Aproveite esse podcast e muito mais

Não é preciso ter uma assinatura para acessar os podcasts. Eles são 100% gratuitos. Também oferecemos livros digitais, audiolivros e muito mais por apenas $11.99 mensais.

Chegou a hora de planejar a terceira dose da vacina?: Com quase 80% de da população adulta imunizada com duas doses, Israel virou notícia no mundo pela velocidade e efetividade de seu programa de vacinação. Por lá, o imunizante lá é o da Pfizer, no topo do ranking de eficácia entre todas as vacinas até agora desenvolvidas. Porém, nas últimas semanas, as autoridades de saúde entraram em alerta. Com o avanço da variante Delta, o número de novos casos aumentou significativamente, atingindo os patamares de fevereiro, embora com uma proporção bem menor de mortes e internações graves, graças à vacinação. As autoridades de saúde discutem retomar medidas restritivas e já deram início à aplicação de doses de reforço. Nos Estados Unidos, o FDA está prestes a autorizar a aplicação da terceira dose da Pfizer ou da Moderna para pessoas imunossuprimidas, como transplantados ou em tratamento de doenças autoimunes. Na Indonésia, que utiliza a CoronaVac, o debate sobre a aplicação da terceira dose em p

Chegou a hora de planejar a terceira dose da vacina?: Com quase 80% de da população adulta imunizada com duas doses, Israel virou notícia no mundo pela velocidade e efetividade de seu programa de vacinação. Por lá, o imunizante lá é o da Pfizer, no topo do ranking de eficácia entre todas as vacinas até agora desenvolvidas. Porém, nas últimas semanas, as autoridades de saúde entraram em alerta. Com o avanço da variante Delta, o número de novos casos aumentou significativamente, atingindo os patamares de fevereiro, embora com uma proporção bem menor de mortes e internações graves, graças à vacinação. As autoridades de saúde discutem retomar medidas restritivas e já deram início à aplicação de doses de reforço. Nos Estados Unidos, o FDA está prestes a autorizar a aplicação da terceira dose da Pfizer ou da Moderna para pessoas imunossuprimidas, como transplantados ou em tratamento de doenças autoimunes. Na Indonésia, que utiliza a CoronaVac, o debate sobre a aplicação da terceira dose em p

DeAo Ponto (podcast do jornal O Globo)


Chegou a hora de planejar a terceira dose da vacina?: Com quase 80% de da população adulta imunizada com duas doses, Israel virou notícia no mundo pela velocidade e efetividade de seu programa de vacinação. Por lá, o imunizante lá é o da Pfizer, no topo do ranking de eficácia entre todas as vacinas até agora desenvolvidas. Porém, nas últimas semanas, as autoridades de saúde entraram em alerta. Com o avanço da variante Delta, o número de novos casos aumentou significativamente, atingindo os patamares de fevereiro, embora com uma proporção bem menor de mortes e internações graves, graças à vacinação. As autoridades de saúde discutem retomar medidas restritivas e já deram início à aplicação de doses de reforço. Nos Estados Unidos, o FDA está prestes a autorizar a aplicação da terceira dose da Pfizer ou da Moderna para pessoas imunossuprimidas, como transplantados ou em tratamento de doenças autoimunes. Na Indonésia, que utiliza a CoronaVac, o debate sobre a aplicação da terceira dose em p

DeAo Ponto (podcast do jornal O Globo)

notas:
Duração:
25 minutos
Lançados:
13 de ago. de 2021
Formato:
Episódio de podcast

Descrição

Com quase 80% de da população adulta imunizada com duas doses, Israel virou notícia no mundo pela velocidade e efetividade de seu programa de vacinação. Por lá, o imunizante lá é o da Pfizer, no topo do ranking de eficácia entre todas as vacinas até agora desenvolvidas. Porém, nas últimas semanas, as autoridades de saúde entraram em alerta. Com o avanço da variante Delta, o número de novos casos aumentou significativamente, atingindo os patamares de fevereiro, embora com uma proporção bem menor de mortes e internações graves, graças à vacinação. As autoridades de saúde discutem retomar medidas restritivas e já deram início à aplicação de doses de reforço. Nos Estados Unidos, o FDA está prestes a autorizar a aplicação da terceira dose da Pfizer ou da Moderna para pessoas imunossuprimidas, como transplantados ou em tratamento de doenças autoimunes. Na Indonésia, que utiliza a CoronaVac, o debate sobre a aplicação da terceira dose em profissionais de saúde está avançado. Em todos os casos, o reforço é tido como alternativa para conter casos graves e óbitos, com a queda progressiva da imunidade de quem tem uma resposta mais fraca, seja em razão de comorbidades ou pelo avanço da idade. No Brasil, com um pouco mais de 22% da população com duas doses e problemas logísticos, o dilema é atender a demanda de pessoas ainda não vacinadas e planejar a terceira dose da população mais vulnerável, especialmente onde a variante Delta se espalha com velocidade. No Ao Ponto desta sexta-feira, o infectologista Julio Croda, pesquisador da Fiocruz e professor da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, detalha como é possível planejar o início das doses de reforço sem comprometer o avanço da campanha de vacinação. Ele também analisa o papel da variante Delta para acelerar esse debate e indica os grupos que considera prioritários para a aplicação da terceira dose.
Lançados:
13 de ago. de 2021
Formato:
Episódio de podcast

Títulos nesta série (40)

Visualizar mais
Aqui ninguém perde tempo, é direto ao ponto. O podcast do GLOBO, publicado de segunda a sexta-feira às 6h, aborda os principais temas do Brasil e do mundo, para que você compreenda tanto os desafios da economia e os trâmites da política, quanto as inovações tecnológicas e a efervescência cultural. É muito? Os jornalistas Carolina Morand e Roberto Maltchik, apresentadores do AO PONTO, encaram o desafio. A cada episódio eles recebem convidados para uma conversa sobre os acontecimentos mais relevantes do dia.