DERIVADAS

1. O valor do parâmetro m para a qual a reta y÷1 = m(x÷1) é tangente à
parábola y = x
2
é:

a) ÷ 2. b)
2
1
÷ . c) 0. d)
2
1
. e) 2.



2. A equação da reta tangente à curva y = x
2
no ponto (1;1) é:

a) y = 2x ÷ 1 b) y = ÷x + 2 c) y = 3x ÷ 2
d) y = x e) y = ÷ x

3. A equação da reta tangente à curva y = 2x
2
÷ 1, no ponto de abscissa 1,
é:

a) y = 4x ÷ 3 b) y = 4x ÷ 1 c) y = 2x + 3
d) y = ÷2x + 1 e) y = 3x + 2

4. Seja a curva de equação y = tg x. A tangente a esta curva no ponto de
abscissa x =
4
t
é perpendicular à reta:

a) x ÷ 2y + 3 = 0 b) 2x ÷ y + 3 =0 c) 2x + 2y ÷ 3 = 0
d) x + 2y + 3 = 0 e) x + y = 0

5. Se f’(x) = 6x, podemos afirmar que f(x) vale:

a) 6x
2
+ 3x + k b) 3x
2
+ k c) 6x
½
+ k
d) 3x + k e) x
6
+ k

6. Observando o gráfico da função f(x) podemos afirmar que:

a) A função f(x) é derivável em x = b.
b) lim
x →b
+ ¡(x) = m.
c) lim
x →b
¡(x) = n.
d) A função f(x) não é derivável no intervalo
(b;c).
e) Nenhuma das alternativas acima é
verdadeira.

7. A derivada da função f(x) = a
x² + 5x + 1
(a e R+) é:

a) f’(x) = a
x² + 5x + 1
b) f’(x) = 2xa
x² + 5x + 1

c) f’(x) = a
x² + 5x + 1
(2x + 1) d) f’(x) = (2x + 5) ∙ ln a
x² + 5x + 1

e) f’(x) = (2x + 5)a
x² + 5x + 1
∙ ln a

8. Seja f(x) = tg
3
2x. O valor de f’
|
.
|

\
|
3
t
é igual a:
a) ÷ 72. b) 72. c) ÷ 12. d) 12. e) 18.

9. Dada a função f(x) = ÷ c
-ìx
, ì > 0, x e

R, o valor de f’(0) é:

a) 1 b) ÷ 1 c) c
ì
d) ÷ c e) ì

10. Empregando a definição de derivada, lim
x→x
0
](x)- ](x
0
)
x - x
0
= ¡
i
(x
0
),
então lim
x→1
Inx
x - 1
é:

a) 0. b) 1. c) 2. d) ÷ 1. e) ÷ 2.

11. A solução da equação f’(x) = 0, onde f(x) = x ÷ sen
2
x é a expressão:

a) x =
4
t
+ kt, k e Z b) x =
2
t
+ kt, k e Z
c) x =
6
t
+ 2kt, k e Z d) x =
4
t
+ 2kt, k e Z
e) x = kt, k e Z
12. Se
a
x
x f
2
) ( = , então f’(a) vale:

a) 2. b) 1. c) 0. d) a. e) 2a.

13. Seja f a função real definida por f(x) = x ÷ 1, x real positivo. A expressão
h
x f h x f ) ( ) ( ÷ +
, h > 0, corresponde a:

a)
) (
1
x h x ÷ +
b)
) ( x h x
h
+ +
c)
) (
1
x h x + +

d)
) 1 (
1
÷ + h x
e)
) ( x h x
h
÷ +


14. A inclinação da reta tangente à curva y = x + ln x, num ponto genérico
P(x,y) da mesma é:

a) x + 1 b)
x
1
c)
x
x 1 +
d)
1 + x
x
e)
1
1
+ x


15. O conjunto dos valores de x que anulam a derivada de y = x
3
∙ ln x ÷ 1 é:

a) ]u; c
-
1
3¿ b) {1; c] c) ]1; c
-
1
3¿ d) ]c; c
2
3¿ e) ]c
-
1
3¿

16. Se
x
e
x
x f = ) ( , então f’(x) é:

a) c
-x
b) c
-x
∙ (1 ÷ x) c) −c
-x
d) c
x
∙ (1 ÷ x) e) c
3x
∙ (1 ÷ x)

17. Sendo g(x) =
x
x
÷
+
1
1
, então a derivada g’
|
.
|

\
|
3
1
é igual a:
a) 2 b)

3
1
c)
3
2
d)
2
9
e) n.d.a.
18. Dada a função f(x) = ln (1 + x
2
), qual o valor de f’(1)?

a) 0 b) 1 c) 2 d) 3 e) 4

19. Qual é o valor de m, para que a derivada de f(x) = x
3
÷ mx
2
+ 4x ÷ 5 seja
igual a ÷ 2 no ponto de abscissa ÷ 3?

a) ÷ 5,5 b) 5,5 c) ÷ 14,5 d) 14,5 e) m e

R

20. Se f’(x) = 6x + k, podemos afirmar que f(x) vale:

a) 6x
2
+ 3x + k b) 6x + kx + 3 c) 3x
2
+ x + k d) 2x
3
+ kx e) 3x
2
+ kx

21. Se
1
1
2
+
÷
=
x
x
y com x ≠ ÷ 1, então:

a) y’ = x b) y’ = 1 c) y’ = 2x d) y’ = 2 e) n.d.a.

