Termos Linguísticos

Orações Subordinadas

Termos linguísticos Orações subordinadas

Baseado em: Dicionário de Terminologia Linguística Com pinturas de Salvador Dali

Estudo das orações

subordinadas

As orações subordinadas

São orações encaixadas em frases complexas que desempenham a função de sujeito, complemento ou modificador.
 Exemplo:

Disse-te que não queria ir.

As orações subordinadas

São orações encaixadas em frases complexas que desempenham a função de sujeito, complemento ou modificador.
 Exemplo:

Disse-te que não queria ir.

As orações subordinadas

São orações encaixadas em frases complexas que desempenham a função de sujeito, complemento ou modificador.
 Exemplo:

Disse-te que não queria ir.

As orações subordinadas
Exercícios
Quais são as orações subordinadas?
Espero que tenham percebido a explicação. Quando cheguei à escola, vi a porta aberta. O professor, que é observador, viu que a turma era boa.

As orações subordinadas
Podem ser:
 Substantivas;  Adjectivas;  Adverbiais.

A oração subordinada

substantiva

A oração subordinada substantiva

Tem a função de “completar”
 verbos;  adjectivos;  nomes.

A oração subordinada substantiva

Pode ser
 completiva;  relativa

(sem antecedente).

A oração subordinada

substantiva completiva

A oração subordinada substantiva completiva

É introduzida pela conjunção subordinada completiva:
 que;  se;  para;  ou

por um elemento omisso.

A oração subordinada substantiva completiva
 

O Luís disse que desejava cantar. A mãe perguntou se queremos jantar já. A professora pediu para sair mais tarde. O Manuel afirmou adorar música chilena.

substantiva relativa
(sem antecedente)

A oração subordinada

A oração subordinada substantiva relativa

É introduzida pelos pronomes relativos:
 quem; o

que;  onde;  quanto.

A oração subordinada substantiva relativa
 

Quem vai ao mar perde o lugar. O Pedro pede dinheiro a quem tiver. O avô precisa de quem cuide dele. Ela compra roupa onde calha.

As orações subordinadas substantivas
Exercícios
Quais as completivas e as relativas ?
Ela queria que as férias não acabassem. Diz-me quantos anos tens. É certo chegarem eles amanhã? Ele tem o que merece. completiva completiva completiva relativa (sem antecedente)

A oração subordinada

adjectiva

As orações subordinadas adjectivas

Desempenham uma função sintáctica própria do adjectivo.
 Veja-se:

Os alunos que estudam têm bons resultados.

=

Os alunos estudiosos têm bons resultados.

As orações subordinadas adjectivas

Podem ser:
 relativas

(com antecedente); ou  gerundivas.

Os livros contendo erratas devem ser postos fora do mercado.

A oração subordinada adjectiva

A oração subordinada adjectiva

É introduzida por:
 um

pronome relativo;

Veja-se:
 Os

alunos a quem negaram explicações têm o direito de repetir os exames.

As oração subordinadas adjectivas

Podem ser:
 restritivas;  explicativas.

A oração subordinada adjectiva restritiva

Tem a função de restringir a informação dada sobre o antecedente.
 Veja-se:

Os poemas que foram escritos por Neruda são património da humanidade.

A oração subordinada adjectiva explicativa

Contribui com informação adicional sobre o antecedente.
 Veja-se:

A literatura, que é imortal, encanta os estudantes.

As orações subordinadas adjectivas Exercícios
Quais as restritivas e as explicativas?
Esta menina, que é eslovena, precisa da nossa ajuda.
explicativa

Este menino que partiu o vidro terá de o pagar.
restritiva

O televisor que compraste é japonês.

restritiva restritiva

O escritor cujos livros são conhecidos está ali.

Esquema da oração subordinada
subordinada

substantiva relativa (sem antecedente)

adjectiva relativa (com antecedente)

adverbial

completiva

restritiva

explicativa

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful