Aproveite esse podcast e muito mais

Não é preciso ter uma assinatura para acessar os podcasts. Eles são 100% gratuitos. Também oferecemos livros digitais, audiolivros e muito mais por apenas $11.99 mensais.

#135 - Gordofobia: Mais da metade da população brasileira está acima do peso ideal, segundo o IBGE, considerando o IMC. Além disso, o número de obesos cresceu de 12 para 19% nos últimos 10 anos.

É muita, muita gente. Mas ainda assim, construímos o nosso mundo de forma a excluí-los, negando sua existência.

Tornamos difícil e humilhante que eles se locomovam, com assentos e catracas em que o corpo deles não cabem.

Dificultamos o acesso ao mercado de trabalho – segundo uma pesquisa da Catho, 6% dos empregadores assumidamente não contratam pessoas obesas. E quando são contratados, é pra ganhar menos, um estudo publicado no Jornal de Psicologia Aplicada Americana, em 2010, concluiu que uma mulher “muito pesada” pode ganhar até 19 mil dólares anuais a menos que uma “normal”.

Comprar roupas então, é uma gincana: Menos de 20% do varejo tem opções para atender essas pessoas.

Essa parcela expressiva da população não se vê representada na mídia e tem boa parte das suas interações sociais bas

#135 - Gordofobia: Mais da metade da população brasileira está acima do peso ideal, segundo o IBGE, considerando o IMC. Além disso, o número de obesos cresceu de 12 para 19% nos últimos 10 anos. É muita, muita gente. Mas ainda assim, construímos o nosso mundo de forma a excluí-los, negando sua existência. Tornamos difícil e humilhante que eles se locomovam, com assentos e catracas em que o corpo deles não cabem. Dificultamos o acesso ao mercado de trabalho – segundo uma pesquisa da Catho, 6% dos empregadores assumidamente não contratam pessoas obesas. E quando são contratados, é pra ganhar menos, um estudo publicado no Jornal de Psicologia Aplicada Americana, em 2010, concluiu que uma mulher “muito pesada” pode ganhar até 19 mil dólares anuais a menos que uma “normal”. Comprar roupas então, é uma gincana: Menos de 20% do varejo tem opções para atender essas pessoas. Essa parcela expressiva da população não se vê representada na mídia e tem boa parte das suas interações sociais bas

DeMamilos


#135 - Gordofobia: Mais da metade da população brasileira está acima do peso ideal, segundo o IBGE, considerando o IMC. Além disso, o número de obesos cresceu de 12 para 19% nos últimos 10 anos. É muita, muita gente. Mas ainda assim, construímos o nosso mundo de forma a excluí-los, negando sua existência. Tornamos difícil e humilhante que eles se locomovam, com assentos e catracas em que o corpo deles não cabem. Dificultamos o acesso ao mercado de trabalho – segundo uma pesquisa da Catho, 6% dos empregadores assumidamente não contratam pessoas obesas. E quando são contratados, é pra ganhar menos, um estudo publicado no Jornal de Psicologia Aplicada Americana, em 2010, concluiu que uma mulher “muito pesada” pode ganhar até 19 mil dólares anuais a menos que uma “normal”. Comprar roupas então, é uma gincana: Menos de 20% do varejo tem opções para atender essas pessoas. Essa parcela expressiva da população não se vê representada na mídia e tem boa parte das suas interações sociais bas

DeMamilos

notas:
Duração:
107 minutos
Lançados:
17 de fev. de 2018
Formato:
Episódio de podcast

Descrição

Mais da metade da população brasileira está acima do peso ideal, segundo o IBGE, considerando o IMC. Além disso, o número de obesos cresceu de 12 para 19% nos últimos 10 anos.
É muita, muita gente. Mas ainda assim, construímos o nosso mundo de forma a excluí-los, negando sua existência.
Tornamos difícil e humilhante que eles se locomovam, com assentos e catracas em que o corpo deles não cabem.
Dificultamos o acesso ao mercado de trabalho – segundo uma pesquisa da Catho, 6% dos empregadores assumidamente não contratam pessoas obesas. E quando são contratados, é pra ganhar menos, um estudo publicado no Jornal de Psicologia Aplicada Americana, em 2010, concluiu que uma mulher “muito pesada” pode ganhar até 19 mil dólares anuais a menos que uma “normal”.
Comprar roupas então, é uma gincana: Menos de 20% do varejo tem opções para atender essas pessoas.
Essa parcela expressiva da população não se vê representada na mídia e tem boa parte das suas interações sociais baseadas no preconceito, quando são tratadas a partir de estereótipos extremamente negativos.
Esse conjunto de opressões tem nome: gordofobia.
O carnaval é um momento importante para pensar sobre corpos na esfera público e privada. Falar de prazer, de alegria, de saúde e interação social. Por isso hoje trouxemos o publicitário e youtuber Bernardo Boechat, a empresária criadora da feira Pop Plus Flávia Durante, a criadora do canala Alexandrismos Alexandra Gurgel e a criadora da da grife plus size Lilavi Virgínia Cruz para nos explicar o que significa essa palavra e compartilhar sua trajetória de sofrimento, compreensão, aceitação e transformação.
Vem com a gente desconstruir esse preconceito que ainda é tão socialmente aceito. Taca-lhe o play nesse Mamilos!
Mais da metade da população brasileira está acima do peso ideal, segundo o IBGE, considerando o IMC. Além disso, o número de obesos cresceu de 12 para 19% nos últimos 10 anos.
É muita, muita gente. Mas ainda assim, construímos o nosso mundo de forma a excluí-los, negando sua existência.
Tornamos difícil e humilhante que eles se locomovam, com assentos e catracas em que o corpo deles não cabem.
Dificultamos o acesso ao mercado de trabalho – segundo uma pesquisa da Catho, 6% dos empregadores assumidamente não contratam pessoas obesas. E quando são contratados, é pra ganhar menos, um estudo publicado no Jornal de Psicologia Aplicada Americana, em 2010, concluiu que uma mulher “muito pesada” pode ganhar até 19 mil dólares anuais a menos que uma “normal”.
Comprar roupas então, é uma gincana: Menos de 20% do varejo tem opções para atender essas pessoas.
Essa parcela expressiva da população não se vê representada na mídia e tem boa parte das suas interações sociais baseadas no preconceito, quando são tratadas a partir de estereótipos extremamente negativos.
Esse conjunto de opressões tem nome: gordofobia.
O carnaval é um momento importante para pensar sobre corpos na esfera público e privada. Falar de prazer, de alegria, de saúde e interação social. Por isso hoje trouxemos o publicitário e youtuber Bernardo Boechat, a empresária criadora da feira Pop Plus Flávia Durante, a criadora do canala Alexandrismos Alexandra Gurgel e a criadora da da grife plus size Lilavi Virgínia Cruz para nos explicar o que significa essa palavra e compartilhar sua trajetória de sofrimento, compreensão, aceitação e transformação.
Vem com a gente desconstruir esse preconceito que ainda é tão socialmente aceito. Taca-lhe o play nesse Mamilos!
========
CAPA
A capa dessa semana foi feita pelo Gui Yano
FAROL ACESO
Ju – Filme Três Anuncios por um Crime
Cris – Filme Me Chame pelo Seu Nome
Alexandra – Festa Volume #1 – Toda Grandona
Bernardo – Canal Bernardo Fala
Flavia – Feira de moda Pop Plus
Lançados:
17 de fev. de 2018
Formato:
Episódio de podcast

Títulos nesta série (40)

Visualizar mais
O Mamilos - Jornalismo de peito aberto, é um podcast semanal que busca nas redes sociais os temas mais debatidos (polêmicos) e traz para mesa um aprofundamento do assunto com empatia, respeito, bom humor e tolerância. Apresentamos os diversos argumentos e visões para que os ouvintes formem opinião com mais embasamento. Nosso programa vai ao ar todas as sextas final do dia. Confira em: www.mamilos.b9.com.br