Você está na página 1de 4

Energia Elétrica No Brasil, a eletricidade é de origem predominantemente hidráulica.

A geração hidrelétrica está associada à vazão do rio, isto é, a quantidade de água disponível em um determinado período de tempo e à altura de sua queda. Quanto maiores são o volume, a velocidade da água e a altura de sua queda, maior é seu potencial de aproveitamento na geração de eletricidade. A vazão de um rio depende de suas condições geológicas, como largura, inclinação, tipo de solo, obstáculos e quedas. É determinado ainda pela quantidade de chuvas que o alimentam, o que faz com que sua capacidade de produção de energia varie bastante ao longo do ano. Para aproveitar o potencial hidrelétrico de um determinado rio, geralmente interrompe-se seu curso normal através de uma barragem, que provoca a formação de um lago artificial chamado reservatório. A água do reservatório é considerada energia armazenada (potencial), pois fica à disposição para ser usada na hidrelétrica. O primeiro enchimento do reservatório requer uma interrupção maior do curso do crio, cuja quantidade de água diminui consideravelmente na região abaixo da barragem. Depois disso, o volume de água que flui através das turbinas é controlado pelos operadores de acordo com a necessidade da quantidade de energia solicitada pelo sistema. A capacidade de uma usina depende do potencial hídrico da região onde está localizada e é avaliada em megawatts. As conseqüências desse sistema são alagamentos de vastas áreas causando impacto ambiental indesejável, com prejuízos à fauna e à flora regional. Portanto, a produção de energia elétrica a partir de hidrelétricas depende das condições geográficas favoráveis à implantação desse sistema, respeitando a relação custo e benefício. Mecanismos de produção: a queda de água através de dutos faz girar turbinas (roda d’água) que estão conectadas através de um eixo a um gerador elétrico de grande capacidade, que produz corrente elétrica de baixa tensão. A eletricidade produzida passa por transformadores de alta tensão, para facilitar o transporte para os centos consumidores onde passam por outros transformadores a fim de se adequar aos equipamentos que utilizarão essa forma de energia. O gasto da energia elétrica em casa 1. A medida da energia elétrica consumida em uma casa depende do tempo de funcionamento em que permanece ligado o aparelho e de sua potência. Quanto mais alta a potência maior o gasto. Por exemplo: uma lâmpada de 100W (lê-se 100watts) consome mais energia que uma lâmpada de 60W. 2. Você verá que quando se fala em energia elétrica sempre aparecerá a abreviatura kWh que significa quilowatt-hora, isto é, a medida da energia elétrica consumida por um aparelho que permanece ligado durante uma hora. Na sua conta de luz os dados aparecem em kWh.

Olhando na tabela acima calcule quantos kWh por dia serão gastos com: a ) o chuveiro (imaginando que há muitas pessoas na família). que consome mais energia? 3. 2.Conhecendo os aparelhos que estão dentro de casa Vamos conhecer um pouco quanto gastam os aparelhos elétricos que temos em nossa casa. A tabela abaixo mostra o tipo de aparelho. o tempo em que será usado e o gasto ao final de 1 mês. b ) o ferro de passar. calcule quantos kWh você acha que são gastos diariamente em sua casa. Observando a lista de eletro-eletrônicos usados. Qual é o aparelho. segundo a tabela. . Atividade 1 1.

houve um consumo acumulado de 16386 kWh. No nosso exemplo: 18603 16386 = 2217 kWh. nessa residência. Para saber o consumo gasto no mês basta subtrair os valores lidos. em dezena de milhar. dezena e unidade de kWh. a leitura do medidor indica que. unidade de milhar. . Imaginando que após um mês fosse feita a leitura desse mesmo medidor e os ponteiros se encontrassem nas seguintes posições: O relógio indica que o consumo acumulado é de 18603 kWh.Os medidores de luz Como é possível fazer a leitura do consumo de energia de uma residência? A maioria das residências possui um relógio de luz que fica instalado fora de casa com 5 marcadores. Veja no exemplo abaixo o que os ponteiros dos relógios indicam: Isso significa que. até aquele momento. A leitura é feita da esquerda para a direita. Atividade 2 Faça a leitura do medidor de luz abaixo e calcule o consumo. centena.

Faça a leitura do medidor de sua casa e registre na tabela abaixo. .3° leitura Para casa 1. Faça uma leitura de manhã. outra à tarde e outra à noite.