Você está na página 1de 19

CRISTIANISMO

Origem/Fundação

Jesus, “O Messias” nasce, em


Belém, entre o ano 1 a.C. e o
ano 1 d.C., e marca o início de
uma nova Era para os Cristãos

Jesus desde cedo, começou a


pregar uma nova doutrina, e atrai
novos seguidores.
Mas, nem todos os judeus
aceitaram Jesus como “O
Messias”, mantendo-se fiéis ao
judaísmo.
Ao longo da sua vida, Jesus foi
perseguido, martirizado, acusado
de blasfémia, pelos judeus.
Jesus, também fez frente ao
Império Romano, afirmando
que todos eram iguais aos
olhos de Deus.
No entanto, no Império
Romano, existia um
imperador, um ser que se
considerava superior aos
outros.
Foi por isso que aos 33 anos,
Jesus foi crucificado, por ter
sido considerado opositor
político-religioso aos
romanos.

Após a sua morte e ressurreição, os apóstolos continuaram a reunir-se em


Jerusalém, continuando a fazer os costumes de Jesus.
A partir de Jerusalém, os apóstolos partiram para pregar a mensagem de
Jesus.
Crenças
Monoteísmo
O cristianismo crê num só Deus, criador do Universo e que pode intervir
nele.
Na religião Cristã, o Deus não tem nenhum nome em especial, como em
outras religiões.
Deus tem muito atributos dos quais se destacam: a omnipotência, a
omnipresença e a omnisciência.

Outro dos atributos de Deus, é o seu amor.


Deus ama todas as pessoas e estas podem
estabelecer uma relação pessoal com ele
através da oração.
Os Cristãos crêem na Santíssima Trindade,
isto é:
Deus é eterno, tal como outras três pessoas
distintas, mas inseparáveis; o Pai, o Filho e
o Espírito Santo.
Jesus

Os Cristãos reconhecem
a importância de Jesus,
dos seus ensinamentos
morais. Consideram-no
seu Messias, e um
exemplo de vida.

Acreditam que Jesus é o


Filho de Deus e que veio
libertar os humanos do
pecado através da sua
morte na cruz e
ressurreição.
A salvação

Os Cristãos acreditam
que a fé de Jesus
Cristo proporciona a
salvação e a vida
eterna.

Alguns pensam que a


salvação é atingida
através das obras, e
outros pensam que
apenas a fé os pode
salvar.
A vida depois da morte

A visão cristã sobre a


vida depois da morte
envolve uma crença no
Céu e no Inferno.

A Igreja Católica
considera que para além
destas duas realidades
existe o purgatório, um
local de purificação onde
ficam as almas que
morreram em estado de
graça, mas que
cometeram pecados.
Mandamentos

1º Não terás outros Deuses diante de mim


2º Não farás para ti imagem de escultura
3º Não usarás o santo nome de Deus em vão
4º Lembra-te do dia de Sábado para o santificar
5º Respeitarás o seu pai e a sua mãe
6º Não matarás
7º Não cometerás adultério
8º Não roubarás
9º Não dirás falso testemunho contra o teu próximo
10º Não cobiçarás as coisas alheias
A Igreja

Papa

O Papa é o Bispo de Roma. Para a Igreja Católica ele é o


sucessor do apóstolo Pedro, o primeiro papa. Ele é o
representante de Deus na terra. Um Papa é eleito por toda a vida,
pelo Colégio de Cardeais.
O dever do Papa é coordenar os membros da Igreja. Ele é
considerado infalível. O Papa tem extrema responsabilidade sobre
a liderança espiritual dos católicos através de todo o mundo.
Cardeais
Um cardeal é um bispo que é membro do Colégio dos
Cardeais designado pelo Papa. Os cardeais ajudam o
Papa a governar a Igreja Católica. É responsabilidade Bispos
deles reunirem-se depois da morte de um Papa para Um bispo é
eleger seu sucessor. considerado como
sucessor dos
apóstolos. Ele é um
padre que recebeu
a mais alta das
ordens sacras.
Algumas das
responsabilidades
dos bispos são:
governar áreas de
paróquias
conhecidas como
dioceses,
consagrar igrejas,
ordenar padres e
outros bispos e
ministrar o crisma.
Sacerdotes

Para chegar a sacerdote, deve


receber a ordem sacra. O
sacerdote dá a missa, ministra
diversos sacramentos, dando
bênçãos, pregando e
ensinando. A esses
sacerdotes é dada
frequentemente a
responsabilidade de
supervisionar os membros e a
obra de uma paróquia local da
Igreja Católica
Dias Festivos
•Advento: período constituído pelas quatro semanas antes do Natal, é uma
época de preparação para a celebração do nascimento de Jesus Cristo;

•Natal: celebração do nascimento de Jesus;

•Epifania: os católicos, celebram a adoração de Jesus Cristo pelos Reis


Magos, enquanto que para os cristãos ortodoxos o seu baptismo. Acontece
doze dias após o Natal;
•Sexta-feira santa: morte de Jesus;

•Domingo de Páscoa: ressurreição de Jesus;

•Ascensão: ascensão de Jesus ao céu. Acontece quarenta dias após o


Domingo de Páscoa;

•Pentecostes: celebração do aparecimento do Espírito Santo aos cristãos.


Ocorre cinquenta dias após o Domingo de Páscoa.
A Bíblia
A palavra grega Bíblia deriva do grego Bíblos ou bíblion
que significa "rolo" ou "livro".

A Bíblia é uma colecção de livros catalogados,


considerados por diversas religiões cristãs como
divinamente inspirados. É sinónimo de "Escrituras
Sagradas" e "Palavra de Deus".

Os livros bíblicos considerados canónicos pela Igreja


Católica são ao todo 73 livros, sendo 46 livros do
Antigo Testamento e 27 do Novo Testamento. A Bíblia
Católica contém 7 livros a mais no Antigo Testamento
do que as outras traduções bíblicas usadas pelas
religiões cristãs não-católicas e pelo Judaísmo.

Foi escrita ao longo de um período de 1600 anos por cerca de 40 homens das
mais diversas profissões, origens culturais e classes sociais.
Costumes do Cristianismo
Oração

Os cristãos rezam para louvar a Deus e pedir a


ajuda divina. Por isso, a oração é elemento central
de todo culto cristão. Ao orar, os cristãos adoptam
postura especial: é costume ajoelharem-se, com os
olhos fechados e as mãos unidas em súplica.

Sermão

O sermão é um discurso sobre um tópico religioso


apresentado por um padre ou pregador leigo. Muitas
vezes é baseado num excerto da Bíblia que pode ser
lido antes do sermão. Quando um pároco dá um sermão
considera-se que aquela é a "palavra de Deus". Por
esse motivo, os sermões têm especial importância para
o cristianismo.
Pai-nosso

Quando Jesus ensinou os seus seguidores a rezar, transmitiu-lhes esta


oração, também chamada "Pater Noster" (do latim). É a mais conhecida de
todas as orações do culto cristão. Ao combinar o louvor a Deus, a espera
pela entrada no Seu reino e a necessidade humana, espiritual ou física, da
ajuda divina, o Pai-Nosso tornou-se um modelo das demais orações cristãs.

Ave-Maria

Esta prece à Virgem Maria


é popular na Igreja
Católica. Parte da oração é
baseada na Bíblia, nas
palavras do anjo Gabriel a
Maria.
Terço
É um acto de oração católico, cada terço é composto por duas
orações que se repetem: o pai-nosso e a ave-maria.
Por cada dez ave-marias reza-se um pai-nosso.
No final reza-se uma Salve-Rainha.
Sacramentos

•Baptismo
•Confissão
•Eucaristia
•Crisma
•Ordem Sacra
•Matrimónio
•Extrema Unção
Referências WEB

www.estudosdabiblia.net
http://pt.wikipedia.org/
www. duard.com.br
www.paulolima.net
www.priberam.pt
FIM