Programação Salão Internacional do livro de Suzano

LIVRO

13 A 22 DE ABRIL DE 2012

SALÃO
INTERNACIONAL DO

HOMENAGEM A PAULO FREIRE E À ESCRITORA CAROLINA MARIA DE JESUS

ENTRADA FRANCA
segunda a sexta das 9h às 22h sábado e domingo das 10h às 22h

SALÃO
INTERNACIONAL DO

LIVRO
13 A 22 DE ABRIL DE 2012

Apresentação
Pela primeira vez em sua história, Suzano sediará um grande evento literário: I Salão Internacional do Livro, cuja importância educacional é inquestionável por aproximar autores e intelectuais da população escolar da cidade e da região, bem como de seus educadores. O I Salão Internacional do Livro será realizado de 13 a 22 de abril de 2012, no Parque Municipal Max Feffer, em uma área de 10 mil metros quadrados. O local contará com 61 estandes e a participação de cerca de 400 editoras. Iniciativa da Secretaria de Educação, o Salão Internacional do Livro está integrado ao programa Semeando Livros, Colhendo Histórias. A proposta incluiu a distribuição de 53 mil livros para os alunos da rede, realização de oficinas de contação de histórias a fim de estimular a leitura, a imaginação, a produção literária infantil e a ampliação dos títulos disponíveis para consulta dos professores na biblioteca do Complexo Educacional Mirambava. O Salão Internacional do Livro tem como patrono Paulo Freire e a homenageada a escritora negra Carolina Maria de Jesus. Seu objetivo também é contribuir para a execução de políticas públicas de incentivo à leitura, formação de novos leitores e democratização do acesso às publicações. A expectativa é que mais de 100 mil pessoas visitem o Salão, que pretende incorporar-se ao Circuito Nacional de Feira de Livros, e tornar-se referência no País. Embarque com a gente nessa fantástica aventura! Solenidade de inauguração: 13/04 às 19 horas. Presença de Vera Eunice de Jesus Lima, filha de Carolina Maria de Jesus
Programação sujeita a alterações.

SUZANO • SALÃO INTERNACIONAL DO LIVRO • 1

MARCELO DE SOUZA CANDIDO
“É inovador para a região do Alto Tietê e não se resume a apenas um evento, pois está integrado ao programa Semeando Livros, Colhendo Histórias de estímulo à leitura e à produção literária infantil em nossa rede municipal de ensino. Dessa forma, acredito que o Salão cumpre uma função pedagógica e também de democratização do acesso ao livro, pois permitirá a toda população de Suzano e também da região, conhecer autores e ampliar o conhecimento de obras dos mais diversos conteúdos. Será uma grande oportunidade para nossa cidade, pois a leitura permite às pessoas ampliar os seus horizontes em todos os aspectos da vida”. Prefeito do Município de Suzano

SôNIA KRUppA
O 1º Salão Internacional do Livro de Suzano é um marco do acesso ao livro pela população desta cidade e da região. Por ele serão fortalecidas as ações de incentivo à leitura que a Secretaria Municipal de Educação vem realizando no programa “Semeando Livros, Colhendo Histórias”. Contações de história e entrega de livros em todas as escolas, no montante de um para cada aluno, da creche a educação de jovens e adulto, são ações que vem sendo desenvolvidas desde 2010. Sonho com a possibilidade de que livros integrem as cestas básicas de alimentos distribuídas às familias de trabalhadores . O livro possibilita conheçer outros lugares, outras pessoas, viajar na história e a partir dela reconstruir e criar outras histórias, aumentando nosso repertório de saberes. Isto já é argumento suficiente para afirmar o quanto a leitura é fundamental no processo educacional. Este grande evento vai assegurar um cheque-livro aos alunos e alunas e aos profissionais da rede municipal de educação, incentivando sua participação no conjunto de atividades que estarão abertas a toda população: palestras pedagógicas e literárias, contações de histórias e lançamentos da produção de diversos autores. Por tudo isso e muito mais convido a você a participar desta história. Secretária Municipal de Educação de Suzano

EDNILSON XAVIER
Para o presidente da Associação Nacional de Livrarias (ANL), Ednilson Xavier, a realização do 1° Salão Internacional do Livro de Suzano, região do Alto Tietê, em São Paulo, será de grande importância para aqueles que têm o prazer da leitura, assim como uma grande oportunidade para degustar do mundo das letras. “Os grandes eventos literários, como será este, são oportunidades para percebermos o potencial que esta área pode apresentar. Quem sabe, após a realização deste evento, teremos uma aumento significativo de livrarias na região”, destaca. “Com a iniciativa da Secretaria de Educação da cidade de Suzano e organização da Spoladore Eventos, o Salão conta com o apoio de nossa Associação. Entendemos que a realização deste tipo de evento colabora diretamente para que o incentivo ao livro e à leitura se expanda significativamente por todo o território nacional”, complementa. O presidente destaca ainda a importância de se trabalhar para um aumento da livrarias brasileiras presentes nas feiras de livros nacionais, e se elas souberem aproveitar a oportunidade, poderão ser beneficiadas. “Sabemos das dificuldades das Editoras em estar presentes em todo este circuito, e a livraria local, que conhece mais do que ninguém o mercado e o seu leitor, poderá representar as editoras, estabelecendo parcerias nestes eventos. Vale a pena investir no projeto”, finaliza, desejando sucesso ao Salão. Presidente da ANL–Associação Nacional de Livrarias
SUZANO • SALÃO INTERNACIONAL DO LIVRO • 3

2 • SALÃO INTERNACIONAL DO LIVRO • SUZANO

pATRONO

HOMENAGEADA

PAULO REGLUS NEVES FREIRE, conhecido como Paulo Freire, nasceu no dia 19 de setembro de 1921, em Recife (PE). Reconhecido pelo seu método de alfabetização de adultos, Freire coordenou o Programa Nacional de Alfabetização no governo do presidente João Goulart e após o golpe militar exilou-se no Chile e na Suíça. Sua obra de maior destaque é a Pedagogia do Oprimido, de 1969. Foi secretário municipal de Educação no governo de Luiza Erundina em São Paulo. Morreu em 2 de maio de 1997.

CAROLINA MARIA DE JESUS nasceu em 14 de março de 1914 em Sacramento, estado de Minas Gerais. Mãe de três filhos, estudou pouco mais de dois anos. A obra mais conhecida, com tiragem inicial de dez mil exemplares esgotados na primeira semana, e traduzida em mais de 20 idiomas nesses últimos 50 anos é Quarto de Despejo – Diário de uma Favelada. Essa obra resgata e revela uma face da vida cultural brasileira quando do início da modernização da cidade de São Paulo e da criação de suas favelas. A obra de Carolina Maria de Jesus é um referencial importante para os estudos culturais e incentivou centenas de escritores no mundo todo. Faleceu no dia 13 de fevereiro de 1977.

4 • SALÃO INTERNACIONAL DO LIVRO • SUZANO

SUZANO • SALÃO INTERNACIONAL DO LIVRO • 5

SALÃO
INTERNACIONAL DO

LIVRO
13 A 22 DE ABRIL DE 2012

TRAJETóRIAS LITERáRIAS – dá continuidade ao projeto desenvolvido pela Prefeitura de Suzano, por meio da Secretaria de Educação. Traz para a cidade grandes nomes da literatura e promove o contato do escritor com o público.

TRAjETóRIAS LITERáRIAS
COORDENAçÃO

Mediação

TRAjETóRIAS LITERáRIAS

Mediação

SACOLINHA tem 28 anos, nasceu na cidade de São Paulo e é formado em Letras pela Universidade de Mogi das Cruzes. Autor dos livros “Graduado em Marginalidade” (romance, 2ª ed. - 2005), “85 Letras e um Disparo” (contos, 2ª ed. - Global editora - 2007), “Estação Terminal” (romance) e “Peripécias de Minha Infância” (romance infanto-juvenil), ambos pela Nankin Editorial. Em 2009 foi selecionado pelo Programa de Ação Cultural do Governo do Estado de São Paulo para a publicação de um novo romance. No mesmo ano recebeu a Bolsa Funarte de Criação Literária do Ministério da Cultura. Atualmente trabalha como Coordenador Literário da Prefeitura de Suzano onde realiza projetos e atividades de leitura e literatura. Também presta serviços para a UNESCO e para o Ministério da Justiça no projeto “Uma janela para o mundo – Leitura nas Prisões” nas Penitenciárias de Segurança Máxima.

PETERSON QUEIROZ tem 40 anos, é poeta, dramaturgo e cineasta. Escreveu as peças “No Escuro” e “Alice C. - Proibida para Menores”, os roteiros dos curtas “Eletrodomésticos” e “Crônicas da Cidade Imaginária” e agora prepara o romance experimental “Egotríptico”.

FERNANDES JUNIOR é ator e diretor do Teatro da Neura e membro da Associação Paulista de Artes Cênicas. Formado em teatro pelo Colégio Estrutural e na Universidade Anhembi Morumbi. Colabora para maior envolvimento dos artistas na política cultural da região.

MEDIADORES

LANDy FREITAS é historiadora e professora da rede pública estadual. Responsável pelo sarau e pela edição do fanzine Literatura Nossa da Associação Cultural Literatura no Brasil. Desde 2003 edita e publica o fanzine Aliados Zine de sua autoria.

DÉBORA GARCIA é poeta e escritora. Presidente da Associação Cultural Literatura no Brasil e participa do Coletivo Cultural Marginaliaria. Atua ainda como assistente social no município de Suzano.

CRISTINA RAMOS é graduada em Teologia. Entre os anos de 2008 e 2010 auxiliou na administração do Centro Cultural Boa Vista em Suzano. Em 2011 atuou no Pavilhão da Cultura Afro – Zumbi dos Palmares. É membro da Associação Cultural Literatura no Brasil.

FRANCIS GOMES, cearense, poeta escritor e cordelista. Autor de dezoito folhetos de cordel e do livro de poesias Ecos do Silêncio. É um dos ganhadores do primeiro festival de cordel do Centro de Tradições Nordestinas.
8 • SALÃO INTERNACIONAL DO LIVRO • SUZANO SUZANO • SALÃO INTERNACIONAL DO LIVRO • 9

TRAjETóRIAS LITERáRIAS

TRAjETóRIAS LITERáRIAS

SÉRGIO VAZ

14, às 14h

FERNANDO BONASSI

15, às 14h

Sérgio Vaz, poeta e agitador cultural é Coordenador do Sarau da Cooperifa - movimento cultural que transformou um bar, na periferia de São Paulo, em Centro Cultural, onde há dez anos acontece um Sarau que reúne em torno de 200 pessoas para ouvir e falar poesia. Entre vários prêmios recebidos por seu trabalho, em 2009 foi eleito pela Revista ÉPOCA como um dos 100 brasileiros mais influentes daquele ano.

GUILHERME FIÚZA

14, às 16h

Fernando Bonassi tem 46 anos e nasceu no bairro da Mooca, em São Paulo. É roteirista, dramaturgo, cineasta e escritor de diversas obras, entre elas: Subúrbio (Ed. Objetiva), Passaporte e Declaração Universal do Moleque Invocado (ambos pela Cosac & Naify). No cinema, destacam-se os roteiros de Os Matadores (de Beto Brant); Estação Carandiru (de Hector Babenco), Cazuza (de Sandra Wernneck) e Lula, o Filho do Brasil (de Fábio Barreto). No teatro, as montagens de Apocalipse 1,11 (em colaboração com o Teatro da Vertigem); Souvenirs (com direção de Márcio Aurélio); Arena Conta Danton (com direção de Cibele Forjaz) e O Incrível Menino na Fotografia (texto e direção). Vencedor da bolsa de artes do DAAD (Serviço Alemão de Intercâmbio) passou o ano de 1998 escrevendo em Berlim. Tem diversos prêmios como roteirista e dramaturgo, além de textos em antologias na França, EUA e Alemanha. É roteirista do seriado FORÇA TAREFA da Rede Globo de Televisão.

Autor dos livros “Meu nome não é Johnny” (Record), “3.000 dias no bunker” (Record), “Amazônia, 20º andar” (Record) e “Bussunda - A vida do casseta” (Objetiva). Co-autor da minissérie “O brado retumbante” (TV Globo - janeiro/2012). Colunista da revista “Época” e do jornal “O Globo”

EDUARDO SHINYASHIKI

15, às 16h

REINALDO FIGUEIREDO
O carioca Reinaldo Figueiredo foi um dos fundadores do tablóide de humor O Planeta Diário, em 1984, e se tornou famoso em todo o Brasil como integrante do grupo Casseta & Planeta, no qual interpreta personagens antológicos como Osama, Devagar Franco e ótima Bernardes. Antes disso já criava cartuns: entre 1974 e 1985 colaborou com o saudoso jornal O Pasquim.

Palestrante, consultor organizacional e especialista em desenvolvimento das competências de liderança e preparação de equipes. Eduardo tem se dedicado a desenvolver o poder pessoal para gerar realização pessoal e profissional por meio da expansão das competências de liderança, comunicação e inovação.

MENALTON BRAFF pAULO LINS
14, às 19h

15, às 19h

Menalton Braff nasceu em Taquara-RS. Vive atualmente em Serrana, pequena cidade na região de Ribeirão Preto. Divide seu tempo entre o magistério e a produção literária. É colunista mensal da EPTV.com, retransmissora da rede Globo na região.

Paulo Lins é poeta, romancista, roteirista de cinema e professor licenciado em Língua Portuguesa e Brasileira pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Publicações: Sob o Sol: livro de poemas. Cidade de Deus (romance): adaptado para o cinema com quatro indicações para o Oscar. Esses Poetas: livro de poemas com seleção e organização de Heloisa Buarque de Holanda.

10 • SALÃO INTERNACIONAL DO LIVRO • SUZANO

SUZANO • SALÃO INTERNACIONAL DO LIVRO • 11

TRAjETóRIAS LITERáRIAS

TRAjETóRIAS LITERáRIAS

RICARDO KOTSCHO

16, às 16h

REGINA DRUMMOND

17, às 14h

Paulista, paulistano e são-paulino, Ricardo Kotscho é repórter. Jornalista desde 1964, já trabalhou em praticamente todos os principais veículos da imprensa brasileira (jornais, revistas e redes de TV), nas funções de repórter, editor, chefe de reportagem e diretor de redação. Foi correspondente na Europa nos anos 1970 e exerceu o cargo de Secretário de Imprensa e Divulgação da Presidência da República no governo Luiz Inácio Lula da Silva, no período 2003-2004. Ganhou os prêmios Esso, Herzog, Carlito Maia e Cláudio Abramo, entre outros. Em 2008, foi um dos cinco jornalistas brasileiros contemplados com o Troféu Especial de Imprensa da ONU. Tem 19 livros publicados entre eles, “Do Golpe ao Planalto - Uma Vida de Repórter” (Companhia das Letras) e “A Prática da Reportagem” (ática). Casado com a mesma mulher, a Mara, há 40 anos, tem duas filhas muito bonitas, três netos maravilhosos e um sítio em Porangaba, onde já plantou muitas árvores.

Regina Drummond começou escrevendo poesias que publicou pela primeira vez aos 12 anos no mural da Biblioteca Pública de Belo Horizonte. Foi com a literatura infantil que ela desabrochou e seu talento foi consolidado com a literatura juvenil.

MARIA VALÉRIA REZENDE

17, às 19h

MARçAL AQUINO

16, às 19h

Marçal Aquino nasceu em Amparo, no interior paulista, em 1958. Publicou, entre outros livros, o romance “Eu Receberia as Piores Notícias dos seus Lindos Lábios”. Atuou como roteirista de filmes como “O Invasor” e “O Cheiro do Ralo”. Atualmente escreve o seriado Força-Tarefa.

Nasceu em Santos - SP em 1942, viveu lá até os 17 anos. Vive há mais de 30 anos na Paraíba, dedicando-se à educação popular, primeiro no interior, atualmente em João Pessoa. Passou boa parte da infância escavando a praia e o quintal para ver se achava o tesouro do pirata Cavendish que frequentava as praias lá de Santos. De vez em quando ainda dá uma cavada no quintal ou na praia... vai que o Cavendish passou incógnito pela Paraíba e enterrou o tesouro aqui, para despistar? Por gostar de lendas e levá-las a sério, acabou escrevendo e publicando livros de ficção para gente de qualquer idade e, principalmente, apegando-se ao Clube do Conto, tribo nômade que vaga há quase sete anos por João Pessoa. Alguns dos seus livros foram finalistas de algum concurso, mas nunca receberam “o” prêmio, de modo que ainda tem muito que melhorar, se for capaz.

DALILA TELES VERAS
Poeta, cronista e ativista cultural. Publicou inúmeros livros, nos gêneros poesia, crônica e ensaio, dos quais destacam-se À Janela dos Dias – poesia quase toda (Alpharrabio Edições, 2002), livro que marca os seus 20 anos de publicação literária e Retratos Falhados (Ed. Escrituras, 2008). Co-Fundadora do Grupo Livrespaço de Poesia que manteve intensa atuação literária de 1983 a 1994. Desde 1992 dirige a Alpharrabio; livraria, editora e centro cultural em Santo André, SP, referência na região voltada para a divulgação da cultura e das artes no Grande ABC. Desde 2007 coordena o Fórum Permanente de Debates Culturais do Grande ABC.

jOÃO ESTRELLA
João Estrella é o personagem real do best-seller “Meu nome não é Johnny”. João, depois de ser páginas amarelas de Veja, viaja o país fazendo debates e shows em faculdades, colégios, empresas e tribunais de justiça, alertando jovens e professores, pais, juízes e empresários sobre a importância do diálogo e dos cuidados a serem tomados com as drogas.

12 • SALÃO INTERNACIONAL DO LIVRO • SUZANO

SUZANO • SALÃO INTERNACIONAL DO LIVRO • 13

TRAjETóRIAS LITERáRIAS

TRAjETóRIAS LITERáRIAS

FERNANDO CARRARO

18, às 14h 20, às 14h

CONCEIçÃO EVARISTO

19, às 19h

Fernando Carraro é um importante escritor brasileiro da atualidade que está contribuindo e muito para a literatura brasileira com suas obras que fazem diferença na educação de qualquer estudante. Toda sua fundamentação teórica quer para adultos quer para professores do Ensino Fundamental, apóia-se na análise de mapas e na colocação dos temas em âmbito mundial quando alerta para a preservação da vida no planeta, contribuindo assim para a formação de cidadãos mais conscientes.

Conceição Evaristo é Mestre em Literatura Brasileira pela PUC Rio e Doutoranda em Literatura Comparada pela Universidade Federal Fluminense, na qual investiga pontos de diálogo entre a literatura brasileira afro-descendente e as literaturas africanas de língua portuguesa. Sua produção é ampla, pois a escritora se afirma na poesia, na prosa e ainda no ensaio literário, escrevendo sobre assuntos relacionados à educação, gênero e relações étnicas na sociedade brasileira. Tanto a sua obra literária, como a ensaística tem sido pesquisada por estudiosos de vários campos de conhecimentos. É participante assídua da coleção Cadernos Negros.

CIDINHA SILVA ALESSANDRO BUZO
18, às 16h
Alessandro Buzo é escritor, cineasta e apresentador de TV. Autor de 8 livros, organizou a coleção PELAS PERIFERIAS DO BRASIL, 5 volumes em 5 anos (2007 à 2011). Diretor do filme PROFISSÃO MC que ganhou a MEDALHA GALGO ALADO no Festival de Gramado. Idealizador e apresentador dos eventos FAVELA TOMA CONTA e Sarau Suburbano em São Paulo. Buzo é nascido e criado no Itaim Paulista, extremo leste de São Paulo e atualmente apresenta um quadro no SPTV da TV Globo sobre cultura de periferia. Casado com Marilda Borges há 13 anos, pai de Evandro Borges, 11 anos. Amante da periferia, várzea, cerveja, viagens, literatura e hip hop. Palmeirense na alegria e na tristeza. Cidinha da Silva é prosadora. Autora de um livro de ensaios, diversas co-autorias e 6 livros de literatura, sendo os mais recentes – “O Mar de Manu” e “Oh, Margem! Reinventa os Rios”. É editora do blogue cidinhadasilva.blogspot.com.  Em 2010, seu primeiro livro, “Cada Tridente em seu Lugar”, ofereceu base conceitual para a campanha publicitária Novembro Negro, da Secretaria de Promoção da Igualdade do Governo do Estado da Bahia. Alguns de seus trabalhos têm sido adaptados para o teatro e o cinema.

ANTONIO SKáRMETA (CONVIDADO INTERNACIONAL)

18, às 19h

Antonio Skármeta nasceu em Antofagasta, no Chile, em 1940, cidade que o declarou Filho Ilustre. Estudou no Instituto Nacional de Santiago e se formou como professor de Filosofia na Universidade do Chile. Possui, ainda, o Master of Arts da Universidade Columbia (New york). Dá aulas em diversas universidades chilenas, americanas e européias. Seus livros já foram publicados em mais de 30 países. Seu maior sucesso O Carteiro e o Poeta mereceu adaptação cinematográfica indicada para cinco Oscar. Foi Embaixador do Chile na Alemanha e ganhou diversos prêmios nacionais e internacionais, entre eles o Prêmio Mundial da Unesco para Literatura Infantil pela obra A Composição.

14 • SALÃO INTERNACIONAL DO LIVRO • SUZANO

SUZANO • SALÃO INTERNACIONAL DO LIVRO • 15

TRAjETóRIAS LITERáRIAS

TRAjETóRIAS LITERáRIAS

GIULIA MOON

20, às 16h

(QUADRINHOS) BRENO TAMURA

21, às 14h

Giulia Moon é paulistana, diretora de arte, ilustradora, redatora e diretora de criação em propaganda. Giulia começou a escrever seus primeiros contos de vampiros em sites e blogues. De lá pra cá, essas criaturas de dentes afiados já renderam três coletâneas de contos publicadas: Luar de Vampiros, Vampiros no Espelho & Outros Seres Obscuros e A Dama-Morcega. Em 2009, Giulia lançou o seu primeiro romance, Kaori: Perfume de Vampira pela Giz Editorial.

Breno Tamura começou a carreira profissional fazendo ilustrações e pequenas histórias para a revista de RPG Dragão Brasil, para o exterior colaborou com as revistas independente Jesus vs. Zombies e Bone Chill, depois fez uma série de cards do Batman e atualmente desenha a série mensal Pigs pela Image Comics.

GEORGETTE SILEN
Georgette Silen nasceu em Caçapava, São Paulo. É arte educadora, com formação em artes cênicas. Participou como contista e organizadora de antologias em várias editoras e lançou seu primeiro livro, Lázarus, em 2010 pela editora Novo Século. Para 2011 estão previsto três livros solos, de sua autoria, para publicação.

(QUADRINHOS) ROD REIS
Colorista de HQs desde os anos 1990, começou trabalhando na Editora Trama colorindo Blue Fighter, Mortal Combat, Holy Avenger. Seus primeiros trabalhos para fora do Brasil foram RazorJack e Starship Troopers, ambos com a ajuda de seu amigo Sam Hart. Em seguida foi para a revista Dungeons and Dragons: Legend of Huma para a Devils Due, trabalho esse que foi seu primeiro para a indústria americana. O primeiro trabalho para a DC Comics foi na revista do Superman desenhada por Ed Benes e a partir daí foram Supergirl, Infinite Crisis, Teen Titans, Superman (de novo) e agora Aquaman e Nightwing onde é colorista regular de ambas.

WALTER TIERNO
Walter Tierno é ilustrador, jornalista e publicitário. É apaixonado por histórias em quadrinhos, animais, livros de ficção científica, fantasia e história. Começou a trabalhar em 1990, aos 18 anos - pouco antes de se formar técnico em artes gráficas pelo Senai, no departamento de arte da extinta editora Maltese. Aos 21, ingressou no ramo publicitário, onde atuou durante quase vinte anos. Walter vive em São Paulo, com a esposa, Veridiana, a filha, Catarina, os gatos Titus e Sisko e a gata Jolie.

(QUADRINHOS) RENATO GUEDES
Renato Guedes iniciou sua carreira em 1998 como ilustrador, entrou para o mercado americano através do estúdio art&comics, trabalhou na adaptação de séries de TV como Smallville, Stargate, CSI Miami e 24 Horas, além da adaptação do filme Jogos Mortais. Em seu trabalho com Superman publicou nas tradicionais revistas Action Comics e Adventures of Superman. Como ilustrador trabalhou em matérias e capas de revistas como Superinteressante, Sexy, Aventuras na História, Mundo Estranho, Religiões, Wizard Brasil, entre outras. Teve sua arte publicada em dezenas de livros de RPG da editora Mongoose Publishing e fez ilustrações para o novo CD do cantor Rob Zombie. Em seus primeiros trabalhos para o mercado nacional, Renato Guedes ilustrou dezenas de capas de álbuns da Opera Graphica Editora, e em 2003 ganhou o prêmio HQ Mix na categoria Melhor Ilustrador (para os melhores de 2002). Atualmente é artista exclusivo da Marvel Comics, onde publica Wolverine e Vingadores.

MáRCIA TIBURI

20, às 19h

Marcia Tiburi é graduada em filosofia e artes e mestre e doutora em filosofia. Entre inúmeras publicações é professora do programa de pós-graduação em arte, educação e história da cultura da Universidade Mackenzie e colunista da Revista Cult.

HERóDOTO BARBEIRO
• • • • • •

21, às 16h

Foto: Edu Moraes/Record

16 • SALÃO INTERNACIONAL DO LIVRO • SUZANO

Jornalista da RecordNewsTV Ex jornalista da CBN/TV Cultura/SBT/Gazeta Articulista em jornais, revistas e internet Livros na área de treinamento para empresas, jornalismo, história e Budismo Ex gerente de jornalismo do sistema Globo de Rádio SP Prêmios: Ayrton Senna, Libero Badaró, Comunique-se, APCAs, UNESCO, Associação dos Economistas • Membro do Conselho do Le Monde Diplomatique • Ex professor de História da América da USP

SUZANO • SALÃO INTERNACIONAL DO LIVRO • 17

TRAjETóRIAS LITERáRIAS

AUDáLIO DANTAS (pARTICIpAçÃO ESpECIAL)

21, às 19h

BATE-pApO LITERATURA MINIMALISTA: TENDêNCIA, MODISMO OU UM NOVO GêNERO?

22, às 16h

Jornalista e escritor, Audálio Dantas é autor de mais de dez livros, entre os quais “O Circo do Desespero”, “O Menino Lula e “O Chão de Graciliano”, Prêmio APCA 2007. Uma de suas reportagens, sobre a favela do Canindé, em São Paulo, deu origem a um dos livros de maior sucesso no Brasil e no exterior: “Quarto de Despejo”, uma compilação do diário da favelada Carolina Maria de Jesus, que foi traduzido para 13 idiomas. Entre suas obras destacam-se também livros infanto-juvenis, um dos quais, “A Infância de Graciliano Ramos”, foi premiado pela Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil. Além de escritor e jornalista, Audálio Dantas tem atuação destacada em entidades culturais e profissionais. Foi presidente do Sindicato dos Jornalistas de São Paulo e da Federação Nacional dos Jornalistas e do Conselho da Fundação Casper Líbero; vice-presidente da ABI-Associação Brasileira de Imprensa. Foi também deputado federal por São Paulo. Atualmente é conselheiro da UBE – União Brasileira de Escritores e do Instituto Vladimir Herzog. Em 1981, recebeu prêmio na ONU por sua atuação em defesa dos direitos humanos.

Participantes: Samir Mesquita, Tiago Moralles e Edson Rossatto Micronarrativas são textos associados ao minimalismo artístico, um movimento das artes que privilegia o emprego mínimo de formas e o uso do essencial para a composição das obras. Com o advento do Twitter, esse tipo de texto ganhou notoriedade e uma legião de adeptos. O tema dá o que falar: estaríamos diante de um novo gênero? Para uns, trata-se de um modismo; para outros, o estilo minimalista é uma tendência natural. Os escritores de micronarrativas Edson Rossatto, Samir Mesquita e Tiago Moralles, em um bate-papo informal, discorrerão sobre isso.

MARCELINO FREIRE

22, às 14h

Marcelino Freire é escritor. Nasceu em 1967 em Sertânia – PE. Viveu no Recife e, desde 1991, reside em São Paulo. É autor, entre outros, dos livros “Angu de Sangue” e “Contos Negreiros” (Prêmio Jabuti 2006). Em 2004, idealizou e organizou a antologia “Os Cem Menores Contos Brasileiros do Século”. Criou a Balada Literária, evento que, desde 2006, reúne escritores, nacionais e internacionais, pelo bairro paulistano da Vila Madalena. É um dos integrantes do coletivo EDITH, pelo qual lançou, em julho deste ano, o livro de contos “Amar É Crime”. Assina quinzenalmente a coluna “Microcrônicas” no jornal O Estado de S. Paulo. Mantém o blog “Ossos do Ofídio”.

EDSON ROSSATTO formou-se em Letras. É escritor, editor de livros, roteirista de quadrinhos e blogueiro. Publicou os livros “Mansão Klaus e outras histórias”, “Curta-metragem – Antologia de microcontos” e “Cem Toques Cravado”, todos da Andross Editora, além de ter organizado dezenas de antologias literárias. É roteirista da série “História do Brasil em Quadrinhos”, da Editora Europa, tendo publicado os volumes “Independência” e “Proclamação da República”. Também foi roteirista da HQ “Como ser bom de papo e se enturmar”. É criador e organizador do evento “Livros em Pauta”. SAMIR MESQUITA é escritor e autor dos livros de microcontos “Dois Palitos”  e “18:30”. Participou das antologias “Contos de Algibeira” (Editora Casa  Verde, 2007), Moscas (Dulcinéia Catadora, 2007) e com instalações na Mostra SESC de Artes 08, Henri Cartier Bresson: Fotógrafo (Sesc, 2009), Art Sells (Londres, 2011) e também de exposições de literatura em novos suportes no Brasil, Argentina e Itália. Tem textos publicados nas revistas Playboy, Claudia, Gloss, Revista da Folha, Carta na Escola, Carta Fundamental, Revista Machado, entre outras. TIAGO MORALLES é redator publicitário, escritor de micronarrativas e blogueiro. Tem trabalhos literários publicados em várias coletâneas, projetos on lines, mobiles e digitais. Em 2010, suas micronarrativas foram adaptadas para multimídia e exibidas na programação da TV Minuto, dentro dos vagões do metrô de São Paulo.

18 • SALÃO INTERNACIONAL DO LIVRO • SUZANO

SUZANO • SALÃO INTERNACIONAL DO LIVRO • 19

SALÃO
INTERNACIONAL DO

LIVRO
13 A 22 DE ABRIL DE 2012

ENCANTOS PEDAGóGICOS – espaço multiuso direcionado às atividades da área da Educação, diálogo com autores(as) e oficinas focando as diretrizes da Secretaria Municipal de Educação.

ENCANTOS pEDAGóGICOS

ENCANTOS pEDAGóGICOS

DE CAROLINA A pAULO FREIRE O LIVRO COMO DIREITO
PROFº. MARIO SÉRGIO CORTELLA

13, às 19h

pOpULARIZANDO OS CONHECIMENTOS DO ORçAMENTO DA EDUCAçÃO
PROFª. DIRCE GOMES

16, às 14h

Possui graduação em Filosofia pela Faculdade de Filosofia Nossa Senhora Medianeira (1975), Mestrado em Educação (currículo) pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1989) sob a orientação do Prof. Dr. Moacir Gadotti e Doutorado em Educação (currículo) pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1997) sob a orientação do Prof. Dr. Paulo Freire. Atualmente é professor-titular do Departamento de Fundamentos da Educação e da Pós-Graduação em Educação (currículo) da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, na qual está desde 1977, tendo nela atuado por 32 anos no Departamento de Teologia e Ciências da Religião. Foi Secretário Municipal de Educação de São Paulo (1991/1992) e Membro-conselheiro do Conselho Técnico Científico Educação Básica da CAPES/MEC (2008/2010); tem experiência na área de Educação, com ênfase em Currículos Específicos para Níveis e Tipos de Educação, atuando principalmente nos seguintes temas: educação libertadora, ética, multiculturalidade, antropologia filosófica, epistemologia e currículo. É autor, entre outros livros, de A Escola e o Conhecimento: fundamentos epistemológicos e políticos (Cortez); Nos Labirintos da Moral, com yves de La Taille (Papirus); Não Espere Pelo Epitáfio: Provocações Filosóficas (Vozes); Não Nascemos Prontos! (Vozes); Sobre a Esperança: Diálogo, com Frei Betto (Papirus), O que é a Pergunta?, com Silmara Casadei (Cortez), Liderança em Foco, com Eugênio Mussak (Papirus), Filosofia e Ensino Médio: certos porquês, alguns senões, uma proposta (Vozes), O Que a Vida Me Ensinou: Viver em Paz para Morrer em Paz (Saraiva/Versar), Política para não ser idiota, com Renato Janine Ribeiro (Papirus), Vida e Carreira: um equilíbrio possível, com Pedro Mandelli (Papirus), Educação e Esperança: sete reflexões breves para recusar o biocídio (PoliSaber) e Qual é a tua Obra? Inquietações Propositivas sobre Gestão, Liderança e Ética (Vozes).

pAULO FREIRE, VIVE!
PROFª. LISETE REGINA GOMES ARELARO

16, às 19h

Possui Graduação em Pedagogia pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (1966), Especialização em Administração Escolar (PUCC/1968), Mestrado em Filosofia e História da Educação pela Faculdade de Educação da USP (1980), Doutorado em Educação pela Faculdade de Educação da USP (1988). É Professora Titular do Departamento de Administração Escolar e Economia da Educação da FEUSP e, atualmente, é Diretora da Faculdade de Educação da USP (gestão 2010/2014). Exerceu várias funções públicas, tendo sido Secretária de Educação, Cultura, Esporte e Lazer da Cidade de Diadema/SP (1993/96 e 2001/02); foi também professora e diretora de escola da rede estadual de ensino de São Paulo, de várias etapas e modalidades de ensino. É pesquisadora na área de Educação, com ênfase em Política Educacional, dedicando-se, principalmente, aos seguintes temas: política educacional, administração de sistemas educacionais e escolar, planejamento e avaliação educacional, municipalização do ensino e financiamento da educação.

CIA. CLARA ROSA
OFICINA DE CONTAÇÃO DE HISTóRIAS

14, às 18h

A IMAGEM E A REpRESENTAçÃO NA INFâNCIA, O LIVRO UMA pOSSIBILIDADE
PROFª. MARIA LETÍCIA PEDROSO NASCIMENTO

17, às 9h

Contar Histórias é Pescar Estrelas Quem não gosta de ouvir uma boa história? Quem passa um dia de sua vida sem comentar um fato, por mais corriqueiro que seja? Quem não tem em sua memória algum acontecimento guardado? Nessa oficina o participante irá aprender técnicas da arte da narração através de exercícios corporais, de voz, apresentação de recursos cênicos e textos que levarão à reflexão sobre seu próprio imaginário, sua memória afetiva e a criatividade presente em todos nós.

Para educadores e demais interessados. Duração: 120 min. Nº de participantes: 40 pessoas.
22 • SALÃO INTERNACIONAL DO LIVRO • SUZANO

Pedagoga pela Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo (1981), Mestre em Educação pela Universidade de São Paulo (1997) e Doutora em Educação pela Universidade de São Paulo (2003). Desde 2007 é docente da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo - FEUSP (Professor Doutor). Trabalha e pesquisa o campo da Educação Infantil, atuando principalmente nos seguintes temas: educação infantil, creche e sociologia da infância. Lidera o Grupo de Estudos e Pesquisa Sociologia da Infância e Educação Infantil (GEPSI).

SUZANO • SALÃO INTERNACIONAL DO LIVRO • 23

ENCANTOS pEDAGóGICOS

ENCANTOS pEDAGóGICOS

A pRODUçÃO DO FRACASSO ESCOLAR: O LUGAR DO pRECONCEITO
PROFª. MARIA HELENA SOUZA PATTO

17, às 9h

A IMAGEM E A REpRESENTAçÃO NA INFâNCIA, O LIVRO UMA pOSSIBILIDADE
PROFª. PATRÍCIA DIAS PRADO

18, às 14h

Possui graduação em Psicologia pela Universidade de São Paulo (1965), mestrado em Psicologia Escolar e do Desenvolvimento Humano pela Universidade de São Paulo (1970) e doutorado em Psicologia Escolar e do Desenvolvimento Humano pela Universidade de São Paulo (1981). Atualmente é professora titular da Universidade de São Paulo, membro da comissão editorial da revista Educação e Sociedade da Universidade Estadual de Campinas e consultora ad-hoc da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Tem experiência na área de Psicologia, com ênfase em Psicologia do Ensino e da Aprendizagem, atuando principalmente nos seguintes temas: educação, fracasso escolar, psicologia, psicologia escolar e pobreza.

Professora Doutora da Faculdade de Educação - USP/SP, junto ao Depto. de Metodologia de Ensino e Educação Comparada - EDM, área da Educação Infantil. Possui graduação em Psicologia pela UNESP - Bauru/SP, mestrado e doutorado em Educação junto ao Depto. de Ciências Sociais e Educação pela FE - UNICAMP. Atuou como professora do curso de especialização em Educação Infantil, UNICAMP e Prefeitura Municipal de Campinas/SP, como professora bolsista do curso de Pedagogia da UNICAMP, como professora substituta no curso de Pedagogia da UFSC. Envolvida com a formação de professoras(es) da Educação Infantil, desenvolve estudos e pesquisas com crianças pequenas e bem pequenas nas temáticas das linguagens e culturas infantis, nos campos da Pedagogia da Infância e das Ciências Sociais, em especial, na Antropologia. 

MULHERES EM MOVIMENTO : IDENTIDADE COLETIVA E SUBjETIVIDADE NAS pRATICAS CULTURAIS DE LAZER NA CIDADE DE DIADEMA
PROFª. MARIA CRISTINA CAVALEIRO

DIREITO A EDUCAçÃO E DESENVOLVIMENTO HUMANO
17, às 14h

18, às 14h

PROFª. MARTA KHOL DE OLIVEIRA (ESPAÇO TRAJETóRIAS LITERáRIAS)
Possui graduação em Pedagogia pela Universidade de São Paulo (1975), mestrado em Psicologia Educacional - Stanford University (1977) e doutorado em Psicologia Educacional Stanford University (1982). Atualmente é professora associada da Universidade de São Paulo. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Psicologia Educacional, atuando principalmente nos seguintes temas: desenvolvimento cognitivo, desenvolvimento, aprendizagem, desenvolvimento humano e pensamento vigotskyiano.

Graduada em Educação Física e em Pedagogia. Possui mestrado em Educação Física, pela Universidade Estadual de Campinas ( 2004) e doutorado em Educação pela Universidade de São Paulo (2009). Trabalhou em administrações públicas municipais na área de Educação e Educação Física, coordenando programas de educação formal e não-formal. Tem experiência no ensino básico e ensino superior, e na formação na área de Educação, com ênfase em Política Educacional e Relações de Gênero, atuando principalmente nos seguintes temas: relações de gênero, educação, sexualidade e política educacional. Atualmente é docente no ensino superior.

O pROjETO FORMAçÃO E AS pOSSIBILIDADES DE DESENVOLVIMENTO
PROFª. REGINA CABRAL

18, às 19h

Doutoranda da FEUSP. Associada da organização social Formação, Regina desenvolveu um modelo de educação que une formação profissional, geração de renda e desenvolvimento local, por meio dos Centros de Ensino Médio e Profissionalizante (Cemps) do Maranhão. Os Cemps também funcionam como pontos de desenvolvimento de territórios, tendo os próprios jovens como agentes de transformação local.

24 • SALÃO INTERNACIONAL DO LIVRO • SUZANO

SUZANO • SALÃO INTERNACIONAL DO LIVRO • 25

ENCANTOS pEDAGóGICOS

ENCANTOS pEDAGóGICOS

SôNIA ROSA

19, às 14h

LANçAMENTO DA ESCOLA LIVRE DO TRABALHADOR
PROFª. CARMEN SyLVIA VIDIGAL MORAES EDUCAÇÃO E TRABALHO PARA AS CAMADAS POPULARES

19, às 19h

Sônia Rosa nasceu e mora na cidade do Rio de Janeiro. Professora, contadora de histórias, pedagoga e escritora. Trabalha na rede pública municipal há quase  trinta  anos. Desde pequena sempre gostou de escrever poesias e contar histórias para vizinhos e amigos.  Foi assim que, de tanto contar histórias conhecidas, acabou inventando as próprias. Atualmente trabalha na Sala de Leitura Pólo Ciep Presidente Tancredo Neves onde tem a oportunidade de promover a leitura na escola e colaborar na formação literária dos alunos. É membro da AEILIJ (Associação de Escritores e Ilustradores de Literatura Infanto-Juvenil).

Possui graduação em Psicologia (Licenciatura e Bacharelado) pela Universidade de São Paulo (1973), mestrado em Educação pela Universidade de São Paulo (1978) e doutorado em Sociologia pela Universidade de São Paulo (1990). Atualmente é professor associado, ref. ms5 da Universidade de São Paulo. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Sociologia e História da Educação, atuando principalmente nos seguintes temas: educação, trabalho e educação, educação do trabalhador, ensino profissional e políticas públicas.

HELIópOLIS - BAIRRO EDUCADOR

19, às 14h

PROFª. TERESA MEDINA (CONVIDADA INTERNACIONAL) EDUCAÇÃO DE CULTURA, O ACESSO COMO DIREITO A JOVENS E ADULTOS TRABALHADORES
Doutorada em Ciências da Educação. Professora auxiliar na Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do Porto (FPCEUP), investigadora do Centro de Investigação e Intervenção Educativas da FPCEUP, onde participa na coordenação do Grupo de Intervenção e Reflexão sobre o Associativismo e Formação de Adultos (GIRAFA) e colaboradora do Grupo de Estudos do Trabalho e dos Conflitos Sociais do Instituto de História Contemporânea da Universidade Nova de Lisboa. Vice-presidente da direção da Universidade Popular do Porto (UPP) e membro da equipe de coordenação do Centro de Documentação e Informação sobre o Movimento Operário e Popular do Porto da UPP.

Com a presença do Profº. Brás Rodrigues Nogueira, diretor da EMEF Campos Sales, do bairro Heliópolis, Profª. Arlete Persoli e a Profª. Helena Singer, autora do livro Republica das Crianças.

SESSÃO DE VíDEO
Economia Solidária em Suzano - uma experiência de feira de trocas

19, às 18h

SyLVIA LESER DE MELLO DEMOCRACIA PARTICIPATIVA
Atua há muitos anos com questões relativas às classes subalternas, em duas linhas de pesquisa: O Homem no Trabalho e Interação Social. Partindo de abordagem multidisciplinar, com grande ênfase na filosofia, na antropologia, na história e na sociologia, seus trabalhos têm procurado descrever e analisar os fundamentos psicossociais da construção da subjetividade e a grande relevância que o trabalho humano possui para essa construção. Criou, também, o Laboratório de Estudos da Família, do Gênero e da Sexualidade, onde vem desenvolvendo, com seus orientandos e outros professores interessados, pesquisas voltadas para a compreensão destes elementos básicos da vida coletiva. Também desenvolve trabalhos na área das intersecções da literatura com a psicologia e a filosofia.

26 • SALÃO INTERNACIONAL DO LIVRO • SUZANO

SUZANO • SALÃO INTERNACIONAL DO LIVRO • 27

ENCANTOS pEDAGóGICOS

ENCANTOS pEDAGóGICOS

EDUCAçÃO DE QUALIDADE: CONTEÚDO, MÉTODO, FORMA E DESAFIOS DO pRESENTE 20, às 14h
PROFº. GAUDENCIO FRIGOTTO
Gaudencio Frigotto Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq - Nível 1A. Licenciado e bacharel em Filosofia pela Fundação de Integração e Desenvolvimento do Noroeste do Estado do Rio Grande (1971), graduação em Pedagogia pela Fundação de Integração e Desenvolvimento do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul (1973), mestrado em Administração de Sistemas Educacionais pela Fundação Getúlio Vargas - RJ (1977) e doutorado em Educação: História, Política, Sociedade pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1983). Atualmente é professor concursado na Faculdade de Educação da Universidade do Estado do Rio de Janeiro atuando no Programa Interdisciplinar de Pós-Graduação em Políticas Públicas e Formação Humana e professor titular (aposentado) na área de Economia Política da Educação na Universidade Federal Fluminense. Membro, representando o Brasil, do Comitê Diretivo do Conselho Latino-Americano de Ciências Sociais (CLACSO) (2003-2007). Membro e um dos coordenadores do GT Educação, Políticas e Movimentos Sociais do CLACSO. Faz parte do Conselho Acadêmico do Instituto e Pensamento e Cultura Latino-Americano (IPECAL) com sede na cidade do México. É sócio-fundador da Associação Nacional de Pesquisa e PósGraduação em educação (ANPED). Diploma de professor Honorário da Universidade de Ciências e Humanidades. Lima. Peru (2010). Eleito Personalidade Educacional de 2011 no Estado do Rio de Janeiro. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Fundamentos Econômicos e Políticos da Educação, atuando principalmente nos seguintes temas: teoria e concepções de educação, trabalho e formação humana, conhecimento e tecnologia, classe social, movimentos sociais e educação e políticas públicas em educação profissional, técnica e tecnológica. Orientou aproximadamente 100 dissertações e teses e participou de mais de 200 bancas de exame de teses e dissertações e concursos públicos na área de educação nos últimos 28 anos. Autor e coautor de mais de 20 livros e dezenas de artigos em revistas nacionais e internacionais. Destacam-se os livros: A produtividade da escola improdutiva, Cortez Editora (1984) atualmente na 9ª edição; Educação e crise do capitalismo real, também pela Editora Cortez (1994) atualmente na 6ª edição; Educação e crise do trabalho: perspectivas de final e século (org), editado pela Vozes, 1998, atualmente na 9ª edição. Teoria e educação no labirinto do capital (org.), editado pela Vozes em 2000, atualmente na 3ª edição. A formação do Cidadão Produtivo. A cultura do Mercado no ensino médio técnico. Brasília, INEP (2006). (org) . Fez parte dos Comitês do CNPq e CAPES e FAPERJ e é consultor ad hoc destas instituições de fomento à pesquisa. É editor da Revista Eletrônica Trabalhonecessário. Faz parte do Conselho Editorial de sete revistas nacionais e uma internacional.

LUíS pIMENTEL

21, às 16h

É jornalista e escritor. Trabalhou em diversas redações de jornais e revistas do Rio de Janeiro (Última Hora, Jornal do Brasil, O Dia, Extra, Bundas, Opasquim21, entre outros). O autor tem diversos livros publicados, entre contos, poesia, ficção infanto-juvenil, textos de humor e sobre personagens ou aspectos da música brasileira. Por sua obra literária, Luís Pimentel já recebeu inúmeros prêmios nacionais, entre eles os Prêmios Jorge de Lima e Walmir Ayala de Poesia, da União Brasileira de Escritores; Prêmio Cruz de Souza, da Fundação Catarinense de Cultura; Prêmio Nacional de Dramaturgia Cidade

LANçAMENTO
28 • SALÃO INTERNACIONAL DO LIVRO • SUZANO

20, às 14h

Dicionário da Educação no Campo Editora Expressão Papular

SUZANO • SALÃO INTERNACIONAL DO LIVRO • 29

ENCANTOS pEDAGóGICOS

ENCANTOS pEDAGóGICOS

AS COCADAS DE CORA
SOBRE A OBRA DE CORA CORALINA (PARA TODA A FAMÍLIA)
Tachos, rimas, milho verde, memórias, canções, em meio a doces caseiros e poesias. Assim, “As Cocadas de Cora”, é um convite para saborear as especiarias de Cora Coralina. Num cenário típico de casa de avó, a serviço da poesia, uma degustação poética, num jeito encantador e brasileiro de contar.

21, às 18h

OFICINA LIVRO ABERTO
COMO CONTAR HISTóRIAS COM O LIVRO DE FORMA ANIMADA.
Através de histórias da literatura infanto-juvenil, escolhidas “a dedo”, esta oficina ensina recursos e técnicas de como se contar histórias com o livro numa leitura dinâmica, interpretada, com encantamento, recursos lúdicos e valorização do livro como tesouro. Através de contínuas pesquisas com crianças de todas as idades, esta oficina é de grande importância para educadores e formadores de leitura.

22, às 17h30

Publico: educadores e demais interessados. Duração: 180 min. Nº de participantes: 40 pessoas.

30 • SALÃO INTERNACIONAL DO LIVRO • SUZANO

SUZANO • SALÃO INTERNACIONAL DO LIVRO • 31

SALÃO
INTERNACIONAL DO

LIVRO
13 A 22 DE ABRIL DE 2012

ESPAÇO CRIANÇA – atividades lúdicas como contação de histórias com música, encenações, leituras encantadas e oficinas de incentivo à leitura, ao despertar da imaginação e da criatividade.

ESpAçO CRIANçA

ESpAçO CRIANçA

SEGUNDA à SEXTA-FEIRA
Contações de Histórias.

CIA. ARTE & pALCO
COURO DE PIOLHO - CONTO POPULAR DA REGIÃO DO NORDESTE

15, às 11h

LABORATóRIO DE MANIpULAçÃO
PERIPÉCIAS
Peripécias é uma mágica história das vivências e experiências do personagem Artur, de família pobre, criativo e viciado em felicidade. A peça é destinada ao público infanto-juvenil, especialmente aquele que se agrada com movimentadas aventuras. Contudo, o espetáculo é um contraponto às aventuras dos monstros televisivos, tão em moda hoje em dia. A peça é baseada no livro “Peripécias da minha infância” do escritor Sacolinha, que foi selecionado como um dos grandes livros de 2010.

14, às 11h

É a história de um rei que manda matar um grande piolho encontrado no quarto da filha, sem saber que era seu bicho de estimação e que ela tinha esperança que se transformasse em um príncipe. O Rei fica muito triste e preocupado e faz uma almofada com seu couro e anuncia: - “Quem descobrir de que é feita o couro da almofada,  receberá a mão da princesa em casamento”. É quando chega João, rapaz simples, mas muito esperto determinado a se casar com a princesa e mudar de vida...

CIA. CLARA TEATRAL
COISAS DE MENINO-BONECO
Dois homens-meninos relembram suas infâncias apresentando através de objetos, instrumentos e canções a estória do Boneco de Pano, que vive situações dum dia de menino de forma divertida e poética, como assistir televisão e se apaixonar pela heroína do desenho animado, usar o sofá como cama elástica, ser um maestro para sua pipa, entre outras coisas mais.

15, às 17h30

CIA. CLARA ROSA
INTERVENÇÃO ARTÍSTICA “LIBERTE A POESIA”

14, às 16h

Intervenção artística que convida o público a abrir a gaiola e libertar poesias. Para declamar, cantar e destrancar palavras e versos engaiolados.

CIA. ARTE E pALCO
O PRESENTE RECICLADO

21, às 11h

CIA. ARTE & pALCO
VOVó CONTA HISTóRIAS – O ESTRANHO CASO DO LIVRO SEM FIM

14, às 18h

A vovó é uma grande contadora de histórias e vai começar uma das suas, mas desta vez, seus livros estão todos ruídos. Sem história seu neto não quer ficar e inventa armadilhas e investigações para capturar o culpado pelo sumiço do fim das histórias. Depois de muita perseguição e trapalhadas, seu neto consegue chegar até o grande suspeito. E agora, quem será e por que ele comia as páginas dos livros? É o que vamos descobrir... Além dessa divertida história, Vovó Puppa conta muitas outras diferentes!

Uma menina percebe que seu brinquedo de estimação foi parar no lixo no dia do seu aniversário e que ganharia um novinho. Mas ela queria mesmo o antigo. Vai a sua procura, percorrendo o longo caminho do caminhão de lixo. Em sua busca descobre que cada material tem seu destino. Reaproveitar, Reciclar e Reduzir são coisas que aprende com os personagens que encontra. Mas no final de tudo, recupera seu objeto de brincadeiras velhinho, mas agora, reciclado e seu aniversário é um dos mais alegres que já teve.

34 • SALÃO INTERNACIONAL DO LIVRO • SUZANO

SUZANO • SALÃO INTERNACIONAL DO LIVRO • 35

ESpAçO CRIANçA

ESpAçO CRIANçA

CIA. CLARA TEATRAL
COISAS DE MENINO-BONECO
Dois homens-meninos relembram suas infâncias apresentando através de objetos, instrumentos e canções a estória do Boneco de Pano, que vive situações dum dia de menino de forma divertida e poética, como assistir televisão e se apaixonar pela heroína do desenho animado, usar o sofá como cama elástica, ser um maestro para sua pipa, entre outras coisas mais.

21, às 15h

OFICINA DE MUSICALIZAçÃO COM jUá DE CASA FORTE

22, às 11h

O objetivo é estimular a percepção musical, senso de ritmo, coordenação motora através de brincadeiras e jogos com instrumentos e com o próprio corpo.

1ª hora: para crianças de 3 a 6 anos 2ª hora: para crianças de 7 a 12 anos

CIA. CLARA ROSA
O FOFINHO DE MARIANA - BRINCONTADO COM OBJETOS DE ANIMAR

22, às 14h

LABORATóRIO DE MANIpULAçÃO
PERIPÉCIAS
Peripécias é uma mágica história das vivências e experiências do personagem Artur, de família pobre, criativo e viciado em felicidade. A peça é destinada ao público infanto-juvenil, especialmente aquele que se agrada com movimentadas aventuras. Contudo, o espetáculo é um contraponto às aventuras dos monstros televisivos, tão em moda hoje em dia. A peça é baseada no livro “Peripécias da minha infância” do escritor Sacolinha, que foi selecionado como um dos grandes livros de 2010.

21, às 17h30

(Para crianças a partir de 1 ano e meio) Do livro infantil O Fofinho de Teresa Noronha, esta é uma encantadora narração que traz a reflexão de “quem somos”. De maneira divertida e animando objetos como personagens, a história é contada permeada de músicas e surpresas. Por fim, o livro é homenageado e se torna o personagem principal.

CIA. ARTE & pALCO
O SEGREDO DA CAIXA

22, às 16h

CIA. ENCANTARTE
“JOANAS”

21, às 19h

“Joanas” é uma proposta de sensibilização para a deficiência e abordagem sobre o bulling, através do recurso da Contação de Histórias. No primeiro momento, brinquedos se tornam personagens para contar sobre uma joaninha que, por não ter pintas, é desprezada por outros animais. Mas, descobrem que o verdadeiro valor está acima das aparências. Em seguida, um momento para discutir sobre as pessoas e o que as ações provocam, caracterizando o bulling. Ao se falar de dificuldades, muitas vezes não se percebem que muitas barreiras estão por falta de acessibilidade. Barreiras estas que podem ser arquitetônicas e principalmente geradas pelo preconceito. E então, entra em cena Joana, uma menina com deficiência física e que através da interação, mostra quanto é capaz de realizar o que quiser. E pra finalizar, já que falamos de deficiência, é hora de ver além das dificuldades, falando em Libras para quem não consegue ouvir, ajudando quem não consegue ver e principalmente, se perceber no outro e também um agente de transformação social, responsabilidade de todos os indivíduos.
38 • SALÃO INTERNACIONAL DO LIVRO • SUZANO

Escrita por Robson dos Santos, com Bonecos de Maria Danielle Oliveira Silva O Segredo da Caixa” conta a história de dois irmãos que encontram uma caixa e querem saber o que tem dentro, mas a caixa está trancada e não conseguem abri-la. Então, passam a adivinhar e pedir ajuda para alguns amigos animais, que tem seus próprios interesses no objeto e passam a disputar a caixa com os irmãos. Cada entrada de um animal é precedida de uma música do folclore brasileiro... Vamos abrir pra ver o que tem dentro da caixa. Se tiver um tesouro de pirata, é meu. Se tiver meleca de bicho nojento, é seu... As músicas do folclore brasileiro apresentam os animais e estimulam as crianças a cantarem juntas com os personagens, deixando a apresentação bem leve e alegre. Os animais são bem conhecidos das crianças, ajudando na interatividade e tornando bem familiar a história, apresentando o tema “natureza” de forma leve e descontraída. Uma história que se adapta em diversos espaços, com temática ecológica! O suspense dá lugar a surpresa e encantamento quando, por fim, a caixa se abre...

SUZANO • SALÃO INTERNACIONAL DO LIVRO • 39

SALÃO
INTERNACIONAL DO

LIVRO
13 A 22 DE ABRIL DE 2012

CIRANDA LILáS – exposição de publicações de gênero, raça e etnia produzidas pelo movimento de mulheres, instituições governamentais e núcleos de estudos e pesquisas no Brasil e na América Latina, debates e leitura encenada em abordagem descontraída com temas provocativos e polêmicos.

CIRANDA LILáS

CIRANDA LILáS

EXPOSIÇÃO LITERáRIA GêNERO, RAÇA E ETNIA – um espaço para rodas de conversas, exibições materiais, exposições e lançamentos, em que convidadas e convidados falarão sobre suas experiências com livros, blogs, pesquisas e pessoas que têm a ver com questões que afetam as mulheres e as populações afrodescendentes e indígenas, em diálogo com o público presente.

REEDUCAR HOMENS pARA A NÃO-VIOLêNCIA
SÉRGIO BARBOSA

15, às 18h30

DIVERSIDADE DE GêNERO CONTADORA DE HISTóRIAS INFANTIS
VANESSA MERIQUE
14, às 10h30

16, às 17h

CLAUDIA VIANA

DIVERSIDADE SEXUAL NA ESCOLA MONóLOGO MUSICAL O CHEIRO DA FEIjOADA
ILÉA FERRAZ
14, às 16h

17, às 17h

MARIA CRISTINA CAVALEIRO

RESpEITO ACIMA DE TUDO! CONVERSANDO SOBRE DIVERSIDADE SEXUAL
VALÉRIA MELKI BUSIN

O QUE É FEMINISMO
14, às 17h

18, às 17h

MARIA AMÉLIA TELES

ROMANCE INFANTO-jUVENIL GêNERO/RAçA CADERNOS NEGROS
MÍRIAM ALVES
14, às 18h30

19, às 17h

CIDINHA DA SILVA

NEGRITUDE E DIVERSIDADES REESCREVENDO A HISTóRIA DAS MULHERES
SCHUMA SCHUMAHER
15, às 16h

20, às 17h

MARIA LÚCIA DA SILVA

42 • SALÃO INTERNACIONAL DO LIVRO • SUZANO

SUZANO • SALÃO INTERNACIONAL DO LIVRO • 43

CIRANDA LILáS

CIRANDA LILáS

LITERATURA E CONSCIêNCIA NEGRA
CONCEIÇÃO EVARISTO

20, às 18h30

CONTADORA DE HISTóRIAS INFANTIS
VANESSA MERIQUE

21, às 10h30

CRONISTA DO COTIDIANO
JUNIA PUGLIA

21, às 16h

MULHERES NA pOLíTICA
FáTIMA PACHECO JORDÃO

21, às 18h30

CAMpANHA DE pEITO ABERTO
VERA GOLIK E HUGO LENZI

22, às 16h

BLOG MARIA FRô
CONCEIÇÃO OLIVEIRA

22, às 18h30

44 • SALÃO INTERNACIONAL DO LIVRO • SUZANO

SUZANO • SALÃO INTERNACIONAL DO LIVRO • 45

SALÃO
INTERNACIONAL DO

LIVRO
13 A 22 DE ABRIL DE 2012

SUZANO + 20 – a cidade relembra a Eco 92 e faz um chamamento para a Rio+20 que será realizada este ano com exposição de produções literárias, pesquisas e outros materiais impressos e audiovisuais realizadas por organizações não-governamentais, institutos e governos.

SUZANO +20

Em junho de 2012 o Brasil sediará a “Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável”, chamada de RIO + 20. Esta Conferência demarca os 20 anos da realização Conferência das Nações Unidas sobre Ambiente e Desenvolvimento, conhecida como “ECO 92 ou Rio 92”, considerada a mais importante conferência ambiental mundial até hoje. Agora é chegada a hora de avaliar as realizações, fracassos, avanços e desafios a serem enfrentados para chegarmos a sustentabilidade ambiental planetária. Suzano está atento (acompanhando de perto) as negociações dos chefes de estado, governos e também da sociedade civil sobre a Rio+20, que traz três pilares – econômico, social e ambiental. A Rio+20 tratará basicamente de dois temas: a ‘economia verde’ no contexto da erradicação da pobreza e a estrutura de governança ambiental global. Portanto, o Salão Internacional do Livro de Suzano, traz o estande SUZANO +20, com o objetivo de apresentar a diversidade de publicações técnicas, científicas, políticas, literárias, entre outras, impressas e audiovisuais, realizadas por organizações-não-governamentais, institutos e governos, com o foco em Meio Ambiente. O estande SUZANO +20 tem a finalidade de debater e contextualizar as inter-relações das dimensões socioambientais locais, regionais e globais contemplando a diversidade de abordagem e aproximando cada vez mais o público dos caminhos em busca da sustentabilidade ambiental.

48 • SALÃO INTERNACIONAL DO LIVRO • SUZANO

SUZANO +20

RIO +20: ECONOMIA VERDE E GOVERNANçA GLOBAL
PROFº. LADISLAU DOWBOR

19, das 18h30 às 21h30

Formado em economia política pela Universidade de Lausanne, Suiça; Doutor em Ciências Econômicas pela Escola Central de Planejamento e Estatística de Varsóvia, Polônia (1976). Atualmente é professor titular no departamento de pós-graduação da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, nas áreas de economia e administração. Continua com o trabalho de consultoria para diversas agências das Nações Unidas, governos e municípios, além de várias organizações do sistema “S” (Sebrae e outros). Atua como Conselheiro no Instituto Polis, CENPEC, IDEC, Instituto Paulo Freire e outras instituições. A sua área principal de atuação é o ensino e organização de sistemas de planejamento. Nos anos 1970, foi professor de finanças públicas na Universidade de Coimbra. A convite do ministro Vasco Cabral, tornou-se coordenador técnico do Ministério de Planejamento da Guiné-Bissau (1977-81). Foi consultor do Secretário Geral da ONU, na área de Assuntos Políticos Especiais (1980-81). Dirigiu vários projetos de organização de sistemas de gestão econômica, na qualidade de Assessor Técnico Principal de projetos das Nações Unidas, em particular na Guiné Equatorial e na Nicarágua. É consultor de vários governos, particularmente para a organização de sistemas descentralizados de gestão econômica e social (Costa Rica, Equador, áfrica do Sul). No período 1989-92 foi Secretário de Negócios Extraordinários da Prefeitura de São Paulo, respondendo em particular pelas áreas de meio ambiente e de relações internacionais. É autor e co-autor de cerca de 40 livros, e de numerosos artigos. Destacam-se os livros “Formação do Terceiro Mundo”, Brasiliense, 15 edições; “O que é capital?”, Brasiliense, 10 edições; “Aspectos econômicos da Educação”, ática, 2 edições; “Introdução ao Planejamento Municipal”, Brasiliense. O seu livro sobre “Formação do Capitalismo no Brasil”, publicado em diversos países, conta com a versão brasileira atualizada pela Brasiliense, em 2010. Em 1994 publicou “O que é Poder Local?” pela Brasiliense; “Informática e os Novos Espaços do Conhecimento”, São Paulo em Perspectiva, SEADE, bem como Descentralização e Governabilidade, na Revista do Serviço Público, ENAP, Brasília, Jan/Jul 1994, também publicado na Latin American Perspectives, California, Jan. 1998. Urban Children in Distress: practical guidelines for local action pela revista Development: Journal of the Society for International Development, 1996:I, Oxford, Cambridge 1996. Em 1996 publicou Da Globalização ao Poder Local: a Nova Hierarquia dos Espaços na coletânea “A Reinvenção do Futuro”, editada pela Cortez. Em 1998 foram publicados “Os Desafios da Globalização”, coletânea organizada com Octavio Ianni, Paulo Rezende e outros, e “A Reprodução Social, estudo de sistemas de gestão social”, ambos pela Vozes. Em 2001 lançou “O Mosaico Partido: a economia além das equações”, publicado na França, Espanha e nos Estados Unidos. Publicou também a coletânea “Desafios da Comunicação” (org.) e “Democracia Econômica” (2008), pela Editora Vozes. Ultimamente tem trabalhado no desenvolvimento de sistemas descentralizados de gestão, particularmente no quadro de administrações municipais, envolvendo sistemas de informação gerencial, políticas municipais de emprego, políticas integradas para criança de risco e gestão ambiental.

50 • SALÃO INTERNACIONAL DO LIVRO • SUZANO

SUZANO +20

GLOBOTOMIA: DO DISCURSO MIDIáTICO à BUROCRACIA AMBIENTAL

20, das 18h30 às 21h30

A obra “Globotomia – Del ambientalismo mediático a la burocracía ambiental” é uma crítica contundente da utilização leviada (ou manipuladora) de “verdades científicas” para legitimizar ações políticas e inovações tecnológicas socioambientais. A exposição, apresentando a Terra como um planeta vivo e as implicações disso sobre previsões científicas sobre o futuro físico da Terra e ainda os efeitos político-pedagógicos destas reflexões sobre uma Educação Ambiental fundamentada na crítica científica de verdades, seus contextos e limites geopolíticos face à expansão do capitalismo global.

OBJETIVOS
Esta mesa tem o objetivo de apresentar e debater as verdades científicas e inovações tecnológicas socioambientais e suas implicações em ações políticas, além dos efeitos político-pedagógicos destas reflexões sobre a Educação Ambiental 20 anos depois da Rio 92.

pALESTRANTES: ARAMIS LATCHINIAN, EDA TASSARA E MARCOS SORRENTINO
ARAMIS LATCHINIAN
Aramis Latchinian tem 48 anos e vive no Uruguai. É formado em Oceanografica Biológica e possui mestrado em Cs. Ambientais e é Especialista em Gestão Ambiental. Foi Diretor Nacional de Meio Ambiente do Uruguai, Diretor da ANCAP e Professor da Universidade da República, assessora governos locais em temas ambientais e empresas públicas. Tem ampla experiencia em docência e investigação em universidades de diversos países, é conferencista e autor de inúmeras publicações em temas ambientais. Recentemente publicou Globotomia (3 edições). Tem prestado consultorias em educação ambiental para diversos organismos internacionais. Coordenou e realizou mais de 80 estudos de impacto ambiental. Participa ativamente em organizações da sociedade civil, principalmente em Projetos de meio ambiente em centros educativos.

EDA TASSARA
Professora Titular de Psicologia Ambiental do IPUSP, graduada em Física, Mestre, Doutora e Livre Docente em Psicologia pela USP, é pesquisadora do CNPq, Presidente do IBECC-UNESCO/SP e Coordenadora do Grupo de Estudos em Psicologia Socioambiental do Instituto de Estudos Avançados da USP.

MARCOS SORRENTINO
Possui graduação em Biologia (1981) e Pedagogia (1984) e mestrado em Educação (1988) pela Universidade Federal de São Carlos. Doutorado em Educação (1995) e pós doutorado no Departamento de Psicologia Social da Universidade de São Paulo e no Centro de Desenvolvimento Sustentável da Universidade de Brasília, onde também foi pesquisador colaborador. Foi Diretor de Educação Ambiental do Ministério do Meio Ambiente de abril de 2003 a junho de 2008. Tem experiência na área de Educação, com ênfase nos seguintes temas: educação ambiental, políticas públicas e planejamento de futuro na direção de sociedades sustentáveis. Participa, desde os anos 70, de entidades ambientalistas, de cidadania e de educação ambiental. De 1985 a 1988 foi docente no Departamento de Educação na UNESP, campus de Assis. Desde 1988, no Departamento de Ciências Florestais da ESALQ/USP, atualmente como professor livre-docente, coordena o Laboratório de Educação e Política Ambiental (Oca).

52 • SALÃO INTERNACIONAL DO LIVRO • SUZANO

SALÃO
INTERNACIONAL DO

LIVRO
13 A 22 DE ABRIL DE 2012

AUTORES REGIONAIS - Literatura no Brasil: espaço dos autores regionais coordenado pela Associação Cultural Literatura no Brasil que proporcionará ao publico saraus lítero-musicais apresentados por coletivos de diversos lugares do Estado de São Paulo, sessões de autógrafos e oficinas ligadas à literatura.

AUTORES REGIONAIS

AUTORES REGIONAIS

pROGRAMAçÃO DO ESTANDE DOS AUTORES REGIONAIS ASSOCIAçÃO CULTURAL LITERATURA NO BRASIL

SESSõES DE AUTóGRAFOS

Sessões de autógrafos dos autores de Suzano e região: Durante o Salão haverá saraus lítero-musicais apresentados por coletivos literários em frente ao estande dos autores regionais:

14, às 13h 14, às 18h30
Apresentação musical do Coletivo Cultural Marginaliaria de São Miguel Paulista e sessão de autógrafos do livro “Baseado de Ponta”. Paulo Odair, poeta Cícero Tavares e Renata Pinheiros, poetas

14, às 17h
Mano Cákis, escritor e poeta

LIVRO: “VERSONHOS”

LIVRO: “NÃO TEMOS MUITO TEMPO”

15, às 10h 15, às 13h
João Pomelli

14, às 20h30
Pavio da Cultura – Edição especial Neste mês o tradicional sarau suzanense será dentro do Salão do Livro.

14, às 21h
Lançamento oficial do 8º Concurso Literário de Suzano - Edição Cora R$ 3.600,00 em prêmios + Publicação dos textos selecionados Categorias: Conto e Poesia

LIVROS: “CANTO PORQUE PRECISO CANTAR” E “TANTOS SÃO OS DIAS”

LIVRO: “PRESÍDIO DA ALEGRIA – SUCURSAL DO INFERNO”

15, às 16h
Sidney Leal, escritor

16, às 16h
Maria Cristina Aro

LIVRO: “MINHAS HISTóRIAS DE MISTÉRIO, TERROR E MORTE”

LIVRO: “10 CONTOS DA VIDA ALHEIA”

15, às 17h
Sarau do Coletivo A.CURA de Suzano A Associação Cultural Rastilho promete um sarau de tirar o fôlego.

20, às 19h30
Sarau Literatura Nossa – Associação Cultural Literatura no Brasil. Presença do João Batista Assaré (filho do Patativa do Assaré).

17, às 10h
Benjamin Monteiro

17, às 16h
Suami, poeta e professor

LIVRO: “RETRATO DE UMA CONSPIRAÇÃO”

LIVROS: “PALAVRAS à POESIA” E “PELO CAMINHO COM O VENTO”

21, às 11h
Contação de história: “Quem quiser que conte uma” Faixa etária: A partir de 7 anos Contador: Mano Cákis
56 • SALÃO INTERNACIONAL DO LIVRO • SUZANO

22, às 16h
Sarau do Coletivo Entremeio Literário de Mogi das Cruzes e sessão de autógrafos dos autores mogianos ligados ao coletivo.

SUZANO • SALÃO INTERNACIONAL DO LIVRO • 57

AUTORES REGIONAIS

AUTORES REGIONAIS

18, às 16h
Marco Maida, Hélcio Lopes, Claudio Domingos e Lygia Canelas, escritores e poetas

19, às 10h
Mateus Nascimento, escritor e artista plástico

OFICINAS (LOCAL: ENCANTOS pEDAGóGICOS)

LIVROS: “MEMóRIAS DE ONAM”, “DESNUDO”,“VACUOS MUNDI” E “VESTÍGIOS”.

LIVRO: “UTINGA” “MISTÉRIO MULHER”
A Associação Cultural Literatura no Brasil promoverá três oficinas ligadas à literatura e uma sessão de contação de histórias. As inscrições são gratuitas.

20, às 19h30
Autores da Associação Cultural Literatura no Brasil

21, às 13h
Francis Gomes, escritor, poeta e cordelista

ANTOLOGIA COMUNIDADE DO CONTO E CD’S DE LITERATURA I E II

LIVRO: “ECOS DO SILêNCIO” E SEUS CORDÉIS
Oficina de Criação de Poesia Faixa etária: A partir de 14 anos Instrutora: Débora Garcia

14, às 16h
Oficina de Fanzine Faixa etária: A partir de 14 anos Instrutora: Landy Freitas

21, às 13h

21, às 15h
José de Gouvêa, poeta e autor do hino à Suzano

21, às 17h
Sacolinha, escritor, poeta e agitador cultural

21, às 16h
Oficina de Livro Artesanal Faixa etária: A partir de 16 anos Instrutoras: Alexandra Justino e Cristina Ramos

LIVRO: “DEVANEIOS”

LIVROS: “GRADUADO EM MARGINALIDADE”, “85 LETRAS E UM DISPARO”, “PERIPÉCIAS DE MINHA INFâNCIA” E “ESTAÇÃO TERMINAL”

22, às 10h
Sandoval, escritor e palestrante

LIVROS: “OS VENCEDORES”, “OS ENCANTOS DE ALTINHO”, “O MEDALHÃO DE NICÉIA” E “O LIXEIRO”

58 • SALÃO INTERNACIONAL DO LIVRO • SUZANO

SUZANO • SALÃO INTERNACIONAL DO LIVRO • 59

SALÃO
INTERNACIONAL DO

LIVRO
13 A 22 DE ABRIL DE 2012

EXPOSIÇÃO SUPER-HERóIS ENTRE NóS – exposição de história em quadrinhos incluindo páginas, capas e sketches e uma seleção de pôsteres e litografias autografadas por artistas.

