Você está na página 1de 21

FUNDAMENTOS DE

LOGÍSTICA EMPRESARIAL
SUPLY CHAIN MANAGEMENT

Prof. Mario Silvestri Filho


Definição Logística
“É o processo de planejar, executar e controlar
eficientemente, a custo correto, o transporte,
movimentação e amazenagem de produtos dentro e fora
das empresas, garantindo a integridade e os prazos de
entrega dos produtos aos usuários e clientes.”
Council of Logistics Management

Ø APLICÁVEL A PRODUTOS E SERVIÇOS

Ø NÃO ATUA NAS ATIVIDADES DA PRODUÇÃO

Ø NÃO ATUA NAS ATIVIDADES DE MANUTENÇÃO

Prof. Mario Silvestri Filho


Algumas definições de
Logística
Historicamente temos:

• 1940 / 1950 => Logística Militar (II Guerra)


• 1950 / 1960 => Transportes
• 1960 / 1970 => Trans. e Movimentação de carga
• 1970 / 1985 => Transportes e Estoques
• 1985 / 1990 => Distribuição Física
• 1990 / 1995 => Logística Integrada
• 1995 / atual => Supply Chain Management

Prof. Mario Silvestri Filho


MISSÃO DA LOGÍSTICA

Disponibilizar o produto ou serviço certo, no lugar correto, na hora


combinada e nas condições desejadas com o menor custo e maior
retorno sobre o investimento.
OBJETIVOS DA LOGÍSTICA

-Redução de custos globais;


-Altos giros de estoques;
-Continuidade do fornecimento;
-Obtenção do nível de qualidade desejado;
-Rapidez nas entregas;
-Registros, controles e transmissão de dados instantâneo e
confiáveis.

Prof. Mario Silvestri Filho


ATIVIDADES DA LOGÍSTICA
Variam em função da estrutura organizacional da empresa

- Confirmação de pedidos: é o tempo que a empresa combina com


o cliente para a entrega do produto;

- Transportes: é a movimentação externa do produto final ao cliente


através de meios rodoviário, ferroviário, marítimo e aeroviário;

- Gestão dos estoques: é necessário manter um nível mínimo de


estoques, suficiente para suprir a demanda;

- Armazenagem: é a utilização eficiente do espaço necessário para


estocar os produtos;

Prof. Mario Silvestri Filho


ATIVIDADES DA LOGÍSTICA
Variam em função da estrutura organizacional da empresa

- Movimentação: a forma de movimentar matérias-primas na


fabricação, como pontes rolantes, esteiras transportadoras,
empilhadeiras e outros meios;

- Embalagem: é a forma de proteção do produto;

- Planejamento integrado: de produção, compras (previsão de


demando) e embarques;

- Sistema de informação: é necessário ter uma base de dados


para planejar a programação de entrega e controle da logística.

Prof. Mario Silvestri Filho


Supply Chain Management
Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos
Supply Chain Management é a integração de processos-chave
a partir do usuário final até os fornecedores primários com o
objetivo de prover produtos, serviços e informações que
adicionem valor para os clientes e acionistas da empresa.”

Council of Logistics Management

Prof. Mario Silvestri Filho


Atividades de
Suporte

Atividades Chaves

Prof. Mario Silvestri Filho


Atividades Chaves
Transporte

•Seleção do modal e serviços de transp.

•Consolidação de Fretes

•Determinação de roteiros

•Programação de veículos

•Auditoria de frete

Prof. Mario Silvestri Filho


Atividades Chaves
Gerência de Estoque

•Políticas de estocagem

•Previsionamento

•Variedade de Produtos

•Monitoramento do estoque

Prof. Mario Silvestri Filho


Atividades Chaves
Fluxo de informações e
processamento de pedidos
•Procedimento de interface entre pedidos
de compra e estoque

•Sistema de transmissão de informações


de pedidos

•Regras sobre pedidos

Prof. Mario Silvestri Filho


Atividades Suporte
Armazenagem

•Determinação de espaço

•Leiaute do estoque e desenho do docas

•Configuração do armazém

•Localização do estoque

Prof. Mario Silvestri Filho


Atividades Suporte
Manuseio dos materiais

•Seleção de equipamentos

•Procedimentos para separação de


pedidos (picking)

Prof. Mario Silvestri Filho


Atividades Suporte
Compras

•Seleção dos fornecedores

•Montante da compra

•Administração de Fornecedores

Prof. Mario Silvestri Filho


Atividades Suporte
Embalagem

•Manuseio

•Estoquecagem

•Adequação socio-ambiental

Prof. Mario Silvestri Filho


Transporte Transporte Clientela
Armazenagem

Fluxo da
Informação
Fábrica

Transportate

Fornecedores
Armazenagem Transporte

CR (2004) Prentice Hall, Inc. 1-2


Evolução do SCM
Atividades Fragmentadas até 1960 Integração década de 90

Previsão de Demanda L
Suprimento Logística de o
g
Preservação/Conservação Suprimentos í
Estocagem de MP s
t
MRP i
Logística
Estocagem em Processo c
de
Movimentação de Materiais a
Produção
PCP I
Manufatura n
t SCM
Estocagem de PA e
Planejamento da g
ProcessamentoDistribuição
de Pedidos r
a
Transporte Logística de d
Serviço ao Cliente Distribuição a
Planejamento Estratégico
Tecnologia da Informação Logística
Marketing/Vendas Empresarial
Contábilidade & Finanças

Prof. Mario Silvestri Filho modelos de programação das necessidades de materiais (mrp) planejamento e controle da produção - pcp
O circuito crítico dos
serviços ao cliente

Processamento
Customere transmissão dos (and
order processing
pedidos dos clientes
transmittal)

Transporte
Transportation
Customers
Cliente

Inventory
Manutenção de estoque ou
or supply source
suprimentos

CR (2004) Prentice Hall, Inc.


Prof. Mario Silvestri Filho
Custo Médio de Distribuição
CATEGORIA % das vendas % das vendas
EUA (2002) Brasil (2004)

Transporte 3.34 7,5

Armazenagem 2.02 0,7

Proc. de pedidos 0.43 -

Administração 0.41 0,5

Custo da Manut. 1.72 3,9


Estoque
Total 7.65% 12,6%

Source: Herb Davis & Company

Prof. Mario Silvestri Filho


Desafios da Logística

• Custos Elevados
− Cerca de 12% of PIB Mundial

• Clientes mais exigentes


− Desejam respostas rápidas
− Maior customização

• Parte Integrande do planejamento da empresa


− Aumento dos lucros

• Distanciamento das entregas


− Local X Global

Prof. Mario Silvestri Filho


Nível de Serviço
Produto
Marketing

Promoção
Preço

Nível de Serviço

Custo de
Logistica

Cuso de
estocagem Transporte

Custo de Custo de
embalagem Custo do Armazenagem
processamento
de pedidos
1-22