Centro Universitário da Fundação Educacional de Barretos – UNIFEB Engenharia Química

Experimento 8 – Reações dos elementos do grupo VA ou 15

Química Inorgânica

Nome dos Componentes do Grupo

RA

Nota

BARRETOS/SP 2012

1. TÍTULO: Experimento 8 – Reação dos elementos do Grupo VA ou 15

que é sólido à temperatura ambiente. 4. Os átomos de todos os elementos do grupo 15 apresentam cinco elétrons na camada de valência. tóxico. fósforo (P). um gás incolor. que é um sólido polimérico. bastante reativo. torna-o muito estável. cuja ligação tripla entre átomos de nitrogênio. Se o fósforo branco for aquecido a 250ºC. constituído pelos átomos de nitrogênio(N).2. antimônio (Sb) e bismuto (Bi) e Unumpentio (Uup). O fósforo pode ser encontrado na fora de fósforo branco. que são sólidos e possuem várias formas alotrópicas. INTRODUÇÃO: O Grupo IIA ou 2 é constituído pelos átomos de: Elementos Símbolos Nitrogênio N Fósforo P Arsênio As Antimônio Sb Bismuto Bi Unumpentio Uup Tabela 1 – elementos e símbolos do grupo 15 ou VA. insípido. arsênio (As). Esta configuração dá aos elementos. inodoro. forma-se o fósforo vermelho. 3. Eles são caracterizados pela configuração eletrônica ns2 np3 da sua camada de valência. O nitrogênio é encontrado na forma de molécula N2. RESUMO: O grupo 15 ou VA é conhecido como Família do Nitrogênio. . mole. cuja forma da molécula P4 é tetraédrica. O nitrogênio difere-se dos demais elementos do grupo. O nitrogênio e o fósforo são não-metais. uma variação no número de oxidação de -3 à +5. Reage com o ar úmido e a 35ºC inflama-se espontaneamente. OBJETIVO: Estudar algumas relações dos elementos do grupo VA ou 15 (metais alcalinos). o arsênio é um metalóide e o antimônio e o bismuto são metais.

Co.F. o antimônio e o bismuto são sólidos e se apresentam em várias formas alotrópicas. galena (PbS). assim como o germânio e o gálio. México. O seu principal mineral a apatita. também chamado de “salitre do Chile”. O maior depósito de apatita do mundo está localizado na península de Kola. A arsenopirita (FeAsS). compondo 78. que não ocorre na crosta terrestre. As mais importantes fontes do elemento são as diversas variedades de rochas fosfatadas. mas existem inúmeros minérios contendo antimônio. Assim. O principal mineral é a bismutinita e quase sempre ocorre associado ao bismuto nativo. Os maiores produtores são o Peru. esfarelita (ZnS).Ela ocorre em minérios de estanho e tungstênio nos depósitos de alta temperatura. O unumpentio é um elemento artificial. O arsênio. embora poucos sejam utilizados comercialmente. Bi 271 1564 O caráter metálico no grupo segue a tendência geral aumentando de cima para baixo no grupo. Estados Unidos e Canadá. As reservas de arsenopirita estão espalhadas pela crosta terrestre. Zn e Sn). O bismuto elementar ocorre em veios de rochas cristalinas e gnaisse (rocha metamórfica). estável ao ar e só sofre ignição a 400ºC. que é altamente polimerizado e ainda mais estável. O fósforo não é encontrado livre na natureza. pirita(FeS2) e calcopirita (CuFeS2).associado com os minérios de prata e cobre. é o mineral mais comum do arsênio. arsênio e antimônio são metalóides e o bismuto é um metal.O nitrogênio é o gás mais abundante da atmosfera. A estibinita é mais importante minério de antimônio. (C°) -195. sendo o mais relevante onitrato de sódio (NaNO3). obtém-se o fósforo preto.Pontos de fusão e de ebulição dos elementos do grupo 15 ou VA. O bismuto é um elemento raro.8 281 615 1587 Tabela 2 . encontrado em reservas expressivas no norte do Chile.bem menos reativo. O bismuto. Antimônio elementar ocorre raramente na natureza.03% do ar. Se o fósforo branco for aquecido a pressões elevadas. próximo a Kirovsky. Pb. nitrogênio e fósforo são não-metais. na Bolívia e nos Estados Unidos. Bolívia. Ele está normalmente associado a minérios de vários metais (Ag. e não ocorre em abundância na natureza.E. encontradas na crosta terrestre.Ocorre em proporções muito menores em alguns minerais. expande-se ao passar de líquido para sólido N P As Sb P. na Rússia. as principais estão na Inglaterra. . (°C) -210 44 816 631 P.

Z = 15. A forma branco-beta é estável abaixo de -77° C.20 g. preparada por aquecimento do fósforo branco a 300° C com catalisador de mercúrio. MA = 14. O gás é diatômico e relativamente inerte. O fósforo vermelho. PE = -195. configuração eletrônica: [Ne] 3s2 3p3. O fósforo branco-alfa consiste de tetraedros de P4 . Ocorre no ar (cerca de 78% em volume) e é constituinte essencial de proteínas e ácidos nucleicos dos organismos vivos. Ele tem dois isótopos naturais: 14N e 15N (cerca de 3%). Forma fosfetos com metais e se liga covalentemente formando compostos de fósforo (III) e fósforo (IV). Reage com hidrogênio a altas temperaturas e com oxigênio durante descargas elétricas.cm-3 (preto). Foi descoberto em 1669 por Brandt.8°C. Ocorre em várias rochas de fosfato e é extraído por aquecimento de carvão (coque) e óxido de silício (IV) em forno elétrico (1500° C). O fósforo é um elemento essencial dos organismos vivos.82 g. Rutherford. configuração eletrônica: 1s2 2s2 2p3. Z = 7. Também há uma forma alotrópica preta com estrutura do tipo do grafite. d = 2. MA = 30.36 g. O nitrogênio é obtido por destilação fracionada do ar líquido para finalidades industriais.1° C (branco-alfa ). O nitrogênio foi descoberto em 1772 por D.L-1.cm-3 (violeta). que é uma combinação do branco e do violeta. . O elemento é usado no processo de Harber para produção de amônia e também na criação de atmosfera inerte em processos de soldagem e metalurgia. d = 1. O elemento é muito reativo. Fósforo (P) Elemento não metálico pertencente ao Grupo V da Tabela Periódica.Nitrogênio (N) Elemento gasoso incolor pertencente ao Grupo V da Tabela Periódica.0067. d = 2. Se o fósforo branco-alfa for dissolvido em chumbo e aquecido a 500° C obtém-se a forma violeta.. é obtido por aquecimento do fósforo branco-alfa a 250° C na ausência de ar. O fósforo tem várias formas alotrópicas. Junto com ele são produzidos silicato de cálcio e monóxido de carbono. PF = -209. O nitrogênio puro pode ser obtido em laboratório por aquecimento de azida de metal.70 g.cm-3 (vermelho).cm-3 (branco).2506 g. d = 1. d = 2. PE = 280° C (branco-alfa). Também forma nitretos com certos metais.86°C.9738. PF = 44.

92. sublima a 613ºC. Os compostos de arsênio são venenos acumulativos. Arsênio (As) Elemento semi-metálico do Grupo V da Tabela Periódica. fosfato de cálcio. Z = 33. configuração eletrônica: [Ar] 4s2 3d10 4p3. mas as principais fontes são impurezas em minérios de sulfeto e nos minerais orpimento (As2S3) e realgar (As4S4). d = 5. que é reduzido por hidrogênio ou carbono a arsênio metálico. fosfatos e fertilizantes. Tem brilho vítreo. Costuma surgir confusão porque o As4O6 é frequentemente vendido como arsênio branco. Tem três formas alotrópicas: amarela. MA = 74.cm-3. O elemento é incluído em ligas à base de chumbo para promover o endurecimento delas. Ocorre em várias cores. ácido oxidante concentrado e álcalis quentes. OH) (PO4)3. varia de transparente a opaco. Cl. A apatita e o fosforito são os minérios usados na fabricação de ácido fosfórico. Acredita-se que Albertus Magnus tenha sido o primeiro a isolar este elemento em 1250. traço branco a amarelado. Na forma elementar reage com halogênios. Os minérios são aquecidos no ar para formar óxido de arsênio. Apatita minério de composição Ca5(F.7 g. . Compostos de arsênio são usados em inseticidas e como agente dopante em semi-condutores. preta e cinza. A forma metálica cinza é a estável e a mais comum. Mais de 150 minerais contêm arsênio.Imagem 1: Apatita.

vidros e borrachas.75. Sb2S3.5ºC. d = 6. A principal fonte é a estibinita.73 g.cm-3. obtidas a baixa temperatura. É atacado por agentes ácidos oxidantes e por halogênios. em estruturas metálicas e em latas. procedente do Leste Europeu. O elemento queima no ar mas não é afetado pela água nem por ácidos diluídos. Z=51. Sb2S3 da qual ele é extraído por redução por ferro metálico ou por queima (para dar o óxido) seguida de redução com carbono e carbonato de sódio. sem importância econômica. O antimônio amarelo e o preto são formas não metálicas. As. em soldas. Imagem 3: Amostra de estibinita ou antimonita. A mais estável tem aspecto de metal esbranquiçado. esmaltes. PF = 630. Antimônio (Sb) Elemento metálico pertencente ao grupo do nitrogênio na Tabela Periódica. Bismuto (Bi) . configuração eletrônica: [Kr] 4d10 5s2 5p3. Seus compostos são usados em tintas à prova de fogo. instáveis. MA = 121. PE = 1380ºC. Foi descrito pela primeira vez por Tholden em 1450.Imagem 2:Minério de arsênio nativo. Também é abundante no Brasil. cerâmicas. O antimônio tem várias formas alotrópicas. O principal uso do metal é como elemento de liga em placas de baterias de chumbo.

PF = 271. Os compostos de bismuto quando livres de chumbo são usados em medicamentos e cosméticos. Suécia e Bolívia. EUA. etc. Junine demonstrou que o bismuto era um elemento distinto do chumbo. É usado em ligas para solda de baixo ponto de fusão.98. Z = 83. com estanho e cádmio. O bismuto é o mais diamagnético de todos os metais e sua condutividade térmica é mais baixa do que a de qualquer outro metal exceto o mercúrio. PE = 1560°C. O metal é extraído por redução do óxido de carbono. Também encontrada no Brasil. vapor d’água a alta temperatura e halogênios. Imagem 5: Amostra de bismutinita.Metal cristalino branco com tons de rosa. México. Imagem 4:Pepita de bismuto procedente da Alemanha. Inglaterra e Bolívia. Ununpentio (Uup) . Japão. procedente do Colorado. Em 1753 C.cm-3. Aplicações mais recentes incluem o uso de bismuto como catalisador na produção de fibras acrílicas. Bolívia e Canadá. em termopares. Alemanha. MA = 208. Bi2S3. Os maiores produtores são Peru. Encontrado também no Brasil. Queima no ar gerando chama azul e fumaça amarela de óxidos. Os seus minérios mais importantes são bismutinita (Bi2S3) e bismita (Bi2O3). Também ocorre naturalmente na forma nativa. G. configuração eletrônica: [Xe] 4f14 5d10 6s2 6p3 .3°C. pertencente ao grupo do nitrogênio na Tabela Periódica. d = 9.78g. Estas ligas se expandem durante a solidificação. O metal tem alta resistência elétrica e efeito Hall intenso quando submetido a campos magnéticos. Também é usado em dispositivos de segurança termicamente estimulados para detecção de incêndios. É atacado por ácidos oxidantes.

de aspecto prateado. número atômico 115 (115 prótons e 115 elétrons). provavelmente metálico. cinco) ou eka- bismuto (semelhante ao bismuto) é um elemento químico sintético. deteriou em átomos de ununtrio (113) numa fração segundo. um. Estes átomos. símbolo temporário Uup.O Ununpentio (nome temporário. MATERIAIS E MÉTODOS: 5. Em 1 de fevereiro de 2004. A equipe relatou que bombardeou amerício (número atômico 95) com cálcio (número atômico 20) para produzir quatro átomos de ununpentio. 5. porém os resultados ainda não foram confirmados.MATERIAIS : • Tubo de ensaio • Garras • Suporte universal • Cuba com água • Bico de Bunsen • Pipeta • Béquer • Pisseta com água • Mangueira de borracha transparente • Tripé e Tela • Pinça metálica • Rolha • Kitassato . pertencente ao grupo 15 da tabela periódica. É um elemento transurânico. segundo o relato.1. provavelmente com massa atômica [288] u .2 segundos antes de decair em elementos naturais. sólido. A descoberta foi anunciada por cientistas russos e norte-americanos no início de 2004. O ununtrio produzido estabilizou durante 1. e por cientistas norte-americanos do "Lawrence Livermore National Laboratory" . a síntese dos elementos ununtrio eununpentio foi relatada por uma equipe composta de cientistas russos na Universidade de Dubna do "Joint Institute for Nuclear Research". A descoberta do elemento ainda não foi confirmada. do latim um. radioativo.

2.3.• Colher de metal • Estante para tubo de ensaio • Pinça de madeira • Espátula 5. Montada a aparelhagem necessária para a reação: (1) Kitassato (2) Garra (3) Rolha (4) Mangueira de borracha (5) Tubo de Ensaio (6) Cuba com água (7) Bico de Bunsen . REAGENTES: • • Cloreto de amônio (NH4Cl) Nitrito de sódio (NaNO2) Fita de Magnésio • • Água • Papel de Tornassol • Hidróxido de sódio (NaOH) • Fenolftaleína • • Amônia (NH3) Fósforo em pó 5. MÉTODOS: Procedimento 1: Obtenção do nitrogênio e suas propriedades.

Inseriu-se um pedaço de fita de magnésio no tubo de ensaio e em combustão provocada pela exposição no bico de Bunsen no tubo de ensaio contendo o Nitrogênio. A solução foi aquecida e os vapores desprendidos foram testados pelo papel tornassol.1 na capela exceto a cuba com água. Procedimento 3: Deslocamento do equilíbrio em uma solução aquosa de amônia. Foram observados a cor o odor e a densidade no NH3 recolhido. O gás liberado foi recolhido em 2 tubos de ensaio e os tubos vedados com rolhas. Foram colocados reagidos o amônio e o nitrito de sódio.Imagem 6: Aparelhagem obtenção do gás nitrogênio. Utilizando uma aparelhagem similar a utilizada no procedimento 2. Aqueceu-se a solução no kitassato do sistema após a ebulição da solução a primeira porção de gás nitrogênio foi dispensada e recolhido o seguinte em um tubo de ensaio que foi arrolhado. Ao termino da combustão a fita de magnésio foi solta dentro do tubo e adicionada água. este antes foi dissolvido em 4 mL de água até alcançar a saturação. Foi testada a solubilidade da amônia a invertendo cuidadosamente dentro de um béquer contendo água e gotas de fenolftaleína. Procedimento 2: Obtenção da amônia. Foram colocados no kitassato 2g de NH4Cl 3mL de água destilada e 3mL da solução de NaOH e foi aquecido ligeiramente. .

Procedimento 5: Oxidação do fósforo e formação dos seus óxidos e ácido. Foi aquecida uma pequena quantidade de fósforo em uma colher de metal. Resultado e Discussões: Procedimento 1: Obtenção do nitrogênio e suas propriedades. Após aquecimento dos reagentes o N2 se libera da reação e o gás é retido através do sistema dentro do tubo de ensaio arrolhado. outro foi deixado no estado normal. ou seja. Nitrito de sódio. até o material entrar em combustão e assim o fósforo foi introduzido em um tubo de ensaio. Procedimento 4: Volatilidade de sais de amônio: sublimação . foram adicionadas várias quantidades pequenas água e misturado até não ter mais a presença do nitrito de sódio na água. porém antes a primeira parte liberada não é recolhida. 4mL de água e 2 gotas de fenolftaleína a solução foi agitada cuidadosamente e assim dividida em mais 2 tubos de ensaio. 6. Após o termino da combustão foram adicionados 2 mL de água destilada e 3 gotas do indicador de ácido-base metilorange. após isso comparado a coloração dos 3.Em um tubo de ensaio foram adicionados 2 mL de uma solução de 1M de NH4. NaNO2. Em um dos tubos foi adicionado NH4Cl. Observou-se o comportamento de uma espátula de NH4Cl aquecido em um tubo de ensaio. NH4Cl (aq) + NaNO2 (aq)  N2 (g) + NaCl (aq) + 2 H2O Ao colocar a fita de Magnésio na chama do Bico de Bunsen ela entra em combustão e emite uma luz inicialmente alaranjada. inicialmente em cristais foi diluído em 4mL de água até se tornar um solução saturada. . outro foi aquecido. desarrolhando o tubo de ensaio e colocando a fita ainda em combustão dentro a chama clareia até formar uma camada esbranquiçada em cima e se apagar. Tendo também a formação de NaCl e de água.

Consequentemente. Procedimento 2: Obtenção da amônia.apresentando caráter básico.2 Mg + O2  2MgO O resto do Magnésio foi solto dentro do tubo com 3mL de água e os vapores desta reação ao alteraram o papel de tornassol rosa umedecido. . como mostra a reação: NH4Cl  NH4+ + ClOs íons NH4+ participam do equilíbrio de dissociação da amônia inicial e um aumento na sua concentração provoca o deslocamento desse equilíbrio no sentido de consumir o excesso de NH4+ adicionado (efeito do íon comum). o que pode ser evidenciado pela perda parcial da coloração rósea. Procedimento 3: Deslocamento do equilíbrio em uma solução aquosa de amônia. Ao adicionar cloreto de amônio à solução acarreta um aumento na concentração de íons NH4+ devido à dissociação do sal.também diminui e a solução deixa de ser alcalina. a concentração de OH. Adicionado fenolftaleína na solução esta adquiriu coloração rosa. concluído pela adição da fenolftaleína. Na reação ocorrida há a formação de NH4+ e de OH.

passa de vermelho a azul na presença de azoto NH3 Portanto. Entretanto. O Cloreto de amônio apresenta um caráter de volatilidade. Conferindo a estes elementos numero de oxidação de -3 à +5. sendo esta a parte mais fria do tubo de ensaio. passa do estado solido para o gasoso. ou seja. P4(s) + 5 O2(g) →P4O10(s) 7. fósforo (P). notando a partir dos experimentos as semelhanças e diferenças do elementos do grupo. ou seja. Constituído pelos élementos de nitrogênio(N). antimônio (Sb) e bismuto (Bi) e Unumpentio (Uup). Procedimento 5: Oxidação do fósforo e formação dos seus óxidos e ácido.Já a solução aquosa de amoníaco ao ser aquecida libera NH3 no estado gasoso que pode ser identificado pela mudança de cor do papel de tornesol. Pode-se concluir onde podem ser algumas das funcionalidades diárias de alguns de seus elementos como o Nitrogênio que é um dos elementos mais presentes no Universo. arsênio (As). O cloreto de amônio sublima quando aquecido. obteve-se uma solução de coloração marrom escura. Que apresentam configuração eletrônica ns2 np3 da sua camada de valência. podendo assim concluir que a solução apresenta um caráter básico dado que o metil Orange tende para tons avermelhados se em contado com substancias ácidas e para tons amarelados se em contado com substancias básicas. Procedimento 4: Volatilidade de sais de amônio: sublimação . Conclusão: Foram estudados conceitos sobre os elementos da família do Nitrogênio ( VA ou 15 da tabela periódica) . Após a combustão do fósforo e adição do indicador ácido-base metilorange. quando chega ao topo do tubo de ensaio ele retorna ao estado sólido. o tubo com NH4Cl clareou a cor rósea . . porém o que foi aquecido escureceu dado a liberação de NH3.

8.geocities.pdf Disponível em 18/05/2012 http://www. C. Referências Bibliográficas: Sites: http://www.D. P. Tradução da 5°edição inglesa. Editora Edgard Blucher.ufms.br/daquil/pag-div-elem. M. Química Inorgânica não tão concisa.br/~lp4/ELEMENTOS.cesumar.br/elementos/ Disponível em 18/05/2012 http://www.dqi.ws/brcab/apqi.pdf Disponível em 18/05/2012 Livros: LEE.cdcc. J. KOTZ J.TREICHEL JR.ufsm.html Disponível em 18/05/2012 http://www. São Paulo: Thomson .br/lyceump/aonline/nivelamento/material/apostila_nivela mento_qmc.usp.PDF Disponível em 18/05/2012 http://www. 5ª ed. Química Geral II e Reações Químicas.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful