BOLETIM ETENE

Escritório Técnico de Estudos Econômicos do Nordeste - ETENE

Difusão de estudos, pesquisas, inovações tecnológicas e avaliação de programas produzidos pelo BNB-ETENE

ANO 3 - Nº 04 Abril/2012

Nordeste é a região que mais receberá investimentos da União em 2012, aponta estudo

O

Nordeste deve receber R$ 29,1 bilhões em investimentos públicos federais em 2012. Desse total, R$ 19,7 bilhões são oriundos de estatais e R$ 9,4 bilhões do orçamento executivo federal. A previsão consta em análise publicada pelo Escritório Técnico de Estudos Econômico do Nordeste (Etene), na seção Estudos e Pesquisas do portal www.bnb.gov.br. De acordo com relatórios da Secretaria de Orçamento Federal, o Nordeste tem 16,1% das inversões da União, constituindo-se na Região com a maior fatia dos investimentos planejados para o ano. O trabalho apresenta, por estado, os valores previstos, considerando, os do Governo Federal, por meio do Executivo, e os das Empresas Estatais Federais, notadamente, Petrobras e Eletrobras. Levando em conta apenas os investimentos do Executivo Federal, a Bahia é o Estado que receberá o maior

12.000.000 10.000.000 8.000.000 6.000.000 4.000.000 2.000.000 0
No

Investimentos previstos para o Nordeste (R$ Mil) pelo Governo Federal (Executivo e Estatais) em 2012

Executivo Estatal

ste oas ahia eará nhão raíba buco rgipe Norte iauí B rde Alag P C ra Pa nam Se . do Ma r G Pe R.

Fonte: DEST (2012) e MPOG (2012) – Elaboração dos autores. Nota: Coluna “Nordeste” inclui os investimentos que beneficiam mais de um estado da Região; não se trata, portanto, da soma dos nove Estados da Região

montante, cerca de R$ 2,2 bilhões ou 23,2% dos R$ 9,4 bilhões enquanto que, em se tratando dos investimentos das Empresas Estatais, pelo mesmo critério regional, Pernambuco ficará com a maior

parte dos investimentos R$ 9,8 bilhões (50,2% dos R$ 19,7 bilhões em favor da Região, principalmente, por conta da implantação da Refinaria. Abreu e Lima). Leia a íntegra em:

http://www.bnb.gov.br/content/aplicacao/etene/etene/docs/iis_ano_6_n1_investimentos_publicos_federais_ne2012.pdf

Economia do NE supera a nacional no 1o bimestre
á se encontra disponível no site do Etene, a versão de março do boletim BNB - Conjuntura Mensal, com análise sobre o comportamento de variáveis relevantes da economia do Nordeste. O panorama regional, no primeiro bimestre do ano, mostrase mais favorável que o do Brasil como um todo. Indicadores como produção agrícola e industrial, vendas locais, crédito, comércio exterior e arrecadação de tributos federais registraram variações acima da média nacional. Mais em: http://d001int05/content/ aplicacao/etene/etene/gerados/ informe_industria.asp

Empresas financiadas pelo Banco do Nordeste geram mais empregos
valiação de impacto dos financiamentos concedidos pelo Banco do Nordeste ao setor produtivo mostrou a importante contribuição do BNB para a geração de empregos formais na Região. O estudo revelou que o mercado de trabalho do Brasil tem evoluído de forma significativa no que se refere ao número de empregos, apresentando um saldo de 13,2 milhões de novos postos formais de trabalho, no período de 2000 a 2008. Quando se analisa a qualidade do emprego percebe-se que a participação de trabalhadores com rendimento de até 1,5 salário mínimo cresceu 43,93%. Os resultados da avaliação de

J

A

impacto dos investimentos do BNB, e em particular, do FNE , mostraram uma relação direta entre o crescimento do emprego e o aporte de investimentos. A comparação entre empresas financiadas e não financiadas pelo Banco, na Região Nordeste, revelou que o crescimento do estoque de emprego para o conjunto de empresas financiadas no período de 2000 a 2008 foi de 74,04%, enquanto para o conjunto das empresas não financiadas o crescimento foi de apenas 58,83%. Especificamente sobre os investimentos do FNE, o crescimento do estoque de emprego no conjunto das empresas financiadas foi de 146,61% e no das não financiadas a evolução foi de 55,56%.

7.2% em 2008.3%. mercados. no Brasil.1 bilhões. pedúnculo e derivados). Para o setor Agropecuário. o Etene. os recursos do FNE foram distribuídos da seguinte forma: as atividades relacionadas ao meio rural absorveram R$ 3. representando 439. queda de 0. apresentou ao Ministério da Integração Nacional o Relatório de Resultados e Impactos do FNE 2011.gov. A Indústria no Brasil sofreu uma queda de 5.1% em volume na média nacional. respectivamente. o Setor Industrial R$ 1. o Setor de Infraestrutura R$ 2. concluiu o “Diagnóstico da Cadeia Produtiva do Petróleo e Gás no Rio Grande do Norte e a Estruturação de uma Rede de Empresas – A Redepetro-RN”. Federação das Indústrias do Rio Grande do Norte – FIERN. Nesse sentido. iniciada em 2008. O principal foco da Redepetro RN é a geração de negócios pela articulação qualificada entre a demanda e a oferta das empresas do Estado.pdf rabalho do Etene foca cenários. com vistas à superação dos desafios colocados às empresas fornecedoras de bens e serviços desse setor na região.9 milhões.819 operações de crédito. em parceria com a Fundação de Apoio à Educação e ao Desenvolvimento Tecnológico do Rio Grande do Norte e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas – Sebrae/RN. Banco apoia a Redepetro RN C om recursos do Fundo de Apoio as Atividades Socioeconômicas do Nordeste . Referido projeto contou também com a parceria da Petrobrás – UN RN-CE.br/etene – contato: etene@bnb.6% e 1%. crescimento de 0. o Nordeste foi o pior resultado (. comércio externo. tendo por base as contratações realizadas nesse período.6% no valor adicionado bruto. o conjunto de informações produzidas neste estudo podem servir como importante insumo para o planejamento e execução de ações de cooperação. Governos.2%).5 bilhões.0 bilhões. Todos os direitos reservados. Esta foi também a única atividade em que todas as regiões mostraram crescimento em termos reais. dando ênfase ao desempenho da região Nordeste e de seus estados. que alcançaram o montante de R$ 11. cresceram 2. apresentou uma redução Etene divulga análise sobre cadeia produtiva do caju O de 1. O Públicas e Privadas do Estado.5%.9 bilhões. como a baixa produtividade e a resistência à renovação dos pomares antigos. aproveitamento e consumo. apresentou uma análise das Contas Regionais 2009 divulgadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE. Os resultados econômicos do ano de 2009 foram influenciados por uma impactante peculiaridade: os efeitos da crise econômico-financeira internacional. o Produto Interno Bruto – PIB da economia brasileira teve. e Instituições Relatório de Resultados e Impactos do FNE 2011 Etene. redução de 3. Dentre as regiões. respectivamente.gov. apenas o Centro-Oeste e o Nordeste lograram crescimento positivo no ano de 2009.1%).bnb. Setorialmente. por meio da Célula de Avaliação de Políticas e Programas. Pode ainda servir de apoio para o planejamento estratégico para Empresas.2% e 0. na melhoraria da qualidade e no maior aproveitamento dos produtos do caju (castanha. crédito e a estruturação da cadeia produtiva do caju. o Nordeste e o Centro-Oeste alcançaram resultados positivos para o setor.br . o Setor de Turismo R$ 496. Em que considere suas potencialidades. sobre o desempenho da economia brasileira e suas repercussões sobre os estados. Outro objetivo é a ampliação da visibilidade das empresas locais.bnb. o setor Comércio e Serviços R$ 2.Contas regionais Estudo avalia desempenho do Nordeste frente às demais regiões Informe Técnico BNB. no âmbito da Redepetro RN. bem como fomentando a capacitação.5 milhões e o Setor Agroindustrial R$ 336. certificação e inovação tecnológica na região. Após crescer 5. O PIB per capita brasileiro. visando ao ganho de competitividade destas e das instituições vinculadas. oportunizando encontros de negócios. Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico do RN e o Centro Federal de Educação Tecnológica do RN. porém. Reprodução permitida mediante citação da fonte BOLETIM ETENE – www. panorama produtivo dentro e fora do país.gov. em volume. Leia mais em: T http://www. o setor enfrenta dificuldades. em 2009. tanto na parte agrícola.9 bilhão.3% em relação ao ano anterior. como na área agroindustrial.br/content/aplicacao/etene/etene/docs/iis_ano_6_n2_contas_ regionais_2009. onde se fazem prementes ajustes na política de preços e comercialização. O setor Serviços. facilitando a comunicação e inter-relacionamento. riscos. foi o único a apresentar variação positiva no ano de 2009 (2.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful