Você está na página 1de 3

CONSULTORIA EMPRESARIAL E FISCAL - OUTSOURCING

Especializada em Revisões e Elaboração de Obrigações Acessórias Federais e Estaduais.


Elaboração de projetos de incentivos fiscais – ADA-ADENE- ICMS entre outros.
Ediane Oliveira – Sócia – Contadora e Consultora Tributária.
Email: ediane_oliveira@uol.com.br - Celular – (5511) 9541-5379

ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL DIGITAL (ECD (SPED).

A partir de janeiro, as empresas sob acompanhamento econômico-tributário


diferenciado deverão fazer a Escrituração Contábil Digital (ECD). Livros em papel
estarão descartados. A medida foi instituída pela Instrução Normativa 777/07 da
Receita Federal.

Os dados da ECD entrarão no Sistema Público de Escrituração Digital (Sped).


Já a partir de 2009, isso será pedido das empresas tributadas pelo lucro real. "A
medida exigirá maior atenção. A não apresentação da ECD no prazo acarretará multa
de R$ 5 mil/mês. A transmissão dos dados deverá ser feita até junho do ano seguinte
ao início da escrituração.

O que é o SPED?

O projeto SPED consiste em promover a integração dos fiscos federal,


estaduais e futuramente, municipais, mediante a padronização, racionalização e
compartilhamento das informações contábeis e fiscais digitais, assim como,
integrar todo o processo relativo
às notas fiscais.

Cronograma de Implantação

Escrituração Contábil Digital 2007

Empresas piloto

Testes DNRC 2ª Quinzena Out/07

2008

Empresas relevantes (entrega 06/2009)

Portaria RFB nº 11.211, de 07/11/07

2009

Tributadas Lucro Real (entrega 06/2010)


CONSULTORIA EMPRESARIAL E FISCAL - OUTSOURCING
Especializada em Revisões e Elaboração de Obrigações Acessórias Federais e Estaduais.
Elaboração de projetos de incentivos fiscais – ADA-ADENE- ICMS entre outros.
Ediane Oliveira – Sócia – Contadora e Consultora Tributária.
Email: ediane_oliveira@uol.com.br - Celular – (5511) 9541-5379

Quais são as empresas relevantes?

Conforme o disposto na Portaria nº 11.211 de 2007 as empresas relevantes são:

 de direito público;

 que operem em setores econômicos relevantes, em termos de


representatividade

 da arrecadação tributária federal;

 que tenham efetuado indevidamente compensações de tributos, nos termos


do art. 74 da Lei nº 9.430/1996;

 imunes, isentas ou beneficiárias de incentivos fiscais; e

 que tenham praticado infrações à legislação tributária, apuradas em


procedimentos de fiscalização efetuados no âmbito da RFB.

1. VANTAGENS

 Dispensa do Síntegra e IN86;

 Simplificação de preenchimentos das Declarações apresentadas ao


fisco eliminado
 possíveis redundâncias de informações;

 Economia nos custos de papéis, impressão e arquivamento da


contabilidade;

 Racionalização na operacionalização de apuração dos impostos;

 Notas fiscais eletrônicas;

 Integração em único sistema os Registro de Entradas, Registro de


Saídas, Registro de Apuração do ICMS, Registro de Apuração do IPI,
Registro de Inventário.

 Transferência da administração do Síntegra para Receita Federal do


Brasil;

2. DESVATAGENS

 Bloqueio da emissão da nota fiscal pela Receita caso ocorra algum


litígio de impostos estaduais e municipais ou simplesmente por erros
de preenchimento;

 Cadeias de negócios podem ficar paralisadas por isso em caso de


pane do sistema gerando apagões tributários;
CONSULTORIA EMPRESARIAL E FISCAL - OUTSOURCING
Especializada em Revisões e Elaboração de Obrigações Acessórias Federais e Estaduais.
Elaboração de projetos de incentivos fiscais – ADA-ADENE- ICMS entre outros.
Ediane Oliveira – Sócia – Contadora e Consultora Tributária.
Email: ediane_oliveira@uol.com.br - Celular – (5511) 9541-5379

 Riscos de hackers invadirem os sistema e ocorrer na tentativa de


violação do sigilo fiscal’

 Prazo é muito curto para as empresas se adequarem ao novo sistema;

 Aumentará o custo de conformidade para implantar o novo sistema;

 Complexidade para operacionalizar;

 Custos com treinamentos e

 Custo com a implantação.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

Olho Digital Revista Exame


http://info.abril.com.br/aberto/infonews/092007/24092007 -8.shl

Portaria nº 11.211 de 2007 – Receita Federal

Instrução Normativa 777/07 da Receita Federal

Borges, Tiago Nascimento - Palestra Ministrada pelo CRC - Escrituração Contábil e


Fiscal por Meios Eletrônicos