Você está na página 1de 4

Resumo Nono Ano - Crise da República Velha

Antecedentes

  • - operariado tem origem no Império

Resumo Nono Ano - Crise da República Velha Antecedentes - operariado tem origem no Império ∑

Aparecimento de jornais operários

Liga de operários, corporações, e caixas beneficentes.

  • - estrangeiros:

Italianos(maior população operária), portugueses, espanhóis, alemães.

  • - abandonaram a fazenda indo para as cidades trabalhar nas fabricas ou pequenos comércios.

  • - séc. XX: economia agroexportadora dominava:

Condições para desenvolvimento na indústria

Inicio dos transportes, ensacamento, exportação

  • - bens de consumo.

  • - “Indústria nasceu a sombra do café”

  • - Aumento de fabricas e operários

Principalmente São Paulo, conseqüência do acumulo de capital do café.

40% das empresas eram paulistas.

  • - Condições de vida e trabalho miseráveis:

Salário pequeno, alto custo de vida.

Mulheres e crianças, salário menor ainda.

De 9 a 16 horas por dia.

6 dias por semana, sem férias. Indenização

  • - Com o passar do tempo os operários se unem se organizando graças a idéias socialistas e anarquistas, trazidos por italianos.

  • - Socialistas: propriedade social dos meios de produção para atingir o comunismo = sociedade sem luta de classes.

  • - Anarquistas: auto gestão e fim do absoluto do Estado, formas de governo ou ordem causara desigualdades sociais (pouco mandam, muitos obedecem).

  • - Jornais circulam defendida a classe trabalhadora denunciando:

Jornais em italiano (xenofobia)

Policia apreendia jornais e fechava gráficas.

  • - Começaram a fazer greve – 1900-1910, não passou um mês sem greve.

  • - Lei Adolfo Gordo: autorização a expulsão de lideres sindicais e deportação de grevistas para o Acre.

  • - 1917 – Ano Vermelho:

Liberação do custo de vida ( reflexo 1º G.M.)

Revolução Russa, inspiração socialista, operários promovem greves.

Cotonifício Crepi “Bairro da Mooca, violenta repressão”

Confrontos: operários X policias.

Reivindicações atendidas somente no momento.

  • - 1920 – II Congresso Operário Brasileiro

Anarcosindicalistas

Socialistas.

  • - Fundação do Partido Comunista (1922) PCB.

  • - Reivindicações Socialistas:

Jornada de 8 horas.

Salário mínimo

Menor de 14 anos não poderia trabalhar

Contratos coletivos

Centralização da burocracia

  • - Ascensão de Mussolini, inspirou brasileiros a também quererem um “Dulce”.

  • - 1929 Crash da Bolsa de Nova York.

  • - Crise Cafeeira, industria e bancos falidos.

  • - Anarquistas, socialistas, integralistas culpavam o governo e a oligarquia pela crise.

  • - Trabalhadores depositam esperanças no “pai dos Pobres” Rio Grande do Sul – Getulio Vargas.

Tenentismo

  • - Conjunto de revoltas na 1º República:

Participação: jovem oficiais (camadas médias)

Não questionavam estrutura econômica.

Se diziam salvadores (sangue novo, puros).

Colocação de homens honestos e trabalhadores no governo e voto secreto (fraude).

Queriam que a estrutura básica do estado permanecesse, mas que se modernizasse o resto (agroexportação, voto do cabestro e

política do “Café com Leite”).

  • - 1ºG.M. acelera o processo industrial não havia importação.

  • - Reflexo: Semana de Arte Moderna = artistas, intelectuais, pregavam assumir o Brasil e a Brasilidade (rompendo com idéia européias).

  • - 1922 – Eleições Presidenciais (Epitácio Pessoa), fraudes garantiram a vitória de Artur Bernardes.

Empresários, industriais, camadas médias, operários, militares, socialistas, comunistas , anarquistas, denunciaram a corrupção através dos tenentes.

