Aproveite esse podcast e muito mais

Não é preciso ter uma assinatura para acessar os podcasts. Eles são 100% gratuitos. Também oferecemos livros digitais, audiolivros e muito mais por apenas $11.99 mensais.

As ferramentas para combater a corrupção nas empresas: O compliance se tornou conhecido no Brasil logo depois das primeiras fases da operação Lava-Jato. Foi um dos mecanismos que as empresas passaram a adotar para minimizar os riscos de práticas em desacordo com as leis ou com as regras da própria organização. É isso que define a palavra: agir com respeito aos regulamentos internos e externos. A partir desse movimento, as corporações criaram ferramentas para melhorar sua governança e evitar punições, com as definidas pela Lei Anticorrupção, criada em 2013, que passou a punir objetivamente as empresas que cometem atos contra a administração pública, seja no Brasil ou no exterior.
O problema é que, se não houver comprometimento, o compliance e outras ações para melhorar a governança correm o risco de ter pouca efetividade. A Rede Brasil do Pacto Global da ONU, por exemplo, trabalha com o conceito de ações coletivas para combater a corrupção, que já estão em vigor em três segmentos econô

As ferramentas para combater a corrupção nas empresas: O compliance se tornou conhecido no Brasil logo depois das primeiras fases da operação Lava-Jato. Foi um dos mecanismos que as empresas passaram a adotar para minimizar os riscos de práticas em desacordo com as leis ou com as regras da própria organização. É isso que define a palavra: agir com respeito aos regulamentos internos e externos. A partir desse movimento, as corporações criaram ferramentas para melhorar sua governança e evitar punições, com as definidas pela Lei Anticorrupção, criada em 2013, que passou a punir objetivamente as empresas que cometem atos contra a administração pública, seja no Brasil ou no exterior. O problema é que, se não houver comprometimento, o compliance e outras ações para melhorar a governança correm o risco de ter pouca efetividade. A Rede Brasil do Pacto Global da ONU, por exemplo, trabalha com o conceito de ações coletivas para combater a corrupção, que já estão em vigor em três segmentos econô

DeAo Ponto (podcast do jornal O Globo)


As ferramentas para combater a corrupção nas empresas: O compliance se tornou conhecido no Brasil logo depois das primeiras fases da operação Lava-Jato. Foi um dos mecanismos que as empresas passaram a adotar para minimizar os riscos de práticas em desacordo com as leis ou com as regras da própria organização. É isso que define a palavra: agir com respeito aos regulamentos internos e externos. A partir desse movimento, as corporações criaram ferramentas para melhorar sua governança e evitar punições, com as definidas pela Lei Anticorrupção, criada em 2013, que passou a punir objetivamente as empresas que cometem atos contra a administração pública, seja no Brasil ou no exterior. O problema é que, se não houver comprometimento, o compliance e outras ações para melhorar a governança correm o risco de ter pouca efetividade. A Rede Brasil do Pacto Global da ONU, por exemplo, trabalha com o conceito de ações coletivas para combater a corrupção, que já estão em vigor em três segmentos econô

DeAo Ponto (podcast do jornal O Globo)

notas:
Duração:
24 minutos
Lançados:
13 de set. de 2021
Formato:
Episódio de podcast

Descrição

O compliance se tornou conhecido no Brasil logo depois das primeiras fases da operação Lava-Jato. Foi um dos mecanismos que as empresas passaram a adotar para minimizar os riscos de práticas em desacordo com as leis ou com as regras da própria organização. É isso que define a palavra: agir com respeito aos regulamentos internos e externos. A partir desse movimento, as corporações criaram ferramentas para melhorar sua governança e evitar punições, com as definidas pela Lei Anticorrupção, criada em 2013, que passou a punir objetivamente as empresas que cometem atos contra a administração pública, seja no Brasil ou no exterior.
O problema é que, se não houver comprometimento, o compliance e outras ações para melhorar a governança correm o risco de ter pouca efetividade. A Rede Brasil do Pacto Global da ONU, por exemplo, trabalha com o conceito de ações coletivas para combater a corrupção, que já estão em vigor em três segmentos econômicos, como construção e de limpeza urbana, que, eventualmente, aparecem no noticiário policial. No Ao Ponto desta segunda-feira (16), a líder das ações contra a corrupção do Pacto Global da ONU no Brasil, Camila Araújo, conta quais devem ser as ferramentas das empresas para atuar preventivamente no combate à corrupção. Ela também apresenta formas de identificar indícios de práticas ilícitas e explica de que modo funcionam essas ações coletivas que reforçam os compromissos com a integridade nos negócios.
Lançados:
13 de set. de 2021
Formato:
Episódio de podcast

Títulos nesta série (40)

Aqui ninguém perde tempo, é direto ao ponto. O podcast do GLOBO, publicado de segunda a sexta-feira às 6h, aborda os principais temas do Brasil e do mundo, para que você compreenda tanto os desafios da economia e os trâmites da política, quanto as inovações tecnológicas e a efervescência cultural. É muito? Os jornalistas Carolina Morand e Roberto Maltchik, apresentadores do AO PONTO, encaram o desafio. A cada episódio eles recebem convidados para uma conversa sobre os acontecimentos mais relevantes do dia.