Aproveite esse podcast e muito mais

Não é preciso ter uma assinatura para acessar os podcasts. Eles são 100% gratuitos. Também oferecemos livros digitais, audiolivros e muito mais por apenas $11.99 mensais.

Mudanças climáticas: os caminhos para lidar com o aumento do nível do mar

Mudanças climáticas: os caminhos para lidar com o aumento do nível do mar

DeE Tem Mais


Mudanças climáticas: os caminhos para lidar com o aumento do nível do mar

DeE Tem Mais

notas:
Duração:
20 minutos
Lançados:
20 de out. de 2021
Formato:
Episódio de podcast

Descrição

Neste episódio do E Tem Mais, Carol Nogueira apresenta um balanço das preocupações com o aumento do nível do mar e os possíveis impactos para cidades na costa do Brasil. Os últimos dados apresentados por um painel da ONU alertam para os efeitos do fenômeno em cidades como Recife, Rio de Janeiro e Santos. Para os especialistas, o Brasil é um dos países mais vulneráveis ao aumento do nível dos oceanos, por possuir uma linha costeira imensa e diversas cidades com alta densidade demográfica. O avanço das águas é apenas um dos efeitos das constantes mudanças climáticas geradas pelo aquecimento global, que também tem resultado em ondas de calor e frio cada vez mais intensas, enchentes, secas e incêndios florestais. Para explicar os efeitos causados pelo avanço do nível do mar no Brasil e as possíveis estratégias para conter o problema, participa deste episódio a pesquisadora Thelma Krug, vice-presidente do IPCC (Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas), da ONU.

Com apresentação deCarol Nogueira, este podcast é produzido pela Maremoto para a CNN Brasil.

Você também pode ouvir o E Tem Mais no site da CNN Brasil. E aproveite para conhecer os nossos outros programas em áudio. Acesse: cnnbrasil.com.br/podcasts.
Lançados:
20 de out. de 2021
Formato:
Episódio de podcast

Títulos nesta série (40)

Visualizar mais
O jornalismo como deve ser: simples e fácil de entender. Monalisa Perrone mergulha nos assuntos mais importantes do momento e te explica tudo, ao lado de especialistas, analistas e repórteres. De segunda a sexta, sempre no início da manhã.