Você está na página 1de 74
O que é projeto?
O que é projeto?

Segundo o Project Management Institute (PMI):

Esforço temporário empreendido para criar um produto, um serviço ou um resultado exclusivo”

O que é projeto?
O que é projeto?

Um projeto é um empreendimento temporário cujo

objetivo é criar um produto ou serviço distinto e único.

Temporário um projeto tem um ponto definido de início e de fim.

Único no sentido de que o produto do projeto

pode ser diferenciado de outros.

Projetos versus operações continuadas
Projetos versus operações continuadas

Temporário x permanente

Original x repetitivo

Multifuncional x funcional

Resultado incerto x padrão conhecido

Projetos versus operações continuadas
Projetos versus operações continuadas
Projetos versus operações continuadas
Características:
Características:

Projeto é todo empreendimento:

- Não repetitivo;

- Tem início, meio e fim determinados;

- Com seqüência definida de eventos;

- Com objetivos claros a atingir;

- Dentro de parâmetros limites.

Características:
Características:

“Não repetitivosignifica:

- Cada projeto é diferente de outro, suas características são únicas.

- Mesmo

que

produza

projeto é único.

produtos

conhecidos,

o

- Deve ser conduzido de forma progressiva, isto é,

passo a passo.
passo a passo.
Características:
Características:

“Início, meio e fim determinados” significa que:

A data de início do projeto é conhecida;

A

data

de

fim

determinada;

do

projeto

pode

ser

previamente

O fim do projeto ocorre mesmo que o objetivo total não seja alcançado;

A duração pode ser de uma semana ou de vários anos, mas

nunca infinito.

Características:
Características:

“Seqüência definida de eventos” significa:

Todas as atividades necessárias para execução do

projeto são conhecidas;

As atividades são ordenadas;

As atividades são interdependentes.

Características:
Características:

“Com objetivos claros” significa que:

Todos os envolvidos conhecem perfeitamente que produto ou serviço será entre-gue no final do projeto;

Todas

as

definidos;

características

do

produto

ou

serviço

foram

É possível avaliar se o projeto foi bem sucedido ou não.

Características:
Características:

“Com parâmetros limites” significa que:

Há regras claras a seguir;

Há um orçamento a ser obedecido;

O número de pessoas é definido;

Os recursos não são abundantes;

Existe

ambiente

um liberdade de ação.

externo

que

restringe

a

Porque gerenciar Projetos?
Porque gerenciar Projetos?

- IMPORTÂNCIA

- INCERTEZA

- INTENSIDADE

Porque gerenciar Projetos?
Porque gerenciar Projetos?

Importância do gerenciamento de projetos

Importância

Porque gerenciar Projetos? • Importância do gerenciamento de projetos Importância Complexidade

Complexidade

Porque gerenciar Projetos?
Porque gerenciar Projetos?

Histórico:

- Evolução do pensamento administrativo.

- Departamento de defesa norte americano:

- Pré-segunda guerra mundial;

(Projeto Manhattan - 1945)

- Pós-segunda guerra mundial.

(Henry Gantt / Projeto Polaris 1950)

- Project Management Institute - 1969

Grupos de processos de gerenciamento de

projetos:

- Grupo de processos de iniciação; - Grupo de processos de planejamento; - Grupo de
- Grupo de processos de iniciação;
- Grupo de processos de planejamento;
- Grupo de processos de execução;
- Grupo de processos de monitoramento e
controle;
- Grupo de processos de encerramento.

Áreas de conhecimentos em gerenciamento de projetos:

- Gerenciamento de Integração;

- Gerenciamento de Escopo;

- Gerenciamento de Tempo;

- Gerenciamento de Custos;

- Gerenciamento de Qualidade;

- Gerenciamento de Recursos humanos;

- Gerenciamento de Comunicações;

- Gerenciamento de Riscos;

- Gerenciamento de Aquisições.

- Ética no Gerenciamento de Projetos;

Gerenciamento de integração

Inclui os esforços necessários para coordenar, unificar, definir e combinar as diferentes

atividades de gerenciamento do projeto

Gerenciamento de escopo

Inclui os esforços necessários para a

realização do detalhamento do trabalho

do projeto e controlar suas mudanças

Gerenciamento de tempo

Possui foco no planejamento e controle de

prazos do projeto, desenvolvendo e

controlando o seu cronograma

Gerenciamento de custos

Relaciona-se ao planejamento dos custos do

projeto buscando assegurar que fiquem

dentro do orçamento aprovado.

Gerenciamento de qualidade

Considera os requisitos exigidos pelo cliente para

garantir que o resultado do projeto tenha qualidade

adequada.

Gerenciamento de Recursos humanos

Dedicada aos aspectos relacionados à contratação, treinamento e desenvolvimento da equipe de projeto.

Gerenciamento de comunicações

Área de conhecimento associada à geração,

armazenamento e distribuição das

informações sobre o projeto.

Gerenciamento de riscos

Preocupa-se em identificar, analisar e

responder aos riscos do projeto (negativos ou positivos).

Gerenciamento de aquisições

Focado no processo de aquisições de

materiais, equipamentos ou serviços para o projeto.

Código de ética

Prega o respeito à aspectos como:

- Conflitos de interesse;

- Honestidade;

- Responsabilidade;

- Conceito de certo x errado.

Relações entre as principais partes envolvidas no projeto

Relações entre as principais partes envolvidas no projeto “Stakeholders”

“Stakeholders”

Principais partes envolvidas no projeto:

Patrocinador: A pessoa ou o grupo que fornece os recursos financeiros, em dinheiro ou em espécie, para o projeto.

Gerente do projeto: Pessoa responsável pelo gerenciamento do projeto.

Equipe de gerenciamento do projeto: Membros da equipe

diretamente envolvidos com o gerenciamento do projeto.

Equipe do projeto: O grupo que está executando o trabalho do projeto

Partes interessadas ou “Stakeholders”: todos que possuem algum interesse no projeto

Conceitos iniciais sobre projetos:

- Subprojeto;

- Programa;

- Portfólio.

• Conceitos iniciais sobre projetos: - Subprojeto; - Programa; - Portfólio.

Subprojeto

- Qualquer subdivisão de um projeto maior

que possa ser gerenciada como um projeto

separado

Avião Sistemas eletrônicos Sistemas de propulsão Estrutura
Avião
Sistemas
eletrônicos
Sistemas de
propulsão
Estrutura
maior que possa ser gerenciada como um projeto separado Avião Sistemas eletrônicos Sistemas de propulsão Estrutura

Programa

- Conjunto de projetos e subprojetos

relacionados ou que possuam algum tipo de

similaridade.

Projetos da Linha branca Desenvolvimento de geladeiras Desenvolvimento de fogões Desenvolvimento de lava-louças
Projetos da
Linha branca
Desenvolvimento
de geladeiras
Desenvolvimento
de fogões
Desenvolvimento
de lava-louças
Projetos da Linha branca Desenvolvimento de geladeiras Desenvolvimento de fogões Desenvolvimento de lava-louças

Portfólio

- Conjunto de projetos e programas que

podem ou não serem relacionados e que

compõem a carteira de projetos da

organização

Portfólio de políticas públicas Programas Projeto de melhoria Programas educacionais de saneamento de saúde
Portfólio de
políticas públicas
Programas
Projeto de melhoria
Programas
educacionais
de saneamento
de saúde
Portfólio de políticas públicas Programas Projeto de melhoria Programas educacionais de saneamento de saúde

Portfólio

Programa 1 Programa 2 P8 P1 P2 P3 P6 P7 S1 S2 Subprojetos P5 Projetos
Programa 1
Programa 2
P8
P1
P2
P3
P6
P7
S1
S2
Subprojetos
P5
Projetos
P4
Portfólio Programa 1 Programa 2 P8 P1 P2 P3 P6 P7 S1 S2 Subprojetos P5 Projetos

Ciclo de vida do projeto:

É o período que vai do início ao fim do

projeto, passando por suas várias fases.

É diferente do ciclo de vida do produto, que

costuma ser bem maior

ao fim do projeto, passando por suas várias fases. É diferente do ciclo de vida do

Ciclo de vida do projeto e do produto

Ciclo de vida do projeto e do produto
Ciclo de vida do projeto e do produto

Documentos mais importantes em GP

Termo de abertura do projeto (Project Charter)

Documento que autoriza formalmente o projeto, delegando poderes e recursos organizacionais ao gerente de projeto. Contém as premissas

e restrições do projeto e descreve as suas entregas

Declaração de escopo preliminar (Initial Scope Statement)

Descreve de forma detalhada, mas ainda preliminar como será o

trabalho do projeto.

Plano de gerenciamento do projeto (Project Plan)

É o principal documento do projeto, inclui como o projeto será

executado, coordenado, controlado e encerrado envolvendo todas as

áreas de gerenciamento de projeto.

como o projeto será executado, coordenado, controlado e encerrado envolvendo todas as áreas de gerenciamento de

Outros conceitos importantes:

PREMISSAS:

Suposições iniciais que são consideradas hipoteticamente

durante o projeto (não existe certeza absoluta)

Ex: A cotação do dólar não ultrapassará R$ 1,80

RESTRIÇÕES:

Limites estabelecidos e que devem ser necessariamente respeitados durante o projeto.

Ex: O projeto não poderá ultrapassar 90 dias.

e que devem ser necessariamente respeitados durante o projeto. Ex: O projeto não poderá ultrapassar 90

Características do gerente de projeto

LIDERANÇA

COMUNICAÇÃO

NEGOCIAÇÃO

SOLUCIONAR PROBLEMAS

INFLUÊNCIA

MOTIVAÇÃO

Características do gerente de projeto LIDERANÇA COMUNICAÇÃO NEGOCIAÇÃO SOLUCIONAR PROBLEMAS INFLUÊNCIA MOTIVAÇÃO

Principais problemas em projetos

Especificação inadequada dos objetivos do projeto;

Detalhamento inadequado do trabalho do projeto;

Estimativas de tempo e de recursos erradas;

Problemas de comunicação;

Falta de padrões para o gerenciamento de mudanças;

Riscos não identificados e riscos com plano de resposta ruim;

Conflitos de interesse e disputas de poder;

Falta de preparo dos envolvidos;

Falta de aprendizagem organizacional.

de interesse e disputas de poder; • Falta de preparo dos envolvidos; • Falta de aprendizagem
Fundamentos teóricos do Gerenciamento de Ambientes Computacionais
Fundamentos teóricos do Gerenciamento
de Ambientes Computacionais

Redes de comunicação de dados;

Necessidade de Instalação e manutenção desses ambientes;

Características heterogêneas;

Resolução de Problemas;

Grande volume de informações;

Grande complexidade;

Necessitam de Alta disponibilidade;

de Problemas; • Grande volume de informações; • Grande complexidade; • Necessitam de Alta disponibilidade;
Processos de Gerenciamento
Processos de Gerenciamento

Agrupados em cinco disciplinas, que são:

Gerenciamento de Falhas;

Gerenciamento de Configuração;

Gerenciamento de Segurança;

Gerenciamento de Performance;

Gerenciamento de Contabilização;

• Gerenciamento de Segurança; • Gerenciamento de Performance; • Gerenciamento de Contabilização;
Gerenciamento de Falhas
Gerenciamento de Falhas

Processos necessários para localizar, isolar e corrigir problemas ou falhas:

Localizar basicamente duas técnicas são utilizadas na coleta de informações sobre a rede. A primeira consiste em registrar eventos

críticos; a segunda consiste em realizar um

teste periódico (polling) nos dispositivos de

rede à procura de uma falha. Um determinado

evento é assinalado ou considerado como

crítico, dependendo da política adotada

à procura de uma falha. Um determinado evento é assinalado ou considerado como crítico, dependendo da
Gerenciamento de Falhas - Localizar
Gerenciamento de Falhas - Localizar

Registrar eventos críticos - Um evento critico é um sinal transmitido por um dispositivo quando uma condição de falha ocorre ou um limite pré-

estabelecido é alcançado. Nesse caso a iniciativa

parte do agente e o sistema gerente comporta-se somente como ouvinte, aguardando as

informações chegarem.

a iniciativa parte do agente e o sistema gerente comporta-se somente como ouvinte, aguardando as informações
Gerenciamento de Falhas - Localizar
Gerenciamento de Falhas - Localizar

Teste periódico (pooling) Consiste em testar

periodicamente os dispositivos para verificar o seu

status e procurar pela ocorrência de falhas. Deve- se balancear o intervalo de tempo do teste versus o

consumo de banda na rede. Quanto menor o tempo de intervalo entre os testes, maior o consumo de banda. O agente responde com informações de gravadas em sua base de informações de gerenciamento (MIB Management Information Base).O pedido pode ser para uma informação em específico ou várias variáveis.

(MIB – Management Information Base).O pedido pode ser para uma informação em específico ou várias variáveis.
Gerenciamento de Falhas - Isolar
Gerenciamento de Falhas - Isolar

Identificar e isolar o elemento ou agente

causador da falha Consiste em determinar

exatamente o elemento ou agente que está falhando e isolá-lo do restante do ambiente, a fim

de que este continue a funcionar sem interferências, ainda que com performance ou funcionalidade reduzidas.

a fim de que este continue a funcionar sem interferências, ainda que com performance ou funcionalidade
Gerenciamento de Falhas - Corrigir
Gerenciamento de Falhas - Corrigir

Corrigir a falha Esse processo consiste em

reconfigurar ou modificar a rede para que se

minimize o impacto de sua operação sem o componente danificado e reparar ou substituir os

componentes que estão falhando, de modo a retornar a rede ao seu estado inicial de pleno funcionamento.

ou substituir os componentes que estão falhando, de modo a retornar a rede ao seu estado
Gerenciamento de Configuração
Gerenciamento de Configuração

Processos necessários para inventariar e

configurar componentes da rede.

Por exemplo, suponha que seja necessário

atualizar o firmware dos switches de uma rede.

Com uma ferramenta de gerenciamento de configuração pode-se ter uma lista de todos os

switches e suas respectivas versões atuais de

firmware. Uma ferramenta de gerenciamento de configuração pode portanto, realizar o

inventário de HW e SW da rede bem como

realizar a instalação automática e remota de

SW´s.

pode portanto, realizar o inventário de HW e SW da rede bem como realizar a instalação
Gerenciamento de Configuração -
Gerenciamento de Configuração -
Inventariar
Inventariar

Inventariar HW e SW Este processos consiste

em detectar e armazenar informações sobre o HW e

o SW instalados na rede. Pode ser totalmente automatizado com a utilização de uma ferramenta para gerenciamento como o SMS da Microsoft, Tivoli da IBM e o Unicenter TNG da Coputer Associates, dentre outras. A partir do inventário de SW, pode-se também automatizar a distribuição de SW (remotamente) em horários preestabelecidos.

do inventário de SW, pode-se também automatizar a distribuição de SW (remotamente) em horários preestabelecidos.
Gerenciamento de Configuração -
Gerenciamento de Configuração -
Configurar
Configurar

Configurar componentes da rede Consiste em

reconfigurar os componentes de acordo com o

monitoramento do estado dos mesmos

é identificada a partir das medições de desempenho

Geralmente

que podem ter determinado possíveis gargalos na rede, quando é necessária a recuperação de uma falha, ou quando é necessário fazer alterações na configuração de dispositivos por motivos de atualização, falha ou segurança.

é necessário fazer alterações na configuração de dispositivos por motivos de atualização, falha ou segurança.
Gerenciamento de Segurança
Gerenciamento de Segurança

Processos necessários para controlar o acesso

a informações e recursos disponíveis na rede,

definindo quem pode, e em que nível, acessar informações ou utilizar recursos.

Os principais processos de gerenciamento de segurança são:

Diagnosticar a necessidade de segurança;

Definir e implementar a política de segurança;

Coletar e registrar informações de segurança;

a política de segurança; • Coletar e registrar informações de segurança; • Corrigir falhas e manter

Corrigir falhas e manter auditoria;

Gerenciamento de Segurança -
Gerenciamento de Segurança -
Diagnosticar
Diagnosticar

DIAGNOSTICAR a necessidade de segurança.

Esse processo consiste em identificar a

necessidade de segurança, objetivando detectar

falhas de segurança em componentes e recursos

disponíveis, bem como vulnerabilidades que constituam uma ameaça a estabilidade /

funcionamento da rede. Envolve também a

definição do que quer se proteger, contra quem e

em que nível.

estabilidade / funcionamento da rede. Envolve também a definição do que quer se proteger, contra quem
Gerenciamento de Segurança - Definir
Gerenciamento de Segurança - Definir

DEFINIR política de segurança.

Esse processo consiste em estabelecer uma

série de decisões que irão em conjunto,

determinar a postura da organização com relação

a segurança. A política de segurança deve determinar os limites de tolerância e os níveis de

respostas às violações que possam vir a ocorrer.

Deve-se primeiro decidir primeiramente o que é permitido ou não. Esse processo é dirigido pelas

necessidades de cada organização, de modo que

seja possível existir diferentes políticas para

diferentes ambientes.

necessidades de cada organização, de modo que seja possível existir diferentes políticas para diferentes ambientes.
Gerenciamento de Segurança -
Gerenciamento de Segurança -
Implementar
Implementar

IMPLEMENTAR política de segurança.

Esse processo consiste implantar as regras

preestabelecidas na política de segurança. Para

tanto, os componentes e recursos da rede podem

ser reconfigurados ou até mesmo desativados e novos podem ser adquiridos. Essa implementação

pode gerar alterações comportamentais na

organização, alterações funcionais e estruturais do

quadro de pessoal

pode gerar alterações comportamentais na organização, alterações funcionais e estruturais do quadro de pessoal
Gerenciamento de Segurança – Coletar e
Gerenciamento de Segurança – Coletar e
Registrar
Registrar

COLETAR E REGISTRAR informações de

segurança.

Consiste em coletar, armazenar e analisar as

informações relativas à segurança da rede. Avaliar

se as regras da política de segurança da organização estão sendo cumpridas, e identificar

novas falhas de segurança e possíveis ataques

de segurança da organização estão sendo cumpridas, e identificar novas falhas de segurança e possíveis ataques
Gerenciamento de Segurança - Corrigir
Gerenciamento de Segurança - Corrigir

CORRIGIR falhas de segurança e manter trilhas

de auditoria.

Consiste em auditar os sistemas de segurança,

verificando sua conformidade com a política de

segurança implantada. A auditoria consiste em manter registros detalhados sobre quem fez o que

com qual objeto, permitindo detectar possíveis

atividades ilícitas. Tanto a auditoria como o monitoramento são ferramentas que fornecem

subsídios para ajustes de configurações nos

sistemas de segurança, bem como correção de

falhas.

que fornecem subsídios para ajustes de configurações nos sistemas de segurança, bem como correção de falhas.
Gerenciamento de Segurança - Corrigir
Gerenciamento de Segurança - Corrigir

CORRIGIR falhas de segurança e manter trilhas

de auditoria.

O gerenciamento de segurança pode ser semi-

automatizado, com um conjunto de ferramentas

disponíveis no mercado. Tipicamente essas ferramentas permitem monitorar os pontos de

acessos das redes, registrar o que os usuários

estão fazendo, que informação e dispositivos estão acessando. Essas ferramentas possuem

também características de trilha de auditoria (audit

trail) e permitem a geração de sinais sonoros ou visuais.

possuem também características de trilha de auditoria (audit trail) e permitem a geração de sinais sonoros
Gerenciamento de Performance
Gerenciamento de Performance

Processos necessários para assegurar que a rede

tenha capacidade para acomodar as necessidades

dos usuários, detectando possíveis gargalos antes que eles ocorram. Desta forma o administrador pode

agir de forma proativa antecipando-se aos problemas, e tomando as devidas ações. Exemplo:

Medida da utilização de um seguimento de rede;

Medida da utilização de um link;

Colisões;

Broadcast

Medida da utilização de um seguimento de rede; • Medida da utilização de um link; •
Gerenciamento de Performance
Gerenciamento de Performance

Os principais processos envolvidos no

gerenciamento de performance são:

Coletar dados de utilização de dispositivos e de

linhas de comunicação;

analisar dados relevantes;

configurar os limites de utilização;

de dispositivos e de linhas de comunicação; • analisar dados relevantes; • configurar os limites de
Gerenciamento de Performance - Coletar
Gerenciamento de Performance - Coletar

COLETAR dados de utilização de dispositivos e

linhas de comunicação.

Consiste em determinar a taxa de utilização dos

dispositivos (memória, disco, processador, etc) e

de linhas de comunicação (bits enviados / recebidos, taxa de erros, etc). Deve-se levar em

conta o tempo de resposta total, o nível de

rejeição e o grau de disponibilidade (MTBF

mean time between failure)

conta o tempo de resposta total, o nível de rejeição e o grau de disponibilidade (MTBF
Gerenciamento de Performance - Analisar
Gerenciamento de Performance - Analisar

ANALISAR dados relevantes.

Consiste em analisar dados em tempo real ou

dados históricos colhidos durante semanas,

meses ou até anos, verificar erros / falhas e

determinas possíveis tendências

históricos colhidos durante semanas, meses ou até anos, verificar erros / falhas e determinas possíveis tendências
Gerenciamento de Performance -
Gerenciamento de Performance -
Configurar
Configurar

CONFIGURAR os limites de atualização.

Tendo por base as análises anteriores , este

processo consiste em configurar os limites das

taxas de utilização de equipamentos e conexões

da rede, definindo quando um alarme deve ser gerado

os limites das taxas de utilização de equipamentos e conexões da rede, definindo quando um alarme
Gerenciamento de Contabilização
Gerenciamento de Contabilização

Tem como objetivo contabilizar os índices de

utilização por usuário o grupo de um determinado

recurso da rede proporcionando subsídios que podem servir de base para cobrança, bem como detectar os que estejam abusando do seu privilégio de acesso e prejudicando com isso a utilização dos recursos por outros usuários ou ainda dar indícios de recursos subutilizados que podem ser remanejados e melhor aproveitados.

por outros usuários ou ainda dar indícios de recursos subutilizados que podem ser remanejados e melhor
Gerenciamento de Contabilização
Gerenciamento de Contabilização

Os principais processos envolvidos no

gerenciamento de contabilização são:

Obter dados sobre a utilização dos recursos da

rede;

configurar o uso dos recursos por cotas;

contabilizar os usuários pelos usos dos recursos;

recursos da rede; • configurar o uso dos recursos por cotas; • contabilizar os usuários pelos
Gerenciamento de Contabilização - Obter
Gerenciamento de Contabilização - Obter

OBTER DADOS sobre a utilização dos recursos.

Consiste em coletar dados estatísticos sobre a

utilização dos recursos que pode incluir por

exemplo o número de transações e de acessos a

um banco de dados, tempo de login de um determinado usuário na rede, qtde de horas de

acesso a Internet e número total de bytes ou

pacotes enviados e recebidos.

determinado usuário na rede, qtde de horas de acesso a Internet e número total de bytes
Gerenciamento de Contabilização
Gerenciamento de Contabilização

CONFIGURAR o uso dos recursos por quotas.

Consiste em configurar o uso dos recursos por

meio de quotas por usuário ou grupo de usuários,

com a finalidade de balancear seu uso,

distribuindo de maneira mais equitativas esses

recursos.

ou grupo de usuários, com a finalidade de balancear seu uso, distribuindo de maneira mais equitativas
Gerenciamento de Contabilização
Gerenciamento de Contabilização

CONTABILIZAR as usuários pelo uso dos

recursos

• Consiste em “cobrar” pela utilização dos recursos

de rede. Pode ser por evento ou mensal pela

utilização do recurso, ou ainda, com base na

quantidade do recurso consumido.

rede. Pode ser por evento ou mensal pela utilização do recurso, ou ainda, com base na