Você está na página 1de 3

Maldições

Trecho do livro: quebras de maldições hereditárias


Do autor Fábio dos Anjos

As maldições podem vir por três caminhos:


• Por alimento cedido, ofertados a espíritos (oferenda)
• Por objetos
• Por palavras de maldição.

Maldições por alimentos (oferendas)


Os alimentos são o principal instrumento usado para práticas da obra do mal, pois neles
encontramos a forma mais simples e eficaz para que o trabalho de umbanda ou magia
negra seja introduzido na vida da vítima. Quando uma pessoa ingere um alimento
consagrado aos encostos simplesmente o efeito espiritual é bastante drástico, Muitas
vezes a oferenda aos demônios tem por objetivo introduzir um câncer na vítima,
causando diversos desequilíbrios orgânicos onde mais tarde a medicina uma vez
entrando em ação, não conseguirá resolver as sérias seqüelas espirituais deixadas pelos
espíritos.
Sempre existe aquela vizinha que leva pra você um pouco da sobra do aniversário ou
quando é período de festa, Veja, por exemplo, na televisão,, no seriado do Chaves, A
bruxa do 71(Dona Clotilde) sempre leva um alimento pro seu Madruga, as próprias
crianças desconfiam que a comida é enfeitiçada; um outro exemplo é o bombom do
Cosme e Damião no dia 27 de setembro atrai bastante crianças por causa do doce. Aqui
em Belém do Pará temos o círio de Nazaré, onde comidas típicas fazem parte da
tradição sabe-se que esses alimentos se tratam de oferendas a encostos (demônios).
Depois de ingeri-los o responsável pela maldade espera os resultados e acontecimentos,
dependendo da ocasião há um tempo para que os encostos venham começar agir.
O objetivo desses trabalhos com alimento é trazer desgraças como doenças incuráveis,
tragédias, acidentes, miséria, atrasos, problemas financeiros, problemas conjugais,
loucura e morte.

Maldições por objetos


Existem objetos que são consagrados em terreiros e em lugares onde o diabo é cultuado
de forma rigorosa a fim de causar mal a outra pessoa. Geralmente é usada uma peça de
roupa, pois se sabe que as peças de roupas são objetos de intimidade do ser humano.
Outros objetos que podem conter maldições são: anéis, jóias e bijuterias. Conheço casos
em que uma pessoa adquiriu uma maldição satânica lendo livros de magia negra, tipo os
livros como os de São Cipriano, o livro dos mortos (O Necronomicon).
Há casos que os próprios crentes cheios de Deus adquirem maldições no altar dos
templos pentecostais; quando fazem votos de tolos, pegam os envelopes, papeis de
votos e não se preocupam em cumprir, nisso vão acumulando dentro de casa a
desobediência. Com o tempo os problemas financeiro vão chegando e a pessoa não sabe
de que proveio. A solução pra esse problema seria você entregar esses envelopes de voto
com uma oferta a qualquer igreja pentecostal, seria melhor se você entregasse na igreja
em que foi feito o voto, pedindo perdão para o Senhor Jesus pela quebra do voto.
Observação:
Porque esses envelopes de votos tornam-se malditos quando não entregues?
Por que se você observar a trajetória desses objetos, eles são frutos de oração, suplica e
clamor por parte dos missionários que estão na frente da obra de Deus, geralmente o
Senhor fala previamente sobre a campanha a ser realizada, mostra como deve ser feita
nisso Deus começa agir providenciando as bênçãos a ser derramadas.

Maldições por palavras


Em Tiago capitulo três temos uma breve citação sobre a língua e o poder das palavras
confira:
Tiago 3:1 Meus irmãos, não sejais muitos de vós mestres, sabendo que receberemos um
juízo mais severo. Tiago 3:2 Pois todos tropeçamos em muitas coisas. Se alguém não
tropeça em palavra, esse é homem perfeito, e capaz de refrear também todo o corpo.
Tiago 3:3 Ora, se pomos freios na boca dos cavalos, para que nos obedeçam, então
conseguimos dirigir todo o seu corpo. Tiago 3:4 Vede também os navios que, embora
tão grandes e levados por impetuosos ventos, com um pequenino leme se voltam para
onde quer o impulso do timoneiro. Tiago 3:5 Assim também a língua é um pequeno
membro, e se gaba de grandes coisas. Vede quão grande bosque um tão pequeno fogo
incendeia. Tiago 3:6 A língua também é um fogo; sim, a língua, qual mundo de
iniqüidade, colocada entre os nossos membros, contamina todo o corpo, e inflama o
curso da natureza, sendo por sua vez inflamada pelo inferno. Tiago 3:7 Pois toda
espécie tanto de feras, como de aves, tanto de répteis como de animais do mar, se
doma, e tem sido domada pelo gênero humano; Tiago 3:8 mas a língua, nenhum
homem a pode domar. É um mal irrefreável; está cheia de peçonha mortal. Tiago 3:9
Com ela bendizemos ao Senhor e Pai, e com ela amaldiçoamos os homens, feitos à
semelhança de Deus. Tiago 3:10 Da mesma boca procede bênção e maldição. Não
convém, meus irmãos, que se faça assim. Tiago 3:11 Porventura a fonte deita da mesma
abertura água doce e água amargosa? Tiago 3:12 Meus irmãos, pode acaso uma
figueira produzir azeitonas, ou uma videira figos? Nem tampouco pode uma fonte de
água salgada dar água doce.

O livro de Tiago é prato cheio pra quem deseja conhecer sobre o poder da língua, nele
você observa quão poder podemos ter, quando proferimos palavras proféticas.
As palavras tomam efeitos quando pronunciamos de todo o coração e de toda alma, se
pronunciamos palavras de bênçãos estamos atraindo o Reino dos Céus para as nossas
vidas, porem se anunciamos coisas más, invocamos o reino das trevas. Vou citar alguns
exemplos de palavras proferidas com grande efeito espiritual.
Tem pessoas que gostam de estar doentes e dizem assim: - a minha diabete, o meu
colesterol, meu câncer ou até mesmo batem no peito e falam com muito orgulho - eu
sofro há 18 anos. Tem pessoas que só vivem amaldiçoando a própria vida proferem
palavras de maldição contra a sua sorte dizendo: - eu sou um derrotado, eu não presto,
sou um idiota, burro, infeliz. É verdade são pessoas que vivem amaldiçoando a propria
vida. Talvez você já tenha ouvido falar ou já viveu uma situação semelhante assim por
exemplo: - fulano tu vais conseguir confia em Deus – não já tentei, não deu, já fiz, tudo
deu errado. Incrível muitas vezes as pessoas tem tudo nas mãos, mas não conseguem se
realizar na vida.
O Senhor Jesus fala em João que as nossas palavras são espírito e vida:
O espírito é o que vivifica; a carne para nada aproveita; as palavras que eu vos tenho
dito são espírito e são vida. Jo 6:63
O mundo foi criado com o poder das palavras Deus disse e tudo existiu, a bíblia
descreve que Deus pronunciava as palavras como esta em Genesis capitulo 1 você
encontra escrito dez vezes “e disse Deus”...
Nessa batalha espiritual as crianças são as mais afetadas, elas são alvo de palavras de
maldições lançadas pelos próprios pais, vou citar uns exemplo aqui, mas peço que os
irmãos em nome de Jesus não se escandalizem, mas que análise com sabedoria. Tem
pais que tratam os filhos dessa maneira: - vem cá viadinho - ou até mesmo invocam as
forças das trevas – esse menino é um capetinha – muitas vezes com muita ira dizem
assim: - vem cá filho do demônio, não sei como pude dar a luz uma coisa dessas – ou
até mesmo – a uma praga dessas – muitas mães dizem assim – esse pivetinho é uma
praga, cruz credo - alguns amaldiçoam até o futuro dos filhos, por exemplo, num
momento de ira sem medir as palavras um pai fala assim pro filho – moleque burro,
idiota, você nunca vai ser nada na vida, vai puxar carroça! . Então essas palavras tomam
efeito na vida das crianças e no futuro no momento em que elas estão com tudo nas
mãos para se realizarem na vida profissional, conjugal ou espiritual é que as palavras
tomam o efeito devido.
Eu conheço casos em que uma família oferecia pra uma criança de Um ano e meio de
idade, bebida alcoólica (cerveja), e um cinegrafista divulgou as imagens através dos
jornais; a criança ficou completamente embriagada.
A palavra de Deus fala assim: “ Ensina a criança no caminho em que deve andar, e,
ainda quando for velho, não se desviará dele” (Provérbios 22:6).”
Esse versículo é uma espada de dois gumes, ou seja, corta tanto para o bem quanto para
o mal. Se fizermos uma analise dessa escrita, perceberemos que, a pessoa que ensina o
caminho mau a seus filhos colherá no futuro uma pessoa fidedigna ao caminho que lhe
foi ensinado, mas se você ensinar os preceitos bíblicos aos seus filhos desde a infância
ele crescerá no caminho da bênção.

Observação:

Se as palavras são de bênção no momento certo, Deus usará a seu favor, mas se as
palavras forem de maldição, o diabo no momento certo usará contra sua vida. Não
existe nenhuma reza, ou formula química ou de física, ou passe de macumba, ou
antídoto que possa quebrar uma maldição. A palavra de Deus fala que as maldições são
quebradas no nome de Jesus
Fábio P.Anjos
www.apocalipsebiblico.blogspot.com