SEMINÁRIO TEOLÓGICO VIDA E LUZ

Resumo Teologia Sistemática
Professor: Aldemar
Jane Saldanha
Turma 101 - Bacharel

Aulas 01 a 08

26/05/2012

A teologia é chamada de ciência porque consiste em fatos relacionados com Deus e com as coisas de ordem divina. Revelações: Revelação cristã é a manifestação de Deus na pessoa e no trabalho de Jesus Cristo. Fontes da Teologia fora da revelação Cristã A teologia cristã só conhece um Deus: O criador de tudo quanto existe. religião representa as atividades que "ligam" o homem a Deus numa determinada relação. Fazendo uma conexão entre teologia e religião teremos: Religião vem da palavra latina "ligare" que significa "ligar". (Strong) “Teologia é o estudo de Deus e de todas as suas obras”.Doutrina a revelação da verdade como se encontra nas escrituras ( a autoridade esta nos princípios nos princípios bíblicos ). . a fonte principal é a revelação de Cristo (Hb 1:1-4). porém. (Gruden) “Teologia não é somente "a ciência de Deus" nem mesmo " a ciência de Deus e do homem". A revelação foi progressiva: . Teologia Sistemática. ( Hodge) Defina a palavra Teologia.Dogma é a declaração do homem acerca da verdade quando apresentada em um credo ( a autoridade esta no que os homens declaram crer). a pessoa pode ser verdadeiramente religiosa sem possuir um conhecimento sistemático doutrinário. Teologia vem da palavra grega THÉOS que é Deus.Resumo de Teologia Sistemática Matérias folha 01 á 08 Aula 01 O que é Teologia? “Teologia é a ciência de Deus e das relações entre Deus e o universo”. e por outro lado. A verdadeira religião: O cristianismo leva o título de verdadeira religião porque ele prega a Verdade acerca de Deus. de tal maneira que é possível ser teólogo sem ser verdadeiramente religioso. A teologia ou a doutrina assim se descreve: a ciência que trata do nosso conhecimento de Deus e das suas revelações para com o homem. * A religião e a teologia devem coexistir na verdadeira experiência cristã. Definição de Dogma e Doutrina . enquanto a teologia é o conhecimento.1. O que se pode conhecer de Deus esta em Jesus Cristo Cl.15. O alvo da teologia é a certificação dos fatos que dizem respeito a Deus e às relações entre Deus e o universo. E na Teologia Cristã. se acham distanciadas. apresentadas de maneira lógica e ordenada. Ela também dá conta das relações entre Deus e o universo”. e LOGOS que significa ciência ou estudo. na prática. às vezes. cultivando e promovendo as devidas relações deste para com o homem. Assim a religião é a prática.

. Deus abriu todo o tesouro das Suas revelações. Revelou-se especificamente a quem a Sua soberania determinou. pode fornecer dados preciosos a respeito de Deus. Ele é a Palavra final. A revelação para as Escrituras está encerrada. 1 Co13. Prova externa da origem divina: Caso do mar morto. Por esse motivo é que ela é chamada de Palavra de Deus. Jeremias. ( pergaminhos encontrados m uma caverna) Aula 03 Em relação à Palavra de Deus. Deus não continua mais inspirando homens a escreverem as Escrituras. capacitando-os a receber e transmitir a mensagem divina sem mistura e erro. II Tm 3:16. Ap 22:18. Também por ela podemos apreciar a providência divina em guiar e dirigir às nações numa sabedoria por excelência divina. Isaias. AULA 02 Introdução à Bibliologia Inspiração divina é a influência sobrenatural do Espírito Santo como um sopro sobre os escritores da Bíblia.Deus revelou-se primeiramente na vida de Seus servos.19. primeiro Deus revelou e depois inspirou.12 Toda bíblia converge em Jesus Cristo de ponta a ponta. das melhores às piores. Observação: Hoje não há mais inspiração para a Palavra de Deus. estes depois transmitiram por meio das Escrituras essas revelações à posteridade. Dizem as Escrituras que os céus declaram a glória de Deus e o firmamento anuncia a obra das Suas mãos. Sem a ajuda do próprio Deus não entederemos a sua palavra. Neste ponto podemos incluir a História porque na história vamos encontrar o homem em todas as condições. João 14:9. Ex: Moisés. Sl 19:1 Revelação específica: É o ato de Deus se revelar pessoalmente ao homem. Fontes de Teologia fora da revelação cristã: O homem foi criado à imagem e semelhança de Deus e por isso. Por meio dEle . A revelação pode ser geral ou específica: Revelação geral: Deus dá ao homem capacidade para saber de Sua existência: Rm 1:18-21. O Universo é outra fonte de Teologia Sistemática. II Pe 1:21. O que diferencia a Bíblia de todos os outros livros é a sua inspiração divina. Tudo o que Deus pensa e sente a respeito do homem está em Jesus. A revelação em Cristo está completa porque nEle e por meio dEle Deus disse tudo quanto tinha que dizer.

1-2 Jó 38. ( ninguém pode saber se Deus existe) 1. Hb 2. Sabemos que cada escritor tem uma maneira pessoal de escrever.3 / Mq 4.1 Gn 1. 42. Importante: A Inspiração Plenária cessou ao ser escrito o último livro do Novo Testamento ( em Jesus Cristo ). O Espírito Santo tomava posse completamente para que a pessoa registrasse a revelação de Deus sem erro.Deus dava capacitação sobrenatural a esses a quem se revelava para que escrevessem. acrescentando ou tirando alguma coisa. ninguém pode ser chamado de “inspirado” por Deus no sentido de escrever a Bíblia.8-12 3.9-10 / Jo17 Transcendência de Deus.Argumento da crença universal em um ser supremo. II Pe 1:20. 1 Re 8. Ensina que Deus teria escolhido determinados homens para escreverem a Bíblia como robôs.20-2 / 2Tm 3. O Espírito Santo inspirou e cuidou para que não houvesse erro no registro da revelação usando a personalidade e estilo de cada um. Qualquer um poderia escrever Jr 1:9 Teoria da Inspiração Parcial: Ensina que a Bíblia não é a Palavra de Deus mas contém a Palavra de Deus. II Tm 3:16.19. Rm 1. Aula 04 Doutrina de Deus – Sua Existência Imanência – Deus se manifesta agindo pessoalmente na criação.27 Ateísmo e Agnosticismo Ateu é aquela que não acredita na existência de Deus Agnóstico é aquele que não acredita na possibilidade de alguém conhecer Deus. eles não teriam . Teoria do Ditado Verbal: Deus sempre permitiu que os homens fossem seus executores. ***Autores em épocas diferentes e situações diferentes falaram a mesma coisa. Sl.8.21.19-23 2. *** 2Pe 1. A própria Bíblia refuta isso em II Tm 3:16.Argumento da causa e efeito no universo.2 ** Teoria correta a respeito da Inspiração das Escrituras: Teoria da Inspiração Plenária: Ensina que toda a Bíblia é igualmente inspirada por Deus. é importante que Deus seja emanencial.26 Com começar a falar com um Ateu ou agnóstico a respeito de Deus? . 19. cada um tem a sua personalidade e seu estilo de linguagem. Sl. Depois disso. mas sob total inspiração do Espírito Santo.1 A mais perfeita imanência de Deus é EMANUEL Deus conosco. Ap 22:18. Os escritores escreveram com palavras do seu vocabulário.16 **Teorias erradas a respeito da inspiração das Escrituras: Teoria da Inspiração Humana: Capacidade natural – só o homem.9 /Sl. eles não teriam participação nenhuma. Paulo e Lucas possuem um registro mais culto. Por exemplo. Jesus Cristo. Is 2.Argumento da própria natureza humana Sl.

Sl 145.7 – Ap.20-21) Paulo começou a falar das coisas visíveis que eles entenderiam. mas não interage com ele. para depois falar das coisas espirituais. Deus criou o universo.Na concepção deísta. É o pensamento que identifica Deus com o Universo.Diz que Deus está em tudo. (2º Cr 16:9) . tudo está em Deus. há um deus da água. 19. A Bíblia ensina que Deus é revelado mediante a natureza e não que Deus é a natureza.18 . porém não imanente – (Semelhantes aos agnósticos: Deus existe. estando presente em todos os momentos. Eternidade – Deus não teve começo nem terá fim – Ex 3. que criou o mundo.tem um sentido por traz – Não existe ordem sem inteligência – o mundo tem uma ordem nas coisas criadas Sl.19-23 – (Reconheceram a Deus através de sua existência na natureza que começaram a adorar a criação).14-15 Argumento da natureza humana – Não podemos ter a necessidade de algo que não temos. que confunde Deus com a natureza.(Mt 6:25. mas insiste que depois da criação Deus o abandonou para que fosse governado pelas leis naturais. O deísmo admite que haja um Deus Pessoal.14 – Is. Deus é a pedra.Se fundamenta na ideia de que o universo é governado não por uma força só.26 – é soberano – Sl. um deus do fogo. 8-9. Cultuam muitos deuses. Panteísmo . porem irreal: Imanente porem não transcendente – interage no universo e esta acima do universo Politeísmo . ”Alguém tem que ter dado origem a isto tudo” Sl. 42.3 – Is 41.26 Correntes filosóficas que creem em uma divindade. amorosamente falava com se fosse um deles (1Co 9. Essa idéia não é coerente com o ensino das Escrituras.At 17-21-23. Aula 06 e 07 Doutrina de Deus – Atributos incomunicáveis (ou naturais) São eles: 1.1 Temos uma excelência um nível espiritual de pensar – Gn 1. Argumento antropológico (da cauda da moral) Rm 2. que afirmam que Deus se preocupa e interage com a sua criação. Politeísmo é a crença de que existem vários deuses.8-12 – (Demonstração que Deus existe). mas por muitas. Transcendente. Deísmo . Rm 1. Por exemplo.3 – Jo 1. 1-8 2. Sl.4 – “Porque toda casa é edificada por alguém. Deus é o seu Criador.30). Independência – Deus não depende de nada – Jô 5. mas ninguém o alcança). Argumento oncologico – o que causou a ideia de Deus – o homem pensa em Deus . 3.Argumento da Causa e Efeito no universo. Gn 1:1.” 2. Infinitude – Deus não é limitado é ilimitado – nada pode conter Deus . 2. 4. Aula 5 Doutrina de Deus 1 – Argumento da crença Universal em um Ser Supremo. mas quem edificou todas as coisas foi Deus. A pedra é Deus. etc. Argumento cosmológico ( da causa do universo) olhar para o mundo Hb 3. 115. 44.4 3.Como Paulo que estando com os gregos. Subdivisões do argumento da causa e efeito: 1.1-2 – Jó 38. Argumento teológico .

São Paulo. Is.8 nem se arrepende – 1Sm 15. santidade.11 5. João afirma categoricamente que “Deus é amor” (1 Jo 4:8). Millard.19 – Sl 139. 49.Esse é um compêndio claro e muito minucioso da teologia sistemática de uma perspectiva batista.29 – 1Sm 15. HODGE.Pode ser definida assim: Deus conhece a si mesmo e a todas as coisas reais e possíveis num ato simples e eterno.11 – Pv 3. Tiragem:2001) -uma bibliografia anotada muito útil e mais amplamente fundamentada. Teologia sistemática. Deus busca o bem supremo dos seres humanos. mas tenha a vida eterna” (Jo 3:16).4. justiça.43-48 – Cl 3.16 Aula 08 Atributos comunicáveis ou morais: amor. Christian Theology.14 Amor comunicado para levarmos outros à condição de filhos. Trad. Campinas: Luz para o caminho. Valter Martins. Onipotência .essa importante teologia sistemática é muito usada ainda hoje. Aldemar BERKHOF.26 – Ap 21.22 Amor comunicado para ter-nos como filhos. 1990 ( 6a. 5. fidelidade. misericórdia Ao dizermos que o amor é um dos atributos de Deus. Onipresença – Deus esta em todo lugar ao mesmo tempo – Sl. A essa qualidade de tudo conhecer. Teologia sistemática.35 Sugestões bibliográficas: APOSTILA. 1 Co 2:10. Mt. incluindo notas sobres obras de diversos teólogos proeminentes. SP Teologia. Vol 1. Augusti Victoriano. para que todo o que nele crê não pereça.22 Onisciência . afirmamos que Ele se doa eternamente aos outros. 1985 .7-10 6. 139. e Aquele que pode todas as coisas – Mt 19. Jo 13. Imutabilidade – Deus não muda Tg 1.15 – Gl. chamamos onisciência. Louis.Para deus tudo é possível. Amor comunicado porque seria impossível para nos mesmos. Odayr Olivetti. São Paulo: Hagnos.17 – Hb 13. Profª Rosangela APOSTILA DE TEOLOGIA PR. 2001 . ERICKSON. pagando um preço infinito. Trad. Augustus. 2002 esse texto é . Grand Rapids: Baker. 5. Teologia sistemática. Charles. “Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito. Trad. STRONG.

.amplamente usado nos círculos batistas na maior parte do século XX.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful