WEB AULA - Pesquisa em Negócios

As pesquisas de marketing
Muito provavelmente você deve estar lembrado das suas aulas iniciais de marketing do seu curso. Você viu que marketing é atender aos desejos e satisfações dos clientes. Viu também que marketing não é só vendas e propaganda, porém algo maior. É trabalhar com o mercado agregando valor aos produtos e serviços. Porém, para que as atividades de marketing sejam realizadas com sucesso é fundamental descobrir muitas informações a respeito de inúmeras variáveis...Como assim? Imagine que sua empresa pretende lançar um novo produto no mercado. Neste processo, muitas perguntas podem surgir: qual o melhor nome para este produto? Qual a participação de mercado dos produtos concorrentes? Como são os produtos dos concorrentes? Qual a melhor embalagem para este produto? Qual a melhor forma de distribuí-lo no mercado? Veja que são perguntas importantes e que podem definir o sucesso ou o fracasso do produto. Essas (e muitas outras) perguntas podem ser respondidas pelas pesquisas de marketing, e a justificativa principal para o uso da pesquisa é que ela diminuirá o risco na tomada de decisão de marketing, pois com base em fatos podemos aumentar a probabilidade de acertos. E você deve estar se perguntando: como posso usar a pesquisa? Basicamente, podemos usar a pesquisa de mercado para solucionar dois grupos de questões: 1) identificar problemas e 2) solucionar problemas. Como assim? Bem, vamos tentar detalhar que tipos de problemas e soluções são essas: Procurando identificar os problemas: esse tipo de pesquisa é a mais comum. Ela é usada para avaliar o ambiente e diagnosticar os problemas, ou seja, ela é útil para revelar o que se esconde sob a superfície, buscando identificar o verdadeiro problema que o gerente de marketing está enfrentando. Pegue novamente sua empresa como exemplo! Ela poderia em algum momento estar interessada em determinar o tamanho do mercado de determinado produto, ou ainda, identificar a participação de mercado de suas principais marcas. E veja: essas pesquisas poderiam revelar algum problema! Que tipo de problema? Sua empresa poderia descobrir que, com o passar do tempo, ela vem perdendo participação de mercado de um produto para algum concorrente. Veja outras aplicações da pesquisa para identificar problemas: 1. Pesquisa de segmentação: aqui se busca qual o perfil do público que se está atingindo, ou que se pretende atingir. Pesquisas de segmentação buscam selecionar mercados-alvos e verificar perfis demográficos, estilos de vida e características percebidas desse público-alvo sobre algum produto; 2. A pesquisa de mercado pode se dirigir no sentindo de buscar verificar quantos compradores potenciais podem existir para determinado produto, quantas vezes eles compram em média e quanto estão dispostos a pagar. 3. Questões sobre posicionamento também são comuns. Saber qual a imagem a empresa tem no seu mercado pode ser essencial para re-posicionar certos produtos como solução para problemas de vendas; 4. Para aqueles que estão buscando novos mercados, a pesquisa de marketing pode fornecer características de como esse mercado se comporta: como comprar, quantidade que comprar, principais concorrentes e principais desafios para os novos entrantes Uma vez que o problema tenha sido identificado, a empresa pode realizar uma pesquisa de solução de problema! Esse tipo de pesquisa envolve muitos tópicos, como por exemplo: 1. As pesquisas de previsões e tendências comerciais são outro foco de identificação de problemas em pesquisa de marketing. Em épocas de eleições e de crises é comum as empresas buscarem

indústria e comércio).  Desenvolver uma abordagem para o problema. São informações que complementam estudos logísticos para alcançar o melhor custo/benefício dentro de um canal de distribuição. é possível sim fazer também um estudo sobre respostas às mudanças de preços. 3. Os levantamentos bibliográficos envolvem trabalhos já feitos por outros pesquisadores e publicados em livros sobre o assunto. re verificar as atitudes dos membros de um determinado canal de distribuição. 5. que é o SEBRAE (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas). busca-se verificar qual a embalagem mais adequada. A empresa oferece uma variedade de informações de mercado integradas de informações avançadas. o posicionamento mais eficaz para manter uma lembrança positiva na mente do público-alvo e também se pode testar esse produto em mercados para verificar sua aceitação. A Nielsen (http://br.alternativas explorando outros nichos. Os levantamentos documentais podem ser compreendidos como a busca de arquivos dos mais diversos tipos dentro das próprias empresas.com/company/what. sofisticados sistemas e metodologias analíticas. Pode-se verificar. o tamanho ideal do produto. Veja a seguir a imagem do site do Dieese e da Nielsen.  Formular um modelo de pesquisa apropriado. 4. fornecendo informações sobre a população brasileira. O SEBRAE é uma entidade privada sem fins lucrativos criada em 1972 com a missão de promover a competitividade e o desenvolvimento . As previsões complementam as informações sobre estudos de potencial de mercado. como está se o composto promocional está surtindo efeito. etc. associações de classe. Nesse caso. Esses dados podem ajudar sua empresa a:  Identificar um problema. Fontes de dados e o processo da pesquisa de marketing Os dados de uma pesquisa podem ser de dois tipos: dados secundários e primários. Não podemos também nos esquecer de outra fonte importante de dados secundários. se a propaganda está dando retorno nos investimento e pré-teste de propagandas antes dela entrar no ar. O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – www. O que são os dados secundários? Os dados secundários representam quaisquer dados que já foram coletados para outros propósitos além do problema em questão. órgãos governamentais. economia e geografia.  Entender melhor e definir o problema. indicadores de produção em vários setores (agropecuária. revistas especializadas ou não. Pesquisa de produto: comumente aplicada quando se deseja lançar um novo produto no mercado. por exemplo. dissertações e teses apresentadas em universidades e informações publicadas por jornais. os dados secundários podem ser levantados rapidamente e a um custo baixo. avaliação da eficácia da propaganda realizada pela empresa.nielsen. Em comparação com os dados primários. documentais e estatísticos. sindicatos. Os dados secundários incluem basicamente três tipos de levantamentos: bibliográficos. É importante registrar que a análise dos dados secundários deve sempre ser o primeiro passo em direção à solução de um problema de pesquisa. Pesquisa de estabelecimento de preços: quando tratamos de preços no marketing estamos indo além da preocupação com o retorno do investimento: estamos buscando conhecer a aceitação do preço pelo público-alvo e se ele está disposto a pagar uma quantia frente à concorrência e a sua renda disponível. Estas abordagens procuram especificamente a melhor forma de distribuição para um produto ou serviço e também estuda a localização de lojas varejistas e atacadistas. Embora não seja comum no Brasil. 2.ibge. concessionários de serviços públicos.shtml) é outro exemplo.org.br) é uma das fontes de dados secundários mais conhecidas e utilizadas. Já os levantamentos de estatísticas são informações estatísticas fornecidas por diversas instituições governamentais e por institutos privados.

e cada método tem sua forma própria de coleta de dados. Diferentes problemas de pesquisas requerem diferentes formas de coleta de dados. Em seguida é realizada a codificação dos dados. Passo 1: Definir o problema da pesquisa A definição do problema é a etapa mais importante de todo o processo. Geralmente. Se a pesquisa for de cunho qualitativo. Passo 5: Criação e apresentação do relatório da pesquisa Ao final da análise dos dados é comum o pesquisador se surpreender com a quantidade de dados disponíveis. pois determinará a forma que tomará a pesquisa de marketing. usamos uma técnica estatística conhecida como “amostragem” para o cálculo do número ideal de sujeitos a serem entrevistados. Nesta fase. por exemplo. etc. Passo 3: Coleta dos dados A coleta de dados é realizada por uma equipe de entrevistadores que envolvem entrevistas pessoais. os dados primários exigem mais tempo de coleta e mais recursos da empresa.sustentável dos empreendimentos de micro e pequeno porte. podemos utilizar-se de um questionário ou um roteiro de observação para descrevermos melhor uma situação. por correio. não basta apenas escrever tabelas e planilhas. programas de capacitação. entrevistas realizadas com nenhuma informação relevante e e-mails em branco deve ser retirados da amostra. Nessa fase. analisando dados secundários. Questionários respondidos pela metade. Em oposição aos dados secundários. os dados primários são originados por meio de pesquisas qualitativas e quantitativas. é preciso cuidado . aqui estamos querendo afunilar o projeto de pesquisa. Toda pesquisa de marketing está engajada em alavancar informações. uma vez que tais dados não são encontrados. adotar formas de coleta que captem a maior quantidade de informações possíveis para que possamos melhor estabelecer uma hipótese de pesquisa. o treinamento. vamos agora à apresentação das etapas/passos que compõem o processo de pesquisa de marketing. ou seja. uma vez que os mesmos não foram coletados! Basicamente. precisamos entrar com as perguntas nos softwares estatísticos para que o programa possa entender os dados que serão alimentados (tabulação). Esses dados precisam se transformar em informações para aquele cliente que a encomendou. supervisão e avaliação da equipe de campo são essenciais para a qualidade da coleta de dados e devem ser realizados nesse estágio. Por fim. faz-se uso de diversas ferramentas estatísticas e de interpretação para agrupar os dados e transformá-los em informações úteis. pois existem vários métodos de investigação. os dados precisam ser filtrados e ordenados para que tenhamos uma análise de qualidade. por e-mail ou pela web. o pesquisador irá arrumar os dados de uma maneira lógica e agregada para o cliente. A seleção. estímulo ao associativismo. contatos por telefones. Em outras palavras. e esses temas iremos estudar durante a disciplina. acesso ao crédito e à inovação. No caso de sujeitos sendo entrevistados. seria mais interessante. a formulação do problema em estudo determinará qual a abordagem será feita na pesquisa: ela será exploratória ou descritiva? Iremos fazer algum teste de mercado? Que hipótese está sendo testada? Da mesma forma que na criação do problema de pesquisa. as empresas avaliam um problema de pesquisa com entrevistas com os tomadores de decisões. a questão principal é saber quem vamos entrevistar e quantas serão. Como os pesquisares não detém tempo e dinheiro para entrevistar todas as pessoas. A definição do problema explica porque a pesquisa está sendo realizada. Caso o problema em questão exija um aprofundamento em um tema conhecido. Passo 2: Metodologia Nesta fase. entrevistas com especialistas na indústria. A instituição atua também com foco no fortalecimento do empreendedorismo e na aceleração do processo de formalização da economia por meio de parcerias com os setores público e privado. procurando informações em coisas ou pessoas. Os dados primários são aqueles dados coletados diretamente pelo pesquisador para atender aos objetivos específicos de uma pesquisa. Passo 4: A análise dos dados Nessa fase é realizado o que chamamos de depuração dos dados. feiras e rodadas de negócios. Uma vez que apresentamos as diferenças entre os dados primários e secundários.

etc. as tendências de mercado. Além disso. mas também de não omitir informações. produtos que não vendem. ouvir experts no mercado. Essa é a última etapa do processo de pesquisa de marketing. mas sua contribuição para a tomada de decisão é reconhecidamente importante. Uma pesquisa de marketing pode não resolver todos os problemas de uma organização. O problema é a forma que o pesquisador encontra de delimitar a informação necessária. o pesquisador está em melhores condições de entender o ambiente de marketing no qual a empresa está operando: quais são seus objetivos. dos ministérios da infra-estrutura e comércio são alguma fontes potenciais. dentre outras informações. ou seja. a partir das informações acima. O problema de pesquisa não é um problema literalmente falando (ou segundo o dicionário “coisa difícil de explicar”). Há várias maneiras de se tentar descobrir o problema de pesquisa: discutir sobre a questão com o tomador de decisões da empresa. Lembre-se de que relatórios do IBGE. Especialistas são pessoas reconhecidamente competentes no que fazem e podem ser alcançados por um e-mail ou telefone. as informações corretas são valiosas para as empresas. assim como as expectativas da gerência sobre a pesquisa. Assim. as tendências gerais do mercado. escutamos vários sintomas gerenciais que merecem análises: perda na participação no mercado. a opinião dos clientes. analisar os dados secundários disponíveis no mercado. a didática do texto do relatório e a sua apresentação oral. Geralmente. Ao longo dos trabalhos de pesquisa de marketing.com a escrita dos resultados. Vou citar aqui alguns deles para ilustrar como podemos escrever um problema e seus objetivos: . professores ou colegas atuantes no mercado conhecem alguém que costumam parar e escutar. A primeira parte da pesquisa de marketing: o levantamento do problema de pesquisa A definição do problema é a parte mais importante da pesquisa. É claro que o propósito destas entrevistas não é desenvolver uma solução conclusiva do que você nem sabe ter certeza. Síntese da Unidade: O real entendimento das funções da pesquisa de marketing é primordial para que ela seja vista como uma ferramenta estratégica dentro das empresas. Esses dados podem se somar a uma pesquisa qualitativa. Isso requer certa habilidade no sentido de ser compreendido. e assim por diante. ajudar a definir o problema de pesquisa de marketing. mas sim um “foco”. o pesquisador precisar mostrar os resultados para uma platéia leiga. Procurar dados secundários (já discutidos na Unidade 1) ajuda a desenvolver a idéia do problema de pesquisa. No caso das discussões com o tomador de decisões. as características dos produtos. pois tudo que virá adiante dependerá dessa posição. Não raro. Eles também são fontes importantes no processo de elaboração do problema de pesquisa. Outra forma de buscar compreender melhor o que se está passando no mercado é buscar os especialistas da área. é essencial que o pesquisador entenda a natureza da decisão que o gerente enfrenta. necessidade de feedback do público-alvo. é importante reconhecer as possíveis fontes de dados que podem ser utilizadas em uma pesquisa. SEBRAE. quais são as ações dos concorrentes. Seja buscando dados já coletados ou não. cujas informações precisam ser “traduzidas” da linguagem técnica para a linguagem deles. mas sim. Observe que. Numa primeira abordagem. é preciso trabalhar esse sintoma no sentido de transformá-lo num problema de pesquisa. seja através de discussões com um painel de especialistas. o comportamento dos consumidores. o problema de decisão gerencial. seja com funcionários da própria empresa que encomendou a pesquisa. desenvolvemos algumas abordagens para diversos temas de pesquisas.

Identificar quais as propagandas lembradas pelo público de baixa renda pelos últimos meses/semanas. são mostrados outros exemplos de questões de pesquisa e respectivas hipóteses: .. quantas perguntas devem ser feitas? Na verdade. Identificar a percepção dos benefícios dos produtos de luxo. e outros autores consideram desnecessário dividir os objetivos em categorias. especialista. O trabalho de pesquisa. mas muitos livros de metodologia assim o recomendam. Hipótese é uma afirmação categórica (uma suposição). Percebam nesses exemplos que o foco da pesquisa (o problema) está na forma interrogativa. É uma présolução para o Problema levantado. Isso não é uma abordagem obrigatória. Você também percebeu a colocação de objetivos gerais e específicos. Neste sentido. OBJETIVOS ESPECÍFICOS: 1. Hipótese é sinônimo de suposição. 2. Identificar as expectativas dos consumidores na compra de produtos de luxo. 3.TEMA: COMPRA DE PRODUTOS DE LUXO PROBLEMA DE PESQUISA: O que leva os consumidores a comprarem produtos de luxo? OBJETIVO GERAL: Identificar o que leva certos consumidores a comprarem produtos de luxo. 3. Outra questão. H2: as pessoas compram produtos de luxo para satisfação pessoal. Comparar até que ponto essas mídias influenciam na decisão de compra do público de baixa renda. na forma de uma pergunta de pesquisa. Objetivo é sinônimo de meta. OBJETIVOS ESPECÍFICOS: 1. então. não existe um número ótimo. 2. irá confirmar ou negar a Hipótese (ou suposição) levantada. . mais complexa ficará sua pesquisa. Identificar as propagandas existentes na mídia que tem o público de baixa renda como alvo. A essas respostas damos o nome de Hipóteses de Pesquisa. A definição dos objetivos determina o que o pesquisador quer atingir com a realização do trabalho de pesquisa. Uma dica para se definir os objetivos é colocá-los começando com o verbo no infinitivo. o proprietário da empresa.Q2: Qual é a forma de pagamento mais utilizada pelos clientes da Casas Bahia? . e assim por diante). Exemplo de algumas hipóteses que poderíamos definir: TEMA: COMPRA DE PRODUTOS DE LUXO PROBLEMA DE PESQUISA: O que leva os consumidores a comprarem produtos de luxo? H1: a imagem de status é o grande atrativo que leva os consumidores a comprar produtos de luxo. Tenha em mente que quanto mais perguntas você tiver. Alguns autores separam os objetivos em objetivos gerais e objetivos específicos. mas não há regra a ser cumprida quanto a isto. ou seja. TEMA: A INFLUÊNCIA DA COMUNICAÇÃO NO COMPORTAMENTO DE COMPRA DO PÚBLICO DE BAIXA RENDA PROBLEMA DE PESQUISA: Qual a influência da comunicação sobre a decisão de compra do consumidor de baixa renda? OBJETIVO GERAL: Verificar a influência que a comunicação exerce sobre a decisão de compra do consumidor de baixa renda. Identificar o perfil dos consumidores desses produtos.Q1: Qual o grau de fidelidade dos clientes da Casas Bahia? H1: Os clientes da Casas Bahia demonstram um alto grau de fidelidade. Ela é muito útil para confrontarmos os resultados da pesquisa com a idéia que tínhamos anteriormente. que tente responder ao Problema levantado no tema escolhido para pesquisa. Você também pode responder às perguntas de pesquisas acima com base no seu conhecimento comum ou fruto de algum conhecimento anterior de qualquer fonte (analista. fim. A seguir.

Lembramos que o uso do gravador pode inibir o entrevistado. convocar as pessoas certas que fazem parte do grupo alvo selecionado e ter um lugar apropriado para as discussões.  Caso use um gravador. Plano da entrevista e questões a serem perguntadas: Prepare com antecedência as perguntas a serem feitas ao entrevistado e a ordem em que elas devem acontecer. Como conduzir entrevistas: Quem deve ser entrevistado: Procure selecionar pessoas que realmente têm o conhecimento necessário para satisfazer suas necessidades de informação. O valor do grupo de foco está justamente nas descobertas que podem ser feitas a partir de uma discussão em grupo. São conduzidas uma a uma. considerados os mais importantes procedimentos em pesquisas qualitativas. conhecer consumidores e elaborar materiais para novas propagandas. o pesquisador deseja obter tanto informações gerais sobre determinado tópico. preconceitos e atitudes em relação a questões mais delicadas. Os métodos de coleta de dados qualitativos e quantitativos Basicamente. Nela.  Vá anotando as informações do entrevistado. evitando que ele se sinta falando sozinho.  Seja objetivo. enquanto você escreve.  Não demonstre insegurança ou admiração excessiva diante do entrevistado para que isto não venha prejudicar a relação entre entrevistador e entrevistado. As discussões em grupo (ou simplesmente focus group) A discussão em grupo é uma entrevista com um pequeno grupo realizada por um moderador treinado.  Procure encorajar o entrevistado para as respostas. como motivos básicos. Grupos de foco são muito utilizados quando se deseja levantar opiniões sobre um novo produto. H2:A forma de pagamento mais utilizada é o pagamento à vista. . O principal interesse de quem faz grupo de foco é obter a percepção dos entrevistados que fazem parte de um determinado público-alvo. as pesquisas qualitativas nos remetem as seguintes formas de coleta de dados:  Entrevistas  Grupo de Foco  Observação Vamos repassar rapidamente a função e como podemos fazer cada uma delas: As entrevistas As entrevistas pessoais são conversas levemente estruturadas com indivíduos escolhidos como públicoalvo. que leva a discussão de maneira não-estruturada e natural. e duram em média de 30 a 1 hora. muito empregado em análises de pesquisas de marketing. Relatório: Mesmo tendo gravado procure fazer um relatório o mais cedo possível. já que entrevistas muito longas podem se tornar cansativas para o entrevistado. H3:A forma de pagamento mais utilizada pelos clientes é o pagamento com cheque. sem deixar que ele fique esperando sua próxima indagação. O estabelecimento de hipóteses pode lhe auxiliar na análise dos dados futuros que serão levantados no decorrer do campo. Diante do entrevistado o que fazer?  Estabeleça uma relação amistosa e não trave um debate de idéias. Pré-teste: Procure realizar uma entrevista com alguém que poderá fazer uma crítica de sua postura antes de se encontrar com o entrevistado de sua escolha.  Deixe que as questões surjam naturalmente.H1:A forma de pagamento mais utilizada é o pagamento com cartão de crédito. Para a preparação de um grupo de foco é necessário um moderador treinado em discussões desse tipo. não deixe de pedir sua permissão para tal. evitando que a entrevista assuma um caráter de uma inquisição ou de um interrogatório policial. sem deixar de mencionar que elas são necessárias para o estabelecimento dos testes de hipótese. ao invés de serem em grupo. As entrevistas são instrumentos típicos de pesquisas qualitativas. ou ainda que a entrevista se torne um "questionário oral".

portanto. Leia neste documento da Profª Anna Buy mais detalhes sobre o processo de observação. 162) a observação pode ser definida como “um processo sistemático de registro dos padrões de comportamento das pessoas. com a observação estamos tomando notas de fatos que estão ocorrendo. Mensurar significa atribuir números ou outros símbolos às características dos objetos que estão sendo medidos. mas não podemos medir os consumidores. 2005). você terá uma observação pouco estruturada (ou seja. Além disso. respondendo várias perguntas. quer dizer. enquanto que na segunda você pode utilizar uma observação estruturada (ou seja. objetos e acontecimentos sem fazer perguntas ou se comunicar com eles”. tem-se a escala ordinal. É um elemento básico de investigação científica utilizado na pesquisa de campo. para que você não limite a procura por novas informações). umas poucas palavras sobre as escalas de mensuração. não deve ser assim empregada numa pesquisa de marketing. A observação sem critério não pode ser utilizada como meio científico e. Para resumir. podemos medir as percepções. Escalas de Mensuração Depois de analisarmos os métodos de coleta de dados das pesquisas qualitativas e quantitativas. E a mais poderosa é a escala de razão. os números estão aí para serem divulgados. a observação procura examinar o que as pessoas fazem. quanto por telefone. Na primeira. de acordo com regras pré-determinadas (Malhotra. por correio ou por computador. Segundo Mcdaniel e Gates (2005. com poucas questões. mensurar os resultar vai facilitar o cálculo estatístico para os dados gerados. além de cumprir a função de relatar os resultados. Baseia-se fundamentalmente em obter informações questionando-se entrevistados. A escala intervalar permite o posicionamento de valores em relação a um ponto arbitrário. Em seguida. que possibilita diferenciar patamares. quanto numa pesquisa quantitativa. adaptei este quadro demonstrativo das escalas primárias: . que permite a comparação de valores em termos absolutos. atitudes.A observação Em vez de fazer perguntas às pessoas como nos levantamentos. não o item diretamente. Os levantamentos podem ser aplicados tanto pessoalmente. p. com uma quantidade certa de objetos ou pessoas a observar de modo a obter resultados mais fidedignos e quantificáveis). Tipos de escalas A escala numérica mais simples e limitada é a escala nominal que permite só a identificação de categorias. Ou seja. afinal de contas. Você pode usar a observação tanto numa pesquisa qualitativa. Levantamentos são utilizados quando a pesquisa envolve entrevistas com um grande número de pessoas. preferências. Tome o cuidado que observar não é apenas olhar. Dessa maneira tentamos medir as características dos itens. O grande desafio de quem aplica um levantamento é justamente motivar o sujeito da pesquisa a respondê-la. Técnicas de coleta de dados quantitativas Os levantamentos (surveys) Os levantamentos são as formas mais comuns de aplicação de coleta de dados em pesquisas de marketing.

Esse tipo de escalonamento é amplamente usado em pesquisa de marketing. Síntese da Unidade: Definir de forma clara qual o problema da pesquisa e seus objetivos são atividades fundamentais para o sucesso de uma pesquisa. As escalas comparativas servem para comparar dois objetos diretos. 23. Por exemplo. utilizamos muitas vezes as escalas de razão. segundo Percentil. Elas possuem apenas propriedades ordinais (escalas ordinais). 99 Desvio padrão. o escalonamento pode ser considerado parte da medição. Veja qual dessas escalas melhor se adapta ao seu questionário. A partir desse ponto. Aqui. corredores moda Ordinal Ordem de classificação Terceiro lugar. Ela é de fácil uso e aplicação. primeiro lugar Por intervalos Desempenho numa 74. esse escalonamento pode ser de dois tipos: comparativas e não-comparativas. 17.8 Todas as segundos estatísticas As técnicas de escalonamento Como vimos. Neste documento. Por isso é importante que você tenha conhecimento de algumas delas. Uma das etapas desse processo é a determinação das técnicas de coleta de dados que foram apresentadas. Vimos que as escalas colocam os objetos ao longo de um continuum. Pois bem. Descrição Exemplo . Já as escalas nãocomparativas os objetos são escalonados independentes um dos outros. 12. 27 Porcentagens. De proporção (ou razão) Tempo de chegada em 15. 90. Cada escala busca mensurar uma coisa. onde 1 é péssimo e 7 ótimo. Pode-se usar um intervalo para estas escalas. média.0. “que tipo de sabão em pó a senhora prefere? Omo ou Ariel?” Ela tem uma grande vantagem é que as pequenas diferenças entre os objetos em estudo podem ser detectadas. disponível na Internet.8. escala de 0 a 100 moda. média dos vencedores lugar.Escala O que dá pra fazer ? Nominal Números atribuídos aos 17. A importância de você conhecer os tipos de mensuração e escalas é para você entender o que está se querendo medir. pedimos a entrevistada que avalie o Omo num escala de 1 a 7. todo o processo de desenvolvimento terá mais chance de sucesso. Por exemplo. você poderá verificar os tipos de escalas comparativas e não comparativas mais comuns em pesquisa de marketing.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful