Prisão branca sem barras - Kel Hino Dos Malucos Rita Lee Nós, os malucos, vamos lutar Pra

nesse estado continuar Nunca sensatos nem condizentes Mas parecemos supercontentes Nossos neurônios são esquisitos Por isso estamos sempre aflitos Vamos incertos Pelo caminho Nos comportando estranhos no ninho Quando a solução se encontra, um maluco é do contra Mas se vai por lado errado, um maluco vai do lado Malucos, a nossa vida é dar bandeira ligando a luz da cabeceira,se a água pinga na torneira Malucos, a nossa luta é abstrata já que afundamos a fragata, mas temos medo de barata Nós, os malucos, temos um lema Tudo na vida é um problema Mas nunca tente nos acalmar Pois um maluco pode surtar Os nossos planos são absurdos Tipo gritar no ouvido dos surdos Mas todo mundo que é genial Nunca é descrito como normal Quando o papo se esgota, um maluco é poliglota Mas se todo mundo grita, um maluco se irrita Malucos, somos iguais a diferença e todos temos uma crença: seguir a lei jamais compensa Malucos, somos a mola desse mundo, mas nunca iremos muito a fundo nesse dilema tão profundo Malucos, a nossa vida é dar bandeira, ligando a luz da cabeceira,se a água pinga na torneira Malucos, a nossa luta é abstrata, já que afundamos a fragata, mas temos medo de barata

26-setembro-1986 Querido diário, Hoje eu estava no sótão de casa e encontrei um porta-retratos e nele havia uma foto minha com minhas de colegial,Seline,Samara e Diana,nós éramos as melhores amigas até quando saímos do colegial e cada uma foi para uma faculdade diferente nós nos víamos,contávamos fofocas,brincávamos com aqueles super populares da escola que não seriam nada além de fundo de poço da sociedade.Entre outras coisas. Mas como você deve ter notado diário, eu falei delas em um tempo passado porque hoje em dia eu não as vejo muito já que todas elas foram parar no hospício municipal, bom, deixe eu me explicar melhor... O que aconteceu na verdade é que elas piraram de vez, veja só o caso da Diana ela desde sempre acreditou em hipogrifos, fênix, nargules, bruxos, fadas e coisas assim, depois que ela saiu da escola os pais dela decidiram coloca-la no hospício. E ela foi a primeira que se foi. Logo depois, foi a Seline que com um mês de faculdade ficou tão irritada com seu professor de Física por causa de sua matéria, seu sarcasmo e seu desinteresse para com os alunos, certo dia após a aula ela pegou uma faca de cozinha, daquelas de chefs de cozinhas renomados e esfaqueou-o até a morte, a polícia a levou para o mesmo hospício em que Diana já que descobriram que ela tem um problema mental e não foi proposital (segundo a policia). E assim se foi minha segunda amiga. E, devo dizer a mais... diferente,das três foi a Samara.Bom ela sempre quis ser estrela de cinema e nós sempre a chamávamos de Diva,só que isso acabou subindo demais na cabeça dela fazendo-a realmente achar que era uma diva do cinema ,saia de maquiagem e tudo pra que os paparazzi não a fotografassem feia... Sendo que um dia ela tinha saído para fazer compras, quando voltou para onde tinha estacionado o carro,viu que um guarda a estava multando por estacionar em local proibido, como ela era uma diva... Ela se achou no direito de não poder levar multa ou até mesmo pagar estacionamento, mas o pior foi que o policial disse que todos tinham que cumprir a lei e que de diva ela não tinha nada. Não me pergunte o porque,já que eu também não sei,por que cargas d’água ela leva um taco de baseball(que ela deu o nome de Bob) no carro,só sei que ela pegou o taco e saiu correndo atrás do policial,dizendo que ia fazer ele de saco de pancada por ter dito

tal blasfêmia.Enfim, ela foi para o mesmo hospício das outras duas e assim o hospício Sant Luis levou minha terceira melhor amiga. Apesar de ir visitá-las toda semana, sinto falta das loucuras que fazíamos... Elas estão bem mas acho que ficariam melhor ao se tivessem alguém de quem cuidar delas como eu ,e como amigas pra sempre.

Uma semana depois

Eu estava na sala olhando a vista da minha casa enquanto tomava café quando ouvi no rádio que três presas do hospício Sant Luis tinham fugido. A principio eu não dei muita atenção ao fato,até a campainha da minha porta tocar... Olhei pelo olho mágico e adivinha a minha surpresa por descobrir quem era... As três loucas que tinham fugido do hospício eram as minhas amigas!!!!!!!!!! Quando realmente caiu a ficha de que eram elas, porque eu não acreditei, minha cara foi a seguinte: piscando sem parar, séria, abri a porta, olhei pra elas e disse um sonoro... -O QUE RAIOS VOCÊS ESTÃO FAZENDO AQUI?-“muito calmamente” -Oi pra você também pensei que ia ficar feliz vendo a sua amiga te visitando sabe?Respondeu Seline sarcástica -Eu estou feliz ficaria mais se vocês tivessem vindo me visitar com permissão. -disse isso batendo a porta -A relaxa nega ninguém vai descobrir que a gente saiu a Seline inventou um plano perfeito!disse Samara -Oh claro, muito perfeito o MUNDO já ta sabendo que vocês fugiram! Samara e Diana responderam juntas. -Obrigada Seline-e pegaram os travesseiros da minha sala e começaram uma guerra -GALERA!!!! Da um stop rapidinho eu quero entender essa história, como vocês conseguiram fugir?

-A foi simples a Seline fez uma mágica que fez a porta abrir e nós fugimos em uma limusine cor de rosa!-Diana respondeu -Ok... Agora a verdadeira história... -Bom a parte da limusine rosa é verdade- disse Samara Cara de quem não entendeu absolutamente nada -Bom senta ai que a história é longa... E elas me contaram o que me deixou perplexa, Bom o que aconteceu foi o seguinte: Elas moravam no mesmo quarto então foi fácil tirar as três juntas, Diana queria sair porque não aguentava mais aquele lugar e em as outras duas então Seline armou um plano, ela pegou uma faca do horário de almoço e escondeu Diana fez um desenho de onde estavam as câmeras de segurança e seus tempos de permanência, Samara (não me pergunte como) conseguiu que o segurança da noite as ajudasse a fugir eu acho que ele gostou dela e ela, devo admitir tem uma boa lábia pra convencer as pessoas. Ontem a noite elas colocaram o plano em ação...Samara com a ajuda do vigia tirou elas do quarto,Diana com a planta das câmeras mostrou o caminho e Seline com a faca arrombou as duas outras grades que davam para fora. Enfim livres elas começaram a pensar para onde iriam. Para a casa da Diana não se não seriam postas de volta,na casa da Seline não era muito obviu e na casa dos pais dela mesmo problema da casa da Diana,na casa da Samara até poderia ser mas ela tinha colegas de casa que a delatariam,na casa dos pais dela não,então o único lugar que sobrou era óbvio a minha casa,e elas sabiam meu endereço de antes de serem presas... Mas como chegar lá se nenhuma delas tinha carro ou dinheiro pra pagar um ônibus?Bom é ai que entra a limusine rosa, perto do hospício tem uma casa de festas e por acaso estava tendo uma festa de casamento, os noivos tinham acabado de chegar a uma limusine rosa, pink, enquanto a limusine ia elas conseguiram parar o motorista e pedir uma carona até aqui,apesar de Seline ser completamente contra desde o inicio mas depois de muito falar conseguiram convencê-la a aceitar a carona,isso eram 7h da manha,por isso elas chegaram no café da manha. Se explicado tudo, tomamos café e elas foram dormir, e eu fui me arrumar para a faculdade, afinal eu estava no último período de química e não podia me atrasar para a aula, bom as deixeielas dormindo e fui.

O dia até que passou rápido sem nenhuma noticia delas o que me deixou muito tensa, mas cheguei a casa e ela ainda estava de pé o que me deixou melhor. Não demorou muito até todos esquecerem a noticia anunciada hoje cedo o que me deu uma esperança de eu não ser presa.Quando eu abri a porta de casa encontrei na sala as três gritando uma com a outra por um motivo qualquer então,irritada, decidi por ordem na casa. -OI POR QUE ESSA GRITARIA TODA? As três pararam olham pra mim e responderam de modo uni sonoro -Não faço à menor ideia -Tá, e ai vamos aproveitar que amanha é sábado e fazer alguma coisa? -É bom já que todas nós estamos sem roupa e as suas não cabem na gente. -e todas concordamos E assim essa primeira semana se passou “normal” sem muitas confusões. Até o sábado seguinte. Bom o que aconteceu foi mais ou menos isso... Como a semana tinha corrido bem e ninguém tinha batido na minha porta procurando por elas, decidi leva-las ao cinema. Foi a pior ideia que eu já tive na minha vida.Pra começa foi uma disputa quem ia no banco do carona comigo,já que todas queriam ir na frente ao mesmo tempo,o que eu fiz,todo mundo pro bando de trás.Depois,foi no cinema que ninguém sabia o que queria assistir e cada uma sugeriu um filme diferente.Chegamos a uma consenso e fomos assistir Rato Basílio - O Grande Mestre dos Detetives,sendo que a atendente não entendia o que a gente falava por que era surda de um ouvido então ela achavam que falando mais alto ela ia entender,não deu muito certo e me deu uma baita dor de cabeça depois.No filme elas não pararam de fazer comentários ,até ai tudo bem o cinema tava vazio. Quando chegamos a casa, tudo ficou na santa paz de Deus até ligarmos a TV para ver as noticias que eram sobre o mundo e eu decidi gasta meu inglês, elas começaram a reclamar e eu dei um berro que poderia acordar o bairro inteiro -Que isso nega ta estressada?-Disse Samara -Bom eu vou fazer um chazinho pra ela- disse Diana -Eu já volto-disse Seline e foi pra não me pergunte aonde

Enfim, passo-se esse evento eu fui dormir com chazinho da Diana, que tava bom por sinal. Na manha seguinte, Seline me aparece, com a roupa rasgada, ensanguentada, eu parei olhei ela de cima a baixo e disse. -Quem foi a vitima dessa vez? -A nossa antiga professora de química -ata Ela foi pro quarto tomar banho e ninguém mais a viu naquela manha À noite a policia bateu a minha porta por que surgiram suspeitas que o elemento que assassino uma pessoa ontem a noite foi vista por testemunhas vindo pra ca. Eu simplesmente olhei para a cara da Seline,e não disse nada,como os policiais tinham um mandado de busca eu tive que deixá-los entrar. E adivinha o que elas encontraram?A arma do crime!!!!E fomos todas presas como cúmplices, sendo que como descobriram que Diana e Samara tinham fugido do hospício levaram elas de volta, junto com Seline que teve sua pena aumentada, quanto a mim, eu fui parar lá também, já que eu dei uma de louca no tribunal e descobri que o juiz era careca, ele tava usando peruca. E assim vivemos as três no mesmo quarto de hospício,felizes e juntas como boas amigas loucas varridas tem que ser.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful