Você está na página 1de 8

r)

16. BALADA DA CARIDADE I1 -

Para mim, amar era poesia

/

nada mais que

isso havia/

mas

o proximo irniaof era apenas um parente/

Para mim, amar era loucura/ rebaixava a criatura/ sua honra oprimia/ entender era difí-

ci 1 /

EM MINHA VIDA/ SUA FE DESCONHECIDA/ PENETROU MEU CORAÇAO// MAS AGORA SOU FELIZ/ ALEGRIA

ENCONTREI/ IR COM CRISTO DESEJtI/ SUA LEI DE AMOR EU QUIS/. DEU-ME EXEMPLO DE AMOR/ SE ENTREGOU POR MIM NA CRUZ/ E AGORA DE JESUS/ DAREI AO MUNDO O CALOR/(bis)//.

compreender era imposs~vel/ mas di zi a-me cri stão//Ref. MAS UM DIA/ CRISTO ENTROU

um amigo que contente/

me alegrava o coração./

-

-

m

w

- kukza

J

u's,

a pleni&de/

do Santo ~s~iGtoe dobseu a&,/

ue

at

me

deixa

17W~f$e envo a em seu calg/$ixa

Ref. //.

que

e

a

aual 1 uz do a1 to Ele vi sobre o teu ser// Ref. 6fO, Õ CEsto, &u ?#t&t:kgi%7

i;orar/(bis)// O vem cantar com alegria/ encher de paz-teu coração/ erguer o brago

louva a Deus em oração/ a Ele dá tuas tristezas/ desilusões e tua Cruz/ então terãs

vi da em nome de Jesus //

Jesus cuidar &i coisas.

1. Quem

habita ao abrigo do A1 tissimo/

meu refúgio e proteção/

e vive 5 sombra do Senhor onipotente/ diz ao Se-

no qual

confio inteiramenteM/Ref. /

tua porta/

pois o

Se-

69 2.

bf

nhor:"Sois

sois o meu Deus,

Nenhum mal

h2 de chegar perto de ti/

nem a desgraça baterá

nhor deu uma ordem a seus anjos/ para ein todos os caminhos te guardarem// Ref.// 3. Haverao de te levar em suas mãos/ para o teu pé não se ferir nalguma pedra/ passarás por sobre cordas e serpentes/ pisarás sobre leões e outras feras// Ref.//. 4. Porque a mim se confiou, hei de livrá-lo/ e protegê-lo, pois meu nome ele conhece / Ao invocar-me, hei de ouvi-lo e atendê-lo/ e a seu lado eu estarei em suas dores/Ref.//

O

uma esperança/ é que Cristo vai voltar/(bis)// Ref.//

20. CANÇAO PARA MEU DEUS -

brisa mansa/ me fala de meu Deus/ A rola que turturina, me fala de meu Deus/ Minha vida

uma canção ensina/ a cançao que eu fiz para

ra, me fala de meu Deus/ A alegria que hoje eu fiz lá fora, me fala de meu Deus/ A espe

rança que aqui

ção que eu

21.

canz

O orvalho

da manhã criança/

me

fala de meu Deus/

A

dor

de meu

de minha

O cantar da

meu Deus ÔÔÔ//.

E bem

irmão que cho-

a

um ca-

dentro vai, me fala de meu Deus/

v&o,

dentro

alnia sai,

encontr@/

fiz para meu Deus ÔÔo//.

-

confuso,

-

CAMINHEIRO - Perxdo,

sohjnho na estrBa tenta#&

seja o meu,

sem O A PASSO,

tradas

não importa se é dur

terei

de lutar//

E

O

CAM

RO, V0b !?ABEINKOEXI

bis)//

uscar/

adas prã um

P&k?A POUCO/

ru 1.

i guai s

ninguém tem coragem sequer de pensar/ Será que ninguém é capaz de sentir essa vida e

com ela vibrar?/

Iguai s , sZo todos

Será que não vale a pena arriscar tudo,

tudo e a vida encontrar?//Ref.

22.

CIDADAO DO INFINITO--

- P& escutar

uma voz que di

xei

meu lar e sai sorrindo e

as

rios que deixam tudo prá

ganhei

te

um pofb/(bis)//

Ref.

1u

ar por

que fpltava ge r/ fui me list um mundo n?fvo,

se&&/ o não tenho f??

dei

opera-

mas

3fui andando falei de Deus/ abençoei quem fez pouco caso e espalhou cizânia onde eu se-

,C

A PAZ NO MEU CAMINHO,

NO MEU CAMINHO, NO MEU CAMINHO//.

meei /

o povo,

Não recebi

condecoração por haver buscado um país

Ref.//.

e vou sonhando este mundo novo/(bis)//

Eu procurei

semear a paz

i rmão//

Vou semeando por

e onde

entre

DO INFIiIITO, DO INFINITO/ E

LEVO

" E IMPOSSIVELNA0 CRER EMTI

"

s)

gM

n~ u,

6r21

F)$

so-

39.

-

ESSE PRANTO EM MNHAS i4&lS

-.%ito

alegre eu te

o tani&rRein/

edi

o

c

$?meu

era

parti/

uni

o'=?-

//

~nd?%era i rrkai

nho

EU GASTEI TEUS

E-TE DOU/ ESTE PRANTO ECI MINHAS mos// 2: Muitos aini gos conheci , disserani

Ref.

~SHOCP~ O MEU LU&/

BENS Õ

PAI

adeus/ caiu

a

solidão em mim/

um patrão cruel

levou-nie

a refletir/

meu pai

não trate

um servi

sim//

Ref.//

3.

Neni deixaste-me

falar da ingratidão/

niorreu no abraço o mal

.as- que eu fiz/

festa,

roupa nova,

anel,

sandãlia aos pes/

voltei

a vida sou feliz//

Ref.//.

 

-

RTOUPENSAHDO EM D/ ESTOU PENSAIIDO NO

desenganos/

Ref.//

3.

* $0. ESTOU PEISARDO EM DEUS - Ref.

se angusti a.8

Ref.

//

1.

OS. ~&iens fog

VO&/

depois que s

svazi ani/ no

v@io

de

VOC& chga

niesnio

ass@ninguéni

tem /'@I

tio quando vejo/ sua fê/ muitos

que depois de dois mil

anos/

entre tantos

falam de esperança/

mas esqueçein de vocè//

2.

Eu

iiie

poucos

poucos

poucos

angus-

vivam

Tudo podia ser me-

lhor/

se meu povo procurasse/

nos

caminhos onde andasse/

pensar mais

no meu Senhor

/

mas você fica esqueci do/

e

por isso falta o .amor//

Ref. //

4.

Tudo seri a

bem inelhor/

se

o

:!ata1

não fosse

um dia/

e

se

as mães

fossem Maria/

e

se

os

pais

fossem José/

e

se

a

gente parecesse/

com Jesus

de Nazarc//

Ref.//.

.

n

43.

-

EU TEWiO PAZ,

-

AKIR E

GOZO -

1 . ~uqenliopaz como um rio/

s(bs) 2.

um rio em neu ser/(bis)/

Eu tenho

amor

3.

eu tenho

ri:

az como unl, rio/ eu tenho amor

4.

corno um rio/ Eu tenho paz

e: to conio uin rio/

eu tenho gozo como um rio/

co~ioum rio em meu eu tenho amor como

coro

Eu tenho gozo

um

eu tenho gozo como um rio em meu ser/(bis)//

aiwr e gozo corno

um rio/

eu tenho paz,

amor e

gozo como um rio/

eu tenho paz,

amor

e

gozo como uni rio em ~êuser/(bis)//. -

44, E TEMPO DE LIBERTAÇRO - Ref. O SENHOR RESSUSCITOU/ VENCEFIDO A MORTE NOS LIBERTOU/

(bis)/ i. Senhor Jesus este teu povo humi 1de/ rosto sofri do, Ó quanto padecer/ são se- ringwi ros , fndios e possei ros/ esperançosos querendo viver// e no entanto estão a rnorrcr/(bis)// Ref.// 2. Senhor Jesus eis aqui tua gente/ vida decente sempre buscam

ter/ são bodeguei ros, garis , 1avadei ras/ em ti

ficam a sofrer/(bis)// Ref.// 3. Senhor Jesus teus irniaos preferidos/ desassistidos

culpa do poder/ o velho e o nioço só tem pele e osso/ concretizada tua promessa querem

uni dos esperam vencer//

mas até quando

ver// união dos povos, criança

I'CS/ gente do povo escrava dos senhores/ dos que se dizem dominar a- terra/ e tudo aqui-

nascer/(his)//Ref. // 4. Senhor Jesus somos teus seguido

10 que seu globo encerra// ambição traz a guerra/(bis)//Ref.//.

iiiiposto/ para a vida melhorar/ nias rio tem doutor neiii posto/ porque É pobre o seu gaiq// Ref. :// .

-

Dentro de niim

urna'

unia f on te

de

anior !

1u-

&#

*

A

Na beleza

66. GLURIA -

que vemos/ Deus nos ala ao coração/ tu Pai/ é seu filho Jesus Cristo/ que nos 4&;e:,a

Deus nos fez comuni dade/ prá vi vermos como i rinãos/ braços dados, todos juntos/ ca-

niinhanios sem parar/ Jesus Cristo vai conosco/ ele é jovem como nós/ louvenios ao Se- nhor// Ref. //.

pu-

crescem/

desse imaginar/

, GLORIA, ALELUIA/(3x) /

D

OS AO SENIIOR// 1

gra~?/

D&us é

louve os

a

Senh

do

e-

2.

67. GALHOS SECOS -

N&?%lhos

sêcos de uma á6ore qualquer/ onde nin$krn

a brotar/

olhai, olhai, olhai/

jamais

o Criador uma flor/

os Irrios

que o Senhor nosso Deus/ que nos tem alimentado /

para a nossa alegr! a/(bis) //.

nos campos/ se eles crescerem/

para nossa alegria//para

a nossa alegria/

68. GENTE

m e sinto as!?%

um de Paejo

~egcertosdias em que

/

porque p

gnso em minha &?%.e/

todo o

vi-

ce que a dqce de re&%%#com,

de eu

gual

a xonio

quando eu passo no subcrbio/ eu muito bem, vindo de

trem de algum lugar/ e ai me uma inveja dessa gente/ que vai eni frente, sem nem

sirnples com cadeiras na calçada/ e na fachada escri to

em cima que é urn lar/ pelas varandas flores tristes e baldias/ como alegria que não tem como encostar./ E ai me dá uma tristeza no meu peito/ feito um despeito de eq não

ter com quem contar./ São casas

ter como lutar/ e eu que não creio, peço a Deus por vontade de chorar//.

minha gente/ é gente humilde, que

trelas/

sozinho//

clareando meu caminho/ Ref. //.

na memõria vão lembranças/ que não me deixam/ deixam

70.

O

HOCIEFI -

Uin certo dia um homem esteve aqui/ tinha o olhar mais belo que já cxis-

tiu/ tinha no cantar unia oração/ no falar a mais linda cançao, que já se ouviu/

sua

voz falava só de amor/

todo gesto seu era de amor,

e paz/

ele trazia no coração/.!

Ele

pelos campos

caminhou/

subiu as

montanhas

e

falou do

amor maior/

fez

a

l uz

brilhar na

escuridão/ o sol nascer em cada coração, que compreendeu/ que além da vida

que se tem

existe uma outra vida além, e assim/ no renascer, morrer não

é

o

fim//

Ref.

TUDO

O

QCE AQUI ELE DEIXOU/ NA0 PASSOU E VAI SEMPRE EXISTIR/ FLORES NOS LUGARES QUE PISOU /

E W1 CAHINHO CERTO Pm SEGUIR/(bis)// Eu sei que ele um di a vai v01 tar/ e nos mesmos

cmpos procurar o que plantou/ e colher o que de bom nasceu/ chorar pela seriente

morreu sem florescer/ mas

crescer/ prá lhe entregar/ quando ele aqui chegar//' Ref .//.

que

ainda é tempo de plantar/-fazer

dentro de si

a

flor do bem,

I

71. IWPOSSIVEL- OMem tu%

e seare encontro a 8rfestás no céu,

na terra onde for/

em tudo 9 +ue

teu

tiX0

arriorW E,,,+?&ss~vEL po cnin rbi $h;syassrvii .ia TE E

FAZER DE

acontece encontro o

11 MEU IDE

L,

MEU IDEA

eu amor/

não s~podep~#s,~xarde ydr

ire

r mds

vii

nu

olhos brancos tzo somente/ se esquecendo de repente de chorar/

que é canção/ e do anDr fez universo/ / kf.//*

de chorar

./ e

você

prá você todo meu verso de irmão/ de irníão

Quero 1ouvw- te seniprc niai s e

xai

./

64

6

A c61

Q

a/

B

TO AS SUAS d!A%S//d

LOUVADO SEJA MEU SENHOR/

Pe a mulher que lava a ro

gerite

duvidar/(bis)// Ref .// 4. Pelas pessoas que se ajuntam/ prã lutar por seus direi tos /

e o mundo melhorar/(bis)// Ref.// 5. Pelo cristão que se organiza/ em sindicatos e ou- tros grupos/ para o mundo transformar/(bis )// Ref ,//.

niatar/(bis)// Ref.//

84.

9

LOUVOR ÀS CRIATURAS -

2.

.+

s

o

que cozinha,

arruina a ca

e ainda sabe acarin

para a

r/(

Ref.//

Pelo trabalhador do campo/ que arranca o pão da terra/

3.

fone não

de

a

Pelo operário da cidade/ que sabe fazer as coisas/

nhor, que tudo criou por amor/ não foi recebido pelo povo seu/ lá na cruz, pede ao Pai

que

cucipriu a promessa,

parar-nos 1ugar/ prá levar-nos consigo ao reino dos céus// Ref .I/.

perdoe aos cruéis/

que não sabem que matam o

fi 1ho de Deus//

de Deus/

Ref. //

foi

3.

Meu Senhor,

do Pai

pre-

nos deu / o EspTrito Sarito da parte

à casa

@o cansaqo do passo mantido/ meu grito mais forte/ de louvor// Rei.// 3. Eu te ofereço

o que

vi

de belo/

no interior dos corações/ a coragem de me transformar//

Ref.//.

bro/

e

fui

esquecendo nossa amizade/ chegava em casa/

chateado e cansado/ de rezar não

tinha nem vontade/ andei duvidando/ eu me lembro/ das coisas mais puras/ que me ensina rain/ perdi o costume/ da criança inocente/ minhas mãos quase não se ajuntavam// Ref.17 3. O tzu amor cresce/ com a gente/ a mãe nunca esquece/ o filho ausente/ eu chego lá

eni casa/

rezo/

de

ti Maria não esqueço// 3ef. //.

que eu hoje

chateado e cansado/ mas eu rezo como antigamente/

nas

Ave-Marias/

esqueço as palavras/ e adormeço/ e embora cansado/

sem rezar

L&

como eu devo/

A

eu

f? Ei d LHOR ORA@

AMA%/(B~s)//?'É

quem ensi na

-

:/ ln i--r oraçaa

(j1é amar// Rrf .// 4.

89. /-!EU

I.1EU

88. A I4ELHOR ORAÇAO EAMAR - $f.

O

b

E

NA0

SABES AMAR/ TU

iik . CíirESJyAR/

Rcf.//

NE~RORAÇAO E AMAR//

Ref.//

1 . E Jesus

a ae6or oraçio/ a me-

Ref.

/ /

é am

3.

2. O maior P.1andament.o é o aiiior/

como eu vos

amei/

diz Jesus/

a nxtlhor oração

a iii-lhor oração é amar //

Uns aos outros amai-vos

se quisermos

1.

L

TU ES

Se amares o i mão/

TUDO -

cumprir% toda a lei / a melhor oração é amar//

rezar?/

5. Que faremos então,

maos conecemos a grande oração/ a melhor oi-açao

a melhor oraçao 6 amar/ f Rcf. // 6. Meus i r-

ariiar//

prazi?:/

e

Ref.//.

cm

^

'I

~&&isco procurav

ãw

A GLORIA

E O LOUVOR

/

SOMENTE

a

que

a dor/

Ref.

e possuído

pobre

,

r

F mundo de riquezgs

\w

O SUMO BEM/

A HONRA,

pois

DEUS E #EU

DEUS

vontade do ~eiih%r/tornou-se pbbre, humilde e sePvo/ menor prá descobrir o amor aiaior/

Ref.

TI CONVEM/(bis)// 2. Prá reconstruir a Igreja do Senhor/ Francisco eni sua vida o Evan-

gelho encarnou/

//

A

E MEU TUDO/

da Criação ele se fez irmão/

Ref. //.

e

no amor/

tvdo era graça do amor//

o amor é maior

e sentia que

desse grande amor/ sofreu a paixão com o Senhor// Ref.// 4. Francisco vem nos ensinar/

a vi vtlrnios na alerjri a siinplesmente

humi 1de e sofredor//

3. na cruz do Senhor se gloriava/

seguindo o Cristo cruci ficado/

* A melhor oração E amar

.*

jz

pelo 1ucro e. nzo sei

p

esque-

@ ceu dos oprimidos o clamor/ e Jesus se fez de pobre companheiro e servidor./ Os profe

//

2.

Sei

que Deus

não se

tas não se calam denunciando a opressão/ pois a terra

gual parti lha tem que haver//Ref.// 3. Pela força do amor o uni verso tem carinho/ e o clarão de suas estrelas ilumina o meu caminho/ nas torrentes da injustiça/ meu traba-

é dos irmãos

./ e

na msa

i=

1ho

comunhão/

arrozais florescerão

./

e

em seus

frutos 1i berdade

colherei //Ref .//

@ na cruz// de meu Senhor/(bis)// 3. Sou um mensageiro/ mensageiro da paz/ sou um cami-

nhei ro que não cansa jamais/ Por todas as fronte

gem a semear o

GRITAR PRO MUNDO EM SEU FAVOR / QUERO SER SEMENTE E GERMINAR CALOR// TI SENHOR/(bis)//.

do leste,do o$zte/

CANTAR POEi"'iiS EU SE

que você

ssou/ s&c~~~o~cor

O V0

V

U

DE

/

amor//de

meu Senhor/(bis)//

venho do sul

e

Ref.

QUE IRRADIA

de' todo lut@

98.

NOVA GERAÇAO - 1.

da vida

e

do norte/

v u apren$4 mundo não me

levando

Ref.

o

%-o/

NO PEfh

EU LEVO

UMA

Ref.//

estradas

forte/ eu cruzo mo@has/

que eu não tenho a idade/

veu/ mas sei que eu tenho a idade/ de ver a verdade/ o que eu quero é ser eu/ Õ mundo ferido e cansado/ de um negro passado/ de guerras sem fim/ tem medo da bomba

que

não tenho passado/ mas sei entender/ um

gente a viver/ eu grito ao meu mundo descrente/ que eu quero ser gerite/ que eu creio na cruz/ eu creio na força do jovem/ que segue o caminho/de Cristo Jesus// Ref.//.

ercorro/

e

a quem pre isar/

s

C

t

py. v3

/

faZ/ pue eu~oropu~

NO

M

U CORAÇ

vi

mo de paz

é meu

$7DIS JESBS/(bis)//

/

o

fez e

eu q&ro é vi@&?#

2.

Eu sei

da maturidade de quem

3.

Eu venho

trazer meu

da que desfez/

mas aponta prá mim//

jovem foi

recado/

a

crucificado1 por ter ensinado

- - - - - -

- -

99. NÃO PODE SER TRISTE - Não pode ser triste um coração que ama Cristo/ Não pode ser triste um coração que ama Deus/(bis)// POR ISSO EU CANTO/ ALELUIA/ ALELUIA, ALELUIA /

Além da montanha que eu vi/ além do planalto do amor/ eu vou respitar a pureza do es-

paço// pensando em meu Deus

que leva ao amor/ eu vou caminhar o caminho da vida// pensando em meu Deus e Senhor/

e Senhor/(bi s)/

3. Degrau

por degrau vou subi r/ a escada

(bis)/ 4.

nas

Silêncio se fez no meu ser/ ninando a esperança da paz/

só Deus é quem me satisfaz/(bis)//.

asas do vento//

eu vou caminhando

102.

NA0 TRATES

CIAL

O TEU CORAÇÃO

-

Se

um dia

calres no caminho/

não di gas nunca

a

teu pobre coração/ és mal e traidor/ ingrato e desleal/ nem olhes mais para o céu/não

tens perdão// Ref.

Afi!OR// Corrige teu coração feri do/ dizendo: ami go, coragem, vamos lã/ tentamos outra

vez/

RANCOR DESTRUI/ UM CORAÇÃO QUE ERROU/

e

Deus é bom/

Ele vai

nos ajudar//

MELHOR USAR DE MANSIDÃO

Ref.//.

E

chegar até o fim/

"

Buscai

primeiro o reino de Deus

"

90.

Minha .alma está repleta de paz/ porque Jesus/

LUIA, ALELUIA/ ALELUIA,

HEU CORAÇÃO - Meu coração transborda

AMEM/

de amor/

6

porque meu Deus/ é um Deus

de amor/

ALE-

a minha paz/

EU CANTO ALELUIA/

AMEM, AMEM/(bis)//.

q3

e/

P

E

91 . EIARIA DE NAZARE -

Or

prá

a Vi r, e

IIE adoto5 3%

&ria

de Naza e/ Mari a me cativou/

paro e

i A a pensar/

e

Deus a

u

&

ora

e me

o

c

fez mais

R

forte a minha

A

c

a

p

$1

s,

-WR A/

iqual

e

VPZ~Seu

a

S//

ue

iiieu

prá-m

ação se põe

de Jes

o

de Hazar / ineni

/

o E?TiE DE JES

:O

i

escolheu/

e Maria que eu quero bem/

eeeu/

Ytardé o

AVE M-

AVE-MAR

Maria do puro amor/

a vo -

cê ninguém/ mãe pura do meu Senhor/ eni cada mulher que a terra criou/ um traço de Deus Maria deixou/ um sonho de mãe, Maria plantou/ pro mundo encontrar a paz/ Maria que fez o Cristo falar/ Maria que fez Jesus caminhar/ Maria que só viveu prá seu Deus/

Maria do povo meu// Ref.//.

O MUNDO QUPUQUIS - &o é esta a?/ 9.n tureza

i

abatido no

que eu fiz//

?/

SEk

SERR QUE E O CALOR/

que tomba indefeqa /

perdendo a bel' za/ trazendo a tri&a na td+a que eu &./ Nãao é esta ai/ a terra que eu quis/ desfeita em pedaços/ por grandes ricaços/ por mãos criminosx de 3or;:zns

queeu fiz./ Nãoéeste ay/o homemque uquis/que vi oprimi arld?

QUE EU FALHE^^ ME DIq$Oi~lii;?i i 2r.t

EFPF MUITA AGUA SI^ PERDA0 EU

não brigam/ o sol não se afasta/ o mar não soçobra na terra que eu fiz./ Agora

digo/ a terra que eu quis/ sem Õdio, neni guerra/ sem tanta injustiça/ yuc ferea cieu filho/ o homem que eu fiz./ Agora eu lhes digo/ o homem que eu quis/ uri! home?;.!liberto

fraterno e aberto/ fazendo da vida um canto feliz// SEM QUE EU FALHEI?/ SENDO 30H

DEF!AIS/

SE ACASO E ASSIM/ PERDÃO, EU ERREI/(bis)//.

92.

què eu qu!</

,~,y;;,j,j~

DE MEU SOL

o mundo

A QUEIMA ?//,:E ,?C1S2 E AS- que eu quis/ as sstrclas

NESTE

NU!4D3

eu 1hc.s

MEU?//

Agora eu lhes digo/

SEM QUE O AbIOR,

A JUSTIÇA

E

A PAZ/

NA0 VALEM MAIS NADA/

93.

MAE

DO CEU MOREKA -

Ref.

ME DO CEU MORENA/ SEEHOPA DA AEIERICA LATINA/ DE ilLHAR E

CARIDADE TRO DIVINA/ DE COR IGUAL A COR DE TANTAS RAÇAS/ VIRGEM TÃO SEREXA/ SEI'IHORA

AS

TUAS GRAÇAS// 7. Derrama sobre os jovens tua luz/ aos pobres vem mostrar o teu Jesus/ ao mundo inteiro traz o teu amor de mãe/ ensina quem tem tudo a partilhar/ ensina

'

quem tem pouco a não cansar/ e faz o nosso povo caminhar em paz// Ref.// 2. Derrama a

nZo

o

acordou/ ensina que a justiça

esperança sobre nós/

nosso povo conhecer Jesus// Ref. //.

DESSES POVOS T&O SOFRIDOS/ PATRONA DOS PEQUENOS E OPRIMIDOS/

ensina o povo

é

a não calar

condição/

a voz/

QERRAW SOBRE PO%

desperta o coração de quem

i rnião/

e

faz

de construi r uni mundo mais

94. MEU BOM JOSE

-

is

befl/

1.

07ha que f

de t&a

a

s

m J~/se spaixo~ar/

de&

nunca ter de

1ho

um di a/ andou com estranhas

de você/

Nari a//.

.

.

meu bom ~osé/meu pobre

-

95.

MINHA

faço o

1'

3. Porque será meu Bom José/

i déi as / .que fizeram

amigo/

que este teu oohre/

fi-

chorar ~ari'a/ble lembro' às vézes

sua

que desta vida queria/ ser feliz com

r,

vida tem sentido/ cada vez que eu-venho aqui/ e te faço o-meu pedido/

cer de

lheu/ e depois encheu-se de carinho/ e deu mais vida/ e saciou o povo neu// EU TE OFE

REÇO VINHO E PÃO/ EU TE OFEREÇO O MEU AMOR/(bis)//.

ti ./ Fleu amor é como este vinho/ que .era fruto/ que alguém plantou/ depois coX

de nãÓ'ie esque

!.r

,o

prã fa%hi/

d&

coisas que sempre faf&/

fiz pen

ando em &i$/

que eu te-

i r-

o

e / ALGO NOS DE^ E RAO COBROe/

apreWi / se tbdo

hoje

IIRADIA DO O

UNIVER

CRUZ/

AbOR,

AMOR/(bis)//

NOS/

NOSSA UNIDADE,ENVIOU/

AMOR DE LUZ/

Nosso egoi-smo destrói/ aquilo que ele ensinou/

AMOR

a união

DE

u-

ni versal/

fraternidade, eterno amor/ se tudo fez pensando em mim/ hoje irmão eu refle-

ti//

Ref.//.

 

-

- --

-- -

130.

REI

DAVI - Quando o espiri to de

Deus/ se envolve em mim/

eu

REZO como o

rei

Davi

/(bis)/

Eu

REZO/

eu REZO/

eu

REZO como o

Rei

Davi/(bis)//.

2.

Eu

CANTO como o Rei

Da-

vi

// 3.

Eu

DANÇO como o rei

Davi // 4.

Eu

LUTO como o rei

Davi//

5.

Eu

VENÇO como

o

Rei

131 . O ROSTO DE CRISTO - 1. Cristo está cruci ficado/ ma1 trapi lho e sem abrigo/ e vem

não

me prdlr corri; da/ corri o rosto de meníii gct/. Cristo está criccificadol

Davi // 6.

Eu LOUVO como o

rei

Davi //.

pelo v4jcio e

tem

paz/

e

vem me

pedi r amor/

com o rosto de rapaz// Ref. CRISTO ESTA CRUCIFICADO /

MAS

SERA RESSUSCITADO/(bi s)//

2.

Cristo está

cruci fi cado/ oprimi do e sem salário/ e

vem me pedir justiça/ com o rosto de operário/ Cristo está crucificado/ na velhice e

solidão/ e quer conversar comigo/ com o rosto

de ancião// Ref. // 3. Cristo está cruci-

de criança ./ pertence[ feito

4. Cristo está crucificado/ pela vida que não quer/ e vem

ficado/ no abandono e insegurança/ e vem me pedi r

a mão/

com o rosto de mulher/

a vida/

com o rosto lhe

o que

Cristo está crucificado/ sem di rei to, chão,

humilde camponês// Ref.//

me pedi r

ao amor de nossos braços/ prá poder descer da cruz// Ref.//.

nem vez/

e pede

Cristo

está cruci ficade/

esperando fazer jus /

e um coração puro/

trar/ no santuário prá te louvar/(bis)/ Teu sangue me lava/ teu fogo me queima/ e o

Espiri to Sant~! jnrnda

pela

arranca a vaidade/

meu ser/(bis)//.

-

8.

ensina-me

a mar/(bis)// 3. Senhor', já

posso en-

nome é Jes u

a fome/ e grita

prá

quando o passa ad casa/ e dorme

chegar depressa

que

Ele dormiu

Ref.

ENTRE

/

E

NÕS

O DESPR

2.

Seu no

e vive mendigando um subemprego/

e

a gente quando õ

e

enl

balhasse e não ~edisse//Seu nome é Jesus Cristo

potente/

está bani do/ das rodas sociais e das Igrejas/ pohue dele fizeram um rei

quando ele vive como um pobre// Ref .// 3. Seu nome é

ve atrá das grades da cadeia/ e nós tão raramente vamos vê-lo/ sabemos ele

na1 /

logo que contesta

Jesus Cristo e

ci

que vi ve

fazer de nós todos irmãos// Ref.//.

Jesus Cristo e está doente / e vi

é um margT-

mas

Seu nome

e

da

/

quer

Seu

:orne

é Jesus Cristo e anda

pela

paz/

sedento/ por um mundo de amor e de justiça/

Ref.//

4.

a ordeni o obriga a ser de guerra//

é difamado/ e vive nos imundos meretri-cios/ mas muitos o expulsam

a mão

vi ver/

a ele. / pois

Seu nome é Jesus

Cristo e 6 todo homem

prá ele não existe mais fronteiras/ só

dade/ com medo de estender

neste mundo ou quer

134.

SENHOR 4°K O CLAMO8

'i1a ~EAÇ&/E ~fl LIBER

i

sem

da pelo?!u

Ref.

LIB~TANOSSO

S?NHOR, OUVE O c&$&?oR DO POVO/

RI/ /

1.

~ab$mos

ES&TA

qwua

NOSSA

&I%

palavra de

e ve%&j

que na

l i ber

de dará

Ref.// do nosso irmão

2.

Liberta-nos

do egoísmo/ e do fanatismo que só trás

Ref.//.

mais pobre/ que na vida sofre nosso desamor//

a dor/

a

dor

ra

e compaixão/

Seu amos nos chama/

*

a vi vermos

QUE A TUA PALA$&

3"

LUZ//

I.

WM

TRAl\lSf3ORME A

&v

NOSSA

@@l

e

$w*

o Çen

or es

/ toda graga quem confia

// 2.

Ref.//

Não vaci lar;/

3.

O Senhor é bom/ Ref.//.

e ternu-

como irmãos//

& as

6

144. SEGURA NA MA0

DE DEUS

-

1.

águas

6'E %uise&m

do mar

vi da

da

vi%%/

O

quisepem t

af

POI

e

mzond máO"hf e ya&/ R-f. b

TE SU?~&TARR?NAO TE S,

E VAI// 2. se- a jornada é pesada/ e te cansas na caminhada/ segura na mão de Deus e

vai/

3. O Espiri to do Senhor/

to

Deu . e ~2-lf6e

jejuando/

que jamais

SEGãRA

tristezas

NA

DE

des-p

DE

S/

E NAO

te sup&r/

DE

S/

Deus e

GU

ES PARA TRAS/ SEGURA NA-.

NA MA08

SEGUE ADI*~TE/

Orando,

confiando e confessando/

segura na mão de

vai//

Ref.

//

sempre te revesti rã/ segura na mão de Deus e vai/

te deixará/

segura na

mão de

Deus e

vai//

Ref.//.

Jesus Cris-

prometeu/

145. SKIBP.0 - 1 . Que está acontecente/

aqu-i dentro do meu

./ quem é que está falando/

aqui dentro do meu.---- coração// Ref. SKIBRO, SKIBAO/ BAO, BÃO/ SKIBAO, SKIBAO/ BAO.

/

BAO//.

va/

6

Ô/

2.

Um dia,

o

o

o

o/

quando amor eu procurava,---Ô Ô Ô Ô/

Ref.//

3.

E agora,

Ô

o

o

o/

não sabia

ele que me amou

que ele esva- primeiro,- 6 5

o

gera

dentro do meu coração//

Ô/

onde

de um amor tão verdadeiro/

tedio e tristeza,

quer ser amado como irmão//

Ô Ô Ô Ô/ vou levando essa riqueza/ do amor que

Ref.//

4.

.Por isso,

o

o

a união//

Ref.//.

n

%/ e pede um pouco

146.

d

SE MEU

IRMO

ME ESTENDE

A MA0

-

&$nu'u

irmão me estende a

de rumo

2

B / errei

q.?u

pã&/ eu náo respondoeu digc na

direçaol Nesta mesaao

mau "or

receberei//

/

MAIS FEL$3/

O NECE

ARIO

E

o sangue de

&S

per-

Ref.

d2at

!E:'%./

ZES

o Pão e o Vi nho elevarei lpj#ens

ER NO MEU IRmO/

QUERO SER

TENHO ATE

e

pela paz/

A

em meu irmão$%

IMAGEM DELE@kdB/4fiO&

ATE NEM TE

corpo e

PRR

E-

MEU IRmO/

O Corpo

e

A RESP STA DEL

EU QUE VIVO o

Nesta mesa do Senhor/

DEMAIS

o mesmo amor/

o Sangue do Senhor/

um irmão / sou respon-

de

o mesmo Pai

sável

o mesmo rumo e direção/

ou na dor/

comigo vai

SALMO 138 - Tu %e conheces quando estou sentado/

riso

de quem no

3

fl

buscar o Pai //

tu me conheces quando estou

Ref.//.

pé/"' Vês claramente quando estou andando/ qv

costas sin&$que me abrang dogteu es ito/ o quefia

também de frenfe

aonde irei,

e'% não

6

A

s

h,'

/

%/$$F:AP

I?/

H

me

mal

terei

/

Deus e

EsuBoAo

?= tfdSou$jEMEPRosT

Se ESTAS

NO

AL

PA

ONDE.

olha

ONDE FUG REI?/

~á-me tuas mãos Ó meu Senhor bendito/

meus pensamentos/

Ref.

prova-me

benditas sejam sempre as tuas mãos/

Livra-me

Deus de todõ

vi ver, quero sorri r, cantar/ pelos caminhos da eterni dade/ Senhor

Deus e vê meu coração/

caminho/ quero

toda a fel i cidade//

-

A-.-.

148. O SILENCIO - o3si1êncio

uma ord$?o

pgseu

CASA DO SE HOR//

pedindo paz,

gritando amor/

está cantando/

amor e pa$40

AM%R/

silêncio está

A-

E TE% SOLIDA^/ 'h&

~~B%/$%IJITA GE SOLIDÃO, NA0 EXISTE NA / bis)//

O silêncio está gritando /

o silêncio está falando/

põe teu amor no teu Senhor//

Ref.

4

149. SANTA MARIA DO CAMINHO - 1. &las estradas da &%dada/nunca sozinho estás/ contigo

pelo caminho/ Santa Maria vai // Ref. OH! VEM COROSCO, VEM CAMINHAR/ SANTA MARIA VEM/

1uta por um niundo novo/

uni dade e paz// Ref. // 3. Se pelo mundo os homens/ sem conhecer-se vão/ não negues

nunca a tua iilão/ a quem te encontrar//

pensas que abres caminho/

(bis)// 2.

Mesmo que digam os homens/

outros

tu nada podes mudar/

Ref.//

de

Se parecer tua Ref.//.

4.

vida/

inútil

caminhar/'

te seguirão//

" A VERDADE

VOS

LIBERTA^ "