UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA Centro de Ciências Humanas, Sociais e Agrárias

Cadeias produtiva II

Cuidados básicos ao vacinar e vias de aplicação de vacinas
Equipe: Danilo Lopes
Emanuel Guedes Niedson Nascimento

induzem uma reação do sistema imunológico (sistema de defesa) semelhante à que ocorreria no caso de uma infecção por um determinado agente (micróbio). tornando esse animal imune (protegido) a esse agente e às doenças por ele provocadas.Vacinas Vacinas são substâncias que ao serem introduzidas no organismo de um animal. .

As vacinas devem seguir as instruções dadas pelo fabricante e também serem aplicadas por um médico veterinário. . Em casos de existências de carrapatos que transmitem doenças. deve-se primeiro se livrar dos carrapatos e depois de cerca de 15 dias após essa limpeza é que a vacinação deve ser realizada.Como Vacinar? Antes da vacinação em si. é importante fazer um controle biológico do local em que os bois são criados.

até o momento de sua aplicação As vacinas devem estar protegidas do sol e em ambiente refrigerado. certificar de que as vacinas estão bem armazenadas e que o cuidado será mantido durante o transporte e na fazenda.Cuidados com as vacinas No momento da compra. de 2º a 8ºC. . descartando de forma segura para o ambiente (incinerar) as que estiverem vencidas. É importante verificar a validade das vacinas.

Cuidados com as vacinas Não guardar frascos com vacinas já usadas. utilizar todo o conteúdo. uma vez abertos. após utilização. Usar apenas seringas e agulhas limpas e esterilizadas. Lavar e esterilizar por fervura as seringas e agulhas. Não usar desinfetantes para limpeza de seringas e agulhas .

com isto os riscos de escorregões e quedas serão menores. deve-se fazer uma completa revisão das instalações. Procurar manter o piso limpo e seco.Preparação das instalações Alguns dias antes da vacinação. .

Providenciar a manutenção ou a substituição quando for o caso. . É recomendado ter à mão pelo menos duas seringas para cada vacina a ser aplicada.Preparação dos equipamentos Verificar se as seringas estão disponíveis em número adequado e se estão em boas condições para o trabalho.

sem correrias ou gritos. Quando o pasto for muito distante. conduzir os animais na véspera. deixando-os passar a noite em um piquete próximo ao curral . A condução dos animais até o curral deve sempre ser realizada com calma.Condução e manejo dos animais no curral . deslocando os animais de preferência ao passo.

.Vias de vacinação O local correto da aplicação das vacinas é na tábua do pescoço. evitando as regiões de carnes nobres (linha dorso-lombar e posterior). Não vacinar em regiões do animal com presença de barro ou esterco.

a seringa deverá ser posicionada paralelamente ao pescoço do animal. formando uma prega. onde será introduzida a agulha para aplicação da vacina. . Aplicação endovenosa De todos os tipos de injeções. é a que proporciona ação mais rápida do medicamento: é aplicada diretamente na corrente circulatória (direto no sangue).Aplicação subcutânea Para a aplicação subcutânea. A pele deverá ser puxada.

Aplicação intramuscular Para aplicação intramuscular. a seringa deverá ser posicionada perpendicularmente ao pescoço do animal. Aplicada dentro do músculo Aplicação Intra-ruminal A injeção intra-ruminal é bastante específica e é aplicada dentro do rúmem (estômago). A aplicação desse tipo de injeção deve ser atribuição do veterinário .

É uma aplicação que deve ter a orientação do médico veterinário ou pessoa bem treinada. . Aplicação Intradérmica Como o nome diz. não chega a atingir a região debaixo da pele. deve ser aplicada dentro da pele. sem ser dentro dos intestinos. isto é.Aplicação Intraperitonial Ela é aplicada dentro da barriga.

.

Consequências do manejo incorreto durante o processo de vacinação .

OBRIGADO! .

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful