Você está na página 1de 33

LOGÍSTICA

INTEGRADA
CADEIA DE VALOR
FORNECEDORES DA EMPRESA CLIENTES
APRESENTAÇÕES

2. PROFESSOR

2. DISCIPLINA

3. ALUNOS
PROFESSOR


Nome: TÁCITO WÁLBER GOMES
FERNANDES


Telefones: (85) 9131-5006


E-mail: tacitowalber@gmail.com
PROFESSOR

HISTÓRICO

Formação
Profissão
Especialização
Experiência
PROFESSOR

 Objetivos

 Condução das aulas/ Termo de


Convivência, Presenças,
Condutas
 Avaliações/Trabalhos/Tarefas
LOGÍSTICA INTEGRADA

IMPORTÂNCIA

FORMAÇÃO
NECESSIDADEEMPRESARIAL
CONHECIMENTO
LOGÍSTICA INTEGRADA
OBJETIVO

 Apresentar conceitos e discutir técnicas


da logística atual, referente ao
planejamento, organização e controle
do sistema logístico, oferecendo
orientação e princípios úteis, para a
prática de projetos de sistemas
logísticos integrados, eficientes em sua
LOGÍSTICA INTEGRADA
EMENTA

 Compreender a Logística numa perspectiva


histórica;
 Identificar os principais componentes da
Logística Integrada;
 Conhecer os aspectos sistêmicos da Logística e
suas inter-relações;
 Compreender o papel estratégico da Logística
na empresa;
 Conhecer o conceito de Custo Total Mínimo;
 Compreender a relação entre Logística e
LOGÍSTICA INTEGRADA
CONTEÚDO PROGRAMÁTICO
I- CONCEITUAÇÃO GERAL DA LOGÍSTICA

EMPRESARIAL
II- COMPONENTES DA LOGÍSTICA

III – SUPPLY CHAIN E A LOGÍSTICA ATUAL

IV- TRANSPORTE

V- ARMAZENAGEM E LOCALIZAÇÃO DE

INSTALAÇÕES
VI – MANUSEIO E ACONDICIONAMENTO DO

PRODUTO
VII- GESTÃO DE ESTOQUES

VIII- DISTRIBUIÇÃO FÍSICA


BIBLIOGRAFIA

(BÁSICA)

 BALLOU, R. H. Logística Empresarial: transportes, administração de


materiais e distribuição física. Tradução Hugo T. Y. Yoshizaki – São Paulo:
Atlas, 1993.
 BALLOU, R. H. Business Logistics Management. 3rd ed. Englewood Cliffs:
Prentice-Hall, 1992. (B)
 BOWERSOX, D. J., CLOSS, D. J. Logistical management: the integrated
supply chain process. New York: McGraw-Hill, 1996.
 CHOPRA, S.;MEINDL, P. Supply Chain Management: Strategy, Planning and
Operation. Prentice Hall, 2001.
 DIAS, M. A. P. Administração de materiais: uma abordagem logística. São
Paulo: Atlas, 1998.
 FLEURY, P. F; WANKE, P.; FIGUEIREDO, K. F. Logística empresarial: a
perspectiva brasileira. São Paulo: Atlas, 2000 (Coleção COPPEAD de
Administração).
 NOVAES, A. G. D., Logística e gerenciamento da cadeia de distribuição;
São Paulo: Campus, 2004.
 SIMCHI-LEVI, D.; KAMINSKY, P.; Cadeia de suprimentos: projeto e gestão:
conceitos, estratégias e estudos de caso. Porto Alegre: Bookman, 2003.
328 p.
ALUNOS

ATIVIDADE INICIAL
EM UMA FOLHA DE PAPEL:
- ESCREVA SEU NOME COMPLETO
- E-MAIL
- TELEFONES (RES, TRAB E CEL )
- OCUPAÇÃO
- RESPONDA: O QUE VOCÊ ENTENDE
POR LOGÍSTICA
LOGÍSTICA INTEGRADA
 CONTEÚDO PROGRAMÁTICO
 I- CONCEITUAÇÃO GERAL DA LOGÍSTICA
EMPRESARIAL E DISTRIBUIÇÃO.
 II- COMPONENTES DA LOGÍSTICA
 III – SUPPLY CHAIN E A LOGÍSTICA ATUAL
 IV- DISTRIBUIÇÃO FÍSICA
 V- CANAIS DE DISTRIBUIÇÃO
 VI – LOGÍSTICA REVERSA
 VII- TRANSPORTE
 VIII- ADMINISTRAÇÃO DE MATERIAIS
 IX – ANÁLISE DE CUSTOS LOGÍSTICOS.
 X – A TI APLICADA A LOGÍSTICA
UNIDADE I – CONCEITUAÇÃO GERAL DE
LOGÍSTICA
OBJETIVO:

- CONCEITUAR LOGÍSTICA
- ADQUIRIR NOÇÕES SOBRE A LOGÍSTICA,
DE UMA MANEIRA GERAL

SUMÁRIO:
- CONCEITOS
- HISTÓRICO, EVOLUÇÃO E TENDÊNCIAS
UNIDADE I – CONCEITUAÇÃO GERAL DE
LOGÍSTICA

1.CONCEITOS

 INICIALMENTE
O CONCEITO DE LOGÍSTICA
TINHA LIGAÇÃO DIRETA COM A ÁREA
MILITAR.
UNIDADE I – CONCEITUAÇÃO GERAL DE
LOGÍSTICA
1.CONCEITOS
Council of Logistics Management: É O
PROCESSO DE PLANEJAR, IMPLEMENTAR
E CONTROLAR DE MANEIRA EFICIENTE O
FLUXO E A ARMAZENAGEM DE
PRODUTOS, BEM COMO OS SERVIÇOS E
INFORMAÇÕES ASSOCIADOS, COBRINDO
DESDE O PONTO DE ORIGEM ATÉ O
PONTO DE CONSUMO, COM O OBJETIVO
DE ATENDER OS REQUISITOS DO
CONSUMIDOR (Novaes, 2001).
UNIDADE I – CONCEITUAÇÃO GERAL DE
LOGÍSTICA

1.CONCEITOS

 AMERICANO: LOGÍSTICA É O PROCESSO


DE PLANEJAR, IMPLEMENTAR E
CONTROLAR DE MANEIRA EFICIENTE O
FLUXO E A ARMAZENAGEM DE
PRODUTOS, BEM COMO OS SERVIÇOS E
INFORMAÇÕES ASSOCIADOS, COBRINDO
DESDE O PONTO DE ORIGEM ATÉ O
PONTO DE CONSUMO, COM O OBJETIVO
UNIDADE I – CONCEITUAÇÃO GERAL DE
LOGÍSTICA
1.CONCEITOS

 BALLOU: A LOGÍSTICA EMPRESARIAL TRATA


DE TODAS ATIVIDADES DE MOVIMENTAÇÃO E
ARMAZENAGEM, QUE FACILITAM O FLUXO DE
PRODUTOS DESDE O PONTO DE AQUISIÇÃO
DA MATÉRIA-PRIMA ATÉ O CONSUMO FINAL,
ASSIM COMO DOS FLUXOS DE INFORMAÇÃO
QUE COLOCAM OS PRODUTOS EM
MOVIMENTO COM O PROPÓSITO DE
PROVIDENCIAR NÍVEIS DE SERVIÇO
ADEEQUADOS AOS CLIENTES A UM CUSTO
RAZOÁVEL.
“A logística é o processo de
gerenciar
estrategicamente a
aquisição,movimentação
e armazenagem de materiais, peças
e produtos acabados
(e os fluxos de informações
correlatas)
através da organização de seus
canais de
marketing,
de modo a poder maximizar as
lucratividades
UNIDADE I – CONCEITUAÇÃO GERAL
DE LOGÍSTICA

2. IMPORTÂNCIA
 Auxilia empresas e organizações na
agregação e criação de valor ao
cliente;
 Pode ser a chave para uma estratégia
empresarial de sucesso, provendo
uma multiplicidade de maneiras para
diferenciar a empresa da
concorrência, através de um nível de
Como Realizar Logística?

• Conhecendo e administrando
conjuntamente os fluxos logísticos.

Fluxos Logísticos
• São os caminhos percorridos pelos
materiais e pelas informações que
colocam estes materiais em movimento,
dentro de cada organização e entre
organizações diferentes.
Fluxo Logístico:
Relações Diretas da Empresa

FIG. 1 – FLUXO LOGÍSTICO.


UNIDADE I – CONCEITUAÇÃO
GERAL DE LOGÍSTICA

3.HISTÓRICO, EVOLUÇÃO E
TENDÊNCIAS
 ANTES DE 1950
- Estado de dormência
- Atividades fragmentadas
- Segunda guerra mundial
- Fragmentação das atividades
logísticas.
- Momento americano
UNIDADE I – CONCEITUAÇÃO GERAL DE
LOGÍSTICA
•Até cerca de 1950 não existia nenhuma
filosofia dominante a respeito da logística;
•As atividades logísticas, atualmente
consideradas primárias e de apoio
apresentavam-se fragmentadas entre as áreas
de marketing, produção e finanças

FIG. 2 - RESPONSABILIDADES E OBJETIVOS CONFLITANTES.


UNIDADE I – CONCEITUAÇÃO GERAL
DE LOGÍSTICA
1950 - 1970: o período de
desenvolvimento
Condições que condicionaram o
desenvolvimento:

•Alterações nos padrões e atitudes da


demanda dos consumidores;

•Pressão por custos nas indústrias;

•Avanços na tecnologia de
computadores;
1970 – até hoje: os anos de crescimento

•A competição mundial de bens manufaturados


começou a crescer;
•Elevação do preço do dólar (OPEP), em 1973,
aumento da inflação e de vários custos.
Aumento da necessidade de mais controle de
custos;
•Com o aumento do custo de transporte e
estoques devido ao preço do dólar, os
assuntos logísticos tornaram-se relevantes
pela alta administração;
•O alto grau de interesse originou a logística
integrada;
•Grande atenção com a administração de
materiais e distribuição física;
UNIDADE I – CONCEITUAÇÃO GERAL
DE LOGÍSTICA
F
o C
r o
n n
e s
c u
e m
d i
o d
r Operações o
r
I
n
i F
c i
i n
a a
l l

FIG. 3 – SUPPLY CHAIN – Cadeias de Suprimentos Globais.


Logística do Fornecimento Logística da Distribuição

Logística
Interna
Compras
Estoques
Transporte
Armazenagem
Manuseio
Qualidade
Informações integradas
UNIDADE I – CONCEITUAÇÃO GERAL
DE LOGÍSTICA
4. Missão da
Logística
UNIDADE I – CONCEITUAÇÃO GERAL
DE LOGÍSTICA
5. OBJETIVOS DA
LOGÍSTICA
 Garantir o recebimento, manuseio,
embalagem, preservação e expedição do
produto em estoque;
 Garantir a boa integridade do produto,
enquanto sua permanência em estoque;
 Garantir a expedição de produtos em
conformidade com os pedidos;
UNIDADE I – CONCEITUAÇÃO GERAL
DE LOGÍSTICA
OBJETIVOS DA
LOGÍSTICA
 Garantir que o recebimento e o
armazenamento de P.A, M.P, e Insumos, sejam
executados em conformidade com os requisitos
especificados para aquisição e condições de
armazenamento adequadas a cada tipo de
produto;
 Garantir em 100% o atendimento aos pedidos
liberados na data prevista.
 AUMENTAR O GRAU DE SATISFAÇÃO DO
CLIENTE (Interno e Externo);
UNIDADE I – CONCEITUAÇÃO GERAL
DE LOGÍSTICA

6.A LOGÍSTICA: ATIVIDADE


FUNDAMENTAL À ECONOMIA GLOBAL
• Sistemas logísticos eficientes formam
bases para o comércio e manutenção de
um alto padrão de vida nos países
desenvolvidos, e uma baixo padrão de
vida em países subdesenvolvidos;
•A racionalização dos custos logísticos é
fator determinante para a
competitividade doméstica e global de
GERENCIAMENTO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS DIRETA E
REVERSA
UNIDADE I – CONCEITUAÇÃO GERAL
DE LOGÍSTICA

TAREFAS:
ESCRITA e INDIVIDUAL, mínimo 20 linhas
VALOR: ponto de participação

Dissertação - Tema: O papel e importância


da logística para as economias Globais.