Você está na página 1de 3

Distribuições de probabilidade Discretas: Benoulli e Binomial

Modelo ou Distribuição de Bernoulli

Quando executamos um experimento (ensaio) do tipo Bernoulli, associado a este ensaio, temos

uma variável aleatória com o seguinte comportamento:

Suponhamos a realização de um experimento E, cujo resultado pode ser um sucesso (se acontecer o

evento que nos interessa) ou um fracasso ( o evento não se realiza).

Seja p a probabilidade de sucesso e q a probabilidade de fracasso, com p + q = 1.

Definimos a seguinte v.a. discreta: X : nº de sucessos em uma única tentativa do experimento.

X assume os valores:

X

=

0,

1,

fracasso

sucesso

com P(X = 0) = q

e

P(X = 1) = p.

Nessas condições a v.a. X tem distribuição de Bernoulli, e sua função de probabilidade é dada por:

P( X

=

x )

=

p

x

q

1

x

Esperança (média) e Variância

Calcularemos a média e a variância da variável com distribuição de Bernoulli.

X P(X) X.P(X) X 2 .P(X) 0 q 0 0 1 p p p 1
X
P(X)
X.P(X)
X 2 .P(X)
0 q
0
0
1 p
p
p
1
p
p

Logo: E(X) = p

e

Var(X) = p – p 2 = p(1 – p) = p.q

Ex. Uma urna tem 30 bolas brancas e 20 verdes. Retira-se uma bola dessa urna. Seja X: nº de bolas

verdes. Calcular E(X), Var(X) e determinar P(X).

Solução:

X

=

E(X) = p = 2/5

0

1

q

p

=

=

P(X = x) = (2/5) x .(3/5) 1 - x P(X = x) = (2/5) x .(3/5) 1-x
∴ P(X = x) = (2/5) x .(3/5) 1 - x

=

=

3 5 2 5
3
5
2
5

Var(X) = p.q = (2/5).(3/5) = 6/25

Modelo ou Distribuição Binomial

Se executarmos um experimento tipo Bernoulli, independentemente, “n” vezes podemos ter de “0 a

n” sucessos onde :

n

=

i

1

x

i =

y

sucessos.

O número total de possíveis sucessos em “n” repetições do experimento é dado pela combinação de

n

y

 

 

=

n!

y!( n

y )!

, onde

n

=

nº total de repetições do exp erimento

y

= nº de sucessos ocorridos em n repetições

y

= 0,1,2,3,

K

n

Logo se definimos a v.a. Y tal que:

Y = nº de sucessos ocorridos em “n” repetições independentes do experimento do tipo Bernoulli.

Temos então que Y tem distribuição Binomial com parâmetros “n” e “p”, ou seja:

Y ~ B( n, p ) , onde


n

p

= nº total de repetições do exp erimento

= probabilidade de sucesso do experimento

Assim a probabilidade de ocorrer “y” sucessos em “n” repetições do experimento é calculada por:

P(Y

=

y )

=

n

y

 

 

p

y

q

n

y

, onde

y

=

0,1,2,3,Kn

q

=

1 - p

e

n

y

 

=

n!

y!(n - y)!

A Esperança, Variância e Desvio Padrão da v. a. do tipo Binomial são calculadas respectivamente por:

E( Y ) = n .p

V(Y ) = n. p.q

DP( Y ) =

V ( Y )
V ( Y )

Em resumo, as três propriedades básicas que caracterizam uma v.a. Binomial são:

1. A variável é resultado de contagem;

2. Os experimentos devem ser independentes;

3. A probabilidade de sucesso é a mesma a cada repetição do experimento.

Exemplo 1: Um levantamento da Associação Americana de Investidores Pessoa Física concluiu que 20% dos seus membros tinham comprado ações diretamente através de uma oferta pública inicial (AAII jornal, julho de 1994). Em uma amostra de 10 membros destes associados verifique:

a) Qual a probabilidade de que exatamente três membros tenha comprado tais ações?

b) Qual a probabilidade de que pelo menos um membro tenha comprado tais ações?

c) Qual a probabilidade de que no máximo 9 membros tenha comprado tais ações?

d) Qual o número esperado de membros que compraram tais ações?

e) Qual a probabilidade de 30% dos membros comprarem tais ações?

Exemplo 2: Repita o exemplo acima considerando que a prob de comprar tais ações é de 40% e os itens “a” até “e” considerarão os membros que não compraram tais ações.