Você está na página 1de 13

Maria das Graças Lopes Medina - Supervisora Administrativa

Muito ainda se questiona a eficácia e a


eficiência do setor saúde nos dias de hoje, situação
essa em grande parte causada pelo aumento
quantitativo e desordenado da rede de serviço,
associados a crescentes custos desses.
Frente a essa realidade temos as lavanderias
existentes nas unidades de saúde, que mau
elaboradas e administradas podem aumentar e
muito o risco de infecção além de elevar custos
financeiros.
Cremos que unidos, profissionais de saúde e
áreas a fim conseguiremos atingir um resultado
satisfatório para o setor de saúde, entendendo
efetivam,ente às reais necessidades da população.
1.1 -Definição:

A lavanderia Hospitalar é um dos serviços


de apoio ao atendimento dos pacientes,
responsável pelo processamento da roupa e sua
distribuição em perfeitas condições de higiene e
conservação, em quantidade adequada a todas
unidades do hospital.
1.2 - Importância:

• Controle das infecções;


• Recuperação, conforto e segurança;
• Facilidade, segurança e conforto da equipe
de
trabalho;
• Racionalização de tempo e material;
• Redução dos custos operacionais.
Armazenamento da roupa suja nos vários
setores
Coleta de roupa suja

Pesagem

Separação

Pesagem

Lavagem
Área Suja Costuraria

Acabamento

Retorno Conserto

Armazenament
o
O termo Hotelaria Hospitalar tem sido
empregado em hospitais, em essencial em
particulares para designar que seus ambientes
são agradáveis. Entende-se hotelaria hospitalar
como conjuntos de mudanças:

• Físicas;
• Organização funcional (mão de obra);
• Melhoria na prestação de serviços.
2.1 – Importância:

• O atendimento que envolve mudanças no


elemento humano: camareira, recepcionista
e mensageiros.

2.2 – Criação e serviço de Camareira:

Funcionamento
• Vistoria dos quartos;
• Acionamento da equipe de limpeza;
• Arrumação dos leitos.
3.1 – Sujidade Pesada
Ex: Enxoval contendo fluidos orgânicos

3.2 – Sujidade Leve


Ex: Enxoval contendo poeira
4 – SEGREGAÇÃO
Consiste na separação do enxoval no momento
da
Troca do paciente, de acordo com o tipo de
sujidade (leve ou pesada).

• Hamper vermelho: enxoval pesado


• Hamper branco: enxoval leve

Importância:

• Centro de custo;
• Facilidade operacional do lavador;
• Manutenção de equipamento.
5 – ROTINA DE TROCA
Convênio – Troca diária

SUS – Dias alternados

Quantidade de enxoval: 5 peças

• 1 lençol com elástico;


• 1 lençol móvel;
• 1 lençol para cobrir o paciente;
• 1 lençol para acompanhante;
• 1 fronhas.
6 – REFLEXÃO
De tudo ficam três coisas:
A certeza de que estamos sempre a começar;
A certeza de que é preciso continuar, e
A certeza de que seremos interrompidos antes de
terminar...
Portanto,
Devemos fazer da interrupção um caminho novo,
Da queda, um passo da dança,
Do sonho, uma ponte,
Da procura, um encontro.

Fernando Sabino