Encontre seu próximo podcast favorito

Torne'se membro hoje e leia gratuitamente por 30 dias.
Segurança no uso de medicamentos: Olá! Bom dia, boa tarde, boa noite! Essa é mais u…

Segurança no uso de medicamentos: Olá! Bom dia, boa tarde, boa noite! Essa é mais u…

DeMedicina do Conhecimento


Segurança no uso de medicamentos: Olá! Bom dia, boa tarde, boa noite! Essa é mais u…

DeMedicina do Conhecimento

avaliações:
Comprimento:
4 minutos
Lançado em:
Apr 6, 2020
Formato:
Episódio de podcast

Descrição

Olá! Bom dia, boa tarde, boa noite! Essa é mais uma pílula do Medicina do Conhecimento. Ciência e informação a qualquer momento, em todo lugar. Eu sou Pablo Gusman, o anestesiador. E como compartilhar é multiplicar vamos abordar um tema importante na gestão da segurança da prática anestésica.
O processo de administração de medicamentos é propenso a erros e são diversas razões para a ocorrência desse evento adverso, podendo ocorrer em qualquer fase do processo e envolver qualquer um dos inúmeros medicamentos disponíveis na anestesia, inclusive aqueles classificados como de alta vigilância e potencialmente perigosos. Esses são aqueles com maior potencial de causar danos graves, pois prolongam o tempo de internação e de recuperação, expõem o paciente a um maior número de procedimentos e medidas terapêuticas.

Com o objetivo de reduzir esses eventos, algumas tecnologias em saúde e metodologias tem se tornado importantes aliados do anestesiologista.
Um desses formatos correspondem ao uso de rótulos adesivos para identificar os dispositivos que usamos para administrar medicamentos ao paciente. Utilizam-se cores e formas diferentes, considerando a classe medicamentosa, além da localização do texto e do tamanho da fonte.

A padronização das rotulagens dos medicamentos por cores é utilizada em várias partes do mundo tendo um grande impacto na melhoria da segurança do paciente e na redução dos erros de medicações.
Alguns exemplos de classes terapêuticas e suas cores são: Amarelo para agentes indutores, Laranja para benzodiazepínicos, Vermelho fluorescente para relaxantes musculares, Azul para Opióides, Violeta para Vasopressores, Cinza para anestésicos locais, Verde para anticolinérgicos.

Além das cores são sugeridas informações mínimas como o nome do medicamento conforme a denominação comum brasileira; quantidade total do medicamento e o volume total de líquido expresso em mililitros; concentração em quantidade de medicamento por mililitro; e via preferencial de administração.

Use como rotina identificar imediatamente após o preparo e antes da administração. Recomenda-se também preparar e etiquetar um medicamento de cada vez, garantindo que o tempo entre o preparo e a administração seja o mais curto possível. Os medicamentos destinados à administração em diferentes vias devem ser armazenados em lugares separados.

Escute a rádio web Medicina do Conhecimento pelo link www.medicinaconhecimento.com.br
Escolha sua plataforma e ouça mais podcasts. Siga pelo Spotify, Itunes, Soundcloud e Youtube. Na medicina do conhecimento, você escolhe o player da sua preferência. É muito importante seu feedback. Compartilhe nas suas redes e deixe seu like. Isso aumenta a divulgação do projeto. Além disso, você pode entrar em contato conosco e sugerir o próximo tema! Fique ligado nas redes sociais Twitter, Facebook e Instagram Medicina do Conhecimento, afinal Compartilhar é multiplicar!
Lançado em:
Apr 6, 2020
Formato:
Episódio de podcast