Você está na página 1de 22
DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRA-ESTRUTURA DE TRANSPORTES - DNIT O tema específico a ser proposto para
DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRA-ESTRUTURA DE TRANSPORTES - DNIT O tema específico a ser proposto para

DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRA-ESTRUTURA DE TRANSPORTES - DNIT

O tema específico a ser proposto para a prova discursiva de cada cargo/área de atuação de nível superior, conforme previsto no item 11.3 do Edital, será elaborado com base nos conteúdos previstos nos programas aqui referidos.

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO E SUGESTÕES BIBLIOGRÁFICAS

Língua Portuguesa para os cargos de nível superior:

Compreensão e estruturação de texto. Sistema ortográfico em vigor: emprego das letras e acentuação gráfica. Semântica: sinônimos, antônimos, polissemia. Vocábulos homônimos e parônimos. Denotação e conotação. Formação de palavras: prefixos e sufixos. Flexão nominal de gênero e número. Flexão verbal: verbos regulares e irregulares. Vozes verbais. Emprego dos pronomes pessoais e das formas de tratamento. Emprego do pronome relativo. Colocação pronominal. Emprego das conjunções e das preposições. A ordem de colocação dos termos na frase. Concordância nominal e verbal. Regência nominal e verbal. Emprego do acento da crase. Nexos semânticos e sintáticos entre as orações, na construção do período. Emprego dos sinais de pontuação. Sugestões Bibliográficas: BECHARA, Evanildo. Gramática Escolar da Língua Portuguesa. Rio de Janeiro: Editora Lucerna, 2001. CARNEIRO, A. Dias. Texto em construção - interpretação de texto. 2 ed. São Paulo: Moderna, 1996. CUNHA, C. & CINTRA, L. Nova gramática do português contemporâneo. Rio de Janeiro: Nova Fronteira. KURY, A. da Gama. Ortografia, pontuação, crase. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1999. KURY, A. da Gama. Português básico. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1991. RIBEIRO, M. Pinto. Nova gramática aplicada da Língua Portuguesa. 15 ed. Rio de Janeiro: Metáfora Editora, 2005. SOUZA, L. Marques & CARVALHO, S. Waldeck. Compreensão e produção de textos. 4 ed. Petrópolis: Vozes, 1999.

Língua Portuguesa para os cargos de nível médio:

Compreensão e estruturação de textos. Sistema ortográfico em vigor: emprego das letras e acentuação gráfica. Semântica: sinônimos, antônimos, polissemia. Vocábulos homônimos e parônimos. Flexão nominal e verbal. Vozes verbais. Emprego dos pronomes pessoais e das formas de tratamento. Emprego do pronome relativo. Colocação pronominal. A ordem de colocação dos termos na construção da frase. Concordância nominal e verbal. Regência nominal e verbal. Emprego do acento da crase. Emprego das conjunções e das preposições. Nexos semânticos e sintáticos entre as orações, na construção do período. Emprego dos sinais de pontuação. Técnicas de Redação. Sugestões Bibliográficas: BECHARA, Evanildo. Gramática escolar da língua portuguesa. Rio de Janeiro: Lucerna, 2001. CARNEIRO, A. Dias. Texto em construção: interpretação de texto. 2 ed. São Paulo: Moderna, 1996. CARNEIRO, A. Dias. Redação em construção. São Paulo: Editora Moderna. KURY, A. da Gama. Ortografia, pontuação, crase. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1999. KURY, A. da Gama. Português básico. Rio de Janeiro: Nova

Fronteira, 1991. RIBEIRO, Manoel. Gramática aplicada da língua portuguesa. 15 ed. Rio de Janeiro, Metáfora Editora, 2005.

Legislação Geral para a área de atuação Técnico Administrativo

Lei nº 8.112, de 11 de dezembro de 1990 - Dispõe sobre o regime jurídico dos servidores públicos civis da União, das autarquias e das fundações públicas federais. Lei nº 8.666, 21 de junho de 1993 - Estabelece normas gerais sobre licitações e contratos administrativos pertinentes a obras, serviços (inclusive de publicidade), compras, alienações e locações no âmbito dos Poderes da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios. Lei de Responsabilidade Fiscal: Lei Complementar n. 101, de 04 de maio de 2000. Artigo 37 da Constituição Federal. Artigo 5º da Constituição Federal.

Legislação Geral para a área de atuação Técnico de Enfermagem Lei nº 8.112, de 11 de dezembro de 1990 - Dispõe sobre o regime jurídico dos servidores públicos civis da União, das autarquias e das fundações públicas federais. Decreto nº 94406/87 que regulamenta a lei nº 7498 de 25 de julho de 1986, que dispõe sobre o exercício da Enfermagem. Resolução COFEN- 240/2000 que aprova o Código de Ética dos Profissionais de Enfermagem e dá outras providências. Lei nº 8.080, de 19 de setembro de 1990 que dispõe sobre as condições para a promoção, proteção e recuperação da saúde, a organização e o funcionamento dos serviços correspondentes, e dá outras providências. Lei 8142/90 de 28 de dezembro de 1990 que dispõe sobre a participação da comunidade na gestão do Sistema Único de Saúde (SUS} e sobre as transferências intergovernamentais de recursos financeiros na área da saúde e dá outras providências.

Legislação Geral para a área de atuação Técnico de Suporte em Infra-

Estrutura de Transportes

Lei nº 8.112, de 11 de dezembro de 1990 - Dispõe sobre o regime jurídico dos servidores públicos civis da União, das autarquias e das fundações públicas federais. Lei nº 8.666, 21 de junho de 1993 - Estabelece normas gerais sobre licitações e contratos administrativos pertinentes a obras, serviços (inclusive de publicidade), compras, alienações e locações no âmbito dos Poderes da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios. Lei de Responsabilidade Fiscal: Lei Complementar n. 101, de 04 de maio de 2000. Artigo 37 da Constituição Federal. Código Brasileiro de Trânsito: Lei nº 9503 de 23/09/1997, publicada no DOU de 24/09/1997; Pesagem de carga em veículos de transporte: Lei nº 7.408 de 25/11/1985, publicada no DOU de 26/11/1985. Resoluções do Conselho Nacional de Trânsito – CONTRAN.

Legislação Geral para os demais cargos/área de atuação:

Lei nº 8.112, de 11 de dezembro de 1990 - Dispõe sobre o regime jurídico dos servidores públicos civis da União, das autarquias e das fundações públicas federais. Lei nº 8.666, 21 de junho de 1993 - Estabelece normas gerais sobre licitações e contratos administrativos pertinentes a obras, serviços (inclusive de publicidade), compras, alienações e locações no âmbito dos Poderes da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios. Lei de

Responsabilidade Fiscal: Lei Complementar n. 101, de 04 de maio de 2000. Artigo 37 da Constituição Federal.

Legislação DNIT para a área de atuação Técnico de Suporte em Infra- Estrutura de Transportes Resolução nº 2, de 02 de maio de 2002; Resolução nº 4, de 09 de julho de 2002; Resolução nº 6, de 10 de março de 2004; Decreto nº 4.749, de 17 de junho de 2003 - Aprova a Estrutura Regimental e o Quadro Demonstrativo dos Cargos em Comissão e das Funções Gratificadas do Departamento Nacional

de Infra-Estrutura de Transportes - DNIT, e dá outras providências; Decreto nº

5.131 – Altera o Decreto nº 4.749; Lei n o 10.233, de 5 de junho de 2001 -

Dispõe sobre a reestruturação dos transportes aquaviário e terrestre, cria o Conselho Nacional de Integração de Políticas de Transporte, a Agência Nacional de Transportes Terrestres, a Agência Nacional de Transportes

Aquaviários e o Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes, e dá outras providências; Lei nº 11.171, de 2 de setembro de 2005 - Dispõe sobre

a criação de carreiras e do Plano Especial de Cargos do Departamento

Nacional de Infra-Estrutura de Transportes - DNIT e dá outras providências. Regimento Interno das Juntas Administrativas de Recursos de Infrações - JARI do DNIT: Portaria/DNIT nº 71 de 28/01/2004, publicada no DOU de

30/01/2004 - Seção I.

Legislação DNIT para os demais cargos/área de atuação:

Resolução nº 2, de 02 de maio de 2002; Resolução nº 4, de 09 de julho de 2002; Resolução nº 6, de 10 de março de 2004; Decreto nº 4.749, de 17 de junho de 2003 - Aprova a Estrutura Regimental e o Quadro Demonstrativo dos Cargos em Comissão e das Funções Gratificadas do Departamento Nacional

de Infra-Estrutura de Transportes - DNIT, e dá outras providências; Decreto nº

5.131 – Altera o Decreto nº 4.749; Lei n o 10.233, de 5 de junho de 2001 -

Dispõe sobre a reestruturação dos transportes aquaviário e terrestre, cria o

Conselho Nacional de Integração de Políticas de Transporte, a Agência Nacional de Transportes Terrestres, a Agência Nacional de Transportes

Aquaviários e o Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes, e dá outras providências; Lei nº 11.171, de 2 de setembro de 2005 - Dispõe sobre

a criação de carreiras e do Plano Especial de Cargos do Departamento

Nacional de Infra-Estrutura de Transportes - DNIT e dá outras providências.

Noções de Informática para todos os cargos (exceto Análise de Sistemas e Rede de Computadores):

Introdução à Microinformática: Memória do computador: bit, bytes e palavras; tamanho e posições; Instalação de microcomputadores; Hardware:

Componentes de um microcomputador: memórias, UCP, dispositivos de armazenamento, placas; Portas serial, paralela, USB, PS-2; Periféricos; Multimídia e impressão, Funcionamento do microcomputador; Dispositivos de E/S: vídeo, teclado, mouse, impressoras, CD-ROM, disquetes, scanner e modem; Estabilizador e impressoras. Utilização de Software: Windows 95,98, ME, XP, NT e 2000: introdução e configuração; organização, ferramentas e utilitários, arquivos; pastas, aplicativos ; Internet, navegador e correio eletrônico padrão; principais programas, Word: operações básicas, blocos de textos, formatação, cabeçalho e rodapé, tabelas; Excel: operações básicas,

fórmulas e funções, pastas, formatação. Power Point e Sugestões Bibliográficas: Brito, F. - Informática para Concursos (Informática - Como se preparar para concursos) - Ediouro, 2005. Hayama, M. Montagem de Redes Locais. Ed. Érica, 5ª edição, 2001. VELLOSO, F. C. Informática - Conceitos Básicos, 6ª ed. Campus, 2003. MONTEIRO, M. A. Introdução à Organização de Computadores, 3ª ed. LTC,1996. MINK, C. Microsoft Office 2000. Makron Books, 1999. Norton, P. Introdução à Informática, Makron Books. SENAC – Elementos do microcomputador – 7ª impressão – 2004. SENAC – Guia Internet de Conectividade, 11ª edição, 2000. TORRES, G. “Montagem de Micros - Série Curso Básico & Rápido”. Ed. Axcel Books. 4ª edição, 2002. VASCONCELOS, L. 500 Dicas e macetes para PC, Volume 2, Makron Books, 1999. VASCONCELOS, L. Como Montar e Configurar sua Rede de PCs, Makron Books, 1ª edição, 2003.

Raciocínio Lógico para as áreas de atuação Técnico de Suporte em Infra- Estrutura de Transportes e Técnico Administrativo

Os conetivos “e”, “ou”, “não”, “se

quantificadores “para todo”, “existe” e suas variações; as negações. As relações de “igual”, “maior”, “menor”, “maior ou igual”, “menor ou igual” e suas variações. Conjuntos; as relações de pertinência, inclusão e igualdade; operações entre conjuntos, união, interseção e diferença. Os principais conjuntos numéricos; intervalos e semi-retas; faixas e margens numéricas (de renda, etária, de erro e outras); prazos (de validade, tolerância e outros); limites (de carga, velocidade e outros); comparações (de custos, duração, outras); contagem, medição, avaliação e quantificação; índices e taxas (percentuais, por mil, outras). Raciocínio lógico-dedutivo e recursos matemáticos em nível elementar e médio suficientes para resolver questões matemáticas e do cotidiano sobre os tópicos deste programa. Sugestões Bibliográficas: Livros didáticos de Matemática destinados aos níveis fundamental e médio - Qualquer autor. VALLADARES, Renato J. Costa. O Jeito Matemático de Pensar. Editora Ciência Moderna. BENZECRY, Vera e RANGEL, Kléber Como Desenvolver o Racicínio Lógico. Editora Rio. PAULOS, Johon Allen. Analfabetismo em Matemática e Suas Conseqüências. Editora Nova Fronteira. VÁRIOS AUTORES. Aplicações da Matemática Escolar. Atual Editora.

“se e somente se”; os

então

”,

Programas de Prevenção de Doenças para área de atuação Técnico de Enfermagem Programas e projetos de prevenção de doenças e acidentes e promoção de saúde, desenvolvidas pelo Ministério da Saúde. www.saude.gov.br e www.funasa.gov.br

Matérias Específicas dos cargos/área de atuação:

Administração Orçamento Público: conceito, noções gerais, campo de atuação, orçamento anual, ciclo orçamentário, exercício financeiro, princípios orçamentários, créditos adicionais. Orçamento-Programa. Receita Pública: conceito, receita orçamentária e extra-orçamentária. Classificação por categoria econômica. Estágios da receita. Dívida ativa. Despesa pública: conceito, classificação.

Despesa orçamentária e extra-orçamentária. Classificação da natureza da despesa. Estágios da despesa. Restos a pagar ou dívida passiva. Adiantamento ou suprimento de fundos. Despesas de exercício anteriores. Dívida Pública: conceito e classificação. Licitações. Responsabilidade fiscal. Recursos Humanos: avaliação de desempenho, recrutamento, seleção, treinamento e aperfeiçoamento. Administração de Material. Planejamento. Sugestões Bibliográficas: ANGÉLICO, João. Contabilidade Pública. 8ª. Ed. Editora Atlas, 1994. FRANCO, Hilário. Contabilidade Geral. 23ª. Ed. Editora Atlas, 1996. FIPECAFI. Manual de Contabilidade das Sociedades por Ações. 6ª Ed. Editora Atlas, 2003. GIACOMONI, James. Orçamento Público. 9ª Ed. Editora Atlas, 2000. IUDÍCIBUS, Sérgio & MARION, José Carlos. Contabilidade Comercial. 5ª. Ed. Editora Atlas, 2002. KOHAMA, Helio. Contabilidade Pública - Teoria e Prática. 9ª. Ed. Editora Atlas, 2003. NEVES, Silvério & VICECONTI, Paulo E. Contabilidade Avançada. 9ª. Ed. Frase Editora, 2000. SILVA, Lino Martins da. Contabilidade Governamental: um enfoque administrativo. 6ª. Ed. Editora Atlas, 2003. Lei 4.320, de 17 de março de 1964. Constituição Federal de 1988. Lei 6.404, de 15 de dezembro de 1976. Lei Complementar nº 101/00 - Lei de Responsabilidade Fiscal. Lei 8666/93.

CURY, Antonio. Organização & Métodos. Atlas. REBOUÇAS, Djalma de P. Planejamento Estratégico. Atlas. CHIAVENATO, Idalberto. Introdução à Teoria Geral da Administração. CHIAVENATO, Idalberto. Recursos Humanos. Atlas.

Contabilidade A contabilidade: Teoria e campo de atuação: conceitos, objetivos da informação contábil. O método das partilhas dobradas. Os princípios fundamentais da contabilidade. A classificação contábil. Orçamento empresarial e finanças: Conceitos básicos de finanças. Orçamento como instrumento de controle, integração do orçamento com a contabilidade. Previsões de receitas e custos. Planejamento estratégico: conceitos, objetivos, comprometimento corporativo, o papel do orçamento. Métodos de cálculos de depreciação, amortização e exaustão. Projeção dos resultados. Fluxo de caixa. Controle de caixa. Cronograma financeiro. Taxa interna de retorno. Valor presente líquido. Contabilidade das instituições financeiras: Sistema Financeiro Nacional. O plano de contas das instituições financeiras (COSIF). Operações de crédito concedidas. Provisões para riscos de créditos. Classificações de riscos de crédito (Rating). Empréstimos e financiamentos obtidos. Câmbio. Patrimônio de Referência, Patrimônio Líquido Exigido e Limites operacionais (Imobilização, Exposição ao Setor Público, Exposição Cambial, Exposição por Cliente).Índices de Basiléia I e II: conceitos básicos. Matemática financeira: Juros e descontos simples: conceitos básicos, taxas proporcionais, valor nominal, valor presente. Juros compostos: conceito, desconto composto real, desconto composto bancário, valor presente, equivalência de capitais. Empréstimos: cálculo de valores presentes e cálculo das prestações, cálculo dos montantes, planos de amortização. Auditoria:

Noções básicas de auditoria independente e interna. Natureza e campo de atuação da auditoria. Pareceres de Auditoria. Controles internos. Carta- comentário ou relatório de controles internos. Testes e procedimentos de auditoria.Compliance.Comitê de Auditoria.Governança corporativa: conceitos básicos. Lei Sarbanes-Oxley. Contabilidade pública e a lei de responsabilidade fiscal: Responsabilidade da Gestão fiscal: órgãos

obrigados, equilíbrio das contas públicas, planejamento e transparência, metas

e limites; receita corrente líquida (conceito); L.D.0. e a Lei Orçamentária Anual; execução orçamentária e cumprimento das metas; receita pública; despesa pública: tipos de despesa, restrições e limites; transferência de recursos públicos para o setor privado; endividamento: dívida pública fundada, dívida mobiliária, contratações de operações de crédito, operações de crédito por antecipação de receita, concessão de garantias, restos a pagar, limites e restrições; a gestão patrimonial; transparência, controle e fiscalização:

instrumentos de transparência, prestação de contas, relatório da gestão fiscal, órgãos encarregados pela fiscalização, principais pontos de fiscalização. Legislação tributária: Imposto de Renda das Pessoas Jurídicas: Incidência. Base de cálculo: lucro real, lucro presumido, lucro arbitrado. Formas de pagamento. LALUR: forma de escrituração fiscal. Dedutibilidade: regra geral. Despesas e custos indedutíveis: regra geral. Alíquota e adicional do Imposto de Renda. Contribuição Social Sobre o Lucro: incidência. Base de cálculo. Formas

de pagamento. Incentivos fiscais. Ativos e Passivos Fiscais Diferidos:

tratamento contábil das adições temporárias e definitivas. Provisões tributárias (IRPJ – CSSL – PIS/PASEP – COFINS). Aspectos tributários relativos ao Imposto de Renda das Pessoas Jurídicas e Contribuição Social Sobre o Lucro. PIS/PASEP e COFINS: Integração entre as formas de tributação sobre o lucro

e os métodos cumulativo e não cumulativo.

Sugestões Bibliográficas: ANGÉLICO, João. Contabilidade Pública. Editora Atlas; DAS NEVES, Silvério; VICECONTI, Paulo E.V. Curso prático de Imposto de Renda Pessoa Jurídica e tributos conexos. Frase Editora; FERREIRA, A.C.S. Contabilidade ambiental: uma informação para o desenvolvimento sustentável. Editora Atlas; HENDRIKSEN, Eldon S; VAN BREDA, Michael F. Teoria da Contabilidade. Editora Atlas; HORNGREN, Charles T. Contabilidade Gerencial. Editora Prentice Hall do Brasil; Instruções nº 247 da Comissão de Valores Mobiliários (CVM); ASB.Normas Internacionais de Contabilidade. 2001. Ibracon; IUDICIBUS, S. de MARION, J.C. Análise de Balanços. Editora Atlas; IUDICIBUS, Sérgio de equipe de professores FEA-USP. Contabilidade Introdutória. Editora Atlas; JUER, Milton. Matemática Financeira.Editora Atlas; Lei Complementar nº 101, de 04 de maio de 2000 – Lei da Responsabilidade Fiscal; Lei nº 4.320, de 17 de março de 1964; LODI, João Bosco. Governança Corporativa. Editora Atlas; MARTINS, E. Contabilidade de Custos. Editora Atlas; MATARAZZO, Dante C. Análise Financeira de Balanços. Editora Atlas; PEGAS, Paulo Henrique Barbosa. Manual de Contabilidade Tributária. Editora Freitas Bastos; Resoluções nos 2.099/94, 2.554/98, 2.660/99, 2.682/99, 2.692/00, 2.837/01, 2.844/01, 3.059/02 e 3.198/04, e Circulares 3.171/02, 3.174/03, 3.194/03, 3.229/04, do Banco Central do Brasil; SILVA, Lino Martins. Contabilidade Governamental. Editora Atlas.

Análise de Sistemas Organização e arquitetura de computadores: Conceitos básicos. Componentes de um computador (hardware e software). Máquinas RISC x CISC. Sistemas operacionais: monoprogramação, multiprogramação, multiprocessamento, comunicação entre processos, gerência do processador, gerência de memória e gerência de dispositivos. Sistemas de entrada, saída e armazenamento. Barramentos de E/S. Sistemas de numeração e codificação. Aritmética computacional. Banco de Dados: fundamentos e conceitos;

arquitetura; modelo de dados. Linguagem de definição de manipulação de dados; controles operacionais; administração; projeto conceitual; projetos lógico e físico; tópicos avançados de BD: cliente-servidor, distribuídos, relacional- objeto. Bancos de Dados Relacionais: Organização de Sistemas de Bancos de Dados; Operadores Relacionais e Álgebra Relacional, projeto de banco de dados, modelagem semântica, Agregação, Normalização de Dados, Segurança, otimização e integridade; confiabilidade; sistemas não-relacionais de banco de dados, banco de dados de objetos e relacional/objeto. Gerenciamento de transaçõesLinguagem de Consulta Estruturada SQL. Arquitetura cliente- servidor e três camadas. Data Warehouse e data marts. Linguagem de Programação: conceitos: sintática e semântica; nomes, vinculação, concorrência, escopos; tipos de dados; estruturas de controle; subprogramas; conexão com banco de dados; linguagem orientada a objetos: conceitos e implementações; Java: conceitos, suporte, applets, métodos, exceções, conectividade e objetos; Delphi e C++ : conceitos, tipos de dados, variáveis, estruturas de controle, funções, arrays, métodos; programação orientada a objeto e em ambiente WEB; HTML: com imagens, tabelas, frames e formulários; WML, SGML, XML, WSDL, SOAP, ASP, PHP, JSP conceitos, componentes; JavaScript: características, objetos; técnicas para a criação de sites dinâmicos: CGI. Estrutura dos Dados: representação e manipulação de matrizes, listas, filas, pilhas, e árvores. Algoritmos: conhecer, elaborar e interpretar algoritmos utilizando pseudocódigo (portugol), fluxograma, utilizando estruturas de controle básicas (seqüência, seleção e repetição), vetores e matrizes. Rede de Computadores: Introdução, conceitos e características:

redes locais e de longas distâncias, topologias, arquitetura de redes: modelo ISO/OSI, arquitetura da Internet TCP/IP. Elementos de hardware e software; Interconexão de redes. Protocolo X25, protocolo IP, redes ATM e frame relay. Segurança: conceitos básicos; política de segurança; firewall; criptografia e PKI; VPN; autenticação; Arquitetura e padrões: Ethernet, Modelos de Referência:

TCP / IP; Endereçamento e Roteamento no Protocolo IP; protocolos TCP/IP, UDP, POP, ICMP, IGMP, ARP, RARP, DHCP, NetBIOS, FTP, SMTP, DNS, Telnet e WINS. Análise de Sistemas: análise essencial: conceitos, modelos ambiental e comportamental; projeto de aplicações, cliente-servidor; Análise Estruturada: conceitos e ferramentas; projeto estruturado: Qualidade do projeto:

Qualidade em software, critérios de qualidade na fase de projeto tecnológico, métricas de software, projeto tecnológico e projeto modular de programas; Diagrama de estrutura, conceitos e ferramentas, especificação e comunicação entre módulos, análise orientada a objetos: conceitos, vantagens, principais métodos de modelagem, componentes genéricos, diagramas UML, classes, interação, estados e atividades; projetos orientados a objetos: objetivos, fundamentos, benefícios, critérios; grafos e interação de objetos, classes e heranças; desenvolvimento orientado a objetos: modelo de objeto e interfaces, implementação. Programação estruturada, orientação a objetos. Engenharia de Software: evolução e características, ciclo de vida, metodologias e técnicas de especificação. Projeto de software: planejamento, requisitos, arquiteturas, elaboração do projeto, validação e análise de risco; teste e medidas de software. Reuso, projeto de software em tempo real, sistemas críticos. Gerência de projetos (PMBOK): gerenciamento do escopo, tempo, custo, qualidade, recursos humanos, comunicações, riscos, aquisições e integração. Ferramentas e técnicas de controle, métricas de sistema, de projeto, de implementação e de

resultados. Projeto de Interfaces: Princípios, interação dos usuários, apresentação das informações, modelos do projeto de interface, análise e modelagem de tarefas, atividades de projeto da interface, apoio ao usuário, ferramentas de implementação, avaliação da interface. Sugestões Bibliográficas: ALVES, M. Guia Internet de Conectividade Cyclades Brasil. 11ª edição, Ed. Senac, 2004. ALVES, W. Delphi 7 Aplicações Avançadas de Banco de Dados. Ed. Érica, 2004. ANÔNIMO. Segurança Máxima. 2 ed. Ed. Campus. CAVALIERI, A. Gerenciamento de Projetos. Ed.

Qualitymark, 2003. CHIOZZOTTO, M.; SILVA, L. TCP/IP Tecnologia e Implementação. Ed. Érica, 1999. COMER, Douglas E. Interligação em Rede com TCP/IP - Princípios, protocolos e arquitetura, Campus, 1998. DATE, C. J. Introdução a Sistemas de Banco de Dados. Tradução da 7ª Edição Americana, 3ª Tiragem. Rio de Janeiro: Ed. Campus, 2000. DEITEL, H. M.; DEITEL, P. J. Java: Como Programar. 3 ed. Ed. Bookman, 2001. DEITEL, H.M.; DEITEL, P. J. C++ Como Programar, 3ª edição, Ed. Bookman, 2001. FACUNTE, E. Delphi, Internet e Banco de Dados. Ed. Brasport, 2003. FELIPE, E. Conectividade utilizando Delphi 6. Ed. Érica, 2002. FERREIRA, R. Linux Guia do Administrador do Sistema. Ed. Novatec, 2003. HAYAMA, M. Montagem de Redes Locais. Ed. Érica, 2001. JONES, M. P; Projeto Estruturado de Sistemas. Ed. McGraw-Hill, 1988. KORTH, Henry F. Sistema de Banco de Dados MAKRON BOOKS. MACHADO, F.; ABREU, M. Projeto de Banco de Dados. 8 ed. Érica, 2002. MACHADO, F.;MAIA, L. Introdução à Arquitetura de Sistemas. Editora LTC, 1993. MCCLURE, S., Scombary, J., Kurtz,G. Hackers Expostos, Makron Books, 2003. MCMENAMIN, S. M. Análise Essencial de Sistemas. Ed. Makron Books, 1991. MONTEIRO, M. A. Introdução à Organização de Computadores. 4 ed. Ed. LTC, 2001. ÖZSU, M.; VALDURIEZ, P. Princípios de Sistemas de Bancos de Dados Distribuídos. Ed. Campus, 2001. PÁDUA, W. P. Engenharia de Software: Fundamentos, Métodos e Padrões - 2 Edição, LTC. PRESSMAN, Roger S. Engenharia de Software. 5 ed. Ed. MC Graw Hill, 2002. SHAW, A. C. Sistemas e Software de Tempo Real. Ed. Bookman, 2003. SOARES, L. F. G.; LEMOS, G.; COLCHER, S. Redes de Computadores: Das LANS, MANS E WANS às Redes ATM. 2 ed., 9ª tiragem. Ed. Campus, 1995. SOMMERVILLE, I. Engenharia de Software. 6ª Edição, Ed. Prentice Hall do Brasil, 2003. SZWARCFITER, J.L.; Markenzon, L. Estruturas de Dados e seus Algoritmos – 2ª edição, LTC, 1994. TANENBAUM, A. Organização Estruturada de Computadores. 3ª edição, Ed. Prentice Hall do Brasil, 1992. TORRES, G. Montagem de Micros. 4 ed. Ed. Axcel Books, 2002. XAVIER, C; PORTILHO, C. Projetando com Qualidade a Tecnologia em Sistemas de Informação. LTC Editora, 1995. YOURDON, E. Análise Estruturada Moderna. 3 ed. Ed. Campus,

1990.

Rede de Computadores Organização e arquitetura de computadores: Conceitos Básicos. Componentes de um computador (hardware e software). Máquinas RISC x CISC. Sistemas operacionais: Monoprogramação, multiprogramação, multiprocessamento, comunicação entre processos, gerência do processador, gerência de memória e gerência de dispositivos. Sistemas de entrada, saída e armazenamento. Barramentos de E/S. Sistemas de numeração e codificação. Aritmética computacional. Características dos principais processadores do mercado. Banco de Dados: fundamentos e conceitos; arquitetura; modelo de

dados; administração; projeto conceitual; projetos lógico e físico; Bancos de Dados Relacionais; Operadores Relacionais e Álgebra Relacional, projeto de banco de dados, modelagem semântica, Agregação, Normalização de Dados, Segurança, otimização e integridade; confiabilidade; sistemas não-relacionais de banco de dados, banco de dados de objetos e relacional/objeto. Linguagem de Consulta Estruturada SQL. Arquitetura cliente-servidor. Data Warehouse e Data Marts. Linguagem de Programação: conceitos: sintática e semântica; nomes, vinculação, concorrência, escopos; tipos de dados; estruturas de controle; subprogramas; conexão com banco de dados; linguagem orientada a objetos: conceitos e implementações; Java: conceitos, suporte, applets, métodos, exceções, conectividade e objetos; Delphi e C++ : conceitos, métodos; programação orientada a objeto e em ambiente WEB: HTML: com imagens, tabelas, frames e formulários; WML, SGML, XML, WSDL, SOAP, ASP, PHP, JSP conceitos, componentes; JavaScript: características, objetos; técnicas para a criação de sites dinâmicos: CGI. Estrutura dos Dados:

representação e manipulação de matrizes, listas, filas, pilhas, e árvores. Rede de Computadores: Introdução, conceitos e características: redes locais e de longas distâncias, topologias, transmissão de informação: banda passante, taxa de transmissão, fontes de distorção de sinais, compressão de dados, multiplexação e modulação, comutação, codificação e transmissão e técnicas de detecção de erros. Meios físicos de transmissão, arquitetura de redes:

modelo ISO/OSI, arquitetura da Internet TCP/IP. Elementos de hardware e software. Interconexão de redes. Protocolo X25, protocolo IP, redes ATM e frame relay. Montagem e manutenção de redes: ferramentas e materiais; procedimentos para passagem e fixação de cabos; preparação de backbones, racks, hubs, patch panel e patch cord.; Redes sem fio (wireless), backbones, fibra ótica; montagem e configuração de microcomputadores e Sistemas Operacionais de rede, instalação de periféricos, acesso remoto; Segurança:

conceitos básicos; política de segurança; firewall; criptografia e PKI; VPN; autenticação; Arquitetura e padrões: Ethernet, Modelos de Referência: TCP / IP; topologias; comparação entre os modelos; Protocolos: conceitos, serviços; frame relay; SDLC, HDLC; Arquitetura TCP/IP e a Rede Internet; Endereçamento e Roteamento no Protocolo IP; Principais Conceitos e Serviços dos Protocolos TCP e UDP, POP, ICMP, IGMP, ARP, RARP, DHCP, NetBIOS, FTP, SMTP, DNS, Telnet e WINS Equipamentos de conexão. Planejamento, Gerenciamento (firewalls, SNMP, NAT, RMON, VPNs) e Administração:

integração de dados, voz e imagens, comunicação em redes corporativas, estratégia de telecomunicações, equipamentos de monitoração e gerenciamento, algoritmos de controle de congestionamento. Segurança em redes de computadores. Vulnerabilidades e ataques a sistemas computacionais (DoS, Virus, Cavalo de Tróia). Ferramentas. (Scanners, IDS, SNORT, Sniffers, logs) Processos de definição, implantação e gestão de políticas de segurança e auditoria. Plataformas e Segurança (Microsoft, UNIX, Novell, VAX/VMS, CISCO). Criptografia, protocolos criptográficos, sistemas de criptografia e aplicações. Sistema Operacional Linux: conceitos, comandos básicos, instalação de programas, editores de texto, Shell, processo init, servidores de impressão, gerenciamento de sistemas de arquivo, gerenciamento de processos, login remoto, Xwindow. Administração de redes com Linux: firewall, DNS, DHCP, FTP, WWW, PAM, Samba, squid, kerberos. Análise de Sistemas: análise essencial: conceitos, modelos ambiental e comportamental;

projeto de aplicações, cliente-servidor; Análise Estruturada: conceitos e ferramentas; projeto estruturado: Qualidade do projeto: Qualidade em software, critérios de qualidade na fase de projeto tecnológico, métricas de software, projeto tecnológico e projeto modular de programas; Diagrama de estrutura, conceitos e ferramentas, especificação e comunicação entre módulos, análise orientada a objetos: conceitos, vantagens, principais métodos de modelagem, componentes genéricos, diagramas UML, classes, interação, estados e atividades; projetos orientados a objetos: objetivos, fundamentos, benefícios, critérios; grafos e interação de objetos, classes e heranças; desenvolvimento orientado a objetos: modelo de objeto e interfaces, implementação. Programação estruturada, orientação a objetos. Engenharia de Software:

evolução e características, ciclo de vida, metodologias e técnicas de especificação. Projeto de software: planejamento, requisitos, arquiteturas, elaboração do projeto, validação e análise de risco; teste e medidas de software. Reuso, projeto de software em tempo real, sistemas críticos. Gerência de projetos (PMBOK): gerenciamento do escopo, tempo, custo, qualidade, recursos humanos, comunicações, riscos, aquisições e integração. Ferramentas e técnicas de controle, métricas de sistema, de projeto, de implementação e de resultados. Projeto de Interfaces: Modelos do projeto de interface, análise e modelagem de tarefas, atividades de projeto da interface, ferramentas de implementação, avaliação de projeto. Sugestões Bibliográficas: ALVES, M. Guia Internet de Conectividade Cyclades Brasil. 11ª edição, Ed. Senac, 2004. ALVES, W. Delphi 7 Aplicações Avançadas de Banco de Dados. Ed. Érica, 2004. ANÔNIMO. Segurança Máxima. 2 ed. Ed. Campus. CAVALIERI, A. Gerenciamento de Projetos. Ed. Qualitymark, 2003. CHIOZZOTTO, M.; SILVA, L. TCP/IP Tecnologia e Implementação. Ed. Érica, 1999. COMER, Douglas E. Interligação em Rede com TCP/IP - Princípios, protocolos e arquitetura, Campus, 1998. DATE, C. J. Introdução a Sistemas de Banco de Dados. Tradução da 7ª Edição Americana, 3ª Tiragem. Rio de Janeiro: Ed. Campus, 2000. DEITEL, H. M.; DEITEL, P. J. Java: Como Programar. 3 ed. Ed. Bookman, 2001. DEITEL, H.M.; DEITEL, P. J. C++ Como Programar, 3ª edição, Ed. Bookman, 2001. FACUNTE, E. Delphi, Internet e Banco de Dados. Ed. Brasport, 2003. FELIPE, E. Conectividade utilizando Delphi 6. Ed. Érica, 2002. FERREIRA, R. Linux Guia do Administrador do Sistema. Ed. Novatec, 2003. HAYAMA, M. Montagem de Redes Locais. Ed. Érica, 2001. JONES, M. P; Projeto Estruturado de Sistemas. Ed. McGraw-Hill, 1988. KORTH, Henry F. Sistema de Banco de Dados MAKRON BOOKS. MACHADO, F.; ABREU, M. Projeto de Banco de Dados. 8 ed. Érica, 2002. MACHADO, F.;MAIA, L. Introdução à Arquitetura de Sistemas. Editora LTC, 1993. MCCLURE, S., Scombary, J., Kurtz,G. Hackers Expostos, Makron Books, 2003. MCMENAMIN, S. M. Análise Essencial de Sistemas. Ed. Makron Books, 1991. MONTEIRO, M. A. Introdução à Organização de Computadores. 4 ed. Ed. LTC, 2001. ÖZSU, M.; VALDURIEZ, P. Princípios de Sistemas de Bancos de Dados Distribuídos. Ed. Campus, 2001. PÁDUA, W. P. Engenharia de Software: Fundamentos, Métodos e Padrões - 2 Edição, LTC. PRESSMAN, Roger S. Engenharia de Software. 5 ed. Ed. MC Graw Hill, 2002. SHAW, A. C. Sistemas e Software de Tempo Real. Ed. Bookman, 2003. SOARES, L. F. G.; LEMOS, G.; COLCHER, S. Redes de Computadores: Das LANS, MANS E WANS às Redes ATM. 2 ed., 9ª tiragem. Ed. Campus, 1995. SOMMERVILLE, I. Engenharia de Software. 6ª Edição, Ed. Prentice Hall do

Brasil, 2003. SZWARCFITER, J.L.; Markenzon, L. Estruturas de Dados e seus Algoritmos – 2ª edição, LTC, 1994. TANENBAUM, A. Organização Estruturada de Computadores. 3ª edição, Ed. Prentice Hall do Brasil, 1992. TORRES, G. Montagem de Micros. 4 ed. Ed. Axcel Books, 2002. XAVIER, C; PORTILHO, C. Projetando com Qualidade a Tecnologia em Sistemas de Informação. LTC Editora, 1995. YOURDON, E. Análise Estruturada Moderna. 3 ed. Ed. Campus,

1990.

Comunicação Social Fundamentos da Comunicação: A comunicação na cultura contemporânea; as teorias contemporâneas da comunicação. A relação entre comunicação e política. Os canais (veículos) de comunicação, sua história e seu comportamento; o processo de comunicação; integração global e novos meios de comunicação. Conhecimento da norma culta da Língua Portuguesa. Jornalismo: A linguagem jornalística: estrutura, texto, lide, sublide, título, entretítulo. O jornalismo econômico. Assessoria de imprensa: conceito, finalidade. Meios de divulgação: entrevista coletiva, entrevista exclusiva, “press release” etc. Relacionamento e atendimento à imprensa. Os veículos: jornal, revista, televisão. Agências, mídia eletrônica/Internet. Publicidade: Conceitos e finalidade da publicidade; conceitos de campanha publicitária (objetivos e processo de criação); a estrutura de agências de publicidade; análise da relação da publicidade com a nova tecnologia das comunicações; efeitos de uma campanha sobre vendas e imagem institucional de uma empresa; concorrência entre anúncio publicitário e outras formas de divulgação da imagem institucional de uma empresa. Editoração: Edição: Copidesque. Normas da ABNT. O Projeto Visual e Programação Visual (noções). Revisão. Produção Gráfica (noções). Editoração Eletrônica (noções): softwares mais utilizados. Marketing e Comunicação Organizacional: Fundamentos do Marketing; conceitos, definições, funções mercadológicas, sistemas mercadológicos; Marketing para promoção institucional; Marketing cultural. Gestão estratégica da comunicação organizacional; Comunicação interna; comunicação integrada interna-externa; planejamento estratégico. Sugestões Bibliográficas: ARAÚJO, Emanuel. A construção do livro. Nova Fronteira; BAER, Lorenzo. Produção gráfica. Senac; BASILE, Sidney. Elementos do Jornalismo Econômico. São Paulo. Negócio. 2002; CANCLINI, Nestor. Consumidores e cidadãos – conflitos multiculturais da globalização. Ed. UFRJ; DUARTE, Jorge. (org). Assessoria de imprensa e relacionamento com a mídia: teoria e técnica. São Paulo: Atlas, 2002; FAVERO, Leonor Lopes. Coesão e Coerência Textuais. São Paulo. Ática. 1999; GARCIA, Othon M. Comunicação e Prosa Moderna. 24a. Ed. FGV. 2003; HOHFELDT, Antonio; MARTINO, Luiz C; FRANÇA, Vera Veiga. Teorias da Comunicação: conceitos, escolas e tendências. Petrópolis: Editoras Vozes, 2001; RABAÇA, C. A. e BARBOSA, Gustavo. Marketing: segredos e estratégias. Ed. Saraiva; HOPKINS, Claude. A ciência da Propaganda. Ed. Cultrix; KOTLER, Philip. Marketing para o século XXI. Ed. Futura; PINHO, J. B. Propaganda institucional – usos e funções da propaganda em relações públicas. Summus Editorial; TORQUATO, Gaudêncio. Tratado de Comunicação Organizacional e Política. São Paulo. Ed. Thomson Pioneira. 2002; Manuais de Redação de “O Estado de S. Paulo”.

Sem Especialidade Administração Pública: princípios básicos. Administração Direta e Indireta. Poderes e deveres do administrador público. Atos Administrativos: espécies e

classificações; elementos, características, validade, eficácia e desfazimento. Licitação e Contratos Administrativos: princípios gerais; modalidades e tipos de licitação; dispensa e inexigibilidade; o procedimento licitatório; características, natureza, cláusulas exorbitantes, mutabilidade, rescisão e modalidades dos contratos administrativos. Serviços públicos: noções gerais; princípios e normas constitucionais pertinentes; formas de execução. Servidores públicos: normas e institutos constitucionais próprios; responsabilidade administrativa, civil e penal do servidor público. Auditoria: Evolução histórica: conceitos, definições e objetos da auditoria; legislação e normas de auditoria; bases metodológicas para o planejamento do trabalho de auditoria; operacionalizaçâo dos métodos e técnicas de auditoria; auditoria da qualidade operacional e da gestão; fundamentos de auditoria; tipos de auditoria; objetivos e propósitos de auditoria; normas de auditoria; planejamento de auditoria; inter-relacionamento da auditoria interna e a independente; controles internos contábeis e administrativos; riscos de auditoria; papéis de trabalho; programas de trabalho; amostragem em auditoria; parecer de auditoria independente; relatórios de

de responsabilidade

auditoria;

fiscal; lei 4.320 (federal) que normatiza a contabilidade pública; lei 8.666 das licitações e contratos; lei (federal) de diretrizes orçamentárias. Orçamento público: conceito, noções gerais, campo de atuação. Orçamento público:

orçamento anual, ciclo orçamentário, exercício financeiro, princípios orçamentários, créditos adicionais. Orçamento-programa, receita pública:

conceito, receita orçamentária e extra-orçamentária. classificação por categoria econômica. Estágios da receita. Dívida ativa. Despesa pública: conceito, classificação – despesa orçamentária e extra-orçamentária. Classificação da natureza da despesa. Estágios da despesa. Restos a pagar ou dívida passiva. Adiantamento ou suprimento de fundos. Despesas de exercício anteriores. Dívida pública: conceito e classificação. Ouvidoria: histórico, conceito, principais atribuições do ouvidor. Ombudsman. Sugestões Bibliográficas: CRETELLA JR, José. Curso de direito administrativo. 18 ed. revisada e atualizada. Rio de Janeiro: Forense, 2002. MOREIRA NETO, Diogo de Figueiredo. Curso de Direito Administrativo. 12 ed. Rio de Janeiro: Forense, 2001-2002. DI PIETRO, Maria Sylvia Zanella. Direito administrativo. 18ª ed. São Paulo: Atlas, 2005. MEIRELLES, Hely Lopes. Direito administrativo brasileiro. 31ª ed. atualizada. São Paulo: Malheiros, 2005.

ATTIE, William. Auditoria: Conceitos e Aplicações, Ed. Atlas. ATTIE, William. Auditoria Interna, Ed. Atlas. ALMEIDA, M. Cavalcanti. Auditoria: um curso moderno e completo, Ed. Atlas. CREPALDI, S. Aparecido. Auditoria contábil, Ed. Atlas. CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE/SP. Curso Básico de Auditoria, Ed. Atlas. CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE/SP. Controles internos, contábeis e alguns aspectos de auditoria, Ed. Atlas. CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE/SP. Auditoria em meios eletrônicos, Ed. Atlas. FRANCO, Hilário & MARRA, Ernesto. Auditoria Contábil, Ed. Atlas. GIL, A. de Loureiro. Auditoria operacional e de gestão, Ed. Atlas. OLIVEIRA, L. Martins de & DINIZ FILHO, André. Curso Básico de Auditoria, Ed. Atlas. SÁ, A. Lopes de. Curso Básico de Auditoria, Ed. Atlas. Normas Brasileiras de Contabilidade do Conselho Federal de Contabilidade. Normas

lei

Sobre Auditoria Expedidas pela Comissão de Valores Mobiliários. Lei das Sociedades Anônimas (Lei 6.404/76). Manual de Contabilidade das Sociedades por Ações, Ed. Atlas. SILVA, L. Martins da. Contabilidade Governamental, Atlas. CRUZ, Flavio da. Auditoria Governamental, Atlas. LIMA, M. M. Pereira & LIMA, Ana L. Pereira. A Lei de Responsabilidade Fiscal: Prática e teoria, Atlas. Leis 8666/93 e 4.320/64. MAGALHÃES, A. de Deus. MULLER, A. Nicolas & LUNKES, I. Cristina. Auditoria das Organizações, 1a Ed, 2001, Atlas.

Economia Economia política. Política e planejamento econômico. Economia do setor público. Economia brasileira e contemporânea. Economia da tecnologia. Análise microeconômica. Análise macroeconômica. Economia monetária. Estatística aplicada à economia e econometria. Matemática financeira e análise de investimentos. Análise econômico-financeira. Desenvolvimento socioeconômico. Economia regional e urbana. Economia de recursos naturais. Comércio e economia internacional. Sugestões Bibliográficas: FIGUEIREDO, F. de Oliveira. Metodologia das Contas Nacionais. Rio de Janeiro, Forense Universitária, 1980. ROSSETTI, J. Paschoal. Contabilidade Social. São Paulo, Atlas, 1995. NAPOLEONI, Cláudio. Smith, Ricardo, Marx. Rio de Janeiro, Graal, 1985. Equipe de professores da USP. Manual de Economia. Saraiva. PRZEWORSKY, Adam. Estado e Economia no Capitalismo. Rio de Janeiro, Relume - Dumará, 1995. HUNT & SHERMAN. O Conflito Latente do Pensamento Mercantilista. In História do Pensamento Econômico. Vozes, Rio de Janeiro, 1997. GALBRAITH, J. Kenneth. Endividamento, Inflação e John Mayrd Keynes. In Uma Viagem pelo Tempo Econômico: um relato em primeira mão. São Paulo, Pioneira, 1994. MUSGRAVE, Richard A. & MUSGRAVE, Peggy B. Finanças Públicas - Teoria e Prática. São Paulo, Campus, 1980. REZENDE, Fernando. Finanças Públicas. São Paulo, Atlas. BAER, W. Economia Brasileira. São Paulo, Nobel, 1996. CASTRO, A. B. & SOUZA, F. P. A economia brasileira em marcha forçada. Rio de Janeiro, Paz e Terra. SINGER, P. A crise do “Milagre”. ARCHIBUGI, D. & MICHIE, J. The globalisation of technology: a new taxonomy. Cambridge, Journal of Economics, 1995. SCHUMPETER, J. A. Teoría del desenvolvimiento econômico. 3 ed. Méjico, Fondo de Cultura Económica, 1963. VARIAN, Hall. Intermediate Microeconomics: a modern approach. W.W. Norton & Company, 1995. VARIAN, Hall. Microeconomic Analisys. PINDYCK, R. S. & RUBINSFELD, Daniel L. Microeconomia. Makron Books, 1994. SACHS e LARRAIN. Macroeconomia. Makron Books, 1995. DORNBUSH, R.& FISHER,

S. Macroeconomia. 5 ed. Makron Books. MANKIW, G. Macroeconomia. Livro

Técnico e Científico Editora, 1995. SIMONSEN, M. H. & CYSNE, R. P. Macroeconomia. São Paulo, Atlas, 1995. SICSÚ, J. e outros. Economia monetária e financeira. Ed. Campus, 2000. COSTA NETO, P. Estatística. Editora Edgard Bliicher. JOHNSTON, J. Métodos econométricos. Atlas. PUCCINI, A. L. Matemática Financeira. LTC. ROSS, Stephen A. & JAFFE, J.

Administração Financeira. Corporate Finance. FORTUNA, E. Mercado Financeiro, Produtos e Serviços. Ed. QualityMark. ELTON & GRUBER. Modern Portfolio Theory and Investment Analysis. Wiley & Sons, 1995. HIRSHMANN,

A. Estratégia do Desenvolvimento Econômico. Fundo de Cultura. CLEMENTE,

A. Economia Regional e Urbana. São Paulo, Atlas, 1994. KRUGMAN, P. &

Obstfeld, M. Teoria do Comércio Internacional. WILLIAMSON, J. Economia Internacional.

Geografia Programa: Organização do território – processo histórico e geográfico da formação territorial do Brasil. Desenvolvimento e a questão regional no Brasil. Modernização do território brasileiro. A escala geográfica e cartográfica para o conhecimento do território. A região, a regionalização e a produção do

conhecimento geográfico. A inserção do Brasil na economia mundial e no meio técnico científico informacional. Infra-estrutura e logística no território brasileiro. Rede de transportes no Brasil. Transformações recentes nas atividades de comércio e de serviços no Brasil. A urbanização brasileira - processo, dinâmica e tendências. Rede urbana e hierarquia urbana. A dinâmica da população brasileira – crescimento, padrões de distribuição, tendências atuais e relação com o mercado de trabalho. Processo produtivo – setor industrial brasileiro:

etapas, estrutura, distribuição pelo território nacional. Questões e tendências da produção agrícola brasileira e sua organização no espaço. Sistemas de Informações Geográficas. Sugestões Bibliográficas: ROSS, Jurandyr L. S. Geografia do Brasil. São Paulo: Ed. Da Universidade de São Paulo, 2001. SANTOS, Thereza C. C. e CÂMARA, João B. D. (Orgs) Geo Brasil 2002 – Perspectivas do Meio Ambiente no Brasil. Brasília: Edições IBAMA, 2002. SANTOS, Milton. O Brasil: território e sociedade no início do século XXI. Rio de Jnaeiro: Record, 2001. HARVEY, David. Condição Pós-moderna. São Paulo: Ed. Loyola, 1994. CASTRO, Iná E.

( orgs ) Brasil:

de, GOMES, Paulo César da C. e CORRÊA, Roberto L

questões da reorganização do território. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1996.

( orgs )

Redescobrindo o Brasil – 500 anos depois. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil,

CASTRO, Iná E. de, MIRANDA, Miranda, EGLER, Cláudio A. G

1999. CASTRO, Iná E. de, GOMES, Paulo César da C. e CORRÊA, Roberto L

( orgs ) Geografia: Conceitos e temas. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1995.

CORRÊA, Roberto. L

1997. SANTOS, Milton. A urbanização brasileira. São Paulo: HUCITEC Ltda,

1993. ADAS, Melhem. Panorama Geográfico do Brasil. São Paulo: Ed. Moderna, 2004. MOREIRA, João Carlos e SENE, Eustáquio. Geografia Geral e do Brasil – espaço geográfico e globalização. São Paulo: Ed. Scipione.

Trajetórias Geográficas. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil,

Oceanografia Oceanografia Física: Características físicas dos oceanos e os fenômenos de interação entre o mar, o ar e a terra. Monitoramento ambiental; Dinâmica oceânica e costeira; Gerenciamento costeiro; Estudo do nível médio do mar; Caracterização das massas de água e processos litorâneos. Oceanografia Química: Elementos e compostos dos ambientes marinhos e costeiros; Interações das espécies químicas com a atmosfera, os sedimentos e os organismos; Poluição Marinha; Química de Nutrientes; Geoquímica Orgânica e Inorgânica; e Ecotoxicologia. Oceanografia Biológica: Características da relação dos organismos marinhos com os meios físico, químico e geológico no qual vivem; Estudo da diversidade, da produtividade, da pesca e da aquacultura; Maricultura, Biologia Pesqueira; Educação Ambiental; Ecologia Bêntica; Bioecologia de Mamíferos Aquáticos e Ecologia do Fitoplancton Marinho. Oceanografia Geológica: Estudo dos fenômenos geológicos e suas

conseqüências no meio marinho. Identificação dos recursos minerais marinhos. Geoestatística; Batimetria; Métodos Potenciais e Sísmica; Geomorfologia Costeira; Geoprocessamento; Análises Granulométricas, Mineralógicas e Texturais. Sugestões Bibliográficas: TUREKIAN, K.K. Oceanos, Ed. Edgard Bhücher. São Paulo, 1988. PICKARD, G e EMERY, W.J. Descriptive Phisical Oceanography, an introduction. B and H Ed. 1996, 5a ed. SILVA, Paulo Moreira da. Oceanografia Física. Ed. Conselho Nacional de Pesquisa, 1972. GROSS, M.G. Principles of Oceanography. Prentice Hall, inc. New Jersey, 1990. DAVIS, Richard A . Principles of Oceanography. Addison-Wesley Publishing Co. Ma. 1980. LIBES Susan M. An introduction to marine biogeochemistry. John Wiley and sons. Nova Iorque, 1992. TUREKIAN, K.K and SKINNER. O homem e o oceano. Ed. Edgard Bhücher. São Paulo, 1988.

Engenharia Agronômica Arborização e manutenção de vias de transporte - Arborização rodo- ferroviária e recuperação de matas ciliares; Estabelecimento de cinturões verdes nas áreas de influência; Estabelecimento e manutenção de áreas de domínio; Topografia de vias de transporte; Gerenciamento geoambiental. Conservação: Capacidade de suporte de ecossistemas; Manutenção de corredores ecológicos; Recuperação de áreas degradadas; Proteção de nascentes, cachoeiras, grutas e acidentes geográficos; Proteção de sítios arqueológicos; Contenção de encostas nas vias de transporte; Impactos das vias de transporte no ambiente: túneis, viadutos, pontes, pedreiras, terraplanagem, eclusas, canais, etc; Estudos e relatórios de impactos ambientais; Manejo de bacias hidrográficas; Política e legislação ambiental; Manejo e gerenciamento de resíduos. Sugestões Bibliográficas: BERGAMIN Filho, A.; Kimati, H.; Amorim, L. Manual de fitopatologia - princípios e conceitos. São Paulo: Ceres, 1995. 690 p. EPSTEIN, Emanuel. Nutrição mineral das plantas: princípios e perspectivas. Tradução e notas de Malavolta, Eurípedes. Rio de Janeiro, RJ, Livros Técnicos e Científicos Editora S.A., 1975. 341p.: il. GALLO, Domingos; NAKANO, Otávio; SILVEIRA Neto, Sinval; R.P.L. Carvalho; G.C. de Batista; E. Berti Filho; J.R.P. Parra; R. A. Zucchi e S. B. Alves. Manual de Entomologia Agrícola. São Paulo, Editora Agronômioca Ceres. 1978. 531p. LAMPRECHT, Hans. Silvicultura nos trópicos. Dt.Ges. für Techm. Zusmmenarbveit (GTZP) Gmbh, Eschborn. Alemanha, 1990. 343p. MACHADO, Carlos Cardoso; Lopes, Eduardo da Silva; Birro, Mauro Henrique Batista. Elementos básicos do transporte florestal rodoviário. Viçosa: UFV, 2000. 167p. MALAVOLTA, Eurípedes. Elementos de nutrição mineral de plantas. São Paulo, SP, Ed. Agronômica Ceres, 1980. 254p.: il. MARTINS, Sebastião Venâncio. Recuperação de matas ciliares. Viçosa, MG, Aprenda Fácil Editora, 2001. 146p.: il. PINTO Coelho, Ricardo Motta. Fundamentos em ecologia. Porto Alegre. Artmed Editora, 2002. 252p. PRIMACK, R. B. & EFRAIM, R. Biologia da Conservação. Londrina, PR, Ed. Midiograf, 2001. 328p. il. SANTINI, E. J. 1988. Biodeterioração e Preservação da Madeira, UFSM/CEPEF/FATEC, Santa Maria, RS. 125p. TAUK- TORNISIELO, SÔNIA Maria; GOBBI, Nivar; FORESTI, Celina; LIMA, Solange Terezinha de. Análise ambiental: estratégia e ações. T.A. Queiroz, editor, Ltda, São Paulo. 1995. 381p. TRIGUEIRO, André. Meio ambiente no século 21: 21

especialistas falam da questão ambiental nas suas áreas de conhecimento. Rio de Janeiro, RJ, Ed. Sextante, 2003. 368p.: il.

Engenharia Elétrica Programa: Instalações Elétricas - Conceitos básicos: força eletromotriz; correntes e tensões C.C. e C.A.; impedâncias; circuitos monofásicos e trifásicos; ligações estrela e triângulo; transformadores. Projeto de instalações elétricas: quedas de tensão admissíveis; dimensionamento dos condutores; fator de demanda; fator de diversidade; aterramento. Instalações para força motriz: instalações de motores; circuitos alimentadores; circuitos dos ramais. Fator de potência: correção do fator de potência; medição; localização dos capacitores. Instalações de segurança. Instalação de Equipamentos: Instalação de Motores Elétricos: motores de indução, motores síncronos e motores de corrente contínua; dispositivos de partida; proteção contra a sobrecarga e curto-circuito. Alternadores Trifásicos: partes principais; regulador automático de tensão; procedimentos de operação e manutenção. Princípios de eletrônica de potência. Sugestões Bibliográficas: Instalações Elétricas - Helio Creder- 14 Ed./2002 LTC Editora. Instalações Elétricas - Julio Niskier A. J. Macintyre 4 Ed/2000 LTC Editora. Eletrônica de Potência – Ashsaq Ahmied – Pearson. Engenharia Elétrica - Fitzgerald/Higginbotham/grabel McGrawHill/ 1981.

Engenharia Florestal Programa: meio ambiente/conservação - silvicultura e tecnologia de produtos florestais - Viveiros florestais; Práticas silviculturais; Cultivo e manejo de espécies endêmicas; Prevenção de incêndios e controle de pragas

e doenças; Estruturas de madeira: pontes, trapiches, passarelas, dormentes,

etc; Propriedades físicas e mecânicas de madeira; Preservação e degradação de madeira. arborização e manutenção de vias de transporte - Arborização rodo-ferroviária e recuperação de matas ciliares; Estabelecimento de cinturões verdes nas áreas de influência;. Estabelecimento e manutenção de áreas de domínio; Topografia de vias de transporte; Gerenciamento geoambiental. Conservação - Ecologia florestal; Capacidade de suporte de ecossistemas; Manutenção de corredores ecológicos; Recuperação de áreas degradadas; Proteção de nascentes, cachoeiras, grutas e acidentes geográficos; Proteção de sítios arqueológicos; Contenção de encostas nas vias de transporte; Impactos das vias de transporte no ambiente: túneis, viadutos, pontes, pedreiras, terraplanagem, eclusas, canais, etc; Estudos e relatórios de impactos ambientais; Manejo de bacias hidrográficas; Política e legislação ambiental; Manejo e gerenciamento de resíduos. Sugestões Bibliográficas: BERGAMIN Filho, A.; Kimati, H.; Amorim, L. Manual de fitopatologia - princípios e conceitos. São Paulo: Ceres, 1995. 690 p. EPSTEIN, Emanuel. Nutrição mineral das plantas: princípios e perspectivas. Tradução e notas de Malavolta, Eurípedes. Rio de Janeiro, RJ, Livros Técnicos

e Científicos Editora S.A., 1975. 341p.: il. FERREIRA, F. A. Patologia florestal - principais doenças florestais no Brasil. Viçosa: SIF, 1989. 570 p. GALLO, Domingos; Nakano, Otávio; Silveira Neto, Sinval; R.P.L. Carvalho; G.C. de Batista; E. Berti Filho; J.R.P. Parra; R. A. Zucchi e S. B. Alves. Manual de Entomologia Agrícola. São Paulo, Editora Agronômioca Ceres. 1978. 531p. INSTITUTO DE PESQUISAS TECNOLÓGICAS - IPT. Manual de Preservação

da Madeira, São Paulo, SP. 1986. 701 p. LAMPRECHT, Hans. Silvicultura nos trópicos. Dt.Ges. für Techm. Zusmmenarbveit (GTZP) Gmbh, Eschborn. Alemanha, 1990. 343p. MACHADO, Carlos Cardoso; Lopes, Eduardo da Silva; Birro, Mauro Henrique Batista. Elementos básicos do transporte florestal rodoviário. Viçosa: UFV, 2000. 167p. MALAVOLTA, Eurípedes. Elementos de nutrição mineral de plantas. São Paulo, SP, Ed. Agronômica Ceres, 1980. 254p.: il. MARTINS, Sebastião Venâncio. Recuperação de matas ciliares. Viçosa, MG, Aprenda Fácil Editora, 2001. 146p.: il. PAIVA, Haroldo Nogueira de; Jacovine, Laércio Antônio Gonçalves; Ribeiro, Genésio Tâmara; Trindade, Celso. Cultivo de eucalipto em propriedades rurais. Viçosa, MG, Aprenda Fácil Editora, 2001. 138p.: il. PFEILL, Walter. Estruturas de madeira. JC Editora, 5.ed., 1995. 295p. PINTO COELHO, Ricardo Motta. Fundamentos em ecologia. Porto Alegre. Artmed Editora, 2002. 252p. PRIMACK, R. B. & Efraim, R. Biologia da Conservação. Londrina, PR, Ed. Midiograf, 2001. 328p. il. RIBEIRO, Genésio Tâmara; Paiva, Haroldo Nogueira de; Jacovine, Laércio Antônio Gonçalves; Trindade, Celso. Produção de mudas de eucalipto. Viçosa, MG, Aprenda Fácil Editora, 2001. 122p.: il. SANTINI, E. J. 1988. Biodeterioração e Preservação da Madeira, UFSM/CEPEF/FATEC, Santa Maria, RS. 125p. TAUK-TORNISIELO, Sônia Maria; Gobbi, Nivar; Foresti, Celina; Lima, Solange Terezinha de. Análise ambiental: estratégia e ações. T.A. Queiroz, editor, Ltda, São Paulo. 1995. 381p. TRIGUEIRO, André. Meio ambiente no século 21: 21 especialistas falam da questão ambiental nas suas áreas de conhecimento. Rio de Janeiro, RJ, Ed. Sextante, 2003. 368p.: il.

Engenharia Mecânica Acionamentos oleodinâmicos e pneumáticos. Análise de falhas estruturais. Análise experimental de tensões. Aplicação computacional a projetos de engenharia mecânica. Avaliação de desempenho estrutural dos materiais. Conformação mecânica dos materiais. Construções mecânicas soldadas. Dinâmicas das máquinas. Elementos de máquinas. Engenharia dos materiais. Ensaios destrutivos e não destrutivos. Métodos de usinagem, métodos de fundição. Soldagem. Instalações industriais. Instrumentação e controle. Manutenção de sistemas mecânicos. Lubrificantes e lubrificação. Máquinas hidráulicas. Máquinas térmicas. Máquinas transportadoras. Máquinas- ferramenta. Materiais de construção mecânica, metálicos e não metálicos. Mecânica aplicada. Mecânica dos fluidos. Metrologia dimensional. Motores de combustão interna. Princípios de Ciência e Tecnologia dos Materiais. Processos metalúrgicos de fabricação. Refrigeração e ar condicionado. Resistência dos Materiais. Segurança do Trabalho. Seleção e especificação de materiais. Sistemas de Garantia de Qualidade. Termodinâmica. Transmissão de calor. Trocadores de calor. Tubulações industriais. Vibrações. Sugestões Bibliográficas: ABNT NBR ISO 9000 / 9001 / 9002 / 9003 / 9004 – 1994. ABNT NBR 5425 - Guia para inspeção por amostragem no controle e certificação de qualidade, 1985. ABNT NBR 5426 - Planos de amostragem e procedimentos na inspeção por atributos, 1985. ABNT NBR 5427 - Guia para a utilização da Norma NBR 5426, 1985. ABNT NBR 5429 - Planos de Amostragem e Procedimentos na Inspeção por Variáveis, 1985. ABNT NBR 5430 - Guia de Utilização da Norma NBR 5429, 1985. BACKOFEN, W. A., Deformation Process, Addison Wesley Edition. BATHE, K. Y., Finite Element Procedures in Engineering Analysis, Prentice – Hall,1982. BEER, F. P. &

Resistência dos Materiais. Ed. Mc Graw Hill. BEER, F. P. e

JONSTHON, E. R., Mecânica Vetorial para Engenheiros Vol. I - Estática , Mc Graw Hill , 1980. BEER, F. P. e JONSTHON, E. R., Mecânica Vetorial para

Engenheiros Vol. II – Cinemática e Dinâmica , Mc Graw Hill , 1980. BLEVINS, Robert D.; Flow-Induced Vibration; Krieger Publishing Company; 1994. BORESI, Arthur P., SCHMIDT, R. J., Estática, Thomson Learning, 2003. BORESI, Arthur P., SCHMIDT, R. J., Dinâmica, Thomson Learning, 2003. BRASIL, H. V., Máquinas de Levantamento, Guanabara Dois,1985. BROECK,

D., Elementary Engineering Fracture Mechanics, Martinus Nijhoff Publishers.

CALLISTER, William D. Materials Science and Engineering, , Jr., Jonh Wiley &

Sons,Inc. 1985. CARRETEIRO, R.P. & Moura, C. R. S

Lubrificação. Ed. Livros Técnicos e Científicos. CARVALHO, J. R. e MORAES, Paulo - Órgãos de Máquinas Dimensionamento, Livros Técnicos e Científicos,

3 a edição, 1984. CENGEL ,Yanus A. e BOLES, Michael A., Thermodynamics an Engineering Approach, McGraw-Hill International Edition, 1989. CHIAVERINI, V., Aços-carbono e aços-liga, ABM. CHIAVERINI, Vicente. Aços

e Ferros Fundidos. Ed. ABM. 1984. CHIAVERINI, Vicente. Tecnologia

Mecânica. Vols. I, II e III. Ed. Mc Graw Hill. 1986. CHIAVERINI, Vicente - Aços

Ferros Fundidos, Associação Brasileira de Metais (ABM), 5 a edição, 1982. COLPAERT, U., Metalografia dos produtos siderúrgicos comuns, ABM.

Materiais Metálicos para Engenharia. Ed. Fundação

Christiano Ottoni. CRAIG, J. J., Introduction to Robotics , Addison-Wesley,

1989. CRANE CO., Flow of Fluids Through Valves, Fittings and Pipe, Crane

CO., Metric edition 1982- SI. CREDER, Hélio, Instalações de Ar Condicionado, Livros Técnicos e Científicos,1988. CREDER, Hélio, Instalações Elétricas, Ed.

LTC, 14ª. Edição. CRUZ, A. C.; CARREIRA J.; Ensaios Mecânicos, ISQ, 1992. DALLY, J. W, W. F. Riley, Experimental Stress Analysis, McGraw Hill, 1991. DIDÁTICA, Festo, Introdução à Pneumática, 1995. DIETER, George E. , Metalurgia Mecânica, Editora Guanabara Dois, 2a Edição, 1981. DIMAROGONAS, Andrew, Vibration for Engineers, Second Edition, Prentice- Hall International, 1996. DOYLE, MORRIS, LEACH, SCHRADER, Processos

COUTINHO, C. B

e

Lubrificantes e

Johnston Jr., E.R

de

fabricação e materiais para engenheiros Edgard Blucher Ltda. DRAPINSKI,

J.

Manual de Manutenção Básica. McGraw-Hill do Brasil Ltda. 1975.

EISENMANN, Robert C.; Machinery Malfunction Diagnosis and Correction,

Prentice Hall PTR; 1998. ENGINEERS, Society of manufacturing, Tool and manufacturing engineers handbook, McGraw Hill Book Co., 1976. FAIRES, Virgil M. - Elementos Orgânicos de Máquinas, Livros Técnicos e Científicos, 2 a edição, Volumes I e lI. FAIRES,V.M. ; Termodinâmica, Livro Técnico Científico, 1976. FERRARESI, Dino, Fundamento da Usinagem dos Metais, Edgard Blücher. FOX, J. A., Hydraulic Analysis of Unsteady Flow in Pipe Networks, MacMillan, 1984. FOX, W. R. & McDonald; Introdução à Mecânica dos Fluidos.

5a

Edição, Guanabara Dois, 1998. FREIRE, J.M. Tecnologia Mecânica vol. 1 a

5,

Livros Técnicos e Científicos. FUCHS, H. D. E Stephens R. I., Metal Fatigue

in

Engineering, John Willey and Sons,1980. GARCIA A., SPIM J. A., SANTOS,

A. S.; Ensaios dos Materiais; LTC, 2000. GENTIL, Vicente; Corrosão, Rio de

Janeiro, LTC, 1996. GERLING, H; À Volta da Máquina Ferramenta; Ed Reverte,

1977. GIACOSA, Dante, Motores Endotérmicos. Editorial Científico- Medica,

Barcelona,1979. GRAY e WALLACE, Eletrotécnica – Princípios e Aplicações,

Non Destructive Testing. Ed. Edward

Arnold. HARRIS, Norman C., Modern Air Conditioning Practice, McGraw-

Ed. LTC, 7ª Edição. HALMSHAW, R

Hill,1987. HELMAN, H. e CETLIN, P. R., Fundamentos da conformação

mecânica dos metais, Guanabara Dois. HEYWOOD, J.B., Internal Combustion

Engines Fundamentals, McGraw-Hill, 1988. HIBBELER, R. C

Mecânica -

Dinâmica. Ed. Livro Técnico e Científico. HIBBELER, R. C

Mecânica -

Estática. Ed. Livro Técnico e Científico. HIBBELER, R. C. Resistência dos Materiais. Ed. Livro Técnico e Científico. HWANG, Ned H. C. Fundamentals of Hydraulic Engeneering Systems, Prentice Hall de Brasil ltda. INCROPERA, F.P. e DEWITT, D.P., Introduction to heat transfer, Wiley,1995. INMAN, D. J.,

Engineering Vibration, Prentice-Hall International, 1994. JURAN, J. M. & Gryna,

F. M

C. W., Inspection and Gaging, Industrial Press Inc., 1987. LEITE, P. G. P Ensaios Não Destrutivos. Ed. ABM. 1981. LOURENÇO FILHO, Ruy de C. B. -

Controle Estatístico de Qualidade, Livros Técnicos e Científicos, 2 a edição,

1970. MABIE, H. H. e REINHOLTZ, C. F., Mechanisms and Dynamics of

Machinery , J. Wiley & Sons, 1987. MACINTYRE, A. J., Instalações Hidráulicas,

Guanabara Dois S. A., 1982. MACINTYRE, A.J. Bombas e instalações de bombeamento, Guanabara Dois, 1980. MACINTYRE, A.J. Máquinas motrizes hidráulicas, Guanabara Dois, 1983. MACINTYRE, A.J. Equipamentos Industriais e de Processo, LTC, 1997. MATTOS, Edson E. de. & Falco, Reinaldo de Bombas Industriais. Ed. Interciência. MERIAN, James L. , Dinâmica, Livros Técnicos e Científicos Editora, 2a edição Versão SI – 1994. MOURA Branco; C. AUGUSTO Fernandes, A.; TAVARES de Castro, P. M. S.,

Fadiga de Estruturas Soldadas, Fundação Calouste Goulbenkian,1986. MOURA, C.R.S., CARRETEIRO, R. P. Lubrificantes e Lubrificação. Livros Técnicos e Científicos Ltda. 1980. MUNSON, B. R., Young, D. F. & Okiishi, T. H.; Fundamentos da Mecânica dos Fluidos.,Vol. 1 e 2, Edgard Blücher, 1997. NEPOMUCENO, L.X.- Técnicas de Manutenção Preditiva - Editora Manole,

1997. Volumes 1 e 2. OGATA, Katsuhiko - Engenharia de Controle Moderno -

Editora Prentice Hall do Brasil, 2ª Edição, 1993. PFLEIDERER, Carl e PETERMMAN, Hartwig, Máquinas de Fluxo, Livros Técnicos. PROVENZA, F.,

Mecânica Aplicada I, PRO-TEC. REXNORD, Manual de Hidráulica Básica,

Controle da Qualidade - Handbook. Vol. I. Ed. Mc Graw Hill. KENNEDY,

1995.

ROSA, E. Confiabilidade em Sistemas Mecânicos. CTC-UFSC-FEESC,

1976.

RUDENKO, N., Máquinas de Elevação e Transporte, Livros Técnicos e

Científicos,1976. SANTOS, I.F. Dinâmica de Sistemas Mecânicos; Modelagem - Simulação - Visualização - Verificação, Makron Books Ltda, 2001. SCHRÖCK, J.; Montagem, Ajuste, Verificação de peças de máquinas; Ed Reverte; 1979. Segurança e Medicina do Trabalho, Editora Atlas S. A., 23 a edição, 1992. SHAMES, Irving H., Estática-Mecânica para Engenharia, 4ª Edição, Prentice Hall, 2002. SHAMES, Irving H., Dinâmica-Mecânica para Engenharia, 4ª Edição, Prentice Hall, 2002. SHIGLEY, J. E e Mischkee, Mechanical Engineering Design, McGraw Hill. , 1989. SHIGLEY, J. E. e UICKER, J. J. Jr., Theory of Machines and Mechanisms, Mc Graw - Hill International, 1981. SHIGLEY, J. E., Cinemática dos Mecanismos, Edgard

Blücher, 1970. SHIGLEY, J. E., Elementos de Máquinas I e II. Livros Técnicas

e Científicos,1984. SHIGLEY, J. E., Solidificação e fundição de metais e suas ligas. EDUSP, 1978. SISSOM, E. L. & Pitts, D. R.; Fenômenos de Transporte. Guanabara, 1988. SOUZA, Sergio A. de. Ensaio Mecânicos de Materiais Metálicos. Ed. E. Blücher; 5 Ed.; 2004. STEMMER, C. E., Ferramentas de Corte, UFSC,1987. STOECKER, Wilbert F. e JONES, Jerold W. , Refrigeração

e Ar Condicionado, McGraw-Hill,1985. STREETER, V. L. e WYLIE, E. B., Fluid

Transients, McGraw-Hill, 1978. STREETER, V. L. e WYLIE, E. B., Mecânica dos Fluidos, McGraw-Hill, 1982. TAYLORC, .F. , Análise de Motores de Combustão Interna, Vol. 1 e 2, Edgard Blücher Ltda, 1988. TELLES, Pedro C.

S., Tubulações Industriais – Cálculo, Livros Técnicos e Científicos Editora S.A.,

1982. TELLES, Pedro C. S, Tubulações Industriais - Materiais, projeto,

montagem, Editora Livros Técnicos e Científicos, Edição 10 a , 2001. THOMAS,

L. C., Fundamentos de Transferência de Calor, Prentice/Hall do Brasil.

THOMSON, William T. Teoria das vibrações com aplicações, Interciência. TIMOSHENKO, Stephen P. - Resistência dos Materiais, Livros Técnicos e Científicos, 1977, Volumes I e lI. VENNARD, J. K. & Street, R. L.; Elementos de Mecânica dos Fluidos. Guanabara Dois, 5ª edição, 1978. VLACK, Lawrence H. van, Princípios de Ciência e Tecnologia dos Materiais, Editora Campus, 5a Edição. WHITE, F. M.; Fluid Mechanics. McGraw Hill , 5th edition, 2002. WILEY, Van, SONNTAG, R. E. , Fundamentos da Termodinâmica Clássica , Edgard Blucher, 1993. YOSHIKAWA, T., Foundations of Robotics: Analysis and Control , MIT Press Cambridge, 1990. ZEMANSNKY, M.W.; Calor e Termodinâmica, Guanabara Dois, 1988. ZIENKIEUICZ, O. C., The Finite Element Method, Mc Graw – Hill, 1977.

Engenharia Civil Estruturas: resolução de estruturas isostáticas e hiperestáticas (reações de apoio, esforços, linhas de estado e de influência); dimensionamento e verificação de estabilidade de peças de madeira, metálicas e de concreto armado e protendido; pontes; resistência dos materiais. Geologia aplicada à Engenharia Civil, Fundações e Obras de Terra: propriedades e classificação dos solos, movimentos de água no solo, distribuição de pressões no solo, empuxos de terra, exploração do subsolo, sondagem; barragens de terra; fundações superficiais e profundas (estudos de viabilidade e dimensionamento). Hidráulica, Hidrologia e Saneamento Básico: escoamento em condutos forçados e com superfície livre (canais), ciclo hidrológico, recursos hídricos superficiais e subterrâneos, hidrogramas, vazões de enchente, dimensionamento de obras de drenagem rodoviária, sistemas de drenagem pluvial. Materiais de Construção, Tecnologia das Construções e Planejamento e Controle de Obras: asfaltos e alcatrões, aglomerantes e cimento, agregados, tecnologia do concreto, concreto asfáltico, pavimentação rodoviária, e controle tecnológico, ensaios; obras de arte corrente e especiais, preparo do terreno, instalação do canteiro de obras, locação da obra, execução de escavações e fundações, licitação, edital, projeto, especificações, contratos, planejamento, análise do projeto, levantamento de quantidades, plano de trabalho, levantamento de recursos, orçamento, composição de custos, cronogramas, Estradas e Transportes: estudo e planejamento de transportes, pesquisa de trafego e movimentação de cargas, operação, custos e técnicas de integração modal, Normas Técnicas (rodovias e ferrovias), fases do projeto, escolha do traçado, projeto geométrico, topografia, desapropriação, terraplanagem, drenagem, pavimentação, obras complementares, sinalização e segurança viária. Portos e hidrovias, terminais multimodais, viabilidade técnico- econômica. Movimentação e depósito de granéis e contêineres em terminais. Sugestões Bibliográficas: BRINA, H. Lapertosa. Estradas de Ferro. Volumes 1 e 2. LTC/RFFSA., 1990. REIS, L. Santos & DE BOSCOLI, Galba. A Engenharia Portuária no Brasil. Concic Engenharia S.A., Salvador, 1990.

LINSLEY, Ray K. & FRANZINI, Josepf B. Engenharia de Recursos Hídricos. EUSP/ Editora McGraw-Hill do Brasil, 1990. CHAVES, Rego. Terraplanagem Mecanizada. Rio de Janeiro, Editora LTC, 1999. BRASIL, H. Vinagre. Máquinas de Levantamento. Rio de Janeiro, Editora Guanabara, 1992. FONSECA, Maurílio M. A Arte Naval. Volumes I e II. Serviço de Documentação Geral da Marinha, 5 ed. 1990. BRUUN, Per. Port Engineering. 5 ed. Gulf Publishing Company, Huston, London, Paris e Tokio, 1991. DNER. Instruções para a

Fiscalização de Transporte Rodoviário de Produtos Perigosos no Âmbito Nacional. Ministério dos Transportes, Instituto de Pesquisas Rodoviárias, 2000. Outras Normas de Transporte Rodoviário do DNER. PONTES FILHO, Glauco. Estradas de Rodagem - Projeto geométrico. Editora do Autor, 2003. CATELO BRANCO. Tratado de Estradas de Ferro. Editora do Autor, 2000. ALFREDINI, Paolo. Obras e Gestão de Portos e Costas. São Paulo, Editora Edgard Blücher,

2005. GORDINHO, M. Cintra. Transportes no Brasil. Editora Marca D’Água,

2005. SILVA, Adyr da. Aeroportos e Desenvolvimento, Villa Rica Editora, 1991. AZEVEDO NETTO, J. M. e Outros. Manual de Hidráulica. 8 ed., 3 reimpressão. São Paulo, Editora Edgard Blücher, 2003. FOX & MCDONALD, Robert W. & ALAN, T. Introdução à Mecânica dos Fluidos. Rio de Janeiro, LTC Editora,

1998. DNER. Manual de Hidrologia Básica para Estruturas de Drenagen do

D.N.E.R. Governo Federal, Brasília, 1990. SOUZA PINTO, N. Luiz e Outros.

Vazão de Dimensionamento de Bueiros. Instituto de Pesquisas Rodoviárias,

1985. MICHELIN, Renato G. Drenagem superficial e subterrânea de estradas,

Porto Alegre, Editora Multibri, 1985. IBAM - Instituto Brasileiro de Administração

Municipal - Aterros Sanitários. Rio de Janeiro, 1999. MOTA, S. Introdução à Engenharia Ambiental. Rio de Janeiro, ABEA, 1999. CONAMA. Conselho Nacional do Meio Ambiente. Legislação Básica do CONAMA. Brasília, SEMA, 1988b. ANA - Agência Nacional de Águas. Introdução ao Gerenciamento de Recursos Hídricos. 3 ed. Brasília, 2002. MACINTYRE, A. Joseph. Bombas e Estações de Bombeamento. Rio de Janeiro, Editora Guanabara Dois, 1995. MACINTYRE, A. Joseph. Máquinas Motrizes Hidráulicas. Rio de Janeiro, Editora Guanabara Dois, 1990. PESSOA, C. Arruda, e outros. Tratamento de Esgotos Domésticos. 4 ed. Rio de janeiro, ABES, 1995 , v 1. BRAILLE, P. Marcio e outros. Manual de Tratamento de Águas Residuais Industriais. São Paulo, CETESB, 1990. IPT - Instituto de Pesquisas Tecnológicas. Lixo municipal: Manual de gerenciamento integrado. São Paulo, CEMPRE/IPT,

2000. TIMOSHENKO, S. P. Resistência dos Materiais. Livros Técnicos e

Científicos. MACINTYRE, A

Industriais. 4 ed. Rio de Janeiro, Editora LTC, 2000. Carrier International Limited. Manual de Aire Condicionado. 7 a Reimpressão. Barcelona, Marcombo Boixareu Editores, 1986. CREDER, Hélio. Instalações Hidráulicas. 10 ed. Rio de Janeiro, Editora LTC, 2001. CREDER, Hélio. Instalações de Ar Condicionado. 4 ed. Rio de Janeiro, LTC, 1998. SILVA TELLES, Pedro C. Tubulações Industriais- Materiais, projeto e Montagem. 10 ed. Rio de Janeiro, LTC, 2001. Instituto de Resseguros do Brasil, Tarifas de Seguros de Incêndio no Brasil. Publicação N. o 49, 25 ed. Rio de Janeiro, março/1997 e recente. CBMERJ. Segurança contra Incêndio e Pânico - Normas de segurança contra incêndio e pânico nas edificações. ABNT, NBR 5410 (Instalações elétricas), NBR 8160 (Instalações Sanitárias), NBR 10844 (Águas Pluviais), NBR 5626 (Água Fria), NBR 7198 (Água Quente), NBR 13714 (Combate a Incêndio), NBR 10844/89 (Águas Pluviais - edificações e pequenos pátios) , NBR12.214 –

Joseph. Instalações Hidráulicas Prediais e

(Projeto de Sistema de Bombeamento de Água para Abastecimento Público) etc. CAPUTO, H. Pinto. Mecânica dos Solos. V. 1 e V. 2. Rio de Janeiro, LTC, 2001. Leis, Portarias Resoluções etc.: RESOLUÇÃO CONAMA Nº 20, de 18 de junho de 1986( Publicado no D.O.U. de 30/07/86); LEI Nº 9.433, de 08 de janeiro de 1997, etc. NRs do Ministério do Trabalho - Algumas: NR 5 - Obras Construção Civil; NR 6 - Equipamentos de Proteção Individual; NR 11 - Transporte, Movimentação, Armazenagem e Manuseio de Materiais; NR 18 - Condições e Meio Ambiente do Trabalho na Industria de Construção; Condições e Meio Ambiente do Trabalho na Industria de Construção; NR 15 - Atividades e Operações Insalubres.