  • - 18 Do Forte (1922).

Jovens oficiais se rebelaram e tomaram o forte de Copacabana, para impedir a posse de Artur Bernardes.

No outro dia, saem enfrentar tropas dos legalistas.

De 18, 2 sobrevivam: tenentes, Siqueira Campos e Eduardo Gomes.

  • - Coluna Paulista 1924:

Liderança de Isidoro Dias Lopes e capitães Juan e Joaquim Távora, pegaram em armas para tentar dominar São Paulo.

1 mês a cidade de São Paulo > campo de batalha (rebeldes e legalistas)

Foram para o Sul, e acabaram sendo derrotados.

  • - Derrotados se uniram com o tenente sulista, Luis Carlos Prestes, foram para o Norte e forma a Colunas Prestes.

Percorreu o país, 24.00Km em 2 anos, queriam levantar a população contra a monarquia.

1500 homens, enfrentaram tropas federais e estaduais e jagunços.

No final do Governo de Artur Bernardes, a coluna foi para Bolívia e se dispersou.

Luis Carlos Prestes adere ao Comunismo.

Revolução de 1930

  • - Ascensão de Vargas por causa da insatisfação :

Camadas populares: cidadania, educação e participação política.

Operários: regulamentação do Trabalho, melhores salário e vida.

Camadas médias: limpeza da política e fim das agitações.

Tenentes: controle econômico, voto secreto e menor dependência externa.

Elite industrial: exigia incentivos há industrias política.

Oligarquias estaduais: descontentes coma a política do “Café com Leite”.

  • - Crise de 1929 – crise no Brasil:

Cafeicultores anunciados, industrias faliram.

População sai do campo, engrossando o numero desempregados

  • - Divergência ideológica:

Elite e classes médias: culpavam os anarquistas e socialistas, pelo clima de instabilidade política

Operários: estruturas sociais, políticas, econômicas, velhas e defasadas.

Integralistas: fascinados pelo totalitarismo, culparam as instituições democráticas.

  • - Eleições em 1929, sucessão de Washington Luiz.

 
  • - Desde Campo Sales:

Acordo de SP e MG (alternância no poder).

1 vez paulista e 1 mineiros > República Velha.

  • - Washington Luiz (paulista) próximo seria mineiro, descumpriu e indicou Julio Prestes.

  • - Traição irritou a oligarquia mineira, que se aliou com o Rio Grande Do Sul, formando a Aliança Liberal.

  • - Fraudes e corrupção: São Paulo vence (Julio Prestes vencendo o candidato da A.L., Getúlio Vargas).

  • - Instigados por tenentes, surgiram manifestações por todo país. Pretexto -1930 – João Pessoa, (Concorrente, vice presidente pela A.L.) assassinado por João Dantas (crime de razão pessoais).

  • - Transforma João em Mártir. Golpe

  • - 1930 deposto Washington Luis.

  • - Entra no comando, Getúlio Vargas. Era Vargas 1930-45.

  • - Fim da República Oligárquica.

Crise de 1929

  • - Contexto: período pós 1º G.M ..

  • - Europa destruída:

 

Economicamente

 

Pessoas desocupadas (cidades e campos).

Endividados com os EUA.

  • - Rússia:

 
 

Lutava para implementar o governo bolchevique (guerra civil).

 
  • - EUA:

 
 

Momento de prosperidade

Americam Way Life (consumismo)

Momento de prosperidade Americam Way Life (consumismo)
 

ocasionado pela guerra

Consumo disparado (crediário).

Agricultura mecanizada.

Indústria a todo vapor.

Aumento das ações na Bolsa de Valores.

“America lugar de oportunidade e de riquezas fácil desde que você procure.”

Fatores de Crise:

 
 

Salários não acompanham o ritmo da produção

Europa se recupera (menos importação)

Reflexos da revolução bolchevista: trabalhadores exigiam direitos.

Entusiasmo com o crescimento “sem fim”, a população passa a comprar ações em vez de consumir.

Crise de consumo.

Superprodução (grandes estoques).

  • - Crise presente:

 

Primeiros a sentir trabalhadores (desemprego).

 

Concentração de renda (10% da população tinha 90% da renda).

Trabalhadores liderados por sindicalistas e anarquistas faziam manifestações e greves.

Estado reage, com violência acabando com greves e prendendo lideres sindicais.

Promovem a volta dos “Bons Costumes”, instaura a Lei Seca (originando Gangsters).

Governo restringe a entrada de imigrantes ( menor concorrência e para impedir a entrada de idéias “estranhas” a democracia).

Imigrantes responsabilizados pelas greves e caos

1927, dois operários italianos condenados a morte injustamente pela morte de um policial.

  • - No campo: preços de produtos agrícolas despencaram (celeiros lotados).

Sem pagar dividas, perderam propriedades.

  • - Presidentes seguem o liberalismo e não intervinham na economia.

Esperavam que o mercado se regulasse.

  • - Empresas e bancos emitem e negociam ações:

Valores irreais causam especulação financeira.

Quebra da Bolsa:

  • - 24/10/1929 – Quinta-Feira Negra:

Grande volume de ações não encontraram compradores.

Ações de dezenas de dólares agora não passam de papéis sem valor (lei da oferta e procura).

Bancos e empresas falidos.

Pessoas se suicidam.

15 milhões de desempregados.

  • - EUA para se recuperar:

Retiram investimentos no exterior

Suspendem importações

Lançada a Crise ao Mundo.

  • - Alemanha, a crise causa:

Colapso da República de Wiemar.

Desemprego e inflação.

Ascensão de Adolf Hitler.

  • - Brasil, a crise causa:

Fim da República do “Café com Leite” através da Revolução de 1930.

Oligarquia cafeeira e monocultura, culpados pela crise brasileira.

Ascensão de Getúlio Vargas

Compra e queima de café pelo governo (estabilizar o preço).

New Deal (Novo Acordo).

  • - Franklin Delano Roosevelt:

Defendia intervenção do estado na economia

Planejamento econômico

  • - Plano consistia em:

Investimentos em obras publicas (para gerar empregos)

Salário desemprego.

Proibição do trabalho infantil

Compra da produção agrícola ( estabilidade do preço).

Empréstimos a agricultores para saldar dividas.

Década de 30 economia americanas começa a se recuperar.

  • - Europa ascende movimentos totalitários (fascismo e nazismo) de direita e (stalinismo) de esquerda.

Nazifacismo

  • - Período entre guerras (1918-39) nascem movimentos totalitários:

Direita: nazifascismo

∑ Direita: nazifascismo
 

Esquerda: stalinismo

reação a crise e movimentos populares

  • - Endurecimento e radicalismo:

 

Resposta a crise interna e idéias socialistas.

 
  • - Europa Oriental:

 

Morte de Lênin ascende Stalin.

Perseguições e eliminação de adversários.

 
  • - Crise Mundial fornece o pretexto para justificar o totalitarismo estatal:

Liberdade individual culpada pelo caos.

 

Fascismo

  • - Itália sai como vencedora da 1º G.M.:

Descontentes e quebrados financeiramente

Prejuízos humanos

Prejuízo na agricultura

Crise de abastecimento e falência das industrias.

Governo se perde em disputas partidárias

  • - Surgi Mussolini, fundador do “Fascio de Combatimento”

Mussolini cria, a milícia armada “Camisas Negras” (combater socialistas e comunista com violência).

Movimento recebeu adesão de partidos frustrados, classe média e burguesia.

  • - Com medo de uma greve geral convocada pelos comunista, Mussolini com 50 mil Camisas Negras, exige que o governo tomasse providencias e estabelecesse a ordem no pais.

Episodio conhecido como “Marcha sobre Roma”

  • - Rei Vitor Emanuel III convida Mussolini para formar governo.

  • - Mussolini assume o poder elimina a oposição (prisões, eleições fraudulentas, fecha jornais).

Matteoti denuncia irregularidades e é seqüestrado e morto em seguida pelos camisas negras.

  • - 1926, é promulgada lei que fortalece o poder de Mussolini:

Extingui partidos: fica só o Fascista.

Suprimiu direito de greve e liberdade de imprensa

  • - 1929 – Tratado de Latrão:

Igreja > Mussolini.

Questão Romana: Unificação da Itália, Igreja nega-se a entregar territórios eclesiásticos.

Governo Italiano reconhece o Estado do Vaticanos em Roma.

  • - Itália é atingida pela crise mundial de 1929:

Mussolini intensifica produção de armas

Inicio da campanha imperialista sobre a África

  • - 1936, Mussolini assina acordo com Hitler:

Origem do Eixo Roma-Berlim

Nazismo

  • - 1918, antes de terminar a 1º G.M. os alemães já sentiam a derrota

  • - Socialista, comunistas, anarquistas, nacionalistas, liberais-democratas e militares, provocam agitações.

Abdicação do Kaiser Guilherme II.

Nasce a Republica de Weimar.

  • - Alemanha obrigada a aceitar condições impostas por causa da 1º G.M ..

Insatisfação e revolta do povo alemão

  • - Governo alemão decide não pagar a indenização de gueraa.

  • - Adolf Hitler do Partido Nacional Socialista dos Trabalhadores alemães:

Tentou dar um golpe de estado (Putsch de Munique), falhou e foi preso.

  • - Na prisão, Hitler escreveu sua maior obra “Mein Kampf” ( Minha Luta), bíblia do nazismo.

 
  • - Princípios do nazismo:

Totalitarismo: somente o Estado e a força são capazes de por ordem.

Anticomunismo: ideais bolcheviques eram responsáveis pela desordem por isso o sentimento de repudio.

Nacionalismo: o povo deveria orgulhar-se do seu passado e reergue-lo.

Militarismo: guerra é fonte de inspiração dos bravos.

Anti-semitismo : perseguição aos judeus

Arianismo: superioridade da raça ariana, só ela tendo direito de governar.

Espaço Vital: Alemanha precisa de território para se desenvolver.

  • - 1925 Hindenburg é eleito, e por um freio a radicalização política.

  • - 1929 – quebra da Bolsa de Valores e Crise Mundial.

  • - Influência a Alemanha: 6 milhões de desempregados.

  • - Agitação e radicalização voltam as ruas:

Comunistas: defendendo revolução popular.

Nazistas: reprimiam as manifestações pela tropas de assalto “S.A.”

  • - Hitler consegue apoio da burguesia, pelos seus discursos:

Seu discursos atrai milhares de adeptos

  • - Desfiles da S.A. e S.S. para demonstrar força, criticaram:

Liberais-democraticas

Comunistas e judeus.

  • - Bandeira nazista se espalhou pela Alemanha.

  • - 1933, o presidente Hinderburg nomeou Hitler chanceler.

  • - Ao assumir o poder de Hitler iniciou a escalada para o totalitarismo:

Convocou eleições.

Ateou fogo no parlamento e culpou os comunistas.

Oposição perseguida e eliminada.

  • - 1934, morre o presidente e Hitler assume o controle e se autodenomina Führer, O chefe.

Instaurou o III Reich.

  • - Hitler decretou as Leis de Nuremberg:

Legislação anti-semita, responsabilizando os judeus pela crise econômica.

Recuperou economicamente o pais através de obras publicas e incentivo as industrias.

  • - Controle da opinião publica e oposição:

Censura

Propaganda e violência.

  • - 1938 Hitler inicia sua campanha de expansão “Espaço Vital”

  • - Segunda Guerra Mundial preparada.