22. Sendo f(x) = (5 ÷ 2x)
8
, a derivada f’(3) é igual a:

a) ÷ 8. b) 1. c) 8. d) 16. e) 4.

23. Sendo y = ln
(
¸
(

¸

|
.
|

\
| ÷
4
3
cos
t x
, 0 s x < t, a derivada primeira de y em
relação a x no ponto x =
3
2t
é igual a:

a)
4
3
÷ b)
4
1
÷ c)
2
t
÷ d) 0 e)
4
3t


24. A derivada da função y = ln
|
|
.
|

\
|
+
÷
x
x
cos 1
cos 1
é:

a) sen x b) cos x c) tg x d) cossec x e) sec x
25. A derivada da função y = arctg x é:

a)
2
1
1
x +
b)
x x) 1 (
1
+
c) 2x d)
2
) 1 ( 2
1
x x +
e) n.d.r.

26. A derivada da função y = arctg
1 +
÷
x
x
x é:

a)
2
) 1 ( x
x
+
b)
2
1
1
x +
c)
2
1 x
x
+
d)
2
) 1 (
1
x +
e)
2
) 1 (
1
x x +


27. A função derivada de y = x
2

3
x é y’ = ...:

a) 2x
3
x + x
2

3
x b)
3
3
1
x · c)
3
3
2
x · d)
3
3
5
x · e)
3
3
7
x
x
·

28. Se f(x) = sen x, então a derivada quarta f
IV
(x) vale:

a) ÷ sen x b) cos x c) sen x d) ÷ cos x e) sen x ∙ cos x

29. Se y = x ∙ cos x, então y’’(x) = ...

a) x ∙ sen x b) x ∙ cos x c) ÷ (x ∙ sen x + cos x)

d) ÷ (x ∙ cos x + 2sen x) e) x(cos x ÷ sen x)

30. A derivada segunda da função f(x) = c
c
x
é f’’(x) = ...

a) c
x
c
c
x
(c
x
+ 1) b) c
x
c
c
x
+ c
2x
c) c
x
c
c
x
+ 1
d) c
x
c
c
x
e) c
x
c
c
x
(c
2x
+ 1)

31. Sabemos que o volume de um cubo é função de seu lado. Determine:
a) A taxa média de variação do cubo em relação ao lado quando este
cresce de 3 para 5.
b) A taxa de variação do volume em relação ao lado quando este mede 5.

32. Uma saltadora de pára-quedas pula de um avião. Supondo que a
distância que ela cai antes de abrir o pára-quedas é de s(t) = 986.(0,835
t

1) + 176t , onde s está em pés e t em segundos, calcule a velocidade
instantânea (em m/s) da pára-quedista quando t = 15. (Obs.: 1 pé =
0,3048 m).

33. No decorrer de uma experiência, derrama-se um líquido sobre uma
superfície plana de vidro. Se o líquido vertido recobre uma região circular
e o raio desta região aumenta uniformemente, qual será a taxa de
crescimento da área ocupada pelo líquido, em relação à variação do raio,
quando o raio for igual a 5 cm?

34. A Hungria é um dos poucos países do mundo em que a população está
decrescendo cerca de 0,2% ao ano. Assim, se t é o tempo em anos desde
1990, a população, P, em milhões, da Hungria pode ser aproximada por
P = 10,8. (0,998)
t
.
a) Qual população, para a Hungria no ano 2000, prevê este modelo?
b) Qual a taxa de decrescimento da população para o ano 2000?

35. Se dois resistores com resistência R1 e R2 estão conectados em paralelo,
como na figura, então a resistência total R, medida em ohms (Ω), é dada
por
2 1
1 1 1
R R R
+ = . Se R1 e R2 estão crescendo a taxas de 0,3Ω/s e
0,2Ω/s, respectivamente, quão rápido está variando R quando R1 = 80Ω e
R2 = 100Ω?





“... os males do Brasil têm uma única causa: a ignorância dos adultos, justamente porque não
lhes foi despertado o amor pela leitura quando crianças.”
(Monteiro Lobato)
R
1
R
2

e) 16.5 d) 14. 15. e) 2a. c) 0. a derivada f’(3) é igual a: a)  8.5 e) m  R c) 1 ( x  h  x) 20. Se y  a) x2 1 com x ≠  1. podemos afirmar que f(x) vale: a) 6x2 + 3x + k b) 6x + kx + 3 c) 3x2 + x + k d) 2x3 + kx e) 3x2 + kx 21. a derivada primeira de y em   4  2 relação a x no ponto x = é igual a: 3 a)  b) 3 4 b)  1 4 c)   2 d) 0 e) 3 4 17. Sendo y = ln cos  . então: x 1 14. para que a derivada de f(x) = x3  mx2 + 4x  5 seja igual a  2 no ponto de abscissa  3? a)  5. A inclinação da reta tangente à curva y = x + ln x. então a derivada g’   é igual a: 1 x 3 1 2 9 b) c) d) 3 3 2  1  cos x   24.y) da mesma é: a) x+1 b) y’ = x b) y’ = 1 c) y’ = 2x d) y’ = 2 e) n. então f’(x) é: ex ∙ (1  x) c) − d) ∙ (1  x) e) ∙ (1  x)   3 x    23. } c) 1. e) 4. A expressão f ( x  h)  f ( x ) . b) 1.a.d. Dada a função f(x) = ln (1 + x2). d) 16. O conjunto dos valores de x que anulam a derivada de y = x3 ∙ ln x  1 é: a) 0.12.5 c)  14. Sendo f(x) = (5  2x)8.5 b) 5. x2 . Seja f a função real definida por f(x) = x  1. A derivada da função y = ln   1  cos x  é:   e) n. a) sen x b) cos x c) tg x d) cossec x e) sec x . d) . num ponto genérico P(x. corresponde a: h a) d) 1 ( x  h  x) 1 ( x  h  1) h b) ( x  h  x) h e) ( x  h  x) 19. h > 0. Qual é o valor de m. Se f ( x )  a) 2.a. qual o valor de f’(1)? a) d) a. então f’(a) vale: a 18. c) 8. Se f ( x)  a) x . 0 b) 1 c) 2 d) 3 e) 4 b) 1. 0  x < . x real positivo.d. Se f’(x) = 6x + k. b) {1. 1 x c) x 1 x d) x x 1 e) 1 x 1 22. Sendo g(x) = a) 2 1 x 1 . 13.

2% ao ano. A derivada da função y = arctg x b) (1  x) 2 x x é: x 1 a) 1 1  x2 c) x 1  x2 d) 1 e) (1  x ) 2 27.25.3Ω/s e por R R1 R2 0. Determine: “. 32. a) Qual população.835t – 1) + 176t . Sabemos que o volume de um cubo é função de seu lado. então a derivada quarta fIV(x) vale: a)  sen x b) cos x c) sen x d)  cos x e) sen x ∙ cos x 29. No decorrer de uma experiência. quando o raio for igual a 5 cm? 34. Supondo que a distância que ela cai antes de abrir o pára-quedas é de s(t) = 986. então a resistência total R.r. se t é o tempo em anos desde 1990.3048 m). é dada 1 1 1   . para a Hungria no ano 2000. onde s está em pés e t em segundos.(0. qual será a taxa de crescimento da área ocupada pelo líquido. da Hungria pode ser aproximada por P = 10. Se R1 e R2 estão crescendo a taxas de 0. Se y = x ∙ cos x. b) A taxa de variação do volume em relação ao lado quando este mede 5. prevê este modelo? b) Qual a taxa de decrescimento da população para o ano 2000? 35. A Hungria é um dos poucos países do mundo em que a população está decrescendo cerca de 0. Se o líquido vertido recobre uma região circular e o raio desta região aumenta uniformemente. Uma saltadora de pára-quedas pula de um avião. A derivada segunda da função f(x) = a) d) ( + 1) b) e) é f’’(x) = . como na figura. em milhões.... A função derivada de y = x2 ∙ a) 2x 3 x + x2 ∙ 3 3 x é y’ = . então y’’(x) = . calcule a velocidade instantânea (em m/s) da pára-quedista quando t = 15.8.998)t . em relação à variação do raio. (Obs.” (Monteiro Lobato) . derrama-se um líquido sobre uma superfície plana de vidro. Assim. medida em ohms (Ω). + ( c) + 1) +1 31.. a população. (0. quão rápido está variando R quando R1 = 80Ω e R2 = 100Ω? R1 R2 x b) 1 3  x 3 c) 2 3  x 3 d) 5 3 7x 3  x e)  x 3 3 28.d. Se f(x) = sen x.. 1 x (1  x) 2 26.: 33. P..2Ω/s. respectivamente..: 1 pé = 0. a) x ∙ sen x b) x ∙ cos x c)  (x ∙ sen x + cos x) d)  (x ∙ cos x + 2sen x) e) x(cos x  sen x) 30. e) n. Se dois resistores com resistência R1 e R2 estão conectados em paralelo. justamente porque não lhes foi despertado o amor pela leitura quando crianças. os males do Brasil têm uma única causa: a ignorância dos adultos.. A derivada da função y = arctg a) x é: c) 2x d) 1 2 x(1  x)2 1 1  x2 b) 1 (1  x) x a) A taxa média de variação do cubo em relação ao lado quando este cresce de 3 para 5.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful