Você está na página 1de 15

Universidade do Extremo Sul Catarinense

Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais

AS ÁREAS DE PRESERVAÇÃO AMBIENTAL DO MUNICÍPIO DE CRICIÚMA: UM ESTUDO SOBRE SUA IMPORTÂNCIA E UTILIZAÇÃO COMO REFERÊNCIA À EDUCAÇÃO AMBIENTAL

Nome do Autor: Tarciso Pereira

Dissertação apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais da Universidade do Extremo Sul Catarinense para obtenção do Grau de Mestre em Ciências Ambientais.

Área de Concentração:

Ecologia e Gestão de Ambientes Alterados

Orientador:

Dr. Geraldo Milioli

Criciúma

2005

TARCISO PEREIRA AS ÁREAS DE PRESERVAÇÃO AMBIENTAL DO MUNICÍPIO DE CRICIÚMA: UM ESTUDO SOBRE SUA

TARCISO PEREIRA

AS ÁREAS DE PRESERVAÇÃO AMBIENTAL DO MUNICÍPIO DE CRICIÚMA: UM ESTUDO SOBRE SUA IMPORTÂNCIA E UTILIZAÇÃO COMO REFERÊNCIA À EDUCAÇÃO AMBIENTAL

Dissertação apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais da Universidade do Extremo Sul Catarinense para obtenção do Grau de Mestre em Ciências Ambientais.

Área de Concentração:

Ecologia e Gestão de Ambientes Alterados

Orientador:

Dr. Geraldo Milioli

Criciúma

2005

Comissão Julgadora:

Prof.

Prof.

Prof. Dr. Geraldo Milioli Orientador

O maior desafio, tanto de nossa época como do próximo século, é salvar o planeta da destruição. Isso vai exigir uma mudança nos próprios fundamentos da civilização moderna, o relacionamento dos seres humanos com a natureza (MICKAIL GORBACHEV).

V

IV

AGRADECIMENTOS

Neste espaço, reservado para exaltarmos aquelas pessoas que nos auxiliaram a juntar os cacos no transcurso dessa caminhada, vale lembrar que certamente sem elas não haveria cola suficiente que pudesse ajudar a compor as peças de nossas

horas de angústias, desânimos, estresses, indecisão, talvez algumas de desespero.

A elas os mais profundos agradecimentos, e que as leis do universo saibam

recompensar por todos os momentos que me foram dedicados nesta jornada. À professora Dra.Terezinha Maria Gonçalves, que no início do meu projeto, soube delinear os caminhos que eu deveria seguir. Ao amigo Gerson, pelo apoio e demonstração de superação nas horas, muitas vezes, difíceis. Às pessoas, com as quais mantive contato mais constante durante as minhas pesquisas e que muito contribuíram: Agecí Mendes Xavier; João Grandão e Celoni Barcelos (Mina União), Valdina (Morro Estevão); Déborah Vargas Bauer (Método Digitação), Sandra (GEREI). Especialmente ao Prof. Dr. Geraldo Milioli, que com a sabedoria e paciência de um samurai, ajudou a construir passo a passo este trabalho. E, principalmente, à minha esposa Mary, meus filhos Rafael e Luciana, privados muitas vezes de momentos de lazer, enclausurados em seus silêncios, souberam compreender e respeitar a tarefa que me competia, de concluir este Mestrado. E a todos aqueles que, durante toda esta jornada, se tornaram não só colegas de classe, mas sim colaboradores, sendo suas contribuições grifadas no resultado dessa etapa de minha caminhada.

Muito Obrigado!

VI

RESUMO

A cidade de Criciúma, situada ao sul do estado de Santa Catarina, tem vivenciado, historicamente, um processo acelerado de degradação ambiental, decorrente da atividade de extração do carvão mineral. Entendendo que a preservação da natureza não pode ser alcançada se não houver a implementação de ações, seja por parte do poder público ou da sociedade civil organizada, buscou-se por meio desta pesquisa, conhecer a realidade espelhada na sensibilização e comprometimento desta sociedade, no que tange às Áreas de Preservação Ambiental (APA´s) existentes no município de Criciúma, (as quais estão inseridas nas Unidades de Conservação Brasileiras, conforme Lei 9.985, de 18 de julho de 2000 do Sistema Nacional de Unidades de Conservação - SNUC), e como são consideradas como referências para a Educação Ambiental nos educandários de 2º grau. Desta forma, desenvolvemos um estudo de caso, com ênfase na observação, entrevistas e aplicação de questionários, abrangendo 32 estabelecimentos de ensino, Organizações Não Governamentais (ONG’s), Secretaria do Meio Ambiente do Município e órgãos responsáveis pela preservação ambiental (FATMA, IBAMA). Buscou-se também conhecer as APA’s de Criciúma e as comunidades do seu entorno, realizando várias visitações, bem como os processos que as criaram e as bibliografias existentes. Optou-se por direcionar as pesquisas para duas dessas áreas, a APA Morro Estevão/Albino e o Parque Ecológico José Milanese, as quais foram eleitas por serem consideradas como de maior importância, e a partir delas foi projetado todo o esforço de pesquisa, buscando contribuir para a formulação de planos de Educação Ambiental, seja formal ou informal, e para o desenvolvimento sustentável do município.

Palavras-chaves:

Sensibilização Ambiental;

Educação

Ambiental;

Áreas

de

Preservação

Ambiental;

VII

ABSTRACT

The city of Criciúma, located to the south of the state of Santa Catarina, it has been living, historically, an accelerated process of environmental degradation, due to the activity of the extraction of the mineral coal. Understanding that the preservation of the nature cannot be reached if there is not the implementation of actions, be on the part of the power I publish or of the organized civil society, we looked for through this research, to know the reality mirrored in the understanding and sensibility of this society, in what it plays the Areas of Environmental Preservation existent in the municipal district of Criciúma, (which are inserted in the Units of Conservation Brazilian, according to Law 9.985 of July 18, 2000 of the National System of Units of Conservation - SNUC), and as these they are considered as references to the Environmental Education in the schools of 2nd degree. This way, we developed a case study, with emphasis in the observation, interviews and application of questionnaires, embracing 32 schools, Organizations Non Government (ONG's), Clerkship of the environment of the Municipal district and responsible organs for the environmental preservation (FATMA, IBAMA). It was Looked for to know APA's of Criciúma and the communities to yours I also spill, accomplishing several visitations, as well as the processes that created them and the existent bibliographies. We opted to address the researches for two of those areas, APA Morro Estevão/Albino and Ecological Park José Milanese, which we chose as of larger importance, and starting from them we projected all the research effort, looking for to contribute to the formulation of plans of Environmental Education, be her formal or informal, and that contribute to the maintainable development of the municipal district.

Keys-Word:

Environmental Understanding.

Environmental

Education;

Areas

of

Environmental

Preservation;

VIII

LISTA DE FIGURAS

Figura 1: Mapa da cidade de Criciúma com a localização das APA´s

03

Figura 2: Mineração a céu aberto

10

Figura 3: Mineiro no subsolo de mina

12

Figura 4: Poluição do Rio Criciúma

13

Figura 5: Foto da área da degradação

14

Figura 6: Diagrama de Objetivos da EA

21

Figura 7: Foto de uma pintura feita pelas crianças (grafite) num muro de uma escola do município de Criciúma, sobre a conscientização ambiental

24

Figura 8: Diagrama do que é desenvolvimento sustentável

36

Figura 9: Mapa do município de Criciúma

55

Figura 10: Foto do Capim Criciúma

56

Figura 11: Foto de Criciúma – SC quando da implantação do município

59

Figura 12: Foto aérea da cidade de Criciúma

60

Figura 13: Foto aérea da APA Morro Estevão/Albino

63

Figura 14: Foto aérea do Parque José Milanese (Bairro Mina União)

64

Figura 15: Foto da Entrada do Parque José Milanese

65

Figura 16: Grau de escolaridade dos entrevistados

73

Figura 17: Renda média e mensal dos entrevistados

74

Figura 18: Religião dos entrevistados

74

Figura 19: Descendência dos entrevistados

75

Figura 20: Foto das etnias de Criciúma

75

Figura 21: Sexo dos entrevistados

76

Figura 22: Faixa etária dos entrevistados

76

Figura 23: Região de naturalidade dos entrevistados

77

Figura 24: Mapa da AMREC

77

Figura 25: Tempo na direção do estabelecimento

78

Figura 26: Tempo de residência em Criciúma

78

Figura 27: Característica dos estabelecimentos educacionais pesquisados

78

Figura 28: Conhecimento sobre a existência das áreas de preservação do município de Criciúma (N=04)

79

Figura 29: Preocupação com a preservação da Área de Preservação Ambiental existente no bairro em que reside (N= 04)

80

Figura 30: A Associação que representa executa alguma atividade de preservação do meio ambiente? (N=04)

sua comunidade? (N=04)

81

Figura 31: Você tem conhecimento se a escola que seu filho(a) estuda, ensina sobre EA? (N=04)

82

Figura 32: Charge sobre o domínio das mineradoras

83

Figura 33: Você acha que o município de Criciúma deveria possuir mais áreas verdes? (N=04)

84

Figura 34: Você estaria disposto a participar de ações que visem à recuperação, preservação e manutenção das APA’s existentes em sua comunidade? (N=04)

85

Figura 35: Acredita que a comunidade que você representa estaria disposta a participar dessas ações? (N=04)

85

Figura 36: Você admitiria a implantação de uma indústria na APA existente em

86

Figura 37: No seu entendimento, os órgãos representativos do município e entidades privadas dispensam grande importância no que se refere à preservação do meio ambiente? (N=04)

88

Figura 38: Você acredita que a população criciumense tem conhecimento da existência das Áreas de Preservação Ambiental? (N=05)

89

Figura 39: Você considera a população criciumense conscientizada sobre a preservação do meio ambiente? (N=05) Figura 40: Você considera suficiente a quantidade de praças, ruas arborizadas

91

e

áreas de preservação ambiental em Criciúma? (N=05)

95

Figura 41: Você participa ou participou de atividades que visem à preservação

do meio ambiente? (N=05)

95

Figura 42: Você acredita que no futuro, a cidade de Criciúma contará com mais áreas verdes? (N=05) Figura 43: Existe no currículo de sua escola alguma matéria sobre EA?

96

 

(N=20)

98

Figura 44: Alunos coletando lixo em uma praça de Criciúma (entendimento que

é

dado por educadores como Educação Ambiental)

98

Figura 45: Você saberia definir se esses alunos detêm conhecimentos sobre o meio ambiente e EA, direcionando-lhes alguma importância? (N=20)

100

Figura 46: Você considera importante que sejam ministradas aulas sobre EA em sua escola? (N=20)

100

X

Figura 47: É realizada alguma atividade com os alunos, envolvendo a preservação e manutenção das Áreas de Preservação Ambiental (APA’s) existentes no entorno de seu educandário? (N=20)

103

Figura 48: Existe em seu educandário algum programa (e/ou atividade) efetivo referente à preservação do meio ambiente? (N=20) Figura 49: A comunidade tem participado das iniciativas/atividades da escola?

104

(N=20)

105

Figura 50: Você observa comprometimento da comunidade do entorno da escola em relação ao meio ambiente e às APA’s? (N=20)

106

Figura 51: Você considera suficiente a quantidade de praças, a arborização das ruas e as Áreas de Preservação Ambiental (APA’s) existentes no município de Criciúma? (N=20)

108

Figura 52: Foto do pátio da escola pesquisada Figura 53: Você considera de suprema importância a necessidade da preservação e manutenção das Áreas de Preservação Ambiental de Criciúma?

109

(N=20)

109

Figura 54: Você acredita que a população de Criciúma preocupa-se com a preservação das áreas verdes do município? (N=20)

110

XI

LISTA DE ABREVIATURAS E SIGLAS

AMESC - Associação dos Municípios do Extremo Sul de Santa Catarina AMREC - Associação dos Municípios da Região Carbonífera AMUREL - Associação de Municípios da Região de Laguna ANTEAG - Associação Nacional dos Trabalhadores de Empresas Autogeridas APA - Área de Proteção Ambiental APA’s - Áreas de Preservação Ambiental APP’s - Associações de Pais e Professores ARIE’s - Área de Relevante Interesse Ecológico CEIPAC – Centro de Estudos Integrados e de Promoção do Ambiente e da Cidadania de Criciúma CEMEA – Consciência Ecológica Morro Estevão e Albino CNUMAD - Conferência das Nações Unidas para o Meio Ambiente e Desenvolvimento CONAMA - Conselho Nacional do Meio Ambiente EA – Educação Ambiental EE’s - Estações Ecológicas EUA – Estados Unidos da América FATMA – Fundação do Meio Ambiente FBCN/CESP – Fundação Brasileira para a Conservação da Natureza/Companhia Energética de São Paulo FLONA - Florestas Nacionais Floram - Fundação do Meio Ambiente de Florianópolis IBAMA - Instituto Brasileiro para o Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável MEC - Ministério da Educação e Desporto OMS - Organização Mundial da Saúde ONG’s - Organizações Não Governamentais PEEA - Programa Estadual de Educação Ambiental PEPEA - Programa de Estudos e Pesquisas em Educação Ambiental PIEA - Programa Internacional de Educação Ambiental PNMA - Política Nacional do Meio Ambiente PROERD - Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência PRONEA - Programa Nacional de Educação Ambiental

XII

RE’s - Reservas Ecológicas REBIO’s - Reservas Biológicas SISNAMA - Sistema Nacional de Meio Ambiente SNUC – Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza UC’s - Unidades de Conservação UICN - União Internacional Para a Conservação da Natureza UNCED - Conferência das Nações Unidades Sobre o Meio Ambiente e Desenvolvimento UNESC/IPAT – Universidade do Extremo Sul Catarinense/Instituto de Pesquisas Ambientais e Tecnológicas UNESCO – Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura WWF - World Wildlife Foundation ZEP – Zona Especial de Preservação

XIII

SUMÁRIO

RESUMO

VI

ABSTRACT

VII

LISTA DE

FIGURAS

VIII

LISTA DE GRÁFICOS

IX

LISTA DE ABREVIATURAS E SIGLAS

XI

1

INTRODUÇÃO

15

1.1

Objetivos

19

1.2.1 Objetivo geral

19

1.2.2 Objetivos específicos

19

1.2 Justificativa

20

1.3 Estruturação/Organização da Dissertação

21

2

FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA

23

2.1

A Exploração do Carvão no Município de Criciúma e Região: o

Componente Ambiental

23

 

2.1.1

A história da descoberta do carvão no município de Criciúma: sua

utilização inicial, experiências vividas, o desfecho gerado na economia local, e o passivo ambiental na ótica de alguns autores

24

 

2.2

Educação Ambiental: a Emergência da Educação Ambiental e sua

Importância para as Questões da Conscientização no que se refere à

 

Preservação do Meio Ambiente

29

 

2.2.1

Apropriação do espaço: um caminho para a preservação do meio

ambiente

40

 

2.3

Conferências sobre a Educação Ambiental e Desenvolvimento

Sustentável: em busca de um planeta viável

42

 

2.4

Desenvolvimento Sustentável: responsabilidade social e justiça

ecológica

47

 

2.5

Unidades de conservação no Brasil: as finalidades de sua criação e

o desempenho de seu papel na preservação do meio ambiente

55

2.5.1 Florestas Protetoras e Remanescentes (Reservas Florestais protegidas pelo regime do antigo Código Florestal)

59

2.5.1.1

Florestas Remanescentes

60

2.5.1.2 Reservas Ecológicas (RE’s)

60

2.5.1.3 Parques Nacionais, Estaduais e Municipais (PARNA’s)

60

2.5.1.4 Estações Ecológicas (EE’s)

61

2.5.1.5 Reservas Biológicas (REBIO’s)

61

2.5.1.6 Florestas nacionais, estaduais ou municipais

62

2.5.1.7 Áreas de Relevante Interesse Ecológico (ARIE’s)

62

2.5.1.8 Áreas de Proteção Ambiental (APA’s)

63

 

2.5.2

Espaços ambientais protegidos e unidades de conservação

67

 

69

3

UNIVERSO DE INVESTIGAÇÃO

69

3.1

Um breve histórico da cidade de Criciúma

69

3.1.1

Toponômio da palavra Criciúma

69

3.2 Colonização de Criciúma

70

3.3 Primeiras Construções

71

3.4 A Instalação do Município

72

3.5 A história econômica do município

73

3.6 Situação geopolítica

74

3.7 Etnografia

75

3.8 Breve histórico da criação das APA’s Morro Estevão/Morro Albino e

Parque Ecológico José Milanese

75

4

PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS

80

4.1 Unidade de Análise

80

4.2 Natureza da Pesquisa

81

4.3 Instrumentos de coletas de dados

81

4.3.1 Observação

82

4.3.2 Entrevistas

82

4.3.3 Questionários

84

4.4 Pesquisa de campo

85

4.5 Organização e Sistematização dos Dados

86

4.6 Limitações da Dissertação

86

XIV

XV

5.1

Caracterização dos Sujeitos

87

5.1.1 Perfil sócio-econômico dos entrevistados

87

5.2

A inter-relação, incorporação e entendimentos dos representantes

das Associações de Moradores e das APP’s, no processo de

 

preservação das APA’s e da Educação Ambiental nas escolas de suas comunidades

93

5.3

A questão ambiental na ótica dos representantes das ONG’s locais,

e entidades responsáveis pelo meio ambiente em Criciúma

102

5.4 As áreas de preservação ambiental (APA’s) no município de Criciúma: sua importância e utilização na educação ambiental, na visão dos diretores dos educandários de ensino médio

111

6 CONSIDERAÇÕES FINAIS E RECOMENDAÇÕES

125

6.1 Considerações finais

125

6.2 Recomendações

128

REFERÊNCIAS

130

APÊNDICE – QUESTIONÁRIOS

135

 

ANEXOS

147