Aproveite esse podcast e muito mais

Não é preciso ter uma assinatura para acessar os podcasts. Eles são 100% gratuitos. Também oferecemos livros digitais, audiolivros e muito mais por apenas $11.99 mensais.

"Crash" das criptomoedas adiciona mais tensão a mercados internacionais

"Crash" das criptomoedas adiciona mais tensão a mercados internacionais

DeCNN Money


"Crash" das criptomoedas adiciona mais tensão a mercados internacionais

DeCNN Money

notas:
Duração:
16 minutos
Lançados:
10 de nov. de 2022
Formato:
Episódio de podcast

Descrição

O mercado internacional vive um momento de incerteza latente, mas, como demonstrado na última quarta-feira (9), há sempre espaço para mais tensão.
Em questão de horas, bilhões de dólares evaporaram, à medida que uma crise sistêmica no ecossistema das criptomoedas acionou um alerta ruidoso para os investidores. O bitcoin, o maior ativo do setor, já operava em forte queda durante o ano, mas, na quarta-feira, sofreu um novo baque e voltou ao mesmo patamar de dois anos atrás.
O apelidado "crash das criptomoedas" aconteceu devido a um negócio cancelado entre duas das maiores corretoras cripto do mundo, a Binance e a FTX. A primeira tinha se disposto a comprar a segunda, que vive uma intensa crise de liquidez e beira a quebradeira.
A Binance, porém, desistiu em menos de um dia após uma análise de risco mais cuidadosa. A reação dos mercados foi gigantesca e o movimento de realocação de recursos preponderou, somado às incertezas quanto às regulações do mundo cripto, que pairam há meses.
O banco norte-americano JP Morgan disse, em análise, que essa queda recente é muito mais preocupante que as anteriores, visto que o ecossistema das criptomoedas está mais frágil e comprometido diante da quebra da FTX.
A crise sistêmica adiciona mais tensão ao mercado internacional, que, além de todas as outras incertezas acumuladas ao longo do ano, também lida com as eleições de meio de mandato dos Estados Unidos e a divulgação do índice de inflação ao consumidor norte-americano, que deve sair na manhã desta quinta.
A expectativa é que a inflação dos EUA reduza até 7,9% -- uma queda em ritmo muito lento, elevando expectativas de maiores aumentos de juros por parte do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano).
Apresentado por Thais Herédia e Priscila Yazbek, o CNN Money apresenta um balanço dos assuntos do noticiário que influenciam os mercados, as finanças e os rumos da sociedade e das dinâmicas de poder no Brasil e no mundo.
Lançados:
10 de nov. de 2022
Formato:
Episódio de podcast

Títulos nesta série (40)

O Abertura de Mercado é o podcast certo para quem quer começar o dia com as informações mais quentes do noticiário econômico. De segunda a sexta, no início da manhã, Fernando Nakagawa traz um boletim rápido com o que é mais importante na economia, mercados e negócios.