Você está na página 1de 4

Estudo da reta do R

Equao da reta Denominados equao de uma reta no R, a toda equao nas incgnitas x e y que satisfeita pelos pontos P (x,y) que pertencem a reta e s por eles. Equao: ax + by + c = 0 ( esta equao denominada equao geral da reta).

Exemplos: 1Obter a equao da reta que passa pelos pontos A (1,4) e B (2,2) =0 Det = (4x + 2y +2) (8 + 2x + y) Det = 4x + 2y +2 - 8 2x y Det = 2x + y 6 =0

Equao reduzida a) 2x + y 6 = 0 y= -2x + 6

b) 4x5y10 = 0 y= y= -2

Condio para um ponto pertencer a uma reta Dada uma reta r de equao ax + bx + c = 0 e um ponto P (xo, yo) a condio para P pertencer a r : a(xo) + b(yo) + c = 0, ou seja o par (xo, yo) deve satisfazer a equao de r. Exemplos: Dada a reta r de equao 2x + y -6 = 0 e os pontos P (5,-4_ e Q (-2,8) temos: 2 (xp) + (yp) -6 = 2. (5) + 1. (-4) -6 = 0 10 -4 -6 = 0 logo P pertence a r 2 (xq) + (yq) -6 = 0 2. (-2) +8 -6 = 0 -4 +8 -6 = 0 -2 0 logo Q no pertence a R

Interseco de retas: Se duas retas so ortogonais, tem portanto, um nico ponto em comum, cujas coordenadas satisfazem simultaneamente a ambas equaes dessas retas. Para determinarmos esse ponto de interseco, basta resolver o sistema formado pelas equaes dessas retas. Exemplo: Determine o ponto de interseco das retas de equaes 2x -3y -8 = 0 e 5x +2y -1 = 0 Resolvendo o sistema: + 19x = 19 x= x=1 O ponto de interseco (1,-2) Paralelismo e perpendicularidade de duas retas n (a,b) e n (a, b) => ax + by + c = 0 Dadas r: 2x + 5y -3 = 0 e s: 10x +25y +29 = 0 temos: n = (2,5 ) e n = (10, 25) 2=5 1 = 1 r//s 10 25 2 2 Dadas r: 2x +5y -3 = 0 e s: 10x -4y -1 = 0 n = (2, 5) e n = (10,-4) n.n = 2,10 +5. (-4) = 0 n.n = 20 20 = 0 rs Toda a reta paralela reta r: 3x +2y +1 = 0 admite uma equao de forma 3x +2y +k = 0. Vamos obter a reta s paralela a r e que passa pelo ponto P (4,1) Determinamos: k: 3x -2y + k=0 3(4)+2.(1)+k=0 12 +2 = -k k = -14 Logo a equao de s 3x +2y -14 = 0 Toda reta perpendicular a reta r: 3x +2y +1 =0 admite uma equao da forma 3y 2x +k = 0. Vamos obter a reta perpendicular a r que passa pelo ponto P (4,1) Determinamos k: 3y -2x +k = 0 Logo a equao de s : 3.(1) -2(4) +k = 0 3y-2x +5 = 0 3 - 8 +k = 0 ou k=5 -2x +3y +5 = 0 substituindo: 4x 6y = 16 4 -6y = 16 -6y = 16 -4 y= y= -2

A circunferncia: dcp = r dcp = r = (x-a) + (y-b) Exemplos: A equao da circunferncia de centro C (2,5) e raio r=5 : (x - 2) + (y - 5) = 5 Dada a equao (x+3) + (y-2) = 9 representa uma circunferncia de centro C (-3, 2) e raio 3 Equao normal da circunferncia de centro C (3,5) e raio 4 (x - 3) +(y-5) = 4 (x-3) + (y-5) -4 = 0 x -6x +9 +y -10y +25 -16 = 0 x +y -6x -10y +18 = 0 Dada a equao normal da circunferncia x +y -6x +18y +8 pedem-se: a) as coordenadas do centro C= (a,b) eq. X +y -2ax -2by + c = 0 -2a = -6 -2b = 18 a= 3 b= -9 C = (3,-9) b) raio da circunferncia sendo a= 3, b= -9 e c= 8 C= a + b - r r= 3 + (-9) -8 r= 9 +81 -8 r= Exercicios I - Equao da reta: 1- Determine em cada caso a equao geral da reta que passa pelos seguintes pares de pontos: a) (1,3) e (2,5) b) (-1,-2) e (7,5) c) (-1, 2) e (3,4) 2- Determine a equao reduzida do exerccio 1. 3- Verifique se os pontos A (1,5), B (-2,2) e C (-3,-1) pertencem a reta de equao: 2x +3y 2=0 II - Interseces de reta 4- Determine o ponto de interseco dos seguintes pares de retas concorrentes das equaes:

a) 3x +2y -8 = 0 e 4x +5y -13 = 0 b) 2x -5y -2 = 0 e 3x +5y -28 = 0 III - Paralelismo e perpendicularismo de duas retas: 5- Para que valores de k as retas r e s so paralelas, sendo r: 7x ky +3 = 0 e s: 6x + 2y 10 = 0 ? 6- Verifique se as retas r e s so perpendiculares: a) r: 3x -2y +7 = 0 e s: 8x +12y -15 = 0 b) r: x +7y -10 = 0 e s: y= 7x +3 7- Obter a equao da reta paralela a reta r: 2x +3y +1= 0 e que passa pelo ponto P (5,-2) 8- Obter a equao da reta perpendicular a reta r: 3x y +2 = 0 e que passa pelo ponto P (0,7) IV - Circunferencia 9- Dar a equao normal da circunferncia de centro C e raio r nos casos: a) C= (3,5) e r= 2 b) C= (-2,-1) e r= 1 10- Dar o centro e o raio das circunferncias: a) (x-2) + (y-3)= 4 b) (x+1) + (y+5)= 9

Você também pode gostar