EXpOSIçÃO SUpRE-HERóIS ENTRE NóS

EXpOSIçÃO SUpRE-HERóIS ENTRE NóS

ApRESENTAçÃO
Super-Heróis. Pessoas de todas as idades já tiveram contato com essas figuras coloridas e heróicas, que saíram dos quadrinhos para invadir os cinemas, a TV, as lojas de brinquedos e o imaginário coletivo. Os super-heróis são representações modernas das figuras mitológicas, que reúnem qualidades sobre-humanas para combater o mal, muitas vezes representado por personagens igualmente poderosas e arquetípicas. É curioso notar que a aurora dos heróis coincide com os momentos de maior crise da humanidade, e representavam a esperança em forças superiores para trazer de volta a ordem e a justiça. A exposição apresenta os principais super-heróis dos quadrinhos, que nos entretém com suas histórias e que também nos inspiram com sua força e coragem.

IVAN FREITAS
COLECIONADOR E CURADOR DA EXPOSIÇÃO
Dezoito anos de experiência nas áreas de Marketing e de Inteligência Competitiva, atuando com sucesso em empresas líderes de diversos segmentos econômicos. Sólida e atualizada formação acadêmica em Marketing, incluindo MBA Marketing da FIA-FEA/USP, concluído com honras. Autor do livro “Marketing Cultural” (Atlas, 2004). Dono do maior acervo brasileiro de arte original de quadrinhos e integrante da equipe de curadores do FIQ - Festival Internacional de Quadrinhos de Belo Horizonte, evento que recebeu 148 mil visitantes em 2011 e no qual, entre outras atividades, é responsável pela exposição principal do evento, pela qual já recebeu o prêmio HQMix.

62 • SALÃO INTERNACIONAL DO LIVRO • SUZANO

SUZANO • SALÃO INTERNACIONAL DO LIVRO • 63

SALÃO
INTERNACIONAL DO

LIVRO
13 A 22 DE ABRIL DE 2012

Patrocínio

POCKET SHOWS – apresentação diária de pockets musicais que remetam à diversidade cultural da musica brasileira.

CAFÉ LITERáRIO MUSICADO

CAFÉ LITERáRIO MUSICADO

13, às 20h

15, às 20h

“jambra”
Formado por Danilo Silva (violão), Fábio Faustino (bateria) e Guilherme Bandeira (vocal), o Jambra realiza, desde 2005, shows e jam sessions muito especiais. Apesar da pouca idade de seus integrantes, o grupo impressiona com canções de sua autoria e com a atualização de um cancioneiro variado, que abrange compositores consagrados como Chico Buarque, Djavan, Filó Machado, Gilberto Gil, entre outros. No clima de Jam Sessions, o Jambra já se apresentou ao lado de Thiago Espírito Santo, Sizão Machado, Zeli Silva, Paulo Calasans, e Marcelo Mariano, instrumentistas de renome que muito acrescentaram ao trabalho do trio. “Folha de Laranjeira”, seu primeiro disco, traz músicas inéditas de sua autoria. Lançado pela Guaruba Produções, “Folha de Laranjeira” conta com a participação de Bia Goes e Thiago Espírito Santo, também responsável pela produção do álbum.

“Quinteto Abanã”
O Quinteto Abanã é um projeto musical que surgiu da necessidade de investigar e pesquisar as canções extraídas das manifestações populares brasileiras de matriz africana, por meio de arranjos autorais e de domínio público que misturam o popular com o erudito. O grupo se propõe a criar releituras deste legado ancestral, composições que resgatam músicas de terreiros tradicionais dos povos yorubá, banto, keto e angola.

16, às 20h

“jabuticaqui – Ritmo e Tradição”
14, às 20h
O Grupo Jabuticaqui é formado desde 2006 por artistas, educadores, músicos e outros que vivenciam a cultura popular, através da dança, música e suas festas. Tem como objetivo evidenciar toda a beleza daquilo que temos como o nosso bem mais precioso – a cultura verdadeiramente brasileira, fundamentada em nossas origens mestiças e populares. É uma homenagem aos grupos de Congada, Maracatu, Moçambique, Boi, Cacuriá e tantos outros que mesmo diante de tantas dificuldades, mantêm as tradições que dão vida a nossa história.

“Romanço”
O grupo desenvolve trabalho de pesquisa, composição e adaptação musical baseado nas expressões culturais populares de diversas regiões do Brasil. O repertório assim, é cercado de referências como Afoxé, Boi Bumbá, Banda Cabaçal, Cirandas, Cocos, Folias de Reis, Forrós, Jongo, Maracatus, Modas de Viola e Toadas. A instrumentação é muito variada, respeitando as formações tradicionais e ao mesmo tempo ampliando o universo de cada ritmo: Cordas – violão, viola, contra-baixo, rabeca e cavaquinho; Sopro – pífano, flauta transversal, flauta doce, escaleta e saxofone; Percussão – alfaia, zabumba, caixa, pandeiro, pandeirão, atabaque, triângulo, pratos, matraca, maracá, ganzá, agogô e bloco de madeira. Criado em 2007 a partir de uma ideia de Bosco Maciel para montar uma Banda de Cabaçal (banda de pífanos), que até então chamava-se ”festeiros da casa dos cordéis”. Em 2008, após um encontro com Ariano Suassuna, foi sugerido pelo próprio o nome ”Romanço”, o qual os acompanha até hoje.

66 • SALÃO INTERNACIONAL DO LIVRO • SUZANO

SUZANO • SALÃO INTERNACIONAL DO LIVRO • 67

CAFÉ LITERáRIO MUSICADO

CAFÉ LITERáRIO MUSICADO

17, às 20h

19, às 20h

“Mulheres Bambas”
A cantora Mariana Mendonça traz o samba em seu apogeu, interpretando canções de Cartola, Noel Rosa, Nelson Cavaquinho, Guilherme de Brito, Candeia, sem esquecer, é claro, da exaltação a saudosa Mangueira, passando, ainda por Zeca Pagodinho, Arlindo Cruz, Beth Carvalho, Alcione, Maria Rita, Mariana Aydar e por aí vai!

“Meyson”
Um dos mais respeitados músicos da região, é ator, poeta, cantor, compositor, diretor musical e pesquisador de cultura popular. Tem em seu trabalho fortes elementos da cultura popular. Suas canções estão nas vozes de grandes cantores. É um dos fundadores do Jabuticaqui.

18, às 20h

“Bianca Cirillo”
Dona de uma voz marcante, a cantora Bianca Cirillo, inicia 2012 com shows em hotéis, shoppings, empresas e bares importantes no cenário musical paulistano. Bianca estudou Canto Popular na Universidade Livre de Música (ULM) “Tom Jobim” com a renomada orientadora vocal Magali Mussi, na zona sul de São Paulo. O repertório deste show é calcado na Musica Popular Brasileira, um resumo dos sucessos da nossa música, misturado com a nova Música popular brasileira. Ela será acompanhada pelo violonista e pai, Vilson Cirillo que é ex-integrante de “Os Lobos”, conjunto do bairro da Penha em São Paulo, que fez muito sucesso no final da década de 70. Um som animado, agradável e encantador!

20, às 20h

“Mayara Nascimento”
Menina de voz doce, Mayara Nascimento apresenta o show “Duas Crianças” com composições autorais. Seu trabalho, marcado pela delicadeza reúne os mais diversos estilos musicais brasileiros.

68 • SALÃO INTERNACIONAL DO LIVRO • SUZANO

SUZANO • SALÃO INTERNACIONAL DO LIVRO • 69

CAFÉ LITERáRIO MUSICADO

CAFÉ LITERáRIO MUSICADO

21, às 20h

22, às 20h

“Mc Gaspar”
Filho de nordestino, de onde herdou sua musicalidade. Sua rima e suas composições dividem o parentesco de espontaneidade com o repente. Compositor, rapper e poeta trazendo ao palco a função do MC (Mestre de Cerimônia) com sua levada ágil com conteúdo politizado. Ligado a importantes projetos sociais junto as comunidades, Gaspar desenvolve oficinas culturais de composição e rima (rap – ritmo e poesia), trabalhando com os elementos da cultura Hip Hop na busca de conhecimento. Membro Zulu, é um dos vocalistas do grupo Z´áfrica Brasil, começou organizar suas oficinas com uma das primeiras posses da América do Sul (Conceitos de Rua) e atualmente mantem o projeto Hip Hop Quilombola e àFIRMA na comunidade do Jardim Leme Taboão da Serra. Gaspar é uma forte referencia ao povo da periferia urbana do Brasil, conhecido através do poder difusor da oralidade. O Quilombola Gaspar tem levantado a bandeira, na luta contra o racismo pela igualdade e vida, baseado nos resgate dos valores da cultura de raiz. OBS: Lembrando que tem o lançamento do livro “O Brasil é um Quilombo”, do Gaspar... segue texto do livro: Um livro poético numa visão realista do dia a dia, do cotidiano, é o retrato de uma mistura de etnias de seres de todo o mundo contemplado num só país. “O Brasil é um Quilombo” é uma busca da verdadeira identidade do povo brasileiro, mostra a verdadeira face de um povo que não se vê, é fazer com que o leitor reflita e conheça mais sobre nossa história. Um catálogo de algumas letras de músicas e poesias que recito nos saraus da vida. O jeito da fala e do canto, da maneira que vejo o mundo. Ideias de construção de nação, valorização, tradição em busca de qualidade de vida. Trabalho fruto de um Quilombo Urbano, palmarinos na militância, onde o respeito e o conhecimento nesta luta atemporal, caminham lado a lado. Filhos do cosmos, nação Quilombola que carrega em seu DNA a cultura dos povos.

“Show Metá-Metá – Kiko Dinucci, juçara Marçal e Thiago França”
O compositor e violonista Kiko Dinucci, a cantora Juçara Marçal e o compositor e saxofonista Thiago França lançam o disco “Metá Metá”, com canções de Siba Veloso, Maurício Pereira, Lincoln Antonio, Douglas Germano, por exemplo, além de músicas de Kiko Dinucci e parcerias. O trio formado por Dinucci, Juçara e França investe em arranjos econômicos que ressaltam elementos melódicos e signos da música de influência africana no mundo. O disco tem sido citado e elogiado em veículos internacionais como a revista Wire e apontado como o álbum brasileiro de 2011 (ao lado de “Nó na Orelha”, de Criolo), pelo jornalista inglês Russ Slater, além de receber ótimas críticas no Estado e na Folha de São Paulo, entre outros veículos de destaque no Brasil.

70 • SALÃO INTERNACIONAL DO LIVRO • SUZANO

SUZANO • SALÃO INTERNACIONAL DO LIVRO • 71

REALIZAÇÃO

ORGANIZAÇÃO

APOIO

APOIO DE MÍDIA

PARCERIA

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful