Você está na página 1de 79

A CIVILIZAÇÃO

GREGA

A CIVILIZAÇÃO GREGA A Professora, Carla Lima
A CIVILIZAÇÃO GREGA A Professora, Carla Lima

A Professora, Carla Lima

A Professora, Carla Lima

A Professora, Carla Lima

Resumir a História da Grécia não é tarefa fácil, pois ela foi

uma das mais importantes civilizações já existentes, pela sua originalidade e influência, deixando uma grande herança para o conhecimento da humanidade.

Vamos conhecer um pouco dessa história?

A Professora, Carla Lima

A HERANÇA DO MEDITERRÂNEO ANTIGO

A HERANÇA DO MEDITERRÂNEO ANTIGO A Professora, Carla Lima

A Professora, Carla Lima

A Professora, Carla Lima

A Professora, Carla Lima

A Professora, Carla Lima

A Professora, Carla Lima

A CIVILIZAÇÃO GREGA

A

partir

do

século

VIII

a.c.,

desenvolveu-se

na

Península

importantes

Balcânica

uma

das

da

Antiguidade

A

Civilizações

mais

CIVILIZAÇÃO

GREGA.

  • Os Arquitectos Gregos criaram estilos que são copiados até hoje;

  • Os Filósofos e os Pensadores levantaram questões e dúvidas sobre a natureza que continuam a ser discutidas nos dias actuais;

  • O Teatro também nasceu na Grécia, onde as primeiras peças eram representadas em anfiteatros abertos;

  • Foi em Atenas, uma Cidade-Estado que se fundou a primeira democracia, isto é, o governo do povo.

A Professora, Carla Lima

Formação de cidades-estado / Pólis

A

Grécia

localiza-se

na

Península

Balcânica e é banhada Mediterrâneo.

a

Sul

pelo mar

As características geográficas marcaram a sua evolução:

Terreno muito montanhoso;

Apresenta vales profundos e pequenas planícies;

Costa muito recortada e numerosos portos naturais.

Formação de cidades-estado / Pólis A Grécia localiza-se na Península Balcânica e é banhada Mediterrâneo. a

O relevo montanhoso dificultava o contacto entre as cidades, pelo que as populações começaram a desenvolver-se isoladamente, formando cidades-estado ou pólis, cidades com governo, leis e exército próprios.

A Professora, Carla Lima

CIDADE-ESTADO

CIDADE-ESTADO A Professora, Carla Lima

A Professora, Carla Lima

A Professora, Carla Lima

A Professora, Carla Lima

A Pólis:

Partenon

Erectéion

A pólis era constituída por:

Acrópole, situada na parte mais alta

da cidade, era o centro da vida religiosa

e onde se encontravam os templos.

Ágora,

ou praça pública,

era

a parte

mais baixa da cidade, onde se

encontravam as

zonas

residenciais,

Acrópole

administrativas e comerciais. Constituía o centro da cidade e aí se desenvolvia a vida política e se realizavam as trocas comerciais.

Zona rural,

com campos,

pastos e

bosques, servia para abastecer a cidade de produtos agrícolas.

Apesar de viverem isoladas, as cidades-estado possuíam algumas características comuns que lhes

dava alguma unidade, tais como a

língua, a religião, os jogos e os costumes.

A Professora, Carla Lima

PÓLIS- Cidade que abrangia o território dos seus arredores (campos e aldeias), cujos habitantes tinham um governo

independente do das cidades vizinhas e leis próprias

A Professora, Carla Lima

A colonização grega

  • Os gregos expandiram-se para várias regiões do mar Mediterrâneo e do mar

Negro, fundando colónias. As razões que levaram a este movimento de colonização foram:

  • A necessidade de terras férteis para a agricultura;

  • A procura de matérias-primas;

  • A procura de produtos para comercializar e de mercados para vender os seus produtos.

Entre as colónias e a metrópole mantinham-se ligações comerciais, religiosas e culturais intensas, o que contribuiu para expandir a arte e a

cultura helénicas.

A Professora, Carla Lima

A COLONIZAÇÃO GREGA

A Professora, Carla Lima

A Professora, Carla Lima

A Professora, Carla Lima

A Professora, Carla Lima

Objectivos/ Actividades

  • 1 Caracterizar geograficamente a Grécia;

  • 2 Explicar de que forma as características geográficas contribuíram para a formação das cidades-estado;

  • 3 Explicar a organização da pólis;

  • 4 Justificar a fundação de colónias.

5- Actividades Friso Cronológico (espaço 12)

6- Mapa 5 do Atlas.

A Professora, Carla Lima

Atenas: recursos económicos e abertura

marítima

  • Atenas transformou-se na mais rica e prospera cidade do mundo grego para o qual contribuíram:

    • Situação geográfica, perto do mar Egeu que permitiu aos atenienses dedicarem-se, predominantemente, ao comércio marítimo;

    • O comércio florescente beneficiou com a prata, oriunda das minas da região e foi utilizada na cunhagem de moeda dracma que passou a ser aceite, no comércio realizado em todo o Mediterrâneo;

    • Esta prosperidade possibilitou a Atenas, assumir o papel de liderança na união das várias cidades-estado formando a Liga de Delos, aliança defensiva, contra as invasões dos persa.

A

agricultura

era

praticada,

mas

devido

ao

solo

pobre,

impossibilitava que a cidade fosse auto-suficiente:

  • Importavam cereais, madeiras e metais;

  • Exportavam produtos artesanais, (armas, navios e cerâmicas) e excedentes agrícolas (azeite, vinho e figos).

A Professora, Carla Lima

A Professora, Carla Lima

A Professora, Carla Lima

A Professora, Carla Lima

A Professora, Carla Lima

A Professora, Carla Lima

A Professora, Carla Lima

A Professora, Carla Lima

A Professora, Carla Lima

A Professora, Carla Lima

A Professora, Carla Lima

Liga de Delos: Aliança defensiva A Professora, Carla Lima
Liga de Delos:
Aliança defensiva
A Professora, Carla Lima

Objectivos/ Actividades

  • Resolver a ficha 11 do caderno de

actividades

1 Referir as principais actividades económicas dos atenienses;

2 Explicar a superioridade de Atenas em relação às outras cidades gregas.

A Professora, Carla Lima

A Professora, Carla Lima

A Professora, Carla Lima

Sociedade ateniense

  • A sociedade ateniense estava dividida em 3 grupos:

  • Cidadãos: Homens livres, com mais de 18 anos de idade, com serviço militar cumprido e filhos de pai e mãe atenienses. Somente eles possuíam direitos políticos para participar na vida política da pólis. As mulheres e as crianças não faziam parte do grupo dos cidadãos;

  • Metecos: Eram os estrangeiros que habitavam em Atenas. Não tinham direitos políticos e estavam proibidos de adquirir terras, mas podiam dedicar-se ao comércio e ao artesanato. Em geral , pagavam impostos para viver em Atenas e estavam obrigados à prestação do serviço militar;

  • Escravos: Formavam a grande maioria da população ateniense. Eram prisioneiros de guerra ou filhos de escravos. Executavam a maioria dos trabalhos mais pesados na agricultura, nas minas e nos serviços domésticos. Os escravos eram considerados propriedade do seu senhor, não tinham liberdade nem direitos políticos, embora houvessem leis que os

A Professora, Carla Lima

protegiam contra excessos de maus tratos.

A Professora, Carla Lima

A Professora, Carla Lima

A SOCIEDADE ATENIENSE

  • Agora dramatiza…

Cidadão:

  • - Eu sou um homem livre, os meus pais, os meus avós, os meus bisavóseram naturais de Atenas. Como já tenho mais de 18 anos e já cumpri o serviço militar, já posso exercer os meus direitos políticos. Todos os anos escolhemos os nossos governantes, que podem ser ricos ou pobresas leis são iguais para todos. Perguntais-me qual a nossa ocupação? Vivemos sobretudo de rendimentos das terras que temos na Ática, mas, alguns de nós

também se dedicam ao artesanato e ao comércioabem da verdade, o que nós mais adoramos fazer épolítica; e, por acaso amiguinhos, sabeis onde se preparam reuniões, onde se discute e aprende a política?

A Professora, Carla Lima

A SOCIEDADE ATENIENSE

  • Agora dramatiza…

Meteco:

  • - A mim chamam-me Meteco. Resido em Atenas, mas os meus pais não nasceram na Pólis. Apesar de amar esta cidade como se fosse minha, sou considerado um estrangeiro. Ah! Mas eu trabalho e até sou um rico comerciante, mas, atenção amiguinhos, também podia ser um humilde artesão. Eu pago impostos e sou obrigado a defender esta bela cidade, mas… não posso participar na sua vida

política.

A Professora, Carla Lima

A SOCIEDADE ATENIENSE

  • Agora dramatiza…

Escravo:

  • - Ainda não falo muito bem a língua dos gregos e… por isso, chamam-me bárbaro. Fui capturado numa batalha longe, longe da pólis… e depois fui vendido, trouxeram-me para cá… a bem da verdade sou eu e os meus iguais que, verdadeiramente, produzimos a riqueza desta cidade: sirvo os meus senhores… em casa, no campo, na oficina e até nas minas… Agora, amiguinhos dizei-me: não sou também importante nesta sociedade?

A Professora, Carla Lima

Objectivos/Actividades

A Que poderia ela saber quando a trouxe para minha casa?

Ainda não tinha 15 anos. Até essa altura, tinha vivido sob vigilância rigorosa:

todos se esforçavam para que ela visse o menos possível, porque fizesse o mínimo possível de perguntas.

B Mirem-se no exemplo daquelas mulheres de Atenas, orgulho e raça de Atenas… Mirem-se no exemplo daquelas mulheres de Atenas, sofrem pelos seus maridos, poder e força de Atenas… Mirem-se no exemplo daquelas mulheres de Atenas, geram pelos seus maridos os novos filhos de Atenas…

1 Comparar os textos A e B e refere como era descrita a mulher ateniense;

  • 2 Caracterizar os grupos sociais que formavam a sociedade ateniense;

  • 3 – Explicar a frase “Os metecos são a nossa principal fonte de rendimento”;

  • 4 Explicar quem eram os cidadãos em Atenas e as suas funções.

A Professora, Carla Lima

Democracia Ateniense

  • Atenas

foi

governada

por

diversos

sistemas

políticos:

  • A monarquia: o nobres;

poder pertencia

ao rei

e

aos

  • A tirania:

o

poder

pertencia

a

um

único

governante que tomava todas as decisões;

Os conflitos sociais levaram Clistenes a realizar reformas que defendiam a igualdade de direitos

políticos, entre todos os cidadãos. Esta reforma foi concluída por Péricles dando origem à DEMOCRACIA.

A Professora, Carla Lima

Vê se Descobres…

Eu sou Péricles. Fiquei na História por instaurar um regime que possibilitasse a todos os cidadãos de participarem no governo, instaurei a _________________.

Antes do séc. V a.c, as cidades gregas eram governadas por

reis,

o

regime

 

político

que

vigorava

era

_____________________.

 

Eu sou Pisístrato. Consegui a força peo poder, centrei

nas

minhas

mãos

todo

o

poder.

Pratiquei

uma

verdadeira

______________.

Depois,

os

passaram

nobres

tomaram

a

governar;

conta

do

a

esse

poder

dos

reis

e

tipo

de

governo

chamaram ___________________.

Posteriormente, os mais ricos, grandes proprietários e comerciantes tomaram conta das cidades e instauraram uma _______________________.

A Professora, Carla Lima

DEMOCRACIA

  • Regime político em que o poder pertence ao povo (demos= povo + cracia= poder).

Todos os cidadãos são livres e considerados

iguais perante a lei, tendo o direito a votar

e a serem eleitos.

A Professora, Carla Lima

Principais órgãos da democracia

  • Eclésia:

Assembleia

formada

por

todos

os

cidadãos Aprova as leis. Poder legislativo;

  • Bulé: Conselho dos 500 Prepara as leis;

  • Magistrados: Poder executivo; Arcontes que tinham funções religiosas e judiciais e os

Estrategos

que

comandavam

controlavam as finanças;

o

exército

e

  • Helieu: poder judicial; era um tribunal popular que julgava os delitos mais simples;

  • Areópago: Tribunal

formado

por

antigos

arcontes e julgava os crimes mais graves.

A Professora, Carla Lima

A Professora, Carla Lima

O FUNCIONAMENTO DA DEMOCRACIA PORTUGUESA

O FUNCIONAMENTO DA DEMOCRACIA PORTUGUESA A Professora, Carla Lima

A Professora, Carla Lima

O FUNCIONAMENTO DA DEMOCRACIA ATENIENSE

O FUNCIONAMENTO DA DEMOCRACIA ATENIENSE A Professora, Carla Lima

A Professora, Carla Lima

Limites da democracia ateniense

  • A democracia ateniense apresenta algumas contradições e limitações:

    • Só os cidadãos podiam participar no governo da cidade;

    • Existência de escravos numa forma de governo que defendia a igualdade de direitos;

    • Imperialismo exercido por Atenas através da Liga de Delos; exigia o pagamento de tributos e não respeitava os direitos das outras cidades;

    • A existência da condenação ao ostracismo e à morte;

    • Limitação à liberdade de expressão; quem conspirasse contra a democracia era condenado ao ostracismo.

Apesar de todas estas limitações a democracia ateniense foi um

exemplo de participação cívica, sendo um dos mais importantes legados que a civilização grega nos deixou.

A Professora, Carla Lima

A Professora, Carla Lima

A Professora, Carla Lima

A VIDA QUOTIDIANA EM ATENAS

Maior parte dos cidadãos vivam no campo porque possuíam terras;

Os cidadãos que viviam nas cidades dedicavam-se à política. Manhãs: ágora;

Tardes: dedicadas ao lazer; ginásios Fim tarde: refeição principal do dia; em datas

especiais havia banquetes

em que só participavam homens

A VIDA QUOTIDIANA EM ATENAS  Maior parte dos cidadãos vivam no campo porque possuíam terras;
A VIDA QUOTIDIANA EM ATENAS  Maior parte dos cidadãos vivam no campo porque possuíam terras;

A Professora, Carla Lima

A VIDA QUOTIDIANA EM ATENAS

Como eram as casas dos atenienses?

Os Gregos viviam em casas simples; Importância do gineceu (parte da casa dedicada às mulheres e crianças e onde

estas eram educadas até aos 7 anos).

Como se vestiam os atenienses?

Homens usavam túnicas em linho ou lã e uma capa que cobria um ombro e era

amarrada à cintura;

Homens e mulheres calçavam sandálias, mas a maioria andava descalça.

Como se alimentavam os atenienses?

Alimentação saudável e simples;

Azeite, figos, uvas, pão, queijo…

A Professora, Carla Lima

A VIDA QUOTIDIANA EM ATENAS Como eram as casas dos atenienses? Os Gregos viviam em casas
A VIDA QUOTIDIANA EM ATENAS Como eram as casas dos atenienses? Os Gregos viviam em casas

A FORMAÇÃO DOS JOVENS

Objectivo: desenvolvimento global do jovem – “Mente sã em corpo são”.

Até aos 7 anos: crianças eram educadas pela mãe no gineceu;

A partir dessa idade: raparigas continuavam em casa mas os rapazes iam para a escola acompanhados de um pedagogo e aprendiam a ler, escrever, contar, música, poesia e ginástica.

A partir dos 12 anos: rapazes frequentavam ginásios; oratória e filosofia; frequentavam a ágora.

Dos 12 aos 18 anos: frequentavam serviço

militar

Objectivo : desenvolvimento global do jovem – “Mente sã em corpo são”. Até aos 7 anos:

tornavam-se CIDADÃOS

A Professora, Carla Lima

A FORMAÇÃO DOS JOVENS Objectivo : desenvolvimento global do jovem – “Mente sã em corpo são”.

A EDUCAÇÃO DOS JOVENS ESPARTANOS

A EDUCAÇÃO DOS JOVENS ESPARTANOS A Professora, Carla Lima

A Professora, Carla Lima

Objectivos /Actividades

  • 1 Explicar como evoluiu politicamente Atenas;

  • 2 Identificar os órgãos responsáveis aprovação das leis;

pela elaboração e

  • 3 Explicar a importância da Eclésia;

  • 4 A democracia ateniense, apesar de inovadora para a época, apresenta algumas limitações. Concordas com esta afirmação? Justifica a tua resposta;

  • 5 Estabelecer uma relação entre os cidadãos atenienses e os cidadãos portugueses, na actualidade.

