode”, do “Tudo é normal”; do “Temos que experimentar de tudo para, então, decidirmos o que queremos ser- se queremos ser homem, ou se queremos ser mulher, por exemplo, (ou seja, me comportar como um ou como outro); se queremos fazer isso, ou aquilo”? Do “Vamos ensinar e

despertar as crianças desde o ensino fundamental a decidirem o que é melhor para elas sexualmente”, ou ainda, do "Eu escolho que ser igual ao chefe do tráfico quando crescer é o melhor para a minha vida, é o que me fará feliz, não importa o que os outros digam

ou pensem", etc

?

A suma é: Deus não terá ninguém por inocente diante dele. De tudo aquilo que fizermos aqui, quer seja bom ou ruim, prestaremos conta diante do Grande Juiz no Dia Final (Eclesiastes 12.14; Hebreus 4.13; II aos Coríntios 5.10; Mateus 25.31-34, 41; Jo

Este pensamento expresso na frase em questão é muito relativista, próprio da pós- modernidade e dos que vêm sendo influenciados por ela. Devemos ter cuidado ao tomarmos certas decisões, pois, muitas vezes, as pessoas estão tendo como seus "Guias" quanto ao que é certo ou errado é a mídia e seus apelos e seus ídolos das paradas de sucesso; e enganam-se em pensar que são autônomas e livres", mas, ao contrário, estão cada vez mais, cedendo às influencias negativas e, dessa forma, correm o risco de estar ferindo aquilo que Deus quer de nós e o que Ele planejou para o homem ao criá-lo.

Como resultado desta má influência, estamos vendo um mundo onde tudo está de pernas para o ar, onde as pessoas estão totalmente desorientadas, elas querem ser "senhoras de si mesmas", porém, sem perceber para onde irão por causa das suas decisões e de suas atitudes baseadas no pensamento relativista, salvo, se derem meia volta e seguirem Àquele que é O Absoluto, O Caminho, A Verdade e A Vida- Jesus Cristo- a única forma de chegarmos até Deus.

Jesus afirma: "Eu sou O Caminho, A Verdade e A Vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim." (Jo 14.6). Existe O Absoluto, e é Deus e a Sua Palavra!

Certamente, a maioria das pessoas, se pudesse, baniria do mundo e das mentes o Nome “Deus”, o Livro “Bíblia”, e tudo aquilo que está relacionado a Eles. Por quê? Simplesmente porque ainda é Deus (representado aqui pela sua Igreja), e ainda e a Bíblia (pregada aqui pela sua Igreja) que mostra a esta humanidade a podridão em que a mesma afunda cada dia mais, por insistir em caminhar para cada vez mais longe de

Deus. É por isso que Jesus disse: “Vós sois a luz do mundo e o sal da terra [

] brilhem

de tal maneira que todos possam ver as vossas obras e glorifiquem ao vosso Pai que está no Céu.” (Mateus 5.14-16)

E é também por isso que a Igreja do Senhor não pode calar a boca em meio a este mundo tão necessitado do Salvador. A situação é deplorável, nos sentimos mal ao observarmos isso, porém, o que nós cristãos estamos fazendo para abrir-lhe os olhos? Muitos de nós estamos dormindo um profundo sono!

Deus criou o homem para a sua glória, para que este homem, o conheça, o glorifique e o goze eternamente. Mas as pessoas estão desprezando a Deus e a tudo o que lhe diz respeito, infelizmente.

Acorda Igreja do Senhor! Acorda!

Repito aqui as mesmas palavras que o Apóstolo Paulo falou aos cristãos Romanos, que tinham que testemunhar de Cristo em meio a uma nação totalmente depravada e mergulhada na idolatria, politeísmo, prostituição e homossexualidade, onde o hedonismo predominava nas mentes das pessoas ("TUDO pelo meu prazer e pela minha felicidade"). Diz Paulo: Não vos conformeis com este século (com as ideias relativistas deste mundo, deste sistema que vos cerca), mas transformai-vos, pela renovação da vossa mente (pela leitura e prática da Palavra de Deus; para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.” (Rm 12.1-2)

Queremos estar no centro da vontade de Deus? Queremos, de fato, agradá-lo? Então precisamos rejeitar as ideias relativistas, abraçar cada vez mais fortemente a Bíblia, lendo, pondo em prática e sendo testemunhas fiéis dEle aqui na terra. Precisamos pregar O Deus de Verdade mesmo em meio a este mundo onde falsidades são tidas como verdades.

Que tal fazer uma introspecção agora mesmo, e a partir desta introspecção, tomar uma atitude?