Pintura em Oleo

Curso em português totalmente ilustrado passo a passo com dicas sobre materiais, técnicas, cores, efeitos e orientações para desenhistas iniciantes.
Conhecimento gratuito é evolução humana.

Prezado aluno: Presume-se que o você tenha uma prática intermediária ou avançada em desenho; onde já fizeram exercícios e aperfeiçoamentos em grafite (lápis) e aquarelas. Isto porque para adquirir o material de pintura a óleo, como telas e tintas, há um custo mais elevado e a margem de erros para alunos evoluídos diminuirá. Neste curso de pintura aprenderemos passo a passo as técnicas para pintar um quadro começando pelos mais simples. Conforme sua evolução e aprimoramento em breve você terá suas próprias técnicas e estilo, sendo isto elemento único de cada artista. Caso queiram iniciar primeiro um curso de desenho em 6 módulos (recomendável) façam o download aqui: Curso Completo de Desenho.pdf vol.01 de 06

Curso Completo de Desenho.pdf vol.02 de 06

Curso Completo de Desenho.pdf vol.03 de 06

Curso Completo de Desenho.pdf vol.04 de 06

Curso Completo de Desenho.pdf vol.05 de 06

Curso Completo de Desenho.pdf vol.06 de 06

Apostila elaborada por: Francisco Farias Jr Email: franciscofariasjr@gmail.com Os textos e figuras foram retiradas dos sites: http://www.portalcursos.com/ http://www.atelier-online.com/ http://www.4shared.com/

CURSO DE PINTURA A ÓLEO Lição 01: Materiais e utensílios de pintura Lição 02: Os pincéis Lição 03: Espátulas Lição 04: A tela Lição 05: As cores Lição 06: Inicio do quadro Lição 07: Pintura de uma paisagem Lição 08: Cuidado dos pincéis Lição 09: Dicas Finais .

Espátula. ● Complementarias. ● Uma paisagem. Materiais e utensílios.Lição 01: Materiais e utensílios de pintura Para realizar os quadros a óleo usamos fundamentalmente os seguintes materiais e utensílios de trabalho: ● ● ● ● ● ● ● Telas. ● Frias e quentes. ● Secundarias. Óleos. As cores: ● Primarias. Panos. Cavalete. Pincéis. . Exemplos: ● O mar. Aguarrás.

● Pêlos de cerda. .Os materiais que utilizaremos no curso de pintura Cavalete Paleta e aguarrás Espátulas Óleos Lição 02: Os pincéis Têm-se uma grande variedade de pincéis. que se diferençam por: Formas: ● Achatados. ● Pêlos de marta. Materiais: ● Fibra sintética. ● Arredondados.

a pega comprida serve para manter o balanço na mão. Com o tempo aprenderemos qual será o melhor para cada trabalho. Começaremos com um de nº 2 e depois um de nº 12. Lição 03: Espátulas Com este utensílio se consegue deixar uma maior carga de pintura que com o pincel. Os pincéis de pintura de óleo são utilizados na posição horizontal com a superfície a pintar na vertical. ● Retangular. . A folha da espátula é de aço. Tem-se de distintas formas: ● De pêra. a tinta a óleo por tanto não desliza. Quando sustém o pincel horizontalmente na mão. ● É muito utilizado para fazer a mistura das cores na paleta.Tamanhos Os pinceis de cabos curtos servem para pintar com aguarela. guache e nanquim. enquanto que os de cabos compridos destinam-se a tinta a óleo e acrílica. ● De diamante.

de forma a facilitar a obtenção das cores e tonalidades desejadas na pintura. em função do que queremos pintar: ● Figura. ● Marinha. Nesta fotografia vemos vários tamanhos possíveis de telas para os quadros.. O que é Imprimadura Imprimadura é o processo de preparação de uma superfície para receber a pintura. Alguns artistas preparam as suas próprias telas e fazem a imprimadura aplicando uma mistura de gesso com de acrílico de alguma cor á tela. evitar rachaduras. tijolo. lata. Na confecção de telas. linho. A tela não é a única superfície para pintar com óleos Com tintas a óleo podemos pintar em quase qualquer tipo de superfície. poliéster. esta preparação pode ser feita com gesso acrílico ou das formas tradicionais onde se utiliza branco de titânio (pigmento) misturado com cola animal ou vegetal e óleo de linhaça. E ainda outras superfícies tais como: papel para óleos. Para quem não está habituado a trabalhar com as cores a óleo.. para fazer testes de cor antes de decidir qual a cor a utilizar e também para praticar formas de aplicação da tinta e das texturas. A única recomendação é que esta esteja devidamente preparada e selada para permitir a tinta aderir facilmente á superfície.e tantas outras para escolher! . seda. concreto. é aconselhável utilizar uma tela de pequenas dimensões (30x30cm). È a camada que se dá a tela ou a tábua para prepará-las para a pintura. papel de aguarela. Podem ser usadas superfícies sólidas tais como: madeira. cobre. cerâmica.Lição 04: A tela Tem-se de vários tipos. Esta pode ser uma forma simples de ir ganhando segurança. ● Paisagem. papel de ilustração. mdf. Estas telas apresentam coloração levemente amareladas e deverão aguardar um tempo de secagem de no mínimo três semanas antes de receber a pintura para assim. pladur.

● Amarelo. Com a mistura das três cores primárias (azul. O branco é a ausência de cor. . A cor negra se forma com a mistura das três primarias. ● Azul. Na paleta temos agregado o branco. amarelo e vermelho) conseguiremos todas as demais.Lição 05: As cores Cores primárias: ● Vermelho. aprenderemos a misturar e conhecer as cores de nossa paleta. Esta é a carta cromática aonde se representam as cores. o que se usará para clarear as cores. Tintas Para começar. Estes dois quadros estão pintados somente com estas três cores.

Ideal para campos (exemplo: sombras das árvores). A cor azul Existe uma grande gama de azuis. . ● Amarelo cádmio: é forte e demora em secar. ao misturá-lo com cobalto ou azul marinho. Os fundamentais são: ● Amarelo limão: cor brilhante. Será o que utilizaremos. Entre outros podemos considerar: ● Azul cobalto: é o mais puro. ● Azul marinho: tem tendência vermelha.A cor amarela Existem muitos tipos de amarelos. ● Ocra amarelo: é um amarelo apagado. Ideal para os céus. ● Azul prússia: tem tendência verde. Bastante útil para obter uma gama de verdes. É o mais fácil de combinar.

● Vermelho titã: é um dos que mais uso nos meus quadros. ● Terra siena tostada. ● Laranja. ● Verde. ● As cores secundárias são o resultado da mistura das primárias.A cor vermelha Encontramos uma grande variedade de vermelhos: ● Carmim: é o mais parecido ao vermelho primário. . ● Vermelho vermelhão. ● Vermelho cádmio. Nos quadros se mostram a utilização da cor vermelha As cores secundárias na pintura a óleo ● Roxo.

As cores complementares são as estão opostas no círculo cromático Cores frias e quentes Frias: Azul: com esta cor se consegue idéia de distância. Quentes: Vermelho e amarelo: proporcionam mais relevo e idéia de proximidade. .

separe todo o material solicitado.Lição 06: Inicio do quadro Antes de iniciar a pintura. Com estes obteremos todas as cores. Algumas pessoas preferem em lugar do pano. Para isto misturamos o branco e um pouco de azul. e branco com um pouco de vermelho. um pedacinho de pano. Uma vez marcado. Ele será muito útil para secar o pincel. Tenha a mão. . azul e amarelo. Desenhamos o horizonte com carvão. Iniciamos nossa aprendizagem com um quadro com as três cores primarias: vermelho. Começamos pela cor do céu. Mistura de cores Na espátula colocamos as três cores primarias e também branco. um papel suave tipo Tisue ou até papel sanitário. se apaga com um pano que não deixe pêlos.

. Pintamos a base do céu Agora vamos completando o céu de nosso quadro a óleo. Nas zonas onde vão ficar as nuvens agregamos uma maior quantidade de branco. para cobrir uma área maior. agregando mais azul à mistura. Neste caso usamos o pincel de forma plana.Pintamos o fundo do céu Pintamos o fundo do céu. Nesta imagem podemos ver como ficam os distintos tons do céu. Escurecemos a base do céu com o horizonte.

pois estes mancham muito. A mistura de cores para o céu Estamos trabalhando com o branco e pequenas quantidades de vermelho e azul. Vamos agregando ao horizonte um pouco de vermelho. Se coloca um pequeno horizonte.As nuvens Aqui podemos ver como vai mudando a pincelada quando damos movimentos circulares para formar as nuvens. Para variar a pincelada e estreitar o traço. mais escuro. . sobre o traço do carvão agregando mais azul e mais vermelho. se gira o pincel (ou mudar para outro menor).

abaixo da que temos. A pintura do mar Começamos com o mar. Assim terminamos com o céu. com um tom azul bastante mais forte que o céu.As luzes e sombras Para ressaltar as luzes e as sombras nas nuvens. Fizemos outra mistura de cor para o mar. na parte superior se clareia com um pouco de branco. misturando menos quantidade de branco e sem vermelho (por agora). Prestar atenção nas duas maneiras de usar o pincel como dão distintos resultados. . Em primeiro lugar pintamos uma linha que nos servirá de horizonte.

● Com a cor fazemos o mesmo. como podemos ver nas duas imagens que se mostram abaixo. dando profundidade ao quadro. ● Com isto conseguimos tanto com o traço como a cor. Na paleta se mistura agora o vermelho e o amarelo. Pintamos o mar Continuamos pintando o mar. .As pinceladas para pintar o mar ● Começamos a pintar o mar de atrás para frente com largas pinceladas que se vão encurtando a medida que avançamos. vamos clareando a medida que nos aproximamos.

cobrindo a tela totalmente. sem pintura nenhuma.O traço do pincel Trocamos a posição do pincel para mudar o traço. fazendo-o mais curto e fino para conseguir o movimento das ondas. Fazendo isso obtemos como resultado profundidade e distância. vamos esfumá-lo com o céu. Marcando o horizonte Uma vez marcado o horizonte. . Vamos terminando o mar. misturando suavemente céu e mar para “perder” a linha do horizonte. Por isso utilizamos o pincel.

Os traços devem ser como se mostrou antes.A sensação de movimento Vamos dar a sensação de movimento: as ondas. diretamente sobre o mar. Como fizemos antes com as sombras e as luzes das nuvens faremos agora com as ondas. Para isso utilizamos as cores branca e azul sem misturar-las. . As cores. Quanto mais pertos são menores e finos. sombras e luzes Brincamos agora com as cores. Colocamos o branco em cima fazendo espuma e o azul em baixo fazendo a sombra da onda.

Lição 07: Pintura de uma paisagem Vamos agora pintar uma paisagem. por tanto. • Contrastar claros e escuros transmite volumem e idéia de movimento. Depois. ● Com a espátula arranhamos o fundo e conseguimos as montanhas.Sombras e luzes • Este é o resultado procurado: sombras e luzes no céu e no mar. marcamos a zona do arvoredo com uma cor verde mais forte. ● Com distintos tons de cor ocre diluído marcamos as casas e seus tetos. ● Finalmente. para dar idéia de proximidade e. desenhamos a paisagem com carvão. Em primeiro lugar. . profundidade em relação ao povoado. manchamos por áreas com a pintura muito diluída em aguarrás. para evitar um quadro plano e realçar as formas.

● Deve-se leva uma ordem. . detrás para frente. Usamos pincéis para manchar as zonas e a espátula para deixar carga de pintura. na hora de pintar. ● Deixe uma carga de pintura sobre as árvores. secundárias e complementares. aplicando com a espátula deixando carga de pintura. ● Efeito final ● ● ● Este é o efeito final. Nos tetos aplicamos traços com cores mais escuras.Pintura da paisagem Com a tinta sem diluir vamos acabando as casas com pequenos traços brancos e laranjas. ● A carga de pintura não deve cobrir todo o quadro. Existirão áreas que fiquem quase sem pintura e outras com muita carga. Utilizamos as cores primárias.

. Devemos limpar a paleta e a espátula da mesma forma que os pincéis. ● Com um pano encharcado em aguarrás terminamos de limpá-lo.Lição 08: Cuidado dos pincéis ● Quando terminarmos devemos limpar muito bem os pincéis para que durem muito tempo. ● Tiramos o resto do óleo com um papel absorvente. Guardar o pincel com as cerdas para cima. ● ● ● Secar com um pano e ter cuidado que não fiquem restos de óleo e aguarrás.

o corpo ou consistência. este recurso é muito usado e proporciona efeitos belíssimos. aplica-se uma camada fina de Verniz Cristal diluído em cerca de vinte por cento de essência de terebintina. Algumas dicas sobre a mistura de cores e os efeitos. Yellow Ochre. Além disso. Estas cores são utilizadas para criar castanhos e amarelos neutros e para tons de pele. mas as 5 primeiras mencionadas são aquelas mais conhecidas popularmente. convêm que seja sempre da maior qualidade possível. Se a pintura verde olivo acabou e você está a meio duma pintura. forte. A cor amarelo ocre é ideal para atingir uma tonalidade discreta e. Venetian and Light Red. muitos artistas preferem trabalhar com ela em lugar de outros tipos de branco que contêm chumbo. porém. Embora a quantidade de tintas de óleo que possamos adquirir seja pouca. As principais cores terra são: Raw Umber. Caput Mortuum. aproveitava a tinta de fundo ainda úmida e aplicava outras cores. Como limpar e conservar os quadros pintados a óleo. é recomendável seguir o seguinte procedimento: a pintura deverá ser limpa com um pano macio umedecido em essência de terebintina. o poder ou potencia. se acrescentar um pouco de azul no amarelo ocre. Ele. não precisa parar. Além da mistura de cores. cada tipo de pêlo proporciona um efeito diferente. ou seja. Para isso. Depois de esta estar completamente seca. A desvantagem é que estas cores são recessivas. Por isso. Existem diversas formas de misturar as cores. Existem muitas outras. um bom "colorista" não é aquele que usa muitas cores. ao mesmo tempo. e guardados em tubos os quais são vendidos a nível comercial com diferentes nomes e marcas. que por regra geral é o óleo de linhaça. principalmente quando se pinta flores. “Cores Terras” são cores que nas suas origens foram criadas a partir de minerais naturais extraídos da terra. basta misturar um pouco de preto como amarelo ocre. no entanto convêm reduzir a seleção de cores a uns 15 no máximo. Van Gogh era um dos mestres que costumava mesclar uma cor na outra. Podem-se criar efeitos de pontos de luz raspando com cuidado a camada de tinta até alcançar a tela branca. tendo em conta as suas qualidades mais importantes como são: a permanência. o resultado será um tom de verde muito bonito. Terre Verte. Hoje em dia é fabricado Oxido de ferro sintético. mas fracas á distanciam. aparentam ser fortes ao perto. Burnt and Raw Sienna. Na pintura em tela.Lição 09: Dicas finais Tintas de Óleo Quando você for comprar suas tintas notará dezenas de tonalidades diferentes. conseguem-se criar diversas texturas. A maioria dos artistas acha que vermelho de cádmio é o tom de vermelho mais útil na pintura. basta trabalhar com o pincel ou a espátula sobre a tinta a óleo úmida. A tinta de cor branca de titânio não é tóxica. então. (Green Earth). Outra maneira de mesclar as cores enquanto a tinta esta úmida é usando uma espátula. esta cor não deve faltar em sua paleta. As tintas de óleo são basicamente pigmentos de diferente natureza. mas sim aquele que com poucas cores cria uma imensa variedade de tons. Para obter este tom. Portanto. No caso dos pincéis. Só após um ano de concluída. moídos em pó e misturados com aglutinante líquido. sendo o mais usado óxido do ferro. Para obter suaves efeitos de textura. Já a espátula . Davys Grey. Muitos fabricantes dispõem de catálogos com mais de 100 cores. a qualidade de secagem e a compatibilidade com outras cores. uma obra poderá ser envernizada.

O que é um "Mahl stick" e para que é usado. E utilizada para apoiar sobre ele. as suas formas e pêlos. Se tiver a possibilidade. e assim ter acesso a pequenas áreas de pintura para realizar pormenores. A parte plana da vara apoia-se na borda da tela ou sobre uma parte já seca. pode marcar a diferença e qualidades dos seus trabalhos. Familiarizar-se com os efeitos e características dos pincéis. E uma espécie de vara com a ponta plana. a mão que pinta. adquira vários tipos de pincéis e experimente com eles. .proporciona uma textura mais definida e marcante.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful