PLANO DE AULA I. IDENTIFICAÇÃO ESCOLA PROFESSOR SÉRIE Ed.

Infantil TURMA 5 anos TURNO Matutino Infância Feliz

ÁREAS DO CONHECIMENTO Língua Portuguesa, Literatura Infantil e Artes CONTEÚDO/ASSUNTO DURAÇÃO Leitura, Produção de texto e Sistema Alfabético

Aproximadamente 5 horas/aula

II.OBJETIVOS ESPECÍFICOS
Os objetivos específicos são proposições referentes às mudanças comportamentais esperadas para um determinado grupo-classe. Consulte a lista de verbos para facilitar a redação dos objetivos.  Ouvir com atenção a história apresentada;  Interpretar a história;  Identificar o motivo principal que levou a princesa a fazer um acordo com o sapo;  Recontar oralmente a história;  Pintar a cena principal da história, identificando-a entre outras ilustrações;  Relacionar os desenhos dos elementos da narrativa às palavras que os nomeiam;  Selecionar, entre as letras do alfabeto móvel, aquela que inicia cada palavra da atividade anterior;  Identificar, entre os seus brinquedos, o preferido;  Desenhar e pintar seu brinquedo preferido, colocar o nome e expor no mural da classe. III. METODOLOGIA A metodologia refere-se às técnicas a serem utilizadas no desenvolvimento da aula: aula expositiva, debate, discussão em grupo, contação de história, dinâmica de grupo, dramatização, exercícios individuais ou em grupo, coreografia, etc. Dinâmica de sensibilização / preparação para ouvir história; Levantamento de conhecimentos prévios dos alunos; Contação de história; Interpretação e reconto oral da história; Exercícios individuais e/ou em grupos; Jogo ortográfico; Exposição de desenhos no mural. III. ETAPAS DO DESENVOLVIMENTO DO PLANO INTRODUÇÃO

(espaço). uma charge. que acordo você faria com o sapo? Você gostou do final da história? Por quê? 4. Separar os desenhos e as palavras de acordo com os elementos da narrativa: personagens. discutindo com a turma sobre a palavrachave da história: brinquedo preferido (bola de ouro).          . solicitar que os pintem e os relacionem às palavras que os nomeiam: sapo. carruagem. se realmente ele é preferido. (personagens). a professora fixa a cartela e a letra no quadro. Dinâmica preparatória para a contação de história: Passaporte mágico. 6.Apresentação de uma situação-problema. cada vez que a professora levantar uma cartela. bola de ouro. perguntar. desenhos. devem ser ajudadas pelas demais ou pela professora. No dia anterior à aula. texto de literatura interessante. Podem ser utilizados imagens. solicitar aos alunos que tragam seu brinquedo preferido para a sala de aula. dramatizações. Jogo: As crianças deverão encontrar. Apresentar três ilustrações e solicitar aos alunos que pintem aquela que se refere à história O rei sapo. poço. As crianças que não conseguirem. dizer que iniciará a história “O rei sapo”. Após a discussão na introdução. 5.  O que seria então um brinquedo preferido? DESENVOLVIMENTO Sequência didática – passo-a-passo da aula – coerente com o assunto. 2. bosque. rei. Apresentar desenhos dos elementos da narrativa. princesa. vídeos. o professor deverá disponibilizar cartelas com as palavras trabalhadas e alfabeto móvel para as crianças. Enredar o leitor na trama da história. Contar a história com auxílio de cartazes em sequência. sátira. você cumpriria o acordo? Se você estivesse no lugar da princesa. castelo. entre as letras do alfabeto móvel. charadas. 3. 1. etc. perguntando:  Quem tem brinquedo?  Qual o seu brinquedo preferido? Por que ele é preferido?  Você daria tudo por seu brinquedo preferido se o perdesse?  O que você daria?  Caso o aluno responda que não trocaria nada por seu brinquedo. 7. Colocá-los sobre uma mesa e. então. Em seguida. com os objetivos propostos e com a introdução 1. uma revisão da aula anterior ou apresentação de uma música. poema. 3. Para isso. Discutir com os alunos os sentidos construídos a partir da história: Por que a história se chama Rei Sapo? Qual foi o acordo que a princesa fez com o sapo? Por que ela fez esse acordo? Como terminou a história? Você acha que ela agiu corretamente com o sapo? Você acha que o pai dela deveria obrigá-la a cumprir o acordo com o sapo? Se você fosse a princesa. Trabalhar o significado da palavra. uma dinâmica de motivação. a letra inicial das palavras trabalhadas na atividade anterior. 2. espaço. as crianças deverão levantar a ficha com a letra que a inicia.

 Papel cenário. verificado qualidade e funcionamento. coreografia.  Alfabeto móvel. charge. Lembre-se de fazer enunciados contextualizados em todas as atividades.ATIVIDADES: Podem ser descritas durante o item desenvolvimento ou neste campo. Apresentar o desenho do brinquedo preferido dos alunos em folhas especiais. IV.  Desenho de cenas de histórias. organização de livro. FECHAMENTO Culminância: Atividades prazerosas.III.RECURSOS:  Material utilizado durante as aulas.  Folha chamex para a dinâmica Passaporte Mágico (uma para cada aluno). Expor as pinturas em um mural com o título “BRINQUEDO PREFERIDO”. (caso não consigam fazer sozinhos. revista. orientações. papel colorido (margem) e letras digitadas para o mural. 2. Pode ser: exposição. a) b) c) V.  Cartelas de cartolina com as palavras dos elementos da narrativa. jornalzinho. etc 1. Deve ser providenciado pelo professor com antecedência. para que pintem e coloquem o nome. dramatização. PINTE SOMENTE A ILUSTRAÇÃO QUE SE REFERE À HISTÓRIA QUE OUVIMOS. a professora deverá ajudar). Editora Paulus. panfleto.  Pequenos cartazes com desenho do brinquedo preferido. etc. mas coerente com a introdução e com o desenvolvimento. Você deve anexar uma cópia de todas as atividades (textos. exercícios.) ao plano de aula.  Cartazes com cenas em sequência da história (material para a contação de história). .  Livro “O rei sapo” dos Irmãos Grimm.

1. SAPO PRINCESA REI POÇO CASTELO BOSQUE BOLA DE OURO CARRUAGEM . PINTE OS DESENHOS E LIGUE-OS AOS SEUS NOMES.

CIRCULE OS DESENHOS QUE SÃO PERSONAGENS DA HISTÓRIA E COLOQUE UMA CRUZ NOS DESENHOS ONDE OCORREU A HISTÓRIA. CARRUAGEM POÇO BOLA PRINCESA CASTELO CASTELO REI SAPO .

poder de síntese ao recontar a história. O rei sapo. reconhecimento de palavras e letras . durante o processo de aprendizagem. 2004. Isso permite reelaborar as atividades e/ou elaborar atividades novas e/ou diversificadas que possibilitarão o avanço dos alunos 1. 3. GRIMM. o que o aluno já sabe fazer sozinho. Observar o que o aluno consegue fazer sozinho ou com ajuda. Registrar. REFERÊNCIAS: BRASIL. identificação de idéia principal da história. isto é. Irmãos. Registro.VII. no caderno de acompanhamento dos alunos. 2. Selecionar situações de avaliação diversificadas. quais as formas e como será feito o registro se necessário. . em caderno próprio do professor. Joana. Caminhos da literatura infantil: dinâmicas e vivências na ação pedagógica. AVALIAÇÃO: Os objetivos do ensino balizam a avaliação: são eles que permitem a elaboração de critérios para avaliar a aprendizagem dos conteúdos. 2004. Parâmetros Curriculares Nacionais – Ensino Fundamental. São Paulo: Paulus. 2 ed. CAVALCANTI. 2001. Observação da participação do aluno nas discussões. das dificuldades do aluno em relação às atividades desenvolvidas: respostas às questões de interpretação. p 95) No planejamento da avaliação é importante considerar a necessidade de: Avaliar continuamente o desenvolvimento do aluno. coerentes com os objetivos específicos propostos. sem ajuda.” (PCN. 2. e o que ele ainda não sabe. Ed. 2004.    VIII. Brasília: MEC/SEF. os avanços e as dificuldades. Ministério da Educação e do Desporto – SEF. São Paulo: Paulus.  Descrever como acompanhará a aprendizagem dos alunos.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful