Você está na página 1de 16

1. INTRODUÇÃO

Este trabalho referente a disciplina de eletrotécnica tem como objetivo calcular e simular no programa “PSIM” a corrente, tensão e potência em cada resistor no circuito misto proposto em aula. Primeiramente foi calculado manualmente e logo após foi feita a simulação no “PSIM” para conferência dos resultados e obtenção dos gráficos para uma melhor compreensão.

2.

DESENVOLVIMENTO TEÓRICO

O circuito elétrico é constituído basicamente por uma ou mais fontes de tensão, condutores e resistores, de modo que proporcione pelo menos um caminho fechado para cruzar a corrente elétrica. Existem dois tipos de tensão: a corrente alternada (CA) é aquela cujo seu campo elétrico inverte o sentido periodicamente, que não se aplica neste trabalho , e a corrente continua (CC) é a que o campo elétrico não varia,como observaremos a seguir nos gráficos (Item 4)

deste trabalho.Estes tipos de tensão estão no nosso dia- a- dia, como por exemplo: toda a tensão que recebemos em nossa casa é constituída de corrente alternada (CC), e em aparelhos

portáteis utilizamos corrente continua provenientes de pilhas, baterias, etc

O modo de medir

estas correntes é feito pelo voltímetro (digital ou analógico), aparelho que possui dois terminas onde deve ser ligado em paralelo com a carga que deseja obter a tensão (Figura 1).

Figura 1: exemplo de como medir a carga de um resistor por meio do voltímetro.

como medir a carga de um resistor por meio do voltímetro. Outra forma de achar a

Outra forma de achar a tensão que esta passando pelo resistor é a equação:

Onde:

U= tensão elétrica

R= resistor elétrica

I= corrente elétrica

U=R.I

Os condutores são feitos de materiais ou substâncias que possuam cargas livres, onde cruza a corrente elétrica em seu interior pela aplicação de uma ddp entre dois pontos deste condutor. A corrente elétrica possui dois sentidos: o sentido convencional e o sentido real, onde a corrente de carga positiva é a convencional e a corrente de carga livre negativa é a real (figura 2).

Figura 2: representação dos tipos de correntes.

2 ). Figura 2 : representação dos tipos de correntes. O sistema internacional da corrente elétrica

O sistema internacional da corrente elétrica é o Ampére (A).

I=

A corrente elétrica pode ser continua (CC), quando aplicada uma tensão CC, ou alternada (CA), quando aplicada uma tensão CA.Para medir a corrente usa-se o amperímetro (digital ou analógico), que possui dois terminais que devem ser ligados em série (Figura 3).

Figura 3: exemplo de como medir a corrente elétrica que cruza pelo circuito.

de como medir a corrente elétrica que cruza pelo circuito. Resistência elétrica é a dificuldade que

Resistência elétrica é a dificuldade que um material condutor apresenta para á passagem de corrente elétrica. A unidade no sistema internacional é o OHM símbolo Ω, onde 1 Ω=1V/A.o instrumento que é usado para medir é o ohmímetro (digital ou analógico), que deve ser ligado em paralelo com o elemento que desejarmos medir (Figura 4).

Figura 4: exemplo de como medir a resistência de um circuito.

4: exemplo de como medir a resistência de um circuito. Onde: R= V=R.i i= Potência elétrica

Onde:

R=

V=R.i

i=

Potência elétrica é a relação entre o trabalho realizado e o tempo gasto para realiza-lo , isso mede a taxa de transformação de energia elétrica em trabalho. A unidade no sistema internacional é o w (watt).

Onde:

1 cv = 735,55w,

1 HP = 745,7w,

1 Btu/h = 0,293w

Equações:

P =

P = V.i

P = R.i 2

P

3.DESENVOLVIMENTO PRÁTICO

3.1. RESISTORES EQUIVALENTES

Circuito 1:circuito proposto.

3.1. RESISTORES EQUIVALENTES Circuito 1: circuito proposto. Circuito 2: somando resistores R6 e R7 em série.

Circuito 2: somando resistores R6 e R7 em série.

R 6 +R 7 = 190KΩ+100kΩ= 290kΩ

e R7 em série. R 6 +R 7 = 190KΩ+100kΩ= 290kΩ Circuito 3: resolvendo a resistência

Circuito 3: resolvendo a resistência equivalente

Req= R 4 *R (6+7) /R 4 +R (6+7) = 2,9kΩ*290kΩ/2,9kΩ+290kΩ = 2,8712kΩ

Req= R 4 *R ( 6 + 7 ) /R 4 +R ( 6 + 7

Circuito 4: somando os resistores em série.

R 3 +R 5 +R eq = 0,019kΩ+0,1kΩ+2,8712kΩ = 2,990kΩ

5 +R e q = 0,019kΩ+0,1kΩ+2,8712kΩ = 2,990kΩ Circuito 5: resolvendo a resistência equivalente. Req= R

Circuito 5: resolvendo a resistência equivalente.

Req= R 2 *R eq /R 2 +R eq = 1,9kΩ*2,990kΩ/1,9kΩ+2,99OkΩ = 1,1617kΩ

e q = 1,9kΩ*2,990kΩ/1,9kΩ+2,99OkΩ = 1,1617kΩ Circuito 6: somando os resistores em série. R 1 +R

Circuito 6: somando os resistores em série.

R 1 +R eq = 10Ω+1,1617kΩ = 1,1717KΩ

= 1,1617kΩ Circuito 6: somando os resistores em série. R 1 +R e q = 10Ω+1,1617kΩ

3.2. CORRENTE NOS RESISTORES

U=I 1. R 1 290V=I 1. 1,1717KI 1 = 247mA

I 2 =I 1 *R 4 /R 2 +R 4 = 247.10 -3 *2,990.10 3 Ω/1,9.10 3 Ω +2,990.10 3 Ω= I 2 =151mA

Logo I 3 = I 1 -I 2

I 3 = 247mA-151mA I 3 = 96mA

I 4 =I 3 *R 4 /R 4 +R (6+7) = 96. 10 -3 *290.10 3 /2,9.10 3 +290.10 3 = I 4 = 95mA

Logo I 5 =I 3 -I 4 = I 5 =96mA95mA

I 5 = 1mA

Circuito 7: representação dos amperimetros no circuito.

5 =I 3 -I 4 = I 5 =96mA – 95mA I 5 = 1mA Circuito

3.3. QUEDA DE TENSÃO NOS RESISTORES

U

U

U

U

U

U

U

1

2

3

4

5

6

7

=R

=R

=R

=R

=R

=R

=R

1 .I 1 2 .I 2 3 .I 3 4 .I 4 5 .I 5 6 .I 6 7 .I 7

U

U 2 =1,9.10 3 Ω.151.10 -3 U 2 =286,9V

U

U 4 =2,9.10 3 Ω.95.10 -3 U 4 =275,5V

U

U 6 =190.10 3 Ω.1.10 -3 U 6 =190V U 7 =100.10 3 Ω.1.10 -3 U 7 =100V

1 =10Ω.247.10 -3

3 =19Ω.96.10 -3

5 =100Ω.96.10 -3

U

1 =2,47V

U

U

3 =1,82V

5 =9,6V

Circuito 8:representação dos voltimetros no circuito.

=100 Ω.96.10 - 3 U 1 =2,47V U U 3 =1,82V 5 =9,6V Circuito 8: representação

3.4. POTÊNCIA NOS RESISTORES

P

P

P

P

P

P

P

1 =U

2 =U

3 =U

4 =U

5 =U

6 =U

7 =U

1 .I 1 2 .I 2 3 .I 3 4 .I 4 5 .I 3 6 .I 5 7 .I 5

P 1 = 2,47.247.10 -3 P 2 = 286,9.151.10 -3 P 3 = 1,82.96.10 -3 P 4 = 275,5.95.10 -3 P 5 = 9,6.96.10 -3 P 6 = 190.1.10 -3 P 7 = 100.1.10 -3

P 1 = 0,61W P 2 = 43,32W P 3 = 0,17W P 4 = 26,17W P 5 = 9,1mW P 6 = O,19W P 7 = 0,1W

Circuito 8: representação das potências.

= 0,17W P 4 = 26,17W P 5 = 9,1mW P 6 = O,19W P 7

4.GRÁFICOS DA SIMULAÇÃO NO PROGRAMA “PSIM”

RESISTOR R 1

CORRENTE

4. GRÁFICOS DA SIMULAÇÃO NO PROGRAMA “PSIM” RESISTOR R 1 CORRENTE QUEDA DE TENSÃO POTÊNCIA 10

QUEDA DE TENSÃO

4. GRÁFICOS DA SIMULAÇÃO NO PROGRAMA “PSIM” RESISTOR R 1 CORRENTE QUEDA DE TENSÃO POTÊNCIA 10

POTÊNCIA

4. GRÁFICOS DA SIMULAÇÃO NO PROGRAMA “PSIM” RESISTOR R 1 CORRENTE QUEDA DE TENSÃO POTÊNCIA 10

RESISTOR R 2

CORRENTE

RESISTOR R 2 CORRENTE QUEDA DE TENSÃO POTÊNCIA 11

QUEDA DE TENSÃO

RESISTOR R 2 CORRENTE QUEDA DE TENSÃO POTÊNCIA 11

POTÊNCIA

RESISTOR R 2 CORRENTE QUEDA DE TENSÃO POTÊNCIA 11

RESISTOR R 3

CORRENTE

RESISTOR R 3 CORRENTE QUEDA DE TENSÃO POTÊNCIA 12

QUEDA DE TENSÃO

RESISTOR R 3 CORRENTE QUEDA DE TENSÃO POTÊNCIA 12

POTÊNCIA

RESISTOR R 3 CORRENTE QUEDA DE TENSÃO POTÊNCIA 12

RESISTOR R 4

CORRENTE

RESISTOR R 4 CORRENTE QUEDA DE TENSÃO POTÊNCIA 13

QUEDA DE TENSÃO

RESISTOR R 4 CORRENTE QUEDA DE TENSÃO POTÊNCIA 13

POTÊNCIA

RESISTOR R 4 CORRENTE QUEDA DE TENSÃO POTÊNCIA 13

RESISTOR R 5

CORRENTE

RESISTOR R 5 CORRENTE QUEDA DE TENSÃO POTÊNCIA 14

QUEDA DE TENSÃO

RESISTOR R 5 CORRENTE QUEDA DE TENSÃO POTÊNCIA 14

POTÊNCIA

RESISTOR R 5 CORRENTE QUEDA DE TENSÃO POTÊNCIA 14

RESISTOR R 6

CORRENTE

RESISTOR R 6 CORRENTE QUEDA DE TENSÃO POTÊNCIA 15

QUEDA DE TENSÃO

RESISTOR R 6 CORRENTE QUEDA DE TENSÃO POTÊNCIA 15

POTÊNCIA

RESISTOR R 6 CORRENTE QUEDA DE TENSÃO POTÊNCIA 15

5.CONCLUSÃO

Através deste trabalho, foi possível calcular a corrente elétreica nos resistores, achar as tensões nas resistencias e a potência em cada resistor do circuito misto proposto, por meio de cálculos teóricos e simulação no programa “PSIM”, no qual foi possível uma comparação entre os resultado obtidos téoricamente e pelo programa. Os resultados tiveram uma pequena variação, o que é aceitável devido ao grande número de casas decimais que o programa proporciona. Todo este processo foi proveitoso para uma melhor compreensão sobre os circuitos elétricos em série e paralelo, tanto na teória quanto no programa “PSIM”.