Você está na página 1de 4

STC – Sociedade, tecnologia e ciência

Co-Incineração – 17/11/2008 - Perguntas

1. Refira em que consiste a Co-incineração.

A co-incineração consiste no aproveitamento de fornos das


cimenteiras, tirando partido das suas altas temperaturas, para a queima dos
resíduos perigosos, ao mesmo tempo que produz cimento, combustíveis e
matérias-primas.
A co-incineração tem as suas vantagens e desvantagens. Tendo Como
vantagens a maior taxa de eliminação dos resíduos tóxicos, formação de
cimento, combustível e matérias-primas e ser menos dispendiosa do que a
incineração, e como desvantagens os fornos não terem temperatura
uniforme, os filtros deixarem de funcionar, deixando escapar alguns resíduos
gasosos, sem qualquer tratamento.

2. Quais são as conclusões da Comissão Cientifica


Independente?

As conclusões que a comissão científica independente chegou, foi que


nenhum país, nem mesmo o mais desenvolvido, foi possível até hoje
substituir completamente os métodos de fins-de-linha (incineração e co-
incineração), isto porque estes reduzem as emissões ambientais da maior
parte das substâncias perigosas (podendo esporadicamente haver fugas
dessas substâncias), e também reduzir o consumo de combustíveis fosseis, e
até agora a ciência e a tecnologia ainda não foi capaz de descobrir um
método mais eficiente para a eliminação dessas substâncias tóxicas.

3. Identifique a hierarquia das opções de gestão dos


resíduos e comente a afirmação: “ Em nenhum país,
nem mesmo no mais desenvolvido, foi possível até hoje
a substituir completamente os métodos de fim-de-linha,
como é o caso da incineração”.

Conforme nos diz o texto, a hierarquia começa na política dos 3R


(reduzir, reutilizar, reciclar), seguindo para os aterros, tratamentos

Carla Sofia Reis


STC – Sociedade, tecnologia e ciência

Co-Incineração – 17/11/2008 - Perguntas


bioquímicos e por fim a destruição térmica, porque antes da incineração e
da co-

incineração devemos seguir outros caminhos que sejam menos prejudiciais


para a saúde dos cidadãos. A incineração é um processo que elimina a
maior parte das toxinas, mas também durante essa eliminação pode
deixar escapar gases que nos podem ser prejudiciais, tal como já foi dito
em questões anteriores.

4. Como reagiria á construção de uma incineradora


próximo da sua habitação? Fundamente a sua resposta.

Provavelmente não reagiria muito bem à construção de uma


incineradora, junto da minha habitação, pois conheço as vantagens deste
processo, mas conheço também e dou mais importância às desvantagens.
Uma delas e a que mais me preocupa, é que durante este processo possa
ocorrer fugas de gases prejudiciais à nossa saúde. Sei que isto não
acontece com frequência, mas questiono-me também sobre o facto de os
filtros de mangas nos fornos das cimenteiras, tenham as devidas
manutenções e se esses filtros realmente existem em todas as cimenteiras
existentes no nosso país.

5. Realize um trabalho de pesquisa nos jornais acerca da


co-incineração em Souselas e elabore um texto onde
aborde as seguintes questões:

a. Identifique os diferentes actores presentes na


controvérsia pública em torno da co-
incineração.

Os diferentes actores presentes na controvérsia pública em torno da


co-incineração em Souselas, são a Câmara Municipal de Souselas e o
movimento de cidadãos de Souselas (contra), e o Governo e a cimpor (a
favor).

Carla Sofia Reis


STC – Sociedade, tecnologia e ciência

Co-Incineração – 17/11/2008 - Perguntas

b. Identifique os valores defendidos por cada uma


das partes e os argumentos de índole científica
que estão por trás dessas opiniões.

A Câmara Municipal e o movimento de cidadãos de Souselas,


defendia que a implantação da co-incineração nas cimentares do município
iria causar problemas de poluição ao concelho e consequentemente
provocar danos à saúde pública, enquanto o governo e a cimpor
defendiam que nada do que a câmara e os cidadãos de Souselas temiam
iria acontecer. Para provar isso, foram feitos estudos, porém estes eram
controversos, porque uns alegavam que não havia problema nenhum,
enquanto outros mostravam que sim, que realmente poderia trazer
problemas à saúde pública e ao ambiente. Este processo terminou no
tribunal, acabando mesmo por utilizar as cimenteiras para a co-
incineração.

6. Uma alternativa à co-incineração é a exportação dos


resíduos tóxicos e perigosos. Analise esta alternativa
do ponto de vista social.
Esta alternativa parece bastante boa, numa primeira análise. Porém se
reflectirmos e analisarmos bem todas as hipóteses, não são assim tão boas.
Isto porque recentemente vi um filme (wall-e), que conta a história de uma
empresa que constrói robôs com a finalidade de compactar o lixo produzido
pela população e envia-lo para o espaço. Isso chega a esse ponto, pois o lixo
que a comunidade produz é bastante elevado que já não se consegue
eliminar. Com isto a poluição aumenta e por consequência existe uma
diminuição de oxigénio. A população nesse momento vê-se obrigada a ir viver
para o espaço, em naves, naves essas que também foram construídas pela
mesma empresa dos robôs. Passado 700 anos de não existir vida no planeta,
os humanos que agora vivem no espaço, vêm uma nova esperança, quando
através de outro robô, descobrem que existe algo no nosso planeta que
voltou a fazer fotossíntese e que abre uma nova hipótese de “regresso a

Carla Sofia Reis


STC – Sociedade, tecnologia e ciência

Co-Incineração – 17/11/2008 - Perguntas


casa”. Esses humanos eram bastante doentes (obesidade, não sabiam andar,
pois só se

movimentavam em cadeiras devido à evolução da tecnologia, todos os que


viviam na nave eram descendentes dos que tinham vivido na Terra, porém
nasceram e cresceram na nave), e desconheciam tudo sobre o que existia e
que existiu na Terra. Com esta nova esperança, os humanos regressam
passado 700 anos, onde agem de forma diferente dos seus antepassados,
pois agem de forma a terem um mundo limpo, para conseguirem viver.

Carla Sofia Reis