Você está na página 1de 4

Guio de Leitura O conceito de liberdade, para Manuel Alegre a expresso da sua experincia de vida e o reflexo dos seus ideais.

. O poema abre com uma citao de Paul luard: Je suis n pour te connatre pour te nommer liberte , que significa Eu nasci para te conhecer, para te proclamar Liberdade. Muitos dos poemas de Manuel Alegre, alguns musicados, de forma clara ou mais escondida, refletem este ideal de Liberdade. No poema que vos apresento surgem muitas vezes vocbulos associados a esse conceito de liberdade . Na 1 estrofe a liberdade personificada como algum da qual o sujeito potico est dependente. Na 5 estrofe do poema, diz que o valor supremo precisamente a Liberdade: Esta chama ateada no meu peito Por quem morro por quem vivo

Este nome rosa e cardo Por quem livre sou cativo Manuel alegre portanto cativo da mesma evidenciando mais uma vez o carater antittico (liberdade/cativo) Porque em livre sou cativo

Muitas vezes, o elenco dos nomes feito em pares antitticos, o que revela a complexidade desta realidade: gua/fogo: ptria/exlio; amor/morte; rosa/cardo. A liberdade gua, ptria, amor e rosa, mas frequentemente, a luta para alcanar fogo e cardo que podem conduzir ao exlio e at morte. por isso que para o sujeito potico s existe ptria em liberdade e pela liberdade. Pela liberdade, sujeito potico, est disposto a tudo: ao exlio, ao cativeiro, morte. uma questo de tudo ou nada. Ao longo do poema todos os versos esto escritos na primeira pessoa do singular estando isto

associado ao valor que o sujeito potico confere liberdade parecendo que existe uma relao de cumplicidade entre ambos. A liberdade funciona como sendo um navio no qual o autor j foi marinheiro, mas por ser abalado por uma tempestade resultou em morte. Esta tempestade refere-se provavelmente altura na vida de Manuel Alegre em que este foi preso sendo esta priso smbolo de morte. O autor vive na busca constante da liberdade e na nsia de conseguir permanecer nela toda a sua vida.

Quanto estrutura externa no existe uma rima certa, por isso os versos so considerados soltos. Apenas na 4 estrofe o verso 18 rima com o verso 20. ainda de salientar que na 1 3 4 e 5 estrofe repetido o mote Sobre esta pgina escrevo que funciona como uma chamada de ateno que nos faz recordar qual o tema deste poema. O 1 verso da 1 estrofe uma septilha ou seja uma redondilha maior enquanto que o 1 verso da 3

estrofe uma dcima e quanto 5 estrofe tambm um verso decassilbico. Fazendo uma anlise superficial de toda a potica de Manuel Alegre observei que o poeta no d muita relevncia mtrica ou rima de um poema, Manuel Alegre importa se sim com a mensagem que transmitida nos seus poemas.

Você também pode gostar