Tema-Problema Responsabilidade ambiental/direitos da natureza

João Valente Filosofia 10º ano

Notas Históricas
• Durante a existência da nossa espécie olhou para o ambiente com neutralidade, como fonte inesgotável de recursos e depositário infindável de resíduos. • A partir dos anos 70 do século XX, a questão ambiental passou a figurar nas agendas internacionais. • A chamada crise do ambiente é hoje global, e engloba a economia e a sociedade.

Notas Históricas
• Apesar de ser hoje mais evidente, as questões ambientais iniciaram-se ainda no século XIX. Em 1872, os EUA criaram o 1º parque nacional (Yellowstone). Gradualmente foram aparecendo outros parques e associações de defesa do ambiente. (Peneda-Gerês 1971). Estes parques visam a preservação da natureza. • A esta corrente de protecção chamamos conservacionista porque pretendem preservar inalteradas determinadas zonas preservando o seu ecossistema. Esta corrente está mais próxima dos “Direitos da Natureza”.

Modelos de relação homemnatureza
• Pré-Modernidade • Pouco poder tecnológico humano. • Pouca capacidade de intervenção sobre os ciclos naturais. • Grande capacidade de regeneração da maioria dos ecossistemas. • Ética exclusivamente Humana, neutral face à natureza

Modelos de relação homemnatureza

• • Modernidade A partir do século XVI, XVII, a ciência começou a ser orientada para o domínio sobre os ciclos naturais. O desenvolvimento científico e tecnológica aumentam a compreensão da natureza e a capacidade de agir do homem sobre ela. A Revolução industrial do século XVIII/XIX alterou drasticamente os modos de produção, e as relações sociais, económicas e políticas. Levantando novos problemas relacionados com os impactos ambientais e sociais. Movimentos conservacionistas ou protecionistas Direitos da natureza.

Modelos de relação homemnatureza

• • • • Pós-Modernidade (séc. XX) Poder humano e capacidade de alterar os ecossistemas desmedido graças ao desenvolvimento da ciência (física, química, biologia). Incremento da relação entre a ciência e a tecnologia. Melhoria das condições de vida das populações, sobretudo nos países desenvolvidos. “Adolescência tecnológica”- deslumbramento face ao poder, inconsciência e irresponsabilidade face às consequências.

Consequências ambientais:
• as experiências nucleares e uso de bombas atómicas a da Segunda Grande Guerra; detritos nucleares das centrais nucleares (exemplo de Chernobil); a poluição maciça do ar; a destruição da camada do ozono, com consequente efeito estufa e climáticas, degelo dos glaciares, alteração das correntes oceânicas e pressão sobre os ecossistemas; a desflorestação dos “pulmões arbóreos” do planeta; sobre-exploração dos solos e reservas energéticas naturais; contaminação das águas; desaparecimento definitivo de espécies animais, vegetais e outras; manipulação e adulteração dos alimentos (de origem vegetal e animal) por acção transgénica, pesticidas, antibióticos, aditivos industriais; construção de ambientes vitais cada vez mais artificiais, principalmente nas grandes cidades.

Hans Jonas (1903-1993) e o pensamento ecológico

• A responsabilidade do homem passa a estar para além de si mesmo, estendendo-se à natureza (Ecoética). • Uma vez que o nosso poder é global e nossa responsabilidade também o é. • O estado ocupa um papel fundamental porque pode impor uma política ambiental

Hans Jonas (1903-1993) e o pensamento ecológico • Princípio da Responsabilidade (1979) (Ver manual) • “Age de tal modo que os efeitos da tua acção sejam compatíveis com a permanência duma vida humana autêntica na Terra” • ou • “Age de tal modo que os efeitos da tua acção não sejam destrutivos para a futura possibilidade dessa Vida” • ou • “ Inclui na tua eleição presente, como objecto também do teu querer, a futura integridade do Homem” • ou • “Não ponhas em perigo as condições da continuidade indefinida da Humanidade na Terra”

Responsabilidade ecologica/política ambiental
• • • • Organização da administração pública Ordenamento do território Políticas energéticas Dispositivos de monitorização e defesa do ambiente • Protecção dos trabalhadores • Defesa do consumidor • Regulação dos impactos e consumos.

Notas Históricas
• Durante o século XX, as preocupações ambientais orientavam-se, para além do conservacionismo, para o esgotamento dos recursos e para os problemas de saúde, devido à poluição. • A partir do anos 60/70 assistimos a uma mudança de paradigma. O ambiente começou a ser tido como eixo fundamental para o desenvolvimento económico e social.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful