Você está na página 1de 70

SR/DIPF/DF FI: 21^5 Rub

:

SERVIÇO PúBLICO FEDERAL MJ - DEPARTAMENTO DE POLICIA FEDERAL SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL NO DISTRITO FEDERAL

RELATóRIO

ÍPIL

n'

4-1017111 — SRIDPFIDF

INSTAURAÇÃO: 1610612011
TÉRMINO: 1410712011

INDICIADOS: DANILO DIAS SANIR

OUTRA (fls.

FRANCIMAR LIMA OLIVEIRA

07108); DO NASCIMENTO (fis. 09); e MONTEIRO DE SOUSA (fils. 78180)
no

INCIDÊNCIA PENAL: Art.

334 do Código Penal e art.

183

da Lei

9472197

Senhor(a) Juiz(Iza),

Trata-se de inquérito policial instaurado por auto de prisão em flagrante delito em face de DUTRA e FRANCIMAR LIMA no previstos nos arts. 334 do Código Penal e 183 da Lei abordagem policial de repressão ao tráfico de drogas,

DANILO DIAS

DO NASCIMENTO, por cometimento de crimes 9472197, tendo em vista terem sido flagrados em no dia 1610612011, transportando mercadorias de

procedência estrangeira sem documentação fiscal de regular importação, e fazendo o uso de rádio amador sem autorização da

ANATEL. 02106,
além de terem sido

De acordo com as testemunhas, ouvidas às fis.

encontrados produtos de origem estrangeira no interior do compartimento de cargas do veículo, este estava equipado com um rádio amador. em operação, por meio do qual pode se ouvir a mensagem ^'a viatura comando está bem adiante de vocês", fato que indica, muito provavelmente, que o equipamento estava operando em faixa destinada ao uso policial.

Importante salientar que os produtos apreendidos (noteiros, placas de computador, monitores, fiação, etc), por suas características, seriam usados na montagem de máquinas e equipamentos de jogos de azar.

Os indícios neste sentido, ficam mais evidentes com a juntada aos autos do Termo Circunstanciado n o

0003/2011 —

SRIDPF/DF, às fis. 14126, em que

DANILO DIAS

DUTRA figura como

infrator por exploração de jogos de azar, juntamente com outras diversas pessoas. Na oportunidade, foram apreendidos vários cheques em poder de
PI- N O 1017/2011

DANILO,

cuja origem o conduzido preferiu silenciar.
fís. 1 13

SR/DPF/DF FI:

2,^[^

RulY^ -

que foi contratado por que receberia R$

07108, DANILO DIAS DUTPA disse, em síntese, SANIR para conduzir o caminhão de Águas Lindas de Goiás/GO a Valpáraíso/GO; 250,00 pelos serviços prestados; que "BOCA" (FRANCIMAR LIMA DO NASCIMENTO)
Interrogado sobre os fatos às fis.

foi o responsável por carregar o cam i nhão; que pensou tratar-se de peças queimadas de computador; que o caminhão iria ser deixado no ponto de frete em Valparaíso, ao lado da caixa d'agua da

SANEAGO,

sendo suas chaves entregues a qualquer pessoa que estivesse no local; e que não se recorda se o rádio comunicador do caminhão estava ligado.

Por sua vez, interrogado às fis.

09,

FRANCIMAR LIMA

"BOCK,

manifestou seu desejo de se pronunciar sobre os fatos apenas em

DO NASCIMENTO, . J uízo.

vulgo

78180, SANIR OLIVEIRA MONTEIRO DE SOUSA, proprietário do caminhão, informou, em síntese, que na manhã do dia anterior aos fatos, o interrogado estava em um posto de gasolina, na entrada de Águas Lindas de Goiás, com seu o seu caminhão Mercedes Benz 912, placas BIO 4016, quando foi abordado por três pessoas em um Fiat Sty10 Amarelo, de placas que não sabe informar, com um adesivo de festa de funk colado em todo o vidro traseiro; que um deles perguntou se o caminhão estava disponível para frete para pegar uma mercadoria em Águas Lindas e transportar para um outro posto de gasolina na saída de Luziânia; que os homens informaram que os equipamentos teriam sido adquiridos de uma lan house e que eles iriam abrir uma nova fan house em Luziânia; que o interrogado aceitou o frete e disse que caso a mercadoria fosse levada para o Posto Passarela o frete seda de R$ 250,00, e caso a mercadoria fosse levada para o Posto Nelore, mais longe, o frete seria de R$ 300,00; que ainda pela manhã encostou um outro caminhão ao lado do caminhão do interrogado e descarregou os monitores; que como o restante das mercadorias estava demorando chegar e já começava a Gntardecer, o interrogado informou aos homens que não poderia ficar com o caminhão ali parado pois estava dando prejuízo; que neste instante os homens deram ao interrogado mais duzentos reais pela diária do caminhão; que tudo foi pago de forma adiantada e em dinheiro, inclusive o valor do frete; que em razão da demora no recebimento do restante da mercadoria e considerando que o interrogado estava com um outro caminhão carregado esperando viagem para São Paulo, deixou o caminhão aos cuidados de FRANCIMAR LIMA DO NASCIMENTO, conhecido por BOCA, o qual é "chapa" no local, e ligou para seu amigo DANILO solicitando que o mesmo dirigisse o caminhão até LUZIANIA; que como DANILO estava fazendo corpo mole no telefone, ofereceu R$ 250,00 a ele; que depois disso viajou para São Paulo e cerca de uns dois dias depois, ainda em São Paulo, foi informado por outros colegas do ponto que seu caminhão havia sido preso.
Indiciado e interrogado às tis.

A

materialidade do crime de descaminho restou comprovada mediante laudo

merceológico acostado às fis.

59163,

enquanto a materialidade do crime contra a organização dos

serviços de telecomunicação restou comprovada face ao laudo acostado às fis.

54157.

Importante salientar que o caminhão, seu documento e todas as mercadorias apreendidas em seu interior (itens

01

a

11

auto de apreensão às fis.

Federal para as providências administrativas cabíveis ao caso (fis.

13) foram 72), enquanto

encaminhados

à

Receita

que o rádio amador (tis.

71)

seque juntamente com os autos, em obediência ao art.

11

do CPP, por constituir a materialidade

delitiva do crime previsto no art.

183

da Lei n o

9472197.

IPL N o 101712011

fis. 2 13

SR/DPF/131= FI: Rub:

Pelo exposto, apuradas autoria e materialidade delitivas, submeto os presentes autos à apreciação desse MM. Juizo, para que, depois de ouvido o Ministério Público Federal, seja decidido no interesse da JUSTIÇA. Brasília, 14 de julho de 2011. RÔMULO TEIXEIRA CAVALCANTE Delegado de Polícia Federal 2a Classe — Matrícula 16,106

IPL No 101712011

fis. 3 13

1 M

SERVIÇO PúBLICO FEDERAL M.1 - DEPARTAMENTO DE POLíCIA FEDERAL SUPFRINTENDÉNCIA, -REGIONAL NO DISTRITO FEDERAL SETOR TÉCNICO-CIENTÍFICO — SETECISR/DI`F/DI? LAUDO No 67512011 - SETEC/SR/DPF/DF

LAUDO DE PERíCIA CRIMINAL FEDERAL ^Merceológico)

Em 20 de junho de 201 1, no SETOR TÉCNICO-CIENTíFICO da Superintendência Regional do Departamento de Polícia Federal no Distrito Federal, designados. pelo Chefe do Setor, Perito Criminal Federal ROOSEVELT ALVES FERNANDES LEADEBAL JUNIOR, os Peritos Criminais Federais ANDRÉ LUIS ALONSO LOLI e DÂNGELO VICTOR GONÇALVES SILVA elaboraram o presente Laudo Pericial, no interesse do IPI, no 1017/2011-4 — SR/DPF/1)F, a fim de atender a solicitação do Delegado de Polícia Federal RÔMULO TEIXEIRA CAVALCANTE, contida no memorando no 4033/2011 - SR/DPF/1)F, de 16/06/2011, registrado no Sistema de Criminalística so6 o n o 50941201 1 - SETEC/SR/DPF/1317 , em 17/06/2011, descrevendo com verdade e com todas as circunstâncias tudo quanto possa interessar à Justiça respondendo aos quesitos formulados, abaixo transcnitos: 1. Qual a natureza e características da(,) mercadoria( ,) submetida(,) a exame?
2.Qual sua origem/fabric*ação? 3.Qual seu valor merceológico? 4.Outros dados julgados úteis.

I — MERCADORIAS

De posse do expediente supra citado e cópia do Auto de Apresentação e Apreensão relativo a apreensão no 251/2011 de 16/06/2011 nesta SR/DPF/DF, os signatários 1 dirigiram -se para a uma das salas onde funciona o plantão desta Superintendência e examinaram as m . erca . dorias contidas nos itens 02 a 10 daquele documento de ApreensàK2

o

0010512315 Laudo 675,

LAUDO No 6751201 1-SETEC/SR/DPF/DF II - OBJETIVO Visa os presentes exames responder aos quesitos contidos no Memorando,de solicitação.

IH - EXAME Foi feito o exame direto nas mercadorias apresentadas, objetivando identificar suas principais características, origem, função e avaliação a partir do preço médio de mercado. Os valores em dólares americanos foram estipulados pela cotação da taxa de câmbio (venda) divulgada pelo Banco Central do Brasil vigente à data em que foi lavrado o Auto de Apreensão, em 16106/2011 (US$ 1,00 = R$ 1,6108). 0 material apreendido e examinado segue relacionad 'o na tabela abaixo:
3

Tabela Auto e _ _te m, in 1 Descrição

Val r (real) Origem Quantidade Unfl. Total Taiwan (um), Brasil (quatro) n/a China 41 250,00 10250,00

2

Noteiro receptor de cédulas

2

3

Peça semelhante a componente de validador de cédulas*

02

n/a

n/a

3

4

Fontes de alimentação para computadores

(vinte e três), Brasil (duas) n/a

44

50,00 2206,00

4

5

Regulador eletrônico de tensão de 60OW que pode ser usado em equipamentos eletrônicos do tipo geradores ou similares Placas mãe de computador (com Processadores) modelos VIAS61 T, GA6VMM, DI)R2533 e LV-650 Cabos típicos daqueles usados em aparelhos de computação***

01

120,00

120,00

5

6

Taiwan**

96

180,00 17280,00

6

7

n/a China (quatro); Brasil

em duas
caixas

n/a

n/a

7

8

Monitores de computador

18

140,00 2520,00

8 9 -- 9 to

Alto-falantes automotivos (unidade) Placas típicas de circuito impresso eletrônico auxiliar TOTAL

(treze) Brasil 63 100,00 300,00 (dois) Filipinas --03 25,00 75,00 (dois)** 32745,00

---- __=— ­_

^^ 3"F^ILI^IC

0 item não teve o preço cotado por apresentar características de ser uma peça de um componente do tipo validador de cédulas. Origem referente a alguns circuito impresso eletrônico. 7 2 ponentes inseridos fias placas mãe e placas típicas de

M
LAUDO No 675/2011 -SETECISR/DPF/DF

Os itens não tiveram o preço cotado por serem acessórios encontrados em i gabin^es computador e de outros aparelhos típicos de informática. Em alguns produtos não foi encontrado a origem na superficie dos mesmos, razão por que alguns não estão relacionados na coluna "origem". Os produtos examinados apresentavam características de serem usados. As imagens abaixo mostram os objetos reunidos de acordo com o número de cada item no Auto de Apresentação e Apreensão.

M

3

LAUDO NO-6751201 1-SETEC/SRIDPFibF
figára 5 ­ Materiais correspondentes ao Figura 6 - Materiais co e 0 , e item 6, do Auto. item7 do Auto.

^5s

q^g

F igurá 7. Materiais, correspondentes ao Figura 8 Materiais corres' ondemes^ ao p item 8 do Auto. -item 9do Auto

Figura 9 — Materiais correspondentes

ao item 1 do Auto

IV RESPOSTAS Aos Q'UESITOS

AO L: Vide tabela fia seçã o 111 — EXAME. Ao Vide tabela na sèção UI — EXAME//

R

LAUDO No 67512011 -SETEC/SR/DPF/DF 1
.

Ao 3.: Os valores unitários encontram-se discriminados na tabela da seção,
1 —

ig,

EXAME. 0 valor total de mercado foi estimado em R$ 32745,00 (tinta e dois

setecentos. e quarenta e cinco reais), equivalente a US$ 20328,41 (vinte mil, trezentos e vinte e oito dólares americanos e quarenta e um centavos) estipulados pela cotação da taxa de câmbio (venda) divulgada pelo Banco Central do Brasil vigente à data em que foi lavrado o Auto de Apreensão, em 16/06/2011 (US$ 1,00 = R$ 1,6108). Ao 4.: Em alguns componentes foram encontrados cinco cartões de memória compactflash, sendo um com capacidade de 2.0 GB e o restante de LOGB. Estes seguem (em envelope lacrado n' 01000248330) juntamente com o Laudo. As mercadorias foram deixadas na sala em que foram examinadas. Nada mais havendo a lavrar, os Peritos encerram o presente Laudo, produzido em cinco páginas.

7

SIÁ Í ANIiiZÉ 1,14/ -II I, NSO, LOLI PERITO CRIMINAL. FEDERAL Segunda Classe - Matrícula: 10.991

DÂNGÉL VICTOR GONÇALVES SILVA
1

PERITO CRIMINAL FEDERAL Segunda Classe -Matrícula: 15.531

1
5

SR/DPF/DF FiRub:

SERVIÇO PúBLICO FEDERAL 1 MIVICIN 1 ^ UC rUL UA rCUr MML SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL NO DISTRITO FEDERAL
^ - U^rM^

IPI- N o 150812011 -DELEFAZISRIDPFIDF

PORTARIA
JACKSON RIMAC ROSALES ALLANIC, Delegado de Polícia Federal, Mat.: 15.218, lotado e em exercício nesta Superintendência Regional do Departamento de Polícia Federal no Distrito Federal, na Delegacia de Repressão a Crimes Fazendários, no uso de suas atribuições legais e considerando o conteúdo das denúncias protocoladas no SIAPRO sob o nO 08280.04025712011-78, bem como o resultado das diligências policiais in locu,

RESOLVE:
Instaurar Inquérito Policial para apurar possível prática de Crime de CONTRABANDO - Art. 334 do Código Penal e da Contravenção Penal de JOGO DE AZAR — Art. 50 do Decretro-Lei n o 3.688141, considerando que, segundo denúncias, funcionava naquele local (Rua 17, Quadra 47, Casa 33, Jardim Oriente, Valparaíso/GO) estabelecimento de exploração de jogo de azar (BINGO), o qual empregava máquinas "caça-níquel", cujo os componentes possivelmente sejam de procedência estrangeira, tendo sido importados irregularmente. Abordagem policial realizada naquele local em 2910712011 constatou a veracidade das informações contidas na notitia criminis, sendo que desta diligência foi lavrado Auto de Apreensão e colhidos Termos de Declarações de pessoas envolvidas com a prática daqueles. Ante o exposto, autue-se esta e os documentos acima mencionados, Os demais documentos deverão ser apensados. Efetue-se os registros e anotações de praxe e adotando-se as seguintes providências: 1 ~ Expeça-se ofício à Procuradoria da República que atua perante a Vara Federal de Luziânia/GO, haja vista tratar-se de local de jurisdição daquela, comunicando a instauração deste procedimento; 11 — Encaminhe-se os valores apreendidos a serem depositados em juizo; 111 - Expeça-se Memorando ao SETEC/SR/DPF/DF para confecção de laudos a respeito do local de cometimento do delito e do maquinário apreendido; asília/DF, 04 de agosto 201 1.

JACKSON RIMAC ROSALES ALLANIC Delegado de Polícia Federal Mat.: 15.218
I PIL N o 150812011

SERVIÇO PúBLICO FEDERAL MJ - DEPARTAMENTO DE POUCIA FEDERAL SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL NO DISTRITO FEDERAL SETOR TÉCNICO-CIENTíFICO LAUDO NO 854/2011 - SETEC/SR/DPF/DF LAUDO DE PERÍCIA CRIMINAL FEDERAL
(LOCAL DE CRIME)

Em 16 de agosto de 201 1, no SETOR TÉCNICO-CIENTÍFICO da Superintendência Regional do Departamento de Polícia Federal no Distrito Federal, designados pelo Chefe do Setor, Perito Criminal Federal ROOSEVELT ALVES FERNANDES LEADEBAL JUNIOR, os Peritos Criminais Federais ARTUR K0J1 ISHI]^A e PAULO CÉSAR HERRMANN WANNER elaboraram o presente Laudo Pericial, no interesse do Inquérito ?olicial n` 1508/2011-4 - SR/DI`F/DI7, a fim de atenácr a solicitação do Delegado
de Polícia Federal JACKSON RIMAC ROSALES ALLANIC contida no Memorando n` 566812011 - SR/D'PF/DF, de 08/08/2011, registrado no Sistema de Criminalística sob o

d

808512011 - SETEC/SR/DPF/D17 em 09/08/2011, descrevendo com verdade e com todas as circunstâncias tudo quanto possa interessar à Justiça respondendo aos quesitos abaixo transcritos:

1. Qual a localização exata do local? (com coordenadas geográficas) 2.Quais as características do local (dimensão, forma de entrada, existência de circuitos/aparatos de segurança) 3. - Há indícios de exploração de. jogo através do uso de máquinas caçaníqueis' « 4. Se negativo, então qual a atividade exercida no local? S. Outros dados julgados úteis. 1 - HISTóRICO Em cumprimento à missão policial referente à Operação "Game Over 2", às 1 20h30min do dia 29/07/2011, os signatários se desloca= para endereço localizado na cidade de Valparaíso de Goiás-GO, em conjunto com outros Policiais Federais, chefiados pelo Delegado de Polícia Federal Jackson Rimac Rosales Allanic (EQUIP . E 1). No local, situado na Rua 17, Quadra 47, Casa 33, sob as- coordenadas geodésicas 160 04'05,T'S e 47 059'13,8'W (datum horizontal WGS 84), os Peritos realizaram os exames* cabíveis, caracterizando a área, observando os vestígios pertinentes e fazendo' os
registros fotográficos, conforme relatado neste Laudo.

0010981637 Laudo 8541

LAUDO No 854/2011 - SETEC/SR/DPF/DF
Findos os exames, a equipe de policiais acompanhou a apreensão das máquinas caça-níqueis, deixando o local às 23h40min e chegando à SR/DP17/DF às 00h15miti do dia 30/07/2011.

II - OBJETIVO Os exames realizados tiveram o objetivo de caracterizar o local penciado, bem como identificar e registrar o funcionamento de máquinas caça-níqueis, a fim de atender aos interesses da Justiça.

HI - EXAME Os exames foram realizados por observaçãwdireta do local, com o auxílio de máquina fotográfica digital, marca Pentax, modelo OptioW60, para os registros fotográficos; e de receptor GPS
(Global Positioning System),

da marca Garmin, modelo GPSMAP 60CSx,

utilizando o datun^horÍzontal. WGS 84, para a localização geográfica.

0 acesso ao local, a , partir de Brasília,. se fi^ tomando a direção sul na rodovia BR-040, na qual se percorre aproximadamente 1,9 km, após cruzar a divisa entre os territórios do Distrito Federal e de Goiás (no cruzamento com a DF-290), até o acesso à Rua Cap. PM Carios S. da Silva, 500 m antes da passarela sobre a BR-040. Percorre-se, então,

230 m por esta rua, convertendo à direita para adentrar à Rua 17, seguindo por
aproximadamente 220 ra até a entrada do local (Figura 0ós'Peritos determinaram que a área questionada possuía terreno com 270 m2 e uma edificação com área de 180 M2 , além de um estacionamento do outro lado da Rua 17, com aproximadamente 600 m2 , conforme se observa pela Figura 2. Fói constatado que o local examinado não possuía placas denotando a existência de atividades comerciais ou r ' ecreativas no local, nem indicação de endereço; no entanto, a casa à direita estava identíficada como tendo o endereço "RUA 17 QD. 47 LT. 34 CASA 0 1 " e a casa à esquerda possuía placa com o endereço "RUA- 17 QUAI) 47 CASA 32% 1 concluii7do-se que o local peticiado tratava-se da casa 33. 0 acesso era feito pelo portão de grades de ferro frontal (Figura 3), junto à Rua 17.

A edificação possuía dois pavimentos. No térreo, havia uma cozinha, o salão
onde se desenvolviam as atividades do estabelecimento e uma área coberta (sobre a qual não havia um piso súperior) interlig"do a cozinha e , o salão. A Figura 4 mostra croqui da parte térrea da edificação. 7^^

2

r^^.Er" o- -iw,:. rn--

Q

pio.

LAUDO No

85412011 -

SETEC/SR/DI›FIDF

Figura 3 — Vista frontal do local examinado (pela Rua 17).

Figura 4 — Croqui do piso inferior do local examinado.

A
no térreo,
e

parte frontal da edificagão (Figura

5)

era constituída pela cozinha (Figura

6),

por um cómodo isolado cujo acesso era feito por escada existente na parte externa

da edificação, com função de dormitório, possivelmente utilizado para vigiláricia do local (Figuras
7

e 8)-#t^^^

4

LAUDO No 854/2011 - ^

E

cozinha.

dormitório, no piso superior.

Figura 8 — Visão p arcial do iterior do m

dormitório, no piso superior. À esquerda da edificação, havia um corredor com um portão de ferro (Figura 9;

indicado no croqui pela letra "a"). Após esse portão, à direita, tem-se a área interna que interliga a cozinha ao salão (Figura 10). Um segundo portào dá acesso a um corredor, para o qual se abrem quatro portas (Figura 11; as letras "h" a "e" do croqui indicam a localização de cada uma dessas portas) que dão acesso ao salão (Figura 12). Conforme ilustrado no croqui, o salão possuía dimensóes internas de 16,5 m de comprimento por 7,1 m de largura, totalizando uma área de 117. 5 ni l . A Figura 13 traz uma visão parcial do salão. No salão, havia duas mesas utilizadas no gerencia mento do local e um total de 30 máquinas de j ogos do tipo caça-níquel identificadas individualmente por námeros (Figuras 14 a 18), todas equipadas com mecanismo analisador de cédulas (noteiro ou^Ic^eduleiro) e dispostas conforme croqui. No momento dos exames, todas as máquinas estavam ligadas. Também foram observados equipamentos de rede (hubs) conectando grupos de máquinas entre si (Figura 19), embora não tenha sido observada a conexão desses hubs com uma rede cxtema.4^^

5

c

LAUDO No 854/2011 - SETEC/SR/DI`FIDF

J^

Figura 9 — Portões de ferro no lado esquerdo da edificagão (letra "a" do croqui).

Figura 10 — Área interna que interliga a cozinha e o salão. À direita está o acesso à cozinha; ao fundo e à esquer4 o acesso ao salão.

^>A

Figura 11 — Corredor existente após os portões de ferro. As portas correspondem às letras "h" a "c" indicadas no croqui.

Figura 12 Visão do saIão;^^a partir da porta do corredor à esquerda da edificação.

Ia

Figura 13 — Visão parcial do sajãp onde estavam instalaàs as máquinas caça-níqueiS,^á/,,,1'.

6

LAUDO No 854/2011 -

1, igura 14 —Máquina caça-níqueis.

r Agura ia — maquina caça-niqueis.

. I__——— -- ---- v- M

interligando grupo de Máquinas caça-níqueis. ç As máquinas ca a-níqueis apresentavam o mesmo mecanismo analisador de cédulas. Com o objetivo de se verificar a existência de componentes de origem es6rigeira. nos ceduleiros, foi retirado o mecanismo analisador de cédulas da máquina caga-níquel identificada com a etiqueta contendo o número 01. Durante a desmontagem. do mecanismo, verificou-se a existência de selos de garantia com dizeres em língua portuguesa (Figura 20); contudo, não havia nenhuma identificação de sua fabricação ou origem. 0 motor do ceduleiro, que traciona a c'd 7

LAUDO N^ 854/2011 - SETEC/SR/DPF/DF após sua inserção, era o único componente do mecanismo que continha fabricação. 0 motor do ceduleiro foi fabricado na China (Figura 2 1).

Figura 20 - Ceduleiro com selo de garantia.

Figura 21 - Componente de origem estrangeira no ceduleiro analisado.

Sobre o salão, havia um pavimento que servia de depósito. Neste pavimento, havia j anelas que davam acesso ao exterior, pelo telhado sobre a área interna e para o terreno vizinho à direita da edificação (Figuras 22 e 23), e poderiam permitir a evasãode pessoas da

edificação.

janelas que dão acesso ao telhado da área interna e ao terreno vizinho.

rigura 23 — Pavimento sobre o salão, com janelas que dão acesso ao terreno vizinho.

No local, não foi encontrado sistema de alarme ou de monitoramento.

IV - RESPOSTAS AOS QUESITOS 1. Qual a localização exata do local? (com coordenadas geográficas)

geodésicas 16 04'05,T'S e 47 5T13,8'V (datum horizontal W S 84)

0

0 local estava situado na Rua 17, Quadra 47, C . asa 33, sob as coordenadas

0

8

^ u

^ 4,

LAUDO N 854/2011 - SETEC/SR/DPF/DF
M

o

2. Quais as cara^Íeríst^c as do local (dimensão, forma de entrada, c i' circuitos/aparatos de segurança) As características do local, com o respectivo detalhamento da dimensão, dos acessos/entradas e do circuito de segurança, encontram-se descritas na seção III.

3.Há indícios de exploração

de j ogo através do uso de máquinas caça-níqueis? 117,5 mI, com duas mesas

Sim. No local havia um salão, de aproximadamente

utilizadas no gerenciamento do local e um total de 30 máquinas de jogos do tipo caça-níquel identificadas individualmente por números, todas equipadas com mecanismo receptor de cédulas (noteiro). No momento dos exames, todas as máquinas estavam ligadas. Também foram observados equipamentos de rede (hubs) conectando grupos de máquinas entre si, embora não tenha sido observada a conexão desses hubs com uma rede externa7.

4. Se negativo, então qual a atividade exercida no local? Prejudicado.

S. Outros dados julgados úteis.

As máquinas caça-níqueis apresentavam o mesmo mecanismo analisador de cédulas. Com o objetivo de se verificar a existência de componentes de origem estrangeira nos ceduleiros, foi retirado o mecanismo analisador de céálas da máquina caça-níquel identificada com a etiqueta contendo o número

01. Durante a desmontagem do mecanismo,

verificou-se a existência de selos de garantia com dizeres em língua portuguesa; contudo, não havia nenhuma identificação de sua fabricação ou origem.

0 motor do ceduleiro, que traciona

a cédula após sua inserção, era o único componente do mecanismo que continha identificação de fabricação: China.

Os Peritos têm por bem esclarecido o assunto.. Devolve-se com o Laudo o ceduleiro periciado. Nada mais havendo a lavrar, os Peritos Criminais encerram o presente Laudo que, elaborado em nove páginas, lido

e achado conforme,. assinam acordes.

M
ISHIDA

LFEDERAL
Segunda Classe -

P
p,

^>

1

Q-", ú . 1-,

AULO CESAR RERRMANN WANNER
PERITO CRIMINAL FEDERAL Primeira Classe - Matrícula: 13.569

k1

xícula:

16.290

SERVIÇO PúBLICO FEDERAL MJ - DEPARTAMENTO DE POLíClA FEDERAL SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL No DISTRITO FEDERAL SETOR TÉCNICO-CIENTíFICO LAUDO No 118912011—SETECISRIDPFIDF

LAUDO DE pERíCIA CR~AL FEDERAL (ELETROFLETRÔNICA)

TÉCNICO-CIENTíFI CO Em 28 de outubro de 201 1, no SETOR

da

Superintendência Regional do Departamento de Policia Federal no Distrito Federal, designados pelo Chefe do Setor, Perito Criminal Federal ROOSEVELT ALVES FERNANDES

MICHAEL NAVES RIBEIRO e DIOGO LEADEBAL JUNIOR, os Peritos Criminais Federais OLIVEIRA elaboraram o presente laudo pericial, no interesse AUGUSTO RODRIGUES DE do IPI, I Sog/2011-4-SR/DPFIDF, a fim de atender a solicitação do Delegado de Polícia Federal 5669/2011 -SR/DPF1D17 JACKSON ~C ROSALES ALLANIC contida no Memorando n' de o810812011, e registrado no Nistema ae ^-ruiimanNL1" descrevendo com verdade e com todas as circunstâncias SETEC/SR/DPFIDF, em 0910812011, respondendo aos quesitos formulados abaixo tudo quanto possa interessar à Justiça e trartscritos: 1.Quais as características das máquinas apresentadas a exame? 2. As máquinas possuem componentes de origem estrangeira? de 27a ou que 3. As máquinas possuem programas destinados a jogos dependam exclusiva ou principalmente da sorte do jogador? 4. Existe numerário dentro das máquinas? Caso positivo, quanto? 5. Outros dados julgados úteis. 1 — MATERIAL os Peritos identificaran, trinta máquinas eletrÔnicas prograináveis (MEP) do tipo
caça-níquel em gabinete de madeira com cofre, analisador/coletor de cédulas, vídeo monitor e

tecias de acionamento. Os equipamentos se encontravam armazenados no depósito desta

SR/DPF/13F. do Auto de Apreensão o material foi arrecadado conforme consta no item 16 34612011-SRIDPF/DF emitido em 30/07/2011, cuja cópia de duas folhas foi enviada juntamente com o Memorando. Os equipamentos foram analisados um a um e o resultado encontra-se relacionado na Tabela 1. Na face anterior (frontal), sobre o gabinete, havia um display
0011542738 Laudo 118911

LAUDO No 118912011 - SETECISR/DPF/DF

numérico com letreiro luminoso. Todas possuíam teclado com oito botÔes para realizai escolhas e o manuseio durante o transcorrer do jogo e u m orificio para inserção de cédulas. face posterior (traseira), havia uma saída da fonte de energia elétrica. As máquinas possuíam plaquetas constavam como suposto fabricante "PARADISE GAMES INDUSTRIAL ou "ABRAPLAY IND. E COM. DE E COMERCIAL LTDA — CNPJ 02.885.24810001-02" ELETROELETRóNICOs LTDA — CNPJ 04.504.374/0001-03", modelo "PLAY F' e número de série correspondente. As fi guras de 1 a 6 mo~ os modelos analisados.
Tabela

I-

ficações dos mode os

anali

os
o -mãe Pn salor. Mídi: , > ca Ann de na Isa mie nem. de Cédulas (falificante, (fâ n (fabricante, origem) (fãbficante, origem) origem) origem) ~ 5M_ PúDGEÕDF fransosnd Me origem: Origem 1v1350, estrangeira Taiwan Origem: Taiwan ^Penflum3. Transcend, hini 1 Nem Origem: estrangeira Fililpinas

Seq. Efiq. Num. Plaqueta Dlmen~ Paine luminoso Exa. Séria Fabrican- (em) te. me

1

~ queãdo 32 -^W- -^T P7Õ 2x82 T3W- -ÃrOrigern: cm de altura Mania Taiwan

2 81 -

130x51x70 Ausenta

P70, Ausente ZT — via8601 t Nem: OnI;em: Taiwan Taiwan

T382

-

^ -^^,us -^0 mn1e11 -^MD GEÕDE, Transoend, ente -^3 72x82 -ú^ueãdo 32 -^a0 ^ — Origem origern: 1v650, cm de altura dentil estrangeira Taiwan origem: Taiwan V Intel PentJu:m^3,, Transcend, Origem: Costa Origem estrangeira m 9 Rica

4

^30x5lx70

W^sente

Não Idemff.

)Kusente ente _kus—

a via86011, Onilem: Taiwan 1

5 84

130x51x70

j^^ente

Wa^ CT P700 Identif. Nem: Taiwan

'Tia via86011 Origem: Taiwan

T- PenflUm3, T'^nsoend' m ^ Origem odgem: estrangeira Malásia

6

rapezoidal 132x62x72 -f— Não 12 cm de altura Identif.

'× W- mel Pentiun13 , ^nte Ia Origem: ViaB60lt Filpinas Origem: Taiwan

fransoand,

origern

estrangeira

Ã-0^-53 1x70 -^^u— Sente 7 ldenüf.

-Ãu— sente Vi

e

via8601t

Origem:
Taiwan

Tn^^l — Transcend, Penflum3, Origem Origem: estrangeira R¥nas

8 -^7 --

2x82 Arqueado 30 Quarter TCT PM T3-57 Origem: cm de altura Gama Taiwan

-COffimell 1v650, Nem:

AMI) GEODE,

flan`oend,

Origem:
Taiwan

Nem

estrangeira

a an
ReFangular Quarter ICTP70. — 2-T- 0704- -rPar- iu ad se--rl32a72x8 Origem: Gama locrnde 1458 Taiwan altura -^5 Jm AMD GEODE, Transcend, meli Ofigem ^0rIgem: 1v650. estrangeira Taiwan Origem:

Ta"n

wJWMA lu 2

LAUDO N o 118912011 - SETEC/SR[DPF/DF Aff eu ~sador, M da iisador jõqõ ^e Placa-mãe Rir — -1— de — 1 e n -nam^ de Cilidulas (fabricante, (fabricante, b.% = ,., origem) (falericante, origem)
origem) origem) Cominell AMD GEODE, Transcend, ongern Nem: estrangeira Taiwan

Exa. 1 Séria ^ Fa te

Dimensões Painel luminoso (cm)

1 2q'

T T 3^^7- ^angular -§how ^C­ P7i), 2x82 -^^
10cm de altura Mania Oni;em: Taiwan

1v650,
Oriiiem: Taiwan

32 x72xB2 a rter C -^ — ^^ueãdõ 30 W— ^- T p7õ,
1518

cm de abra Gama Origem: Taiwan

Um mell WD GEÕDE Transcond, — orgenn Origem: Iffi. estrangeira Taiwan orii;em: Taiwan

1 0 -^"— -,U e^e -Ã^ — e e te
via86011, Origem: Taiwan Oni ;em: Costa Rica

-^u

Origem: Tawan

viaffiolt origem: 1 Taiwan

Origem: Costa Origem . Rica estrangeira

12 cm de altur 1

Crigem TaMan

via813olt, Origem: ^ Taiwan 1

Origem:
Filipinas

origem estrangeira

Ausente

Ausente IU I PIU Origem: Taiwan

via via8601^ origem Taiwan

1r]1^1 rUMUIIIi, Ongem: Malásia :gargeira

J0cm^e altura Gama CTigem: Taiwan

1v550, Origem: TaWan

Ofigem: Taiwan

Crigem estrangeira

Retangular Quarter Ausente Gama 10cm de altura

^

0 ^ GEODE, Transoend, Origem estrangeira

1v650,
Origem: Taiwan

Origem: Taiwan

Retangular -^^uãder ICTP70, Gama Nem: locin de altura Taiwan

Coirmell

- — ÃMD GEODE, FDM, orillem: Taiwan 0r^em: Coréia

1v650,
Origem: Taiwan

1234

Retangular Quader ICTP70, Nem: Gama 1 Ocin de altura Taiwan

Corrimell 1v650, Crigern: Taiwan

AMD GEODE, Transcend, origenri: Taiwan Origem estrangeira

Retangular 7^- nte ICTP70. s ^

Via via8601t, Origem: Taiwan

Intel Penflum Ausente Origem: Malásia

10cm de
abra

Ofigem: Taiwan

1213

Arqueado32 Quarter ICTP70, cm de altura Gama Origem: Taiwan

Corrimell 1v650, Origem: Taiwan

AMD GEODE, Transcend, Odgem: Taiwan 0iigem estrang&im

1687

Retangular Quarter ICT P70, Origem: Geme 10cm de altura Taiwan

Coirmell VISU), Origem: Taiwan

AMO GEODE, FIDIVI, Origem: Nem: Taiwan Con§ia

3

LAUDO N o 1189/2011 - SETEC/SRA)PF/DF
'sina' nsões Painel Num. Plaqueta luminoso Série Fabrican- D iZ um e (C te. jogo

e

de laca-mãe Processador. Midia ^d, Anarisador a Armazenan de Cédulas (fhabdczarite, (fabricante, (fabricame, Tra sce MI" : origem) k bn origem) V (fabricante, origem) Arin r origem) origem) 0. r ia viaffiolt. origem: ca"nãe Taiwan
2nan ti rig.i. Ante' F Intel Pentum3, Transoend^, ic. Origem: Costa Origem estrangeira Rica

23

.... 143 1

M51x70

Retangular Ausente ICT P70, it usem Ongem: 10cm de Taiwan a ltura

24 147

130x51x70

A

e

-^u­ Via sente via815011, Ongem: Taiwan

^nteI Penhum3, Ausente ­Origem: Costa Rica

Ausente Ausente

via via8601t Origem: Taiwan orígem: Filipinas ungem estrangeira

130x51x70 Ausente

Ausente Ausente

Via viaBisolt origem: TaWan 1

Intel PenfluM3, Ausente Crigem: Malásia

32x6W2 Trapem -dal 11:
12 altura

Intel Penflum3, FDM, \ria Ausente ICT P70. 0ágem:V-1a86olt 4 Origem: Costa Origem: cm de Taiwan Origem: Taiwan Rica Conáia

L

132x72x82 Retangulan Ausente ICTP70, 10dgem:o Tarwan ICT P rg 10cm de
altura Taiwan

Ausente 11

Ausente Ausente

Ausente

13W2x82

Retangular Quarter ICTP70, Origem: Gama locm de altura Taiwan CT P7"

Corrimell

AlvIDGEODE, Transcend, o
Origem: TaIwa Taiwan M origem estrangeira

1v1350,
origem: Taiwan

Retangular P^me tiu 132K72x82 Reta 10cm gu de altura

ICTP70 , 7
origem: Taiwan

minell ror Taiwa ong

GEODE, GE DE, Ausente AMD r ^o
Origem: Tarsan

so,
Ongem: me

T a:iwan m

32em de altura

4

LAUDO No 1189/2011 - SETECISR/DI›FIDF

ow

Figura 3 - Modelo com 30cm de altura

luminoso arqueaZ

Fi ^

ra Modelo com painel luminoso trapezoidal de 4^

12cm de altura

< 1

c=

e19

E318

1

Ih

Figura 5 - Modelo com 30em de altura

arqueado de figura 6 10cm de altura

corn nainel luminoso

retangular

de

H — OBJETIVO

Os exames tiveram por objetivo analisar o material questionado, identificar a origem de seus principais componentes e verificar a existência de numerário no interior dos equipamentos, descrevendo com verdade e com todas as circunstâncias tudo quanto possa interessar à Justiça.

M — EXA1VMS Inicialmente, foi realizado um levantamento de todas as máquinas que se encontravam armazenadas no depósito desta SR/DPF/DF. Dessa forma, foram verificadas inforinaç,ões referentes às numerações de série, modelos e outros dados pertinentes para fins de individualização das máquinas e de identificação de todos os modelos existentes no local. As máquinas foram analisadas juntamente com outras apreendidas na mesma operação que englobava os IPLs 1508, 1509, 1510, 1511 e 1512/2011-4-SR/DPF/1)F. Desta forma foram etiquetadas com números de ordem de exame que estão apresentados na coluna M
5 ^r^1

LAUDO No 118912011 - SETE0SR/DPF/DF "Etiq. Exame" da Tabela 1 . 0 presente laudo trata do exame das trinta máquinas eletrônicas programáveis modelo Bingo Gaine Ball conforme apresentado na seçào 1 — MATERIAL. Os Peritos abriram o depósito de cédulas de todas as máquinas e constataran inexistência de valores monetários em seu interior. Os Peritos selecionaram uma das máquinas para prosseguir com os exames de funcionamento. Tal procedimento foi realizado em conformidade com a Instruçào Técnica no 001-DITEC, de 04/05/2004, que dispõe sobre a realização de exames periciais em máquinas eletrônicas programáveis do tipo "caça níqueis". 0 normativo determina que os exames deverão ser realizados por amostragem, analisando-se, pelo menos, uma máquina de cada modelo. Todas as máquinas possuíam componentes compatíveis e se tratavam de um mesmo modelo com gabinetes externos diferenciados. Neste caso, foram escolhidos aleatoriamente máquinas com diferentes cartões de memória contendo programas de jogos. Os programas foram executados e submetidos a testes de funcionamento a fim de classificar os tipos de jogos. Em seguida, os Peritos realizaram um teste de funcionamento em um dos equipamentos e constataram que o mesmo mostrou-se em condição de operação e em seguida foram executados os programas das diferentes midias de armazenamento selecionadas. De acordo com a Instrução Técnica no 001 -DITEC, de 04105/2004, os jogos foram enquadrados como pertencente ao Grupo IV: MEI? baseada em cartelas ou suas simulações. A figura 7 mostra a tela de um dos jogos em execução.

Ao abrirem as máquinas, os Peritos puderam identificar seus principais componentes, observando as marcas e países de origem dos mesmos. Os componentes que t. não 6

LAUDO No 1189/2011 - SETEC/SR/DPF/DF

continham identificação de origem foram comparados com modelos idênticos nos sitios de' Intemet dos fabricantes. Uma vez identificado o modelo, os Peritos pesquisaram nestes sites a localização das fábricas; e não existindo pólo de produção instalado no Brasil, a peça fói considerado como de origem estrangeira. A Tabela 1 apresenta a relação destes componentes eí) a Figura 8 exibe detalhes de um dos modelos de placas mãe e do processador com a identificação da origem. As máquinas que continham todos os componentes listados na Tabela 1 apresentavam condições para funcionamento nonnal.

1
Figura 8 - Placa-mãe e processador com as identifl~es de origem destacadas com círculo na cor vermelha

IV — RESPOSTAS AOS QUESITOS Ao primeiro 0 presente laudo trata do exame de trinta máquinas eletrônicas programáveis, descritas nas seções I e 111. Ao segundo Sim. Conforme apresentado na Tabela 1 da seção 1 - MATERIAL as máquinas examinadas apresentam componentes (analisador de cédulas, placa-mãe, processador e dispositivo de armazenamento não volátil) de origem estrangeira

7

LAUDO No 1189/2011 - SETEC/SR/DPF/DF

Ao terceiro

Sim. Tratavam-se de máquinas do tipo caça-níquel, visto que elas funcionam meio da introdução de valores monetários e que possibilitam o recebimento de premiações, também em valores monetários, ao apostador que acertar as combinações previstas pelo jogo. Além disso, verificou-se que os resultados obtidos nos jogos presentes nas máquinas eletrônicas programáveis examinadas dependiam principalmente ou exclusivamente do fator sorte, pois independem da habilidade do jogador. Ao quarto Não foi encontrado numerário.

Ao quinto

Em razão da indisponibilidade das chaves dos equipamentos no local, foi necessário forçar a abertura dos mesmos a fim de que os exames pudessem ser reali2zdos. Os Pexitos têm por bem esclarecido o assunto e declaram que, após a perícia, os equipamentos permaneceram no depósito desta SuperintendénciaNada mais havendo a relatar, os Peritos encerram o presente Laudo que, elaborado em oito páginas, lido achado conforme, assinam acordes.

MIC S RIBEIRO PERITO ALFEDERAL Primeira lasse — Matrícula 13.784 ' 0"0

DIO "OA UST"DOL IRA PL

PERITO CRIMINAL FEDERAL Primeira Classe - Matrícula 13.652

8

SRIDPF/DF FI: SC;01.

"U
SERVIÇO PúBLICO FEDERAL MJ - DEPARTAMENTO DE POLICIA FEDERAL SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL NO DISTRITO FEDERAL

IPI- N o 150912011 -DELEFAZ/SRIDPFIDF

PORTARIA
JACKSON RIMAC ROSALES ALLANIC, Delegado de Polícia Federal, Mat.: 15.218, lotado e em exercício nesta Superintendência Regional do Departamento de Polícia Federal no Distrito Federal, na Delegacia de Repressão a Crimes Fazendários, no uso de suas atribuições legais e considerando o conteúdo das denúncias protocoladas no SIAPRO sob o n 1 08280.04025812011-78, bem como o resultado das diligências policiais in locu, RESOLVE: Instaurar Inquérito Policial para apurar possível prática de Crime de CONTRABANDO - Art. 334 do Código Penal e da Contravenção Penal de JOGO DE AZAR — Art. 50 do Decretro-Lei n o 3.688141, considerando que, segundo denúncias, funcionava naquele local (próximo ao Residencial Green Valley em VaIparaiso/GO), estabelecimento de exploração de jogo de azar (BINGO), o qual empregava máquinas "caça-níquel", cujo os componentes possivelmente sejam de procedência estrangeira, tendo sido importados irregularmente. Abordagem policial realizada naquele local em 2910712011 constatou a veracidade das informações contidas na notitia criminis, sendo que desta diligência foi lavrado Auto de Apreensão, todavia todos os frequentadores daquela evadiram-se antes da chegada dos policiais. Ante o exposto, autue-se esta e os documentos acima mencionados, Os demais documentos deverão ser apensados. Efetue-se os registros e anotações de praxe e adotando-se as seguintes providências: 1 — Expeça-se ofício à Procuradoria da República que atua perante a Vara Federal de Luziânia/GO, haja vista tratar-se de área de jurisdição daquela, comunicando a instauração deste procedimento; 11 — Encaminhe-se os valores apreendidos a serem depositados em conta daquele juizo; 111 - Expeça-se Memorando ao SETECISR/DIPIFIDF para confecção de laudos a respeito do local de cometimento do delito e do maquinário apreendido; -asília/DF 04 de agosto 2011. JACKSON RIMAC ROSALES ALLANIC Delegado de Polícia Federal Mat.: 15.218
IPL No 150912011

SERVIÇO PúBLICO FEDERAL M,1 - DEPARTAMENTO DE POLíCIA FEDERAL SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL NO DISTRITO FEDERAL SETOR TÉCNICO-CIENTíFICO LAUDO N o * 83912011 - SETECISR/DP1PIDF LAUDO DE PERíCIA CRIMINAL FEDERAL (LOCAL DE CRIME) Em 11 de agosto de 2011, no SETOR TÉCNICO-CIENTíFICO da Superintendência Regional do Departamento de Polícia Federal no Distrito Federal, designados pelo Chefe do Setor, Perito Criminal Federal ROOSEVELT ALVES FERNANDES LEADEBAL RlNIOR, os Peritos Criminais Federais MILENA GANZELEVITCH GRAMACHO e MARCELO ANTóNIO DA SILVA elaboraram o presente Laudo Pericial, no interesse do Inquérito Policial n o 1509/2011-4 - SR/DPF/DF, a fim de atender a solicitação do Delegado de Polícia Federal JACKSON RIMAC ROSALES ALLANIC contida no Memorando ri' 5671/2011 - SR/DPF/DF de 08/08/2011, registrado no Sistema de Criminalística sob o n o 8088/2011 - SETEC/SR/DPF/D1 7 em 09/08/2011, descrevendo com verdade e com todas as circunstâncias tudo quanto possa interessar à Justiça respondendo aos quesitos abaixo transcritos: 1. Qual a localização exata do local? (com coordenadas geográficas) 2. Quais as características do local (dimensão, forma de entrada, existência de circuitos/aparatos de segurança) 3. Há indícios de exploração,de jogo através do uso de máquinas caçaníqueis? 4. Se negativo, então qual a atividade exerciàa no local? 5. Outros dadosjulgados úteis. 1 - HISTóRICO Em cumprimento à missão policial referente à Operação "Game Over 2", às 20h30min do dia 29/0712011, os signatários se deslocaram para endereço localizado na cidade de Valparaíso de Goiás/GO, em conjunto com outros Policiais Federais, chefiados pelo Delegado de Polícia Federal Ademir Dias Cardoso Junior (EQUIPE 5). No local, situado na R. Minas Gerais sob as coordenadas geodésicas WOY58,T'S e 047 058'41,2"W (Datum horizontal WGS84), próximo ao condomínio residencial Green Park, os Peritos realizaram os exames cabíveis, caracterizando a área, observando os vestígios pertinentes e fazendo os registros fotográficos, conforme relatado neste Laudo.

0010948í35 Laudo 839/t

LAUDO No * 839/2011 - SETEC/SR/DPF/DF

Findos os exames, a equipe de policiais acompanhou a apreensã^ caça-níqueis, deixando o local às 00h15min do dia 30/07/2011, chegando à 00h50min.

II - OBJETIVO Os exames realizados tiveram o objetivo de caracterizar o local periciado, bem como identificar e registrar o fúncionamento de máquinas caça-niqueis, a fim de atender aos interesses da Justiça.

III - EXAMIE Os exames foram realizados por observação direta do local, com o auxílio de máquina fotográfica digital, marca Pentax, modelo OptioW60, para os registros fotográficos; e de receptor GPS (Global Positioning System), da marca Garmin, modelo GPSMAP 60CSx, utilizando o datum horizontal WGS84, para a localização geográfica. É. 0 acesso ao local, 'a partir de Brasi ia, se faz tomando a direção sul na rodovia BR-040, na qual percorre-se cerca de 2,8 km, após cruzar a divisa entre o território do Distrito Federal e Goiás (no cruzamento com a DF-290), até o retomo localizado à margem esquerda da pista de rolamento. Após fazer o retomo, percorrer 280 in, convertendo à direita para adentrar a cidade por meio da Av. Senador Tancredo Neves. Nesta avenida, seguir por aproximadamente 1,0 km até uma interseçâo ordenada por uma ilha, contornando à esquerda na ilha para acessar a R. Minas Gerais, na qual deve-se seguir por mais 250 m até a entrada do local, situado à margem esquerda, sob o ponto de geodésicas WOY59,46"S e 047'58'38,8"W - Datum horizontal WGS84 (Figura 1).

v aiparaiso ae tjoiasi(ju.

2

LAUDO No 839/2011 - SETEC/SR/DPF/DF Com base em exames indiretos, realizados em imagens satelitais do (Figura 2), os Peritos deteiminaram. que a área questionada possuía terreno 0\ aproximadamente 5.500 m' e cerca de 440 m2 de área construída, além de um tanque de m
2^

-\-Dp

aproximadamente. Durante os exames diretos, foi constatado que o local examinado se encontrava

cercado por muro de alvenaria

e possuía, à frente, uma única entrada, cujo acesso era

realizado por meio de um portâo de ferro. No muro de entrada, constavam dizeres sobre a identificação do local VALPARAíSO.

"PESQUE PARMSO A SUA MAIS NOVA OPÇÃO DE LAZER EM

PESQUE E PAGUE / PESCA ESPORTIVA / PRODUTOS DA ROÇA /

LANCHONETE" e o endereço "QD. OS LT. 76A4 CHÁCARA YPIRANGA" (Figura 3).
Logo após a entrada, havia duas cadeiras posicionadas em frente ao portão (Figura 4), de onde era possível observar o fluxo de veículos na rua.

0 acesso à área construída era feito por caminho, não pavimentado, localizado
na porção norte do lote (vide seta de indicação na Figura 2) e acessível a pedestres e veículos. Na área externa, em frente do local

à casa, havia uma caixa d'água com inscrições referentes ao nome

"PESQUE PARAíSO" (Figura 5). Na construção principal, denominada pelos de apoio" (Figura 6), havia uma porta de acesso, que se encontrava

signatários como "Casa

aberta no momento dos exames e que dava acesso a urna cozinha. Também foram identificados outros dois acessos possíveis

à casa de apoio, porém ambos se encontrav am e um portão, que dava acesso uma

trancados, sendo uma porta, que dava acesso a um quarto; área.

L/
-Th^SQUE PARAISO". Em azul, indicam-se os acessos e as áreas construídas.

3

LAUDO No 839/2011 - SETEC/SR/DPF/DF

Figura 3 — Entrada de acesso ao local examinado, identificado como PARAíSO", endereço "QD. 05 LT. 76A4 CHÁCARA YPIRANGA,,.

Figura 4 — Cadeiras posicionadas na entrada do local.

do local "PESQIJE PARAISO".

A casa de apoio era dividida da seguinte forma: à frente, uma cozinha equipada com pia dupla, chapa à gás e fogão industrial (Figura 7); um côniodo com mesa de plástico, cadeiras, caixas e ferramentas (Figura 8); um CÔmodo tipo sala com pia e obj etos jogados ao chão (Figura 9); um banheiro; e um quarto com cama e móveis empilhados (Figura 10). Na porção posterior da c asa de apoio, havia ainda: um côniodo tipo bar, equipado com mesas,

4

LAUDO NO , 839/2011 -,SETEC/SR/DPF/DF

bancos, armários, geladeira, fteezer, fomo de microondas e bancadas de pedra I^' - v -1 o f^ , . internamente e nas janelas (Figura 11); um corredor com porta de acesso a áre, guxa ) ; e uma a externacom doís Numeiros Q Ígura, 13).. No local, foi observado ainda sistema
de

alarme com sensores de presença instalados

em vários côrnodos, com central e sirene tipo cometa instalados na área interna do bar.

11

Figura 7 — Cozinha localizada na entrada. da casa de apoio e, ao fundo, acesso ao bar.

Figura 8 — Cômodo ao lado da cozinha, com janela e porta para o cómodo da Figura 9.

porta de acesso à área externa e janela.

por meio do côrnodo ilustrado na Figura 9.

Figura 11 Côrríodo tipo bar, com bancadas em janelas amplas voltadas para a área ilustrada na Fig.13.

área externa.

5

LAUDO No 83 912011 - SETEC/SR/DPF/DF

i

Em frente à área externa da casa de apoio, havia um galpão, conforme ilustrado no
croqui abaixo (Figura 14).

~TID Fig. 10

^

"j

~ l^ SnA ^^ wzl»% Fig. 9 ^ Fig. 8 1 Fig. 7

w Fig. 11

L!

Fig 12*

Fig.

13

e.55-, -T F

FT-

14 — Croq ui do local examinado enm rneA^rinQ pm mptr~ cozinha, quarto, banheiros) e galpão. No croqui, constam as indicações dos respectivos côrnodos fotografàdos e ilustrados anteriormente.

Conforme ilustrado no croqui, o galpão possuía dimensões internas de 21,6 m de comprimento por 10,7 m de largura, formando uma área de aproximadamente 231 mI, tendo 6

""q I

'4^r

LAUDO No 839/20 11 - SETEC/SR/DPF/DF sido construido sob um telhado metálico forrado com isopor é paredes em painel de do tipo OSB (Oriented Strand Board) apoiados em pilhas de pneus e areia, sendo paredes em painel metálico (Figuras 15 a 17). No galpão, havia duas mesas aparentemente utilizadas no gerenciamento do local e um total de 31 máquinas de jogos do tipo caça-níquel (identificadas individualmente por
1

números de 1 a 12, de 25 a 27, de 30 a 32, de 40 a 42, de 50 a 53 e de 61 a 66), todas equipadas com mecanismo receptor de cédulas (noteiros) e dispostas em forma de 'V', sendo uma fileira de 25 máquinas e outra de 6 máquinas. No momento dos exames, havia 29 máquinas ligadas e apenas 2 desligadas, tendo sido observados indícios de utilizaçào rece . me das máquinas, pois sobre as máquinas havia bebidas abertas e ainda geladas pela metade, cinzeiros com cigarros e comida recente (Figuras 18 e 19). Também foram observados no local, ventiladores e equipamentos de rede conectando as máquinas, em fluicionamento.

(hubs)

máquinas dispostas em "L".

gerenciainento das máquinas.

7

LAUDO No 839/2011 - SETEC/SR/DPF/DF

Figura 18 - Máquinas de jogos com bebidas e comida. Vide prato cheio de comida em cima de uma das máquinas.

r igura i^p - iviaquina ae j ogo com cinzeiroisqueiro e lata de cerveja aberta. i 4 ç1^^ se indica o mecanismo receptor de cédulas. _ _

IV - RESPOSTAS AOS QUESITOS 1.Qual a localização exata do local? (com coordenadas geográficas) 0 local, ora examinado, situa-se na R. Minas Gerais da cidade de Valparaiso de Goiás/GO, sob o ponto de geodésicas WOY59,46"S e 047'58'38,8"W (Datum horizontal WGS84). No muro de entrada do local, constavam, ainda, dizeres referentes ao nome e atividades do local "PESQUE PARMSO A SUA MAI&NOVA OPÇÃO DE LAZER EM VALPARAíSO. PESQUE E PAGUE / PESCA ESPORTIVA / PRODUTOS DA ROÇA

LANCHONETE" e o endereço "QD. 05 LT. 76A4 CHÁCARA YPIRANGA11.

2. Quais as características do local (dimensão, forma de entrada, existência de circuitos/aparatos de segurança) As características do local, com o respectivo detalhamento da dimensão, dos acessos/entradas e do circuito de segurança, encontram-se descritas na seção III - EXMvlE.

3.Há indícios de exploração de jogo através do uso de máquinas caça-níqueis? Sim. No local havia um galpão, de aproximadamente 231 m', equipado com 31 máquinas de jogos do tipo caça-níquel e duas mesas aparentemente utilizadas no gerenciamento do local. Todas as máquinas possuíam mecanismo receptor de cédulas (noteiros), sendo que, nó momento dos exames, havia 29 máquinas em funcionamento (ligadas), tendo sido observados indícios de utilização recente das máquinas, pois sobre as máquinas havia bebidas pela metade ainda geladas, cinzeiros com cigarros e comida recente. Também foram observado s no local, ventiladores e equipamentos de rede (hubs) conectando as máquinas, em funcionamento.

8

LAUDO No 839/2011 - SETEC/SR/DPF/DF

4. Se negativo, então qual a atividade exercida no local? Características do local examinado, com indicios sobre a atividade estão descritas na resposta ao quesito 3.

S. Outros dados julgados úteis.
As Figuras 15 a 19, constantes na seção 111 — EXAME, ilustram as imagens do galpão com as máquinas de jogos do tipo caça-níquel.

Nada mais havendo a lavrar, os Peritos Criminais encerram o presente Laudo que, elaborado em nove págm *as, lido e achado conforme, assinam acordes.

E ZELEVITCH GRAMACHO TA CRIMINAL FEDERAL MILE rirneira Cla4
r irneira Classe - Matrícula: 13.490

M~ARC ANT NIO DA SILVA E L ANT ALFEDERAL t,^ PER.ITO ^RIM NIO DA Primeira Classe' Matrícula: 13,616

i]

M

SERVIÇO PúBLICO FEDERAL MJ - DEPARTAMENTO DE POLíCIA FEDERAL SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL NO DISTRITO FEDERAL SETOR TÉCNICO-CIENTíFICO LAUDO Y 1190/2011—SETEC/SR/DPFIDF

LAUDO DE PERíCIA CRIMINAL FEDERAL (ELETROELETRÔNICA)

Em 28 de outubro de 201 1, no SETOR TÉCNICO^CIENTíFICO da Superintendência Regional do Departamento de Polícia Federal no Distrito Federal, designados pelo Chefe do Setor, Perito Criminal Federal ROOSEVELT ALVES FERNANDES LEADEBAL JUNIOR, os Peritos Criminais Federais MICHAEL NAVES RIBEIRO e DIOGO AUGUSTO RODRIGUES DE OLIVEIRA elabora= o presente laudo pericial, no interesse do IPI, 1509/2011-4-SR/DPF/131`, a fim de atender a solicitação do Delegado de Polícia Federal JACI(SON RIMAC ROSALES ALLANIC contida no Memorando n' 5672/2011 -SR/DPF/DF de 08/0812011, e registrado no Sistema de Criminalística sob o n' 8089/2011SETEC/SR/DPFIDF, em 09108/2011, descrevendo com verdade e com todas as circunstâncias tudo quanto possa interessar à Justiça e respondendo aos quesitos formulados abaixo transcritos: 1 . Quais as características das máquinas apresentadas a exame? 2. As máquinas possuem componentes de origem estrangeira? 3. As máquinas possuem programas destinados a jogos de a"r ou que dependam exclusiva ou principalmente da sorte do jogador? 4. Existe numerário dentro das máquinas? Caso positivo, quanto? 5. Outros dadosjulgados úteis.
1 — MATERIAL Os Peritos identificaram trinta e urna máquinas eletrônicas programáveis (MEP) do tipo caça-níquel em gabinete de madeira com cofre, analisador/coletor de cédulas, vídeo monitor e teclas de acionainento. Os equipamentos se encontravam armazenados no depósito desta SRJDPF/DF. 0 material foi arrecadado conforme consta no item 1 do Auto de Apreensão

3481201 1 -SRIDPF/DF emitido em 30/07/2011, cuja cópia de uma folha foi enviada j untamente com o Memorando. Os equipamentos foram analisados um a um e o resultado encontira-se

relacionado na Tabela 1. Na face anterior (frontal), sobre o gabinete, havia um display

0011.543364 laudo 1190/

LAUDO N o 1190/2011 - SETEC/SRíDPF/DF

-i
fFis. '3o

numérico com letreiro luminoso. Possuíam teclado com oito ou nove botões para realizÚ, ' as

escolhas e o manuseio durante o transcorrer do jogo e um orificio para inserção de cédulas. Sa face posterior (traseira), havia uma saída da fonte de energia elétrica. As máquinas que possuíam plaquetas constavam como suposto fabricante "PARADISE GAMES INDUSTRIAL E COMERCIAL LTDA — CNI?J 02.885.248/0001-02" ou "ABRAPLAY IND. E COM. DE ELETROELETRÔNICOS LTDA — CNPJ 04.504.374/0001-03", modelo "PLAY I" e número de série correspondente. As figuras 1 e 2 mostram os modelos analisados.

Tabela 1 - Especificações; dos modelos analisados
Seq. Edq. Num. Plaqueta Dimensties Painel Exa- Série Fabrican- (cm) me te, luminoso Jogo Analisador Placa-mãe Processador Mídia de de Cédulas (fabricante, (fabricante, (fabricante, origem) origem) Armazenam. (fabricante,

origem)
1 1

origem)
commell 1v650, AMD GEODE, Apacer

2383

Abraplay 132(6W2 Retangular Double ICTP70, 10cm de altura Mania

origem: Taiwan

Origem:
Taiwan

PholoSteno Pro, origem estrangeira

origem:
Taiwan

2

2

Abraplay

132x62x72

Retangular Quarter ICTP70, 10cm de altura Game Or^em: Taiwan

Corrimell Iffi, orígem: Taiwan

AMD GEODE, Dane Elec, ongem: Taiwan Ongem estrangeira

3

3

04071414

Paradrse 132(Gá72 Retangular 10cm de altura

Quarter ICTP70,
Geme origem: Taiwan

Commell

AMD GEODÉ^- Dane Elec, origem: Taiwan Origem estrangeira

1v650,
Nem: Taiwan

4

4

-

Paradise

13M2x72

Retangular Quarter Ausente local de altura Game

Commeli um, Ofigem: Taiwan

AMD GEODE, Dane Elec, Origem: Taiwan Nem estrangeira

5

5

0407- Paradise 1020

132(62x72

Retangular 10cm de altura

Ouarter ICTID70. Game Oril;em: TaWan

Via via86011,

Intel Penflum3 Trarscemd, ou CeiLron, Nem estrangeira origem estrangeira

Origem:
Taiwan

6

6

2344

Abraplay

132x62x72 Retangular
10cm de altura

Quarter ICTP70, Game Otígem: Taiwan

Via via860111,

Intel Penflum3 FDM, Nem: ou Celeran, origem estrangeira Con5ia

Ongem:
Taiwan

7

7

-

Abraplay 13WW2

Retangular 10cm de altura

Quanter ICTP70,
Gama origem: Taiwan 1 Bingo3 ICTP70, Geme origem:

Commell

AMD GEODE, Dane Elec, origem: Taiwan Nem estrangeira

1v650,
"em: Taiwan

1 8 8

1

2179

Ab^^

132x62x72 Retangular
10= de altura

Via
via8601t, oril;em: Taiwan

Intel Pendum3, origem e

Origem:
Malásia

fabácante não identificados

Taiwan

9

9

132x62x72

Retangular Quarter ICTP70, 10cm de altura Geme Origem: Taiwan

'0mmell 1v650, origem: Taiwan e

AMD GEODE, Dane Elec, origem: Taiwan

EM,
p4.

^11

LAUDO N o 119012011 -

SETEC/SR/DPF/DF

Dimensões Painel

Jogo

Analisador Placa-mãe Processador Mídia de de Cédulas (fabricante, (fabricante, (fabricante,

(cm)
: 7e

luminoso

Armazenam.
(fabricante,

1 Illis 1 tlea. 13Zc62x72

origem)
\ria
via8wlt origem: Taiwan

origem)

origem)
Retangular Singo3 Geme

origem)
Intel Penflum3 Origenn e ou Celeron, origem estrangeira fabdcante não idenfificados

ICTP70,
Origem: Taiwan

1 Ocm de
altura

locmde altura Gama Nem: Taiwan 1v650, Origemi: Taiwan 1026 Retangular Ausente Ausente 10cm de altura Commeil IVISSO, Ongem: Taiwan Retangular Ausente ICT P70, 10ern de altura Origem: Taiwan Ausente Ausente Ausente AMD GEODE, Dane Elec, Origem: Taiwan Origem estrangeira Origem: Taiwan Coréia

Retangular Ausente 1 1a3 10cm de altura

ICTP70,
Origem: Taiwan

Ausente

Ausente

Retangular Ausente 10cm de altura

ICTP70.
Nem: Taiwan

Commell 1v650, Origem:

AMD

GE

origem: Taiwan

Taman
Ausente Ausente Ausente Ausente Ausente Ausente Ausente Ausen^; origem estrangeira

!

Ausente

!

Ausente

13à58x72

Ausente

Ausente Ausente

Via/Phitronic Via C7. s, Origem: China Crigem: Taiwan

Transcend, Origern estrangeira

132x58x72

Ausente

Ausente Ausente

VialPhitronic Via C7, s, Nern: China origem: Taiwan

Transcend,
origem estrangeira

Abraplay

132x62x72

Retangular Turbo

Ausente

CommetJ 1v650, Origem: Taiwan

AMD GEODE, Dane Elec, Ongem: Taiwan Origem estrangeira

10cm de
altura

Mania

1350

Paradise

132x62x72

Retangular Double ICTP70, 10cm de altura Mania Origem: Teávan

Commell 1v650, Odgem: Taiwan

AMD GEODE, Dane Elec, Nem: Origem estrangeira

Taiwan

1195

Paradise

132^62x72

Retangular Quarter ICTP70, 10cm de altura Geme Origem: Taiwan

CommeJI ffi, Odgem: Taiwan

AMD GEODE, Dane Elec,

origem:
Taiwan

Ongem estrangeira

1199

Paradise

132x6W2

Retangular Ausente ICTP70, 10em de

ComMell Iffi,

AMD GEODE, Dane Elec, Ngerti: Taiwan Nem estrangeira

Origem:
Taiwan

alura

Ongem:
Taiwan

ZZ3 Aik

3

LAUDO No 1190/2011 - SETEC/SR/DPF/DF

Exa" Sêrie Fabrican- (em) me te.

luminoso

de Cédulas (fábricante, (fabricante, (fábricante, origem) origern) origem)

Armazenan (fabricante, origem)

25

0407- Paradise

13N62x72

12T7

Retangular Quarter ICTP70, 10cm de 0r^em: Gamo

Via via8601t,

Intel Penflum3, origem: Malásia

Transcend, Origem
estrangeira

altura
26

Taiwan

Origem:
Taiwan

2124

Abraplay

132x62x72

Retangular Cluarter [CT P70, 10cm de Gamo Crigem: altura Taiwan

Corrimell

AMD GEODE, Dane Elec,

1v650,

0;igem:
Taiwan

Origem estrangeira

origem:
Taiwan Corprnell

1

27

04071415

Paradise

132x62x72

Retangular Quarter ICTP70, 10m de altura Come Origern: Taiwan

AMD GEODE, Dane Elec,

Iffi,
origern: Taiwan

Origem:
Taiwan

Origem
estrangeira

28

2370

Abraplay 132u3W2 Retangular 10cm de altura

Quarter ICTP70,
Gamo Nem: TaMan

Commell

AMDGEODE, FDM, Origer
origem: Tarwan Corêia

1v650. Or^em:
Taiwan

29

04071196

Paradise

132K62x72

Retangular Turbo

ICTID70,
OrilIem: Taiwan

Via via86011, Origem: Taiwan

Intel Penflum3 Transoend, ou Celeron, "em estrangeira Origem estrangeira

10cm de altura

Mania

10cm de altura

Gama origem: Taiwan via86011:

ou Celeron,
Origem estrangeira

Ongem estrangeira

Nem:
Taiwan

31

38

12láStix72

Ausente

Ausente Ausente

Via/Phitmnic Intel Pentium3 s, Origem: China ou Celeron, Origem estrangeira

Transcend,
Nem estrangeira

10cm de altura de acionarnento.

11 —

OBJETIVO Os exames tiveram por objetivo analisar o material questionado, identificar a

4

1

LAUDO No 1190/2011 - SETEC/SR/DPF/DF

origem de seus principais componentes e verificar a existência de numerário no interie equipamentos, descrevendo com verdade e com todas as circuri~cias tudo quanto interessar à Justiça.

M — EXAM:ES Inicialmente, foi realizado um levantamento de todas as máquinas que se encontravam annazenadas no depósito desta SR/DPF/1)F. Dessa forma, foram verificadas informações referentes às numerações de série, modelos e outros dados pertinentes para fins de individualização das máquinas e de identificação de todos os modelos existentes no local. As máquinas foram analisadas juntamente com outras apreendidas na mesma operação que englobava os IPLs; 1508, 1509, 1510, 1511 e 1512/2011-4-SR/DPF/1)F. Desta forma foram etiquetadas com números de ordem de exame que estão apresentados na coluna . "Etiq. Exame" da Tabela 1. 0 presente laudo trata do exame das trinta e uma máquinas eletrônicas Programáveis de modelo Bingo Game Ball conforme apresentado na seção 1 — MATERIAL. Os Peritos abriram o depósito de cédulas de todas as máquinas e constataram a inexistência de valores monetários em seu interior. Os Peritos selecionaram uma das máquinas para prosseguir com os exames de funcionamento. Tal procedimento foi realizado em conformidade com a Instrução Técnica no 1 001-DITEC, de 04/05/2004, que dispõe sobre a realização de exames periciais em máquinas eletrônicas programáveis do tipo "caça níqueis". 0 normativo determina que os exames deverão ser realizados por amostragem, analisando-se, pelo menos, uma máquina de cada modelo. Todas as máquinas possuíam componentes compatíveis e se tratavam de um mesmo modelo com gabinetes externos diferenciados. Neste caso, foram escolhidos aleatoriamente máquinas com diferentes cartões de memória contendo programas de jogos. Os programas foram executados e submetidos a testes de funcionamento a fim de classificar os tipos dejogos. Em seguida, os Peritos realizaram um teste de funcionamento em um dos equipamentos e constataram que o mesmo mostrou-se em condição de operação e em seguida foram executados os programas das diferentes mídias de armazenamento selecionadas. De acordo com a Instrução Técnica no 00 1 -DITEC, de 04/05/2004, os jogos foram enquadrados como pertencente ao Grupo IV: 1^lEP baseada em cartelas ou suas simulações. A Figura 3 mostra a tela de um dos jogos em execuçâ

0_

5

LAUDO No 119012011 - SETEC/SRIDPF/DF
^ ^ - r` ,,

'/^ 30k^
^1s.

'

Ao abrirem as máquinas, os Peritos puderam identificar seus principais componentes, observando as marcas e países de origem dos mesmos. Os componentes que não continham identificação de origem foram comparados com modelos idênticos nos sítios de Internei dos fabricantes. Uma vez identificado o modelo, os Peritos pesquisaram nestes sites a localização das fábricas; e não existindo pólo de produção instalado no Brasil, a peça foi considerado como de origem estrangeira. A Tabela 1 apresenta a relação destes componentes e a Figura 4 exibe detalhes de um dos modelos de placas mãe e do processador com a identificação da origem.

Figura 4 - Placa-mãe e processador com as identificações de origem destacadas com círculo na cor vermelha

6

LAUDO No 1190/2011 - SETEC/SR/DPF/DF

As máquinas que continham todos os componentes listados na Tabela 1 apresentavam condições para funcionamento normal. W/^

IV — RESPOSTAS AOS QUESITOS Ao primeiro 0 presente laudo trata do exame de trinta e uma máquinas eletrônicas programáveis, descritas nas seções 1 e III.

Aosegundo
Sim. Conforme apresentado na Tabela 1 da seção 1 - MATERIAL as máquinas examinadas apresentam componentes (analisador de cédulas, placa-mãe, processador e dispositivo de armazenamento não volátil) de origem estrangeira. Ao terceiro Sim. Tratavam-se de máquinas do tipo caça-níquel, visto que elas funcionam por meio da introdução de valores monetários e que possibilitam o recebimento de prerniações, também em valores monetários, ao apOstador que acertar as combinações previstas pelo jogo. Além disso, verificou-se que os resultados obtidos nos jogos presentes nas máquinas eletrónicas prograináveis examinadas dependiam principalmente ou exclusivamente do fator sorte, pois independem da habilidade do jogador. Ao quarto Não foi encontrado numerário. Ao quinto Em razão da indisponibilidade das chaves dos equipamentos no local, foi necessário forçar a abertura dos mesmos a fim de que os exames pudessem ser realizados.

Os Peritos têm por bem esclarecido o assunto e declaram que, após a perícia, os e quipamentos permaneceram no depósito desta Superintendência. Nada mais havendo a relatar, os Peritos encerram o presente Laudo que, elaborado em sete páginasAdo e achado conforme, assinam acordes.

AVES RIBEIRO (GRIMINAL FEDERAL Classe — Matrícula 13.784

DIO " AU STO DEOLI IRA " PERITO CRIMINAL FEDERAL Primeira Classe - Matrícula 13.652

o

SR/DPF/DF FI: 3_C^ > Rub:

SERVIÇO PUBLICO FEDERAL MJ - DEPARTAMENTO DE POLICIA FEDERAL SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL NO DISTRITO FEDERAL IPIL N o 151012011 -DELEFAZISIRIDPF/DF

PORTARIA
JACKS0IN RIMAC ROSALES ALLANIC, Delegado de Polícia Federal, Mat.: 15.218, lotado e em exercício nesta Superintendência Regional do Departamento de Polícia Federal no Distrito Federal, na Delegacia de Repressão a Crimes Fazendários, no uso de suas atribuições legais e considerando o conteúdo das denúncias protocoladas no SIAPRO sob o no 08280.04025912011-78, bem como . o resultado das diligências policiais ín locu,

RESOLVE:
Instaurar Inquérito Policial para apurar possível prática de Crime de CONTRABANDO - Art. 334 do Código Penal e da Contravenção Penal de JOGO DE AZAR — Aírt. 50 do Decretro-Lei n o 3.688141, considerando que, segundo denúncias, funcionava naquele local (Rua 14, Quadra 52, Lotes 8 e 9, Parque Esplanada I I, VaIparaíso/GO) estabelecimento de exploração de jogo de azar (BINGO), o qual empregava máquinas "caça-níquel", cujo os componentes possivelmente sejam de procedência estrangeira, tendo sido importados irregularmente. Abordagem policial realizada naquele local em 2910712011 constatou a veracidade das informações contidas na notitia criminis, sendo que desta diligência foi lavrado Auto de Apreensão e colhidos Termos de Declarações de pessoas envolvidas com a prática daqueles. Ante o exposto, autue-se esta e os documentos acima mencionados, Os demais documentos deverão ser apensados. Efetue-se os registros e anotações de praxe e adotando-se as seguintes providências: i — Expeça-se ofício à Procuradoria da República que atua perante a Vara Federal de Luziânia/GO, haja vista tratar-se de local de jurisdição daquela, comunicando a instauração deste procedimento; 11 — Encaminhe-se os valores apreendidos a serem depositados em juizo; 111 - Expeça-se Memorando ao SETEC/SIRIDPF/DF para confecção de laudos a respeito do local de cometimento do delito e do maquinário apreendido;
I

ia/DE,_ 04 de agosto 201 1. JACKSON IRIMAC ROSALES ALLANIC Delegado de Polícia Federal Mat.: 15.218
IPI- N o 151012011

SERVIÇO PúBLICO FEDERAL MJ - DEPARTAMIENTO DE POLÍCIA FEDERAL SUPERINTENDENCIA REGIONAL NO DISTRITO FEDERAL SETOR TÉCNICO-CIENTÍFICO
LAUDO N o 103712011 - SETECISR/DI›FIDF

LAUDO DE PERíCIA. CRIN1INAL FEDERAL LOCAL DE CRIME

Em

28 de setembro de 201 1, no SETOR TÉCNICO-CIENTíFICO da

Superintendência Regional do Departamento de Polícia Federal no Distrito Federal, designados pelo Chefe do Setor, Perito Criminal Federal ROOSEVELT

ALVES

FERNANDES LEADEBAL JUNIOR, os Peritos Criminais Federais GUSTAVO RIBEIRO
ARTIAGA

GOMES e ALEXANDRE SATTIN DA COSTA RIBEIRO elaboraram o presente 15 10/2011-4 SR/DPF/1)F, a fim de atender a solicitação

laudo pericial no interesse do IPI, n? da Delegado de Polícia Federal Memorando n'

JACKSON RIMAC ROSALES ALLANIC, contida no
de

5676/2011-SR/DPF/DI7

08/08/2011, registrado no Sistema de

Criminalística. sob os n'

8090/2011 em 09/08/2011, descrevendo com verdade e com todas as à Justiça e respondendo aos quesitos abaixo

circunstâncias tudo quanto possa interessar transcritos:

1. Qual a localização exata do local? (com coordenadas geográficas)
2.' Quáis as características dolocal (dimensão, forma
'de circuitos/aparatos de segurança) Há-Ândícios -de- exploração de jogo através do uso de máquinas caçaníqueis? 4.. Se negativo, então qual a atividade exercida no local? S. Outros dados j ^lgados úteis.

de entrada, existência

1 — HISTóRICO
1

No d . i, a 29

1

1

1

de

juibo de — 2 011, o^s P- e ritos -Cri minais F e dèrais, Gustav. o Ribeiro ' à
w

Artiaga Gomes e Alexandre Sattin da Costa Ribeiro, se deslocaram, em viatura oficial, c idade de Valparaíso-GO, com intuito

de realizar perícia de exame de locaL A equipe de

0011305666 Laudo 1037,

k - - -

LAUDO N o 1037/2011 — SETEC/SRIDPFIDF

criminalistica chegou ao local aproximadamente às 21:00h, horário no qual começou^a proceder aos exames. Após os exames a equipe retomou a Superintendência Regional noDistrito Federal.

11 — OBJETIVO Os exames objetivam caracterizar o local periciado, a fim de atender aos interesses da Justiça.

111 — EXAME 0 local era uma casa de alvenaria localizada em Valparaíso de Goiás — GO, cujo endereço obtido por meio do lançamento das coordenas geodésicas no programa Google Earth era "Rua Qtlãfór'z"e',- 2-3 W—'Parque Espláriadã II, Valparaíso de Goiás", com as seguintes coordenadas: 160 03'40.1"S 047058'56.1"0.

2

LAUDO N o 103712011 — SETECISR/DPF/DF

0

local era um terreno de aproximadamente 1.400 m 2^ cercado por

possuía um estacionamento interno com capacidade para aproximadamente 20 '(vinte carros), cuja entrada era feita por um portão de ferro de correr.

A

casa possuía duas barreiras de entrada.

A

primeira era um portão de ferro

voltado para a rua, o qual era todo fechado e não possibilitava visão para o interior do terreno.

a segunda era a porta que dava acesso ao salão, a qual possuía grades de proteçâo (vide
6).

Figura

Os Peritos não verificaram a existência

de

aparato eletrônico de segura nça no local.

v^

3

LAUDO N o 103712011 — SETECISR/DPF/DF

Figura 6 — Porta que dava acesso ao salão Figura 7 — Detalhe das _ grades nas janelas. principal. Detalhe da arade na norta. 1

A casa possuía 158 m 2 de área construída, e era composta 'por um salão principal, no qual foram encontradas 25 (vinte e cinco) máquinas caça-níqueis,. dois banheiros,. uma cozinha onde se comercializava comidas e bebidas e uma varanda (vide Figura 10).

,/

i/-/

'50p^

.
4

E

LAUDO No 103 7/2011 — SETEC/SR/DPF/DF

IV — RESPOSTA AOS QUESITOS Quesito 1. Qual a localização exata do local? (com coordenadas geográficas) Resposta: Rua Quatorze, Parque Esplanada 11, Valparaíso de Goiás", com as seguintes coordenadas: WOY40. V'S 047 058'56. l"O. Quesito 2. Quais as características do local (dimensão, forma de entrada, existência de circuitoslaparatos de segurança) Resposta: As características do local foram descritas no item III — EXAME.

5

M
LAUDO No 1037/2011 — SETEC/SR/DPF/DF
Quesito 3. Há indícios de exploração de jogo através do uso de níqueis? Resposta: Sim. Foram encontradas no local 25 (vinte e cinco) máquinas caça-

níqueis.

Quesito 4. Se negativo, então qual a atividade exercida no local? Resposta: Prejudicado.

Quesito S. Outros dados julgados úteis.
Resposta: Os peritos têm por bem esclarecido o assunto.

Nada mais havendo a lavrar, encerram o presenté Laudo que, produzido em seis páginas que, lido e achado conforme, assinam acordes.

10 T

=4S 5 AL GOMES ALEXANDRESAT DA COSTA ALFE I RAL T RIBEIRO -Matrícula: 13.485 PERITO CRIMINAL FEDERAL Segunda Classe — Matrícula 17.623

11

SERVIÇO PúBLICO FEDERAL MJ - DEPARTAMENTO DE POLíCIA FEDERAL SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL NO DisTRrro FEDERAL SETOR TÉCNICO-CIENTIFICO LAUDO No 1191/2011—SFTECISRIDPFIDF

LAUDO DF PERíCIA CRIM[INAL FEDERAL (ELETROFLETRÔNICA)

Em 28 de outubro de 2011, no SETOR TÉCNICO-CIENTíFICO da Superintendência Regional do Departamento de Polícia Federal no Distrito Federal, designados pelo Chefe do Setor, Perito Criminal Federal ROOSEVELT ALVES FERNANDES LEADEBAL JUNIOR, os Peritos Criminais Federais MICHAEL NAVES RIBEIRO e DIOGO AUGUSTO RODRIGUES DE OLIVEIRA elaboraram o presente laudo pericial, no interesse do IPI, 1510120114-SR/DPF1D17, a fim de atender a solicitação do Delegado de Polícia Federal JACKSON RIMAC ROSALES ALLANIC contida no Memorando n- 5677/201 1-SR/DPF/DF de 0810812011, e registrado no Sistema de Criminalística sob o n o 8091/2011-

SETECISRíDI`FIDF, em 09/0812011, descrevendo com verdade e com todas as circunstâncias tudo quanto possa interessar à Justiça e respondendo aos quesitos formulados abaixo transcritos: 1.Quais as características das máquinas apresentadas a exame? 2. As máquinas possuem componentes de origem estrangeira? 3. As máquinas possuem programas destinados a jogos de azar ou que dependam exclusiva ou principalmente da sorte do jogador? 4. Existe numerário dentro das máquinas? Caso positivo, quanto? 5. Outros dadosjulgados úteis. 1 — MATERIAL
Os Peritos identificaram vinte e cinco máquinas eletrónicas programáveis (MEP)

do tipo caça-níquel em gabinete de madeira com cofre, analisador/coletor de cédulas, vídeo monitor e teclas de acionamento. Os equipamentos se encontravam armazenados no depósito desta SR/DPF/1)F. 0 material foi arrecadado conforme consta no item 3 do Auto de Apreensão 345/201 1-SR/DPF/DF emitido em 30/0712011, cuja cópia de urna folha foi enviada juntamente com o Memorando. os equipamentos foram analisados um a um e o resultado encontra-se relacionado na Tabela 1. Na face anterior (frontal), sobre o gabinete, havia um display

0011543568 L^do

LAUDO N o 119112011 - SETECISR/DPF/DF 1

numérico retangular de 10 cm de altura. Possuíam teclado com oito botões para realizar escolhas e o manuseio durante o transcorrer do jogo e um orificio para inserção de cédulas.

p osterior (traseira) havia urna saída da fonte de energia elétrica. As máquinas possulam plaquetas cons tavam como suposto fabricante "PA RADISE GAMES INDUSTRIAL
face

E COMERCIAL LTDA — CNPJ 02.885.248/0001-02" ou "ABRAPLAY IND. E COM. DE

ELETROELETRÔNICOS LTDA — CNPJ 04.504.374/0001-03", modelo "PLAY F' e número
de série correspondente. As figuras de 1 e 2 mostram o modelo analisado.
IT^tIq. Tabela _ Especifit

es dos modelos analisados
11m1 luminoso 1ade dor ír—o—c ^ Mià^ laca.mãe 090 TAnalisador ---T-P— - -----Armazenam. deCédulas (fabricante, lfabricande, (fabricante, origem) (fabricante^ origem) origem) 1 ^ origem) viaffiolt orgem Taiwan ICTp70, Origern: TaWan ia -^^ viaffiolt, orioem: Taiwan Odgem: Malâsia

_W

Num Exa. Série me 1

Plani

Fabn'can
te

l0cm^e altura

1419

Retangular Turbo Mania 10cm de altura

—i-ntel Par

ONem: Maiásia

"em
estrangeira

1021

10cmde altura

Gama 1

Origem: 1 Taiwan

viaHOlt origern: Taiwan

Origem: Malásia 1

Ongem estrangeira

1
Tu^o altura Origem: Taiwan via86011, ONOM: ^ Taiwan origenn: Costa Odgem estrangeira Rica 5 loorn altura
ICTP70, Nem: Taiwan Via via8601t, Origem: Taiwan Intel Penflum3 Ofigem: Costa Rica

10cm de
altura

Gama

"em:
Taiwan

1v650,
Crigem: Taiwan Commeli 1v1550, Origem: Taiwan 1

origem:
Taiwan

Coréia

1 Retangular Quarter ICTP70, Origem: Gama 10cm de altura Taiwan

AMD GÉ Nem: Taiwan

ONefn estrangeira

Retangular Quarter ICTI770, Origem: Gama 10= de altura Taiwan

Corrimell 1v650, origenn: Taiwan

AMD GI Origem: Taiwan

Ofigem estrangeira

1197

10cm de altura

Gama 1

Crigem: 1 Taiwan

Odgem: Costa Coréia Rica 1

^J

LAUDO N o 119112011 - SETECISRíDPF/DF
aca.rnãc Jogo jWa II sãdor -^j— -^ ^sador Mídia de de Cédulas (fabricante, (fabricante, origem) (fábricante, origem) origem) Armazenam. (fabricante, origem)

- — uu- . P- Dimensões Painel É^q . m_ 1aqueta Série luminoso Exa. Fabrican- (crn) te me

'^2-3

-^3- «^ 2x62x72 —ngujar -ãingõ3 ^CT p7õ , Origem: Gama 1 Oan de Taiwan altura

Vi— Tn~t@ —Penhum3, FDM, Origem: a orgem: Costa Con§ia via86011, Wica origem: Taiwan

I0cm^e altura

ango

origem: Taiwan

1v650. origem: Taiwan

origem: Taiwan

coréa

C2

Retangular Quarter ICTP70. Gama Odgem: 10cinde Taiwan altura

C^6— -Ã^MD GEÕDE, Dane Elec, m Mjl origem: orii;ern lv6w, estrangeira Taiwan Ongem: Taiwan - — Tnt-—Penhum3 Ausente ei ^7jã "em: via86olt Malàsia odgem: Taiwan

^7- WeWng uiar -^u—— -^cT p7õ 2 — sente 1279 10cm de altura Odgem: Taiwan

1349

x72 Retangular Quarter ICTI`70. Origem: Gama 1 Ocm de Taiwan abra u a der V2 Retangular -d-— -^CT p7õ, Origem: Gamo 10cm de Taiwan altura ^K72 Retanguiar Ausente ICTP70, Origem: 10cm de Taiwan aflura W2 Retangular Quarler ICTP70, Gama Orgem: locm de Taiwan altura

ÃMD GEME, Dane Elec, - om d mell Ongem ongem: 1v650. estrangeira Taiwan origem: Taiwan -;^MD GEME, Dane Elec, 1v650, Origem: Taiwan Comniell origem: Taiwan Commeli 1v650. origem: Taiwan Oágem: Taiwan estrangeira

AMD GEODE, Ausente Origem: Taiwan

k

AMD GEODE, SanDtsk, Origem: China origem: Taiwan

2x72 Retangular Quarter ICTP70, Gama ONem: 10cm de Tainvan altura 2x72 Retangular Quarler ICTP70, Gama "em: 10cm de Taiwan altura 2x72 Retangular Quarter ICTP70, Gama Origem: 10cm de Taiwan altura 1 2x72 Retangular Auserrita ICIFP70. Ofigem: 10cm de Taiwan altura

AMI) GEODE, --^—M— Dane Elec, D Comunell origem origem: 1v650, estrangeira Taiwan orgem: I TI.aiwan Commell 1v650, origem: Taiwan Corruneli 1v650, Origem: Taiwan Via via8601t, Oril;em: Taiwan AMD GEODE, Traríscencí, Crigem Origem: estrangeira Taiwan AMO GEODE, Dane Elec, Origem Origem: estrangeira Taiwan — Intel Penflu^^3 , Ausente origem: Filionas

1184

1030

W2

Retangular Bingo3 ICTP70, Gama Origem: 10cm de Tawan altura

Via viaâ601t ONem: 1 Taiwan

IntelPenfluM3, MemoryCard origern não origem: identificada MalàSia

3

LAUDO No 1191/2011 - SETEC/SRIDPF/DF
E

11

Seq. 1 Efiq. 1 Num. 1 Pi Exa- Série F^ te me

Dimensões Painel luminoso (cm)

Jogo

de Cédulas (fabricante, (fabricante, origem) (fabricante, origem) origem) íC­ M, T Origem: Taiwan Via viaffiOlt Nem: Taiwan

Arimizáar (fabrica^rte origem) N

1333

132x6W2 Retangular SU^; Turtx 10em de altura

Intel Penflum3, Dane Elec, Origem: Costa Crigem estrangeira Rica

1132x62x72 Retangular Ause
10cm de altura

ICTP70, Nem: Ta~

Ausente

locm ãê altura 1

Gama

Origem: Taiwan 1

1v650, oriI;em: 1 TaivYan

Origem: Taiwan 1 1

Origem: China

H —

OBJETIVO Os exames tiveram por objetivo analisar o material questionado, identificar a

origem de seus principais componentes e verificar a existênc i a de numerário no interior dos equipamentos, descrevendo com verdade e com todas as circunstâncias tudo quanto possa interessar à Justiça.

M — EXAMES Inicialmente, foi realizado um , levantamento de todas as máquinas que se encontravam armazenadas no depósito desta SR/DPF/DF. Dessa forma, foram verificadas informaçôes referentes às numerações de série, modelos e outros dados pertinentes para fuis de individualização das máquinas e de identificação de todos os modelos existentes no local. As máquinas foram analisadas juntamente com outras apreendidas na mesma operação que englobava os IPLs 1508, 1509, 1510, 1511 e 151212011-4-SR/DPF F. Desta

4

LAUDO No 119112011 -

SETECISR/12FIDF

forma foram etiquetadas com números de ordem de exame que estão apresentados na "Etiq. Exame" da Tabela 1. 0 presente laudo trata do exame das vinte e cinco máquinas eletrônicas prograináveis de modelo Bingo Game Ball conforme apresentado na seção 1 — MATER1AL. Os Peritos abriram o depósito de cédulas de todas as máquinas. Na máquina de e etiqueta 136, item 14 da Tabela 1, os Peritos encontraram uma cédula de R$10,00 (dez reais) constataram a inexistência de valores monetários no interior das outras máquinas. Os Peritos selecionaram uma das máquinas para prosseguir com os exames de funcionamento. Tal procedimento foi realizado em conformidade com a Instrução Técnica no 001-DITEC, de 04/0512004, que dispõe sobre a realização de exames periciais em máquinas eletrônicas programáveis do tipo "caça níqueis". 0 normativo determina que os exames deverão ser realizados por amostragem, analisando-se, pelo menos, uma máquina de cada um mesmo modelo. Todas as máquinas possuíam componentes compatíveis e se tratavam de modelo com gabinetes externos diferenciados. Neste caso, foram escolhidos aleatoriamente máquinas com diferentes cartões de memória contendo programas de jogos. Os programas foram executados e submetidos atestes defluncionamente, a fim de classificar ostipos dejogos. um dos Em seguida, os Peritos realizaram um teste de funcionamento em em seguida equipamentos, constataram que o mesmo mostrou-se em condição de operação e foram executados os programas das diferentes mídias de arinazenamento selecionadas. De acordo corri a Instruçâo Técnica no 001-DITEC, de 0410512004, os jogos foram enquadrados como pertencente ao Grupo fV: MEP baseada em cartelas ou suas simulações. A Figura 3 mostra a tela de um dos jogos em funcionamento.

Ao abrirem as máquinas^ os Peritos puderam identificar seus principais 1 Y1

5

LAUDO No 1191/2011 - SETEC/SR/DI`FIDF componentes, observando as marcas e países de origem dos mesmos. os componentes que não continham identificação de origem foram comparados com modelos idênticos nos sítios de Internet dos fabricantes. Urna vez identificado o modelo, os Peritos pesquisaram nestes sites a localização das fábricas; e não existindo pólo de produção instalado no Brasil, a peça foi considerado como de origem estrangeira. A Tabela 1 apresenta a relação destes componentes e a Figura 4 exibe detalhes de um dos modelos de placas mãe e do processador com a identificação da origem. As máquinas que continham todos os componentes listados na Tabela 1 apresentavam condições para funcionamento normal.

Figura 4 - Placa-mãe e processador com as identificações de origem de~das com círculo na cor vermelha

IV — RESPOSTAS AOS QUESITOS Ao primeiro 0 presente laudo trata do exame de vinte e cinco máquinas eletrônicas programáveis, descritas nas seções 1 e III. Ao segundo Sim. Conforme apresentado na Tabela 1 da seção 1 - MATERIAL as máquinas examinadas apresentam componentes (analisador de cédulas, placa-mãe, processador e, dispositivo de armazenamento não volátil) de origem estrangeira.

6

LAUDO No 1191/2011 - SETEC/SR/DPF/DF

Ao terceiro Sim. Tratavam-se de máquinas do tipo caça-níquel, visto que elas funcionam : a uç meo A ;_^_A 9 ^
.4 1 1 '«^ ^^ .^~w^os C

ossibilitam o recebimento de prerniar. li-e 11

também em valores monetários, ao apostador que acertar as combinações previstas pelo jogo. Além disso, verificou-se que os resultados obtidos nos jogos presentes nas máquinas eletrônicas programáveis examinadas dependiam principalmente ou exclusivamente sorte, pois independem da habilidade do jogador. Ao quarto Os Peritos encontraram uma cédula de R$10,00 (dez reais) na máquina de etiqueta

do fator

136, item 14 da Tabela 1. Não foi encontrado outro numerário.

Ao quinto Em razão da indisponibilidade das chaves dos equipamentos no local, foi necessário forçar a abertura dos mesmos a fim de que os exames pudessem ser realizados.

Os Peritos têm por bem esclarecido o assunto e declaram que, após a perícia, os equipamentos permaneceram no depósito desta Superintendência e com o Laudo encaminham o numerário arrecadado. Nada mais havendo a relatar, os Peritos encen-am o presente Laudo que, elaborado em sete páginas, lido e achado conforme, assinam acordes.

1

AVES REBEI1RO PERIT C ALFEDERAL Primeir Classe - Matricula 13.784 1 ^I MIC

AUG EiàWU DIOG " TO R. "
PERITO CRIMINAL FEDERAL Primeira Classe - Matrícula

13.652

7

S RIDPF1 F Rub SERVIÇO POBLICO FEDERAL MJ - DEPARTAMENTO DE POLICIA FEDERAL SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL NO DISTRITO FEDERAL

IPI- N o 151112011 -DELEFAZISR/DPF/DF

PORTARIA
JACKSON RIMAC ROSALES ALLANIC, Delegado de Polícia Federal, Mat.: 15.218, lotado e em exercício nesta Superintendência Regional do Departamento de Polícia Federal no Distrito Federal, na Delegacia de Repressão a Crimes Fazendários, no uso de suas atribuições legais e considerando o conteúdo das denúncias protocoladas no SIAPRO sob o
n1 08280.04026012011-78, bem como o resultado das diligências policiais in locu,

RESOLVE: Instaurar Inquérito Policial para apurar possível prática de Crime de CONTRABANDO - Art. 334 do Código Penal e da Contravenção Penal de JOGO
DE AZAR — Art. 50 do Decretro-Lei n o 3.688141, considerando que, segundo

denúncias, funcionava naquele local (margens da BR 040, atrás da Churrascaria Boi na Brasa, Valparaíso/GO) estabelecimento de exploração de jogo de azar (BINGO), o qual empregava máquinas "caça-níquel", cujo os componentes possivelmente sejam de procedência estrangeira, tendo sido importados irregularmente. Abordagem policial realizada naquele local em 2910712011 constatou a veracidade das informações contidas na notitia criminis, sendo que desta diligência foi lavrado Auto de Apreensão e colhidos Termos de Declarações de pessoas envolvidas com a prática daqueles. Ante o exposto, autue-se esta e os documentos acima mencionados, Os demais documentos deverão ser apensados. Efetue-se os registros e anotações de praxe e adotando-se as seguintes providências: 1 — Expeça-se ofício à Procuradoria da República que atua perante a Vara Federal de Luziânia/GO, haja vista tratar-se de local de jurisdição daquela, comunicando a instauração deste procedimento; 11 — Encaminhe-se os valores apreendidos a serem depositados juizo; 111 - Expeça-se Memorando ao SETECISR/DIPF/DF para confecção de laudos a respeito do local de cometimento do delito e do maquinário apreendido; B asília/DIF, 04 de agosto 2011. JACKSON MAC ROSALES ALLLANIC Delegado de Polícia Federal Mat.: 15.218
IPI- No 151112011

SERVIÇO PúBLICO FEDERAL mi - DEPARTAMENTO DE POLíCIA FEDERAL SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL NO DISTRITO FEDERAL SETOR TÉCNICO-CIENTÍFICO LAUDO No 119212011—SETECISRIDPFIDF LAUDO DE pERíCIA CRIM[INAL FEDERAL (ELETROELETRÔNICA)

Em 28 de outubro de 2011, no SETOR TÉCNICO-CIENTíFICO da Superintendência Regional do Departamento de Policia Federal no Distrito Federal, designados pelo Chefe do Setor, Perito Criminal Federal ROOSEVELT ALVES FERNANDES LEADEBAL JUNIOR, os Peritos Criminais Federais MICHAEL NAVES RIBEIRO e DIOGO AUGUSTO RODRIGUES DE OLIVEIRA elaboraram o presente laudo pericial, no interesse do IPL. 15 1 112011-4-SR/DPF/1)F, a fim de atender a solicitação do Delegado de Polícia Federal JACI(SON RIMAC ROSALES ALLANIC contida no Memorando nl 56831201 1-SR/DPF/DIZ de 0810812011, e registrado no Sistema de Criminalística sob o no 809212011SETEC/SRIDPF/DF, em 09/08/2011, descrevendo com verdade e com todas as circunstâncias tudo quanto possa interessar à Justiça e respondendo aos quesitos formulados abaixo transcritos: 1 . Quais as caracter&ticas das máquinas apresentadas a exame? 2. As máquinas possuem componentes de origem estrangeira? â= ou que 3. As máquinas possuem programas destinados a jogos de dependam exclusiva ou principalmente da sorte do jogador? 4. Existe numerário dentro das máquinas? Caso positivo, quanto? S. Outros dados julgados úteis. 1 — MATERIAL Os Peritos identificaram quarenta e cinco máquinas eletrônicas programáveis (MEP) do tipo caça-níquel em gabinete de1 madeira com cofre, analisador/coletor de cédulas, vídeo monitor e teclas de acionamento. Os equipamentos se encontravam armazenados no depósito desta SR/DI`FID1`. o material foi arrecadado conforme consta no item 9 do Auto de Apreensão 344/2011-SR/DPFIDF emitido em 2910712011, cuja cópia de duas folhas foi enviada juntamente com o Memorando. Os equipamentos foram analisados um a um e o resultado encontra-se relacionado na Tabela 1. As máquinas possuíam na face anterior (frontal), sobre o gabinete, um
00U5~ Laudo 11921:

LAUDO N o 1192/2011 - SETECISR/DPF/DF

display numérico. Possuíam ainda, teclado com oito, nove ou dez botões para realizar escolhas e o manuseio durante o transcorrer do jogo e um orifício para inserção de cédulas.
A ^

1A ; ca. face posterior (traseira), havia uma saída da fonte de energ a e LI

má -1 uinas

possuíam plaquetas constavam como suposto fabricante "PARADISE

GAMES INDUSTRIAL

CNPJ 02.885.24810001-02" ou "ABRAPLAY IND. E COM. DE E COMERCIAL LTDA — 04.504.37410001-03'% modelo "PLAY F e número ELETROELETRÔNICO S LTDA. — CNI?J 1 a 6 mostram diferentes tipos dos equipamentos de série correspondente. As figuras de

analisados.
Tabela I- Etici- Exa- me 31 Cifi ril ões dos modelos analisados a jogo lu Trim ur jeta Dimensões Pai^e F9ncari- (cm) Pisqu e te An lisa or PI2Cs-mãC PrO c - de Cédulas (fa bricante, (fabricante, origem) (fábricante, origem) origem) Intel Pentum3. G~e M(72x82 Retangular Singo3 ICTP70.. Ori Origem: Costa gasvmm, gem: Gama 10crnde Rica Origem: Taiwan altura Tarwart Mídia de Armazenam. (fabricante, origem.) 9 r Dane Elec. u"l c origeM te. estrangeira

u.

32

1058 Abraplay

13bc72x82

GigaElyte Retan ular Ausente Innovative Technoiogy, 9a6vrnm, 10cm de Origem: oriliem: abra InglatentaIC Taiwan hina
Ausente

Intel Penflum3, Ausente Origem: Costa Rica

-141
1

3

33

MUN82 Retangular 10CRI de
abra

Ausente

j V.^4,,o c
Origem: Or^em: Taiwan Malásia

4

34

132x72x82

ViaPhitronic Intel Pentiu Arqueado 26 Ausente Pyramid ou Celeron, Techriologie s, Origem: cm de altura orígern s Apex5000, China Origem: estrangeira

Au^sente

EUA

130x55x72

ú^ueãdo26 Ausente Pirramid cm de altura Technologie s Apex5000, Origem:

Ausente

-Ã^Íse nte

usente

EUA 6

1132x72x82

Ketangular

mwvlltu Taiwan 'vm Origem, Tawan

1 Ocm de
abra

7

37

-

-

1132x72x82

R

ular Ausente ICTP70. Origem: locm de altura

Comniell 1v650, Origem: Taiwan

AMO GE

ane Elec,

Origem:
Taiwan

Origem
estrangeira

Taiwan Super
Turbo

39

-

-

132x72x82

Retan ular

ICT P70,

Via

Intel Pentiu

Dane Elec. Or^em estrangeira

loam e
altura

Origem:
Taiwan

vi

t,

"em:
Malásia

rigem:
Taiwan

-'k=^

2

LAUDO N o 119212011 - SETECISR/DPF/DF
Bq. Num. Plaqueta Dimensões Painel luminoso Exa. Série Fabrican- te me jogo Analisador Placa-mãe PrOc- de Cédulas (fabricarria, (fabricante, origem) (fàbdunte, 0d90m) origem) Wídia de Armazenarr (fabricante, origem)

40

Via 132x72x82 Retangular Ausente Irmovative T~Iogy, via86011, 10cm de Origem: Nem: abra Ing~C Taiwan hina

Intel Celeron, Ausente Origem: MaiâSia

locm altura

^

21calem: Costa n t

Tal wa

em de altura

Pyramid Mo^ Viaf12 hitroffic: a^ r Tecimologie S~, 9x5000, Origem: Origem; Clima

em Via C7, 0<llw Origem: Taiwan

Transcend,

Nem
E strangeira em

EUA p s^A^
altura de

^ ' — -- ^

1 gãvrnm,
Origem:

Origem: Cesta Rica

1

em
logie 04en ^nob s Apex 5000, s PC30?:0e" Origem: an: n

estrangeira "em

China v1 Via

EUA i32x72x82 Retangula r 10cm de
abra Quarter ICTP70, Gama

OngeM
Taiwan

Onge t a8W Taiwan M

Int-el Filipinas Ongero.

em: Cir Ong

1
altura

de

rda e

Taiwan

gem: ' 9a6vmm, Origem: Taiwan

On "em: Costa 1 eOsnt
Rica gengeira ram

Retangular 10cm de altura

Ausente ICTI770,

Origenn:
Taiwan

Via via,86olt Origem: Taiwan

Intel Celeron, Origem: Malásia

Ausente

Retangular Super 10r.m de altura Turteo

ICTP70.
Origem: Tarwan

Comniell 1v650, Origem: Taiwan

AMD GEODE, Dane Elec, Origem Onge Taiwan estrangeira

Retang lar S par

Pyramid

Conunell

roem
altura

T rbo

Technologie NW0, s Apex5000, Origem: Taiwan Origem:

AMD GEODI2, Dane Elec, Origem Crigem: Taiwan estrangeira

EUA
Arqueado 30 Touch em de altura the Gold Ausente Via viawi origem Taiwan inm Penhum3, FDM, OrigE origem: Costa Coréia Rica

/ 9?

4-::^

3

LAUDO N o 119212011 - SETE0SR/DPFIDF
Mídia de Armazenam (fabricante,

Eflei . mo

Num.

Plaquela

^l li 1,1c111:11

Painel luminoso

Jogo

Exa. Série FabriCan- ^<M) te

Proc. Placa-mãe illillisalmir de Céli 1; is (fábricante, »bricante (fabricante, origem) origem)

origem) 132x72x82
Re Uiar Ausente CTIP70, Nem: Il de Ausente Ausente

oirigi
Ausente

70

0999

Abral

altura 71 -

Taiwan
Quaner ICTP70, Gamo Or g em: Taiwan

132x72x82

Retangular 10cm de altura

\ ia
vial ongem: Taiwan

r

Intel Penhum3, Dane Elec, Cingem: Malãsia

Cingem
estirangeira

altura

Ongem: awvan

Py ramid i Retangular Quarter p deGame + D 10cm Tectinologo s Apext ona 50000dgem: altura

on^ Tan Taiwan Cor ali

OMingasia: l

estrangeira OnZem

^GEoDE, Apal D origem estrangeira Tarwan

Origem:

Oriaem:

Tainvan

M em de altura ^a - ' è ' vialii Origem: Taiwan 1 Taiwan

Crigem: Costa Corêia Rica 1

' `m` ^e ã i^^ 18;;e 1 Origerin: c Taiwan
1 1

vial Ongem: ^ Taiwan

origem: Costa Coréia Rica

locm de altura

^" ^e a

, - ^figi Taiwan

9a6vmm, Nem: Taiwan

origem Filipinas

PhotoSteno Pro, Origem estrangeira

i T^chnoIogie si 9 s Aptix5000 pc2500, Or^em: Cingem: L China EUA ^ -- \ria Retangular -Bmq— ^CTM, vial Gamo Crigem: li de Ofigem: Taiwan altura Taiwan

origem: Taiwan

Intel Penüum3, ongem: Mai

0írigeril Taiwan

áur l '

^e

Techinoloi 986vmm. Cr^em: gia origem: lin atei Taiwan
hino

em: Costa

Re altura

ular

Quader

CTI770,

Via vial 0írigem: Taiwan

íOcm de

Gama Origi Taiwan

lei Pertiuni SanDisi Origam: China rgem: Filipinas

Retangul r Il de altura

Quanter ICTP70. Gamo Origeri Ta'wan

Intel Perrítilum , oni n gem:
Nem: Costa China Rica

4

» -It,^, ^

LAUDO No 1192/2011 - SETEC/SRíDPFIDF Seq. Etiq. Num. Pla4ueta Dimensões Painel luminoso abrican. (em) Exa- te me Jogo Analisador Placa-nãe Proc. (fábricante, de Cédulas (fabricante 1 origem) (fabricante, origem) Mídia de Armazena M.

9
..SJ

-Q34

N^

(fabricante,

origem)
Quarter ICTP70,, Via via8601t ofigem:

ongem)
coréia

33

107

132x72x82

Arei eado

Intel Pentium3, FDM. Õdgem: Origem: Filipinas

cm, de altura Gama

Nem:
Taiwan

TaiNan
GigaByte ga6vmm, origem: Taiwan Intel Pentium3, SanDisk, Nem: Malásia

108

o839

Abrapla

132x72x82

Retangular 10cm de altura

Quarter CT1570. Gama Orgem: Taiwan

Ongem: China

35

109

0773

Abraplay

132x72x82

Retangulaf

l(icm de altura

Ausente ICTP70, Origem- Taiwan

Via via86011.

Intel Pentiu origem , Costa

orgem:
Taiwan

Rica

36

113

132x72x82 Arqueado

30 Quarter ICT P70. Origem: Taiwan

Via via8601t 0ri9em^ Taiwan

Intel Pentium , FDM, Ongem: orgem: Filipinas CoTêia

cm de altura Geme

37

115

2278 Ab ay

13W2x82

Retangui r

10= de
altura

0uarer ICTP70, Ofigem: Gama Taiwan

Via viaBI30111, Nem:

Intel Penflum3, Dane Elec. Origem: Costa Origem estrangeira Rica

Ta*Nvan
Ausente -^uu— sente

132x72x82 Retangular
10cm de

Ausente ICTP70, ongem:

Ausente

altura
3-9 T2 9 2236 Abraplay -

Tarwan
V, — Intel Celeron, Dane Flec. a viallliolt Origem: Malásia

132x72x82

Retangular Quarter ICTP70, Ongem: Gama 10cm de Taiwan

Nem
estrangeira

akura

origem:
Taiwan

-^3Õ

1118

Abraplay

132x72x82

Elec, a —Celeron, ^õane — Reta ul r Quarter ICT F70, -^j— _Rel origem origem: viaffiolt Origem: Gama e 10 estrangeira Malâsla Odgem: Taiwan altura 1 Taiwan -— sen-^^u— te— Wus e nte— Ausente

41
- 2 ,^— - 134

^-151

sente C 2xU ^^ueadõ 30 7^u— -I- T M 3W^- rãpIãy ^b origem: cm de altura

Taiwan

-f3 72x82

angular Ausente 10cm de

ICT p70, Ongem: Taiwan

Ia via860111. Ongem: Taiwan

el penflum3,

Ause n te

Origem:
Maiásia

altura

43

T,^-- ^7— Abraplary 86

M0M2 Retangular Quarter Game 10cm de altura

^CT P70. Ongem: Taiwan

^^ígaByte ga6vmm, Origem: Taiwan

íntel Celeron, Dane Elec, — origem: Costa origem estrangeira Rica

157—

82 T32^72-x-

ZT P70 ^^-— ca do30 cm de altura Cadela "em: Taiwan

Va
via86011t. Nem: Taiwan

Origem: Malásia

neEeo -----Ela— j^e Pe hum3 Odgem estrangeira

LAUDO No 119212011 - SETEC/SRIDPF/DF Seq. Edq. me
45 Num. Plaq iate Dimensões Painel AnaIlsadI® Placa-mãe Joío ^ r C de Cédulas (fabricante, (fabricante, (fabricante, origem) Midia

de1 9

raplay Exa- Série Fabncen- (cm) te

luminoso

Armazenam. (fabricante,

orili em)
i In

origem) -

oflgem) ^7í1
viaffiolt, canfio' Dane Elec t o 1Penturn3 Dane Elec, enflum3, (estr ml

162

Ab

play

3 72x82

-É^e tangular 10em de altura

-^u W Turbo

J^=nte

Oril;erri:
Taiwan

'oc : Origem: Casta Origern el ice A""naff' estrangeira brl"nto, Rica

1

10cm de altura

26cm de altura.

26cm de altura e 10 teclas de acionamento.

30cm de alwm

LAUDO No 1192/2011

30cm de altura

30= de altura

H — OBJETIVO os exames tiveram por objetivo analisar o material questionado, identificar a

origem de seus principais componentes e verificar a existência de numerário no interior dos equipamentos, descrevendo com verdade e com todas as circunstâncias tudo quanto possa interessar à Justiça.

IH — EXAMES

Inicialmente, foi realizado uni levantamento de todas as máquinas que se encontravam armazenadas no depósito desta SRIDPF/DF. Dessa forma, foram verificadas informações referentes às numerações de série, modelos e outros dados pertinentes para fins de individualização das máquinas e de identificação de todos os modelos existentes no local. As máquinas foram analisadas juntamente com outras apreendidas na mesma operação que englobava os IPLs 1508, 1509, 1510, 1511 e 1512/2011-4-SR/DPF/1)F. Desta forma foram etiquetadas com, números de ordem de exame que estão apresentados na coluna "Etiq. Exame" da Tabela 1. 0 presente laudo trata do exame das quarenta e cinco máquinas eletrônicas programáveis de modelo Bingo Game Ball conforme apresentado na seção 1 — MATERIAL. Os Peritos abriram o depósito de cédulas de todas ás máquinas. Nas máquinas de etiquetas 39 e 90, itens 8 e 27 da Tabela , 1, os Peritos encontraram R$ 100, 00 (cem reais), sendo R$50,00 reais em cada uma- As figuras 7 e 8 mostram as cédulas na forma em que foram encontrad

vi

LAUDO No 1192/2011 -

etiqueta 39.

etiqueta 90.

Não foram encontrados outros numerários. Os Peritos selecionaram urna das máquinas para prosseguir com os exames de funcionamento. Tal procedimento foi realizado em conformidade com a Instrução Técnica no 001-DITEC, de 0410512004, que dispõe sobre a realização de exames periciais em máquinas eletrônicas programáveis do tipo "caça níqueis". 0 normativo determina que os exames deverão ser realizados por arnostragem, analisando-se, pelo menos, uma máquina de cada modelo. Todas as máquinas possuíam componentes compativeis e se tratavam de um mesmo modelo com gabinetes externos diferenciados. Neste caso, foram escolhidos aleatoriamente máquinas com diferentes cartões de memória contendo programas de jogos. Os programas foram executados e submetidos a testes de funcionamento a fim de classificar os tipos de jogos. Em seguida, os Peritos r ealizaram um teste de funcionamento em um dos equipamentos e constataram que o mesmo mostrou-se em condição de operação e em seguida foram executados os programas das diferentes mídias de armazenamento selecionadas. De acordo com a Instrução Técnica no 001-DITEC, de 04105/2004, os jogos foram enquadrados como pertencente ao Grupo IV: MEP baseada em cartelas ou suas simulações. A Figura 9 mostra a tela de um dos jogos em execução.

8

LAUDO No 119212011 - SETEC/SR/DPF/DF

Ao abrirem as máquinas, os Peritos puderam identificar seus principais componentes, observando as marcas e países de origem dos mesmos. os componentes que não continham identificação de origem foram comparados com modelos idênticos nos sítios de Internet dos fabricantes. Uma vez identifi cado o modelo, os.Peritos pesquisaram nestes sites a localização das fábricas; e não existindo pólo de produção instalado no Brasil, a peça foi considerado como de origem estrangeira. A Tabela 1 apresenta a relação destes componentes e a Figura 10 exibe detalhes de um dos modelos de placas mãe e do processador com a identificação da origem. As máquinas que continham todos os componentes listados na Tabela 1 apresentavam condições para funcionamento normal.

/ItO o

9

LAUDO No 119212011 - SETECISR/DPF/DF

Figura 10 - Placa-mãe e PrOCCssadOT com as identificaçóes de origem destacadas com círculo na cor vermelha

o

IV — RESPOSTAS AOS QUESITOS Ao primeiro o presente laudo trata do exame de quarenta e cinco máquinas eletrônicas prograináveis, descritas nas seções 1 e III. AoseguDdo Sim. Conforme apresentado na Tabela 1 da seção 1 - MATERIAL as máquinas examinadas apresentam componentes (analisador de cédulas, placa-màe, processador e dispositivo de arinazenamento não volátil) de origem estrangeira. Ao terceiro Sim. Tratavam-se de máquinas do tipo caça-níquel, visto que elas funcionam por meio da introdução de valores monetários e que possibilitam o recebimento de premiaÇões, também em valores monetários, ao apostador que acertar as combinações previstas pelo jogo. Além disso, verificou-se que os resultados obtidos nos jogos presentes nas máquinas eletrônicas programáveis examinadas dependiam principalmente ou exclusivamente do fator sorte, pois independem da habilidade do jogador.

10

LAUDO No 1192/2011 -

SETEC/SR/DPF/DF

Ao quarto os Peritos encontraram R$100,00 (cem reais) na totalização dos encontrados, sendo quatro cédulas de dez reais mais duas cédulas de cinco reais na máquina de etiqueta 39, item 8 da Tabela 1, e cinco cédulas de dez reais na máquina de etiqueta 90, item 27 da Tabela 1 . Ao quinto Em razão da indisponibilidade das chaves dos equipamentos no local, foi necessário forçar a abertura dos mesmos a fim de que os exames pudessem ser realizados.

Os Peritos têm por bem esclarecido o assunto e declaram que, após a perícia, os equipamentos permanecerara no depósito desta Superintendência e com o Laudo encaminham o numerário arrecadado. Nada mais havendo a relatar, os Peritos encerram o presente Laudo que, elaborado em onze páginas, lido e achado conforme, assinam acordes.

1

kÊ^^~S RIBEIRO ^ C~AL FEDERAL Classe — Matrícula 13.784

DIO " AU STO ".IRA PERITO CRIMINAL FEDERAL Primeira Classe - Matrícula 13.652

11

-"SRIDPFIDF PS ub:

SERVIÇO PúBLICO FEDERAL MJ - DEPARTAMENTO DE POLICIA FEDERAL SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL NO DISTRITO FEDERAL IPI- N o 151212011 -DELEFAZISRIDPF/DF

PORTARIA
JACKSON RIMAC ROSALES ALLANIC, Delegado de Polícia Federal, Mat.: 15.218, lotado e em exercício nesta Superintendência Regional do Departamento de Polícia Federal no Distrito Federal, na Delegacia de Repressão a Crimes Fazendários, no uso de suas atribuições legais e considerando o conteúdo das denúncias protocoladas no SIAPRO sob o n1 08280.04026112011-36, bem como o resultado das diligências policiais ín locu,

RESOLVE:
Instaurar Inquérito Policial para apurar possível prática de CRIME DE CONTRABANDO - Art. 334 do Código Penal e da Contravenção Penal de JOGO DE AZAR — Art. 50 do Decretro-Lei n o 3.688141, considerando que segundo denúncias, funcionava naquele local (Quadra 03, I_OtE 10, atrás do Shopping de Valparaiso/GO) estabelecimento de exploração de jog de azar (BINGO), o qual empregava máquinas "caça-níquel" cujo os componen es possivelmente sejam de procedência estrangeira, tendo sido importados irregul ^rmente. Abordagem policial realizada naquele local em 2910712011 constatou a feracidade das informações contidas na notitia criminis, sendo que desta diligência foi lavrado Auto de Apreensão e colhidos Termos de Declarações de pessoas envolvidas com a prática daqueles. Ante o exposto, autue-se esta e os documentos acima mencionados, Os demais documentos deverão ser apensados. Efetue-se os registros e anotações de praxe e adotando-se as seguintes providências: 1 — Expeça-se ofício à Procuradoria da República que atua perante a Vara Federal da Luziânia/GO, haja vista tratar-se de local de jurisdição daquela, comunicando a instauração deste procedimento; 11 — Encaminhe-se os valores apreendidos a serem depositados em juizo; 111 - Expeça-se Memorando ao SETEC/SR/DPF/DF para confecção de laudos a respeito do local de cometimento do delito e do maquinário apreendido; asíIia/DF, 04 de agosto 201 1. __^^^_^B1^ JACKSON RIMAC ROSALES ALLANIC Delegado de Polícia Federal Mat.: 15.218
IPI- N o 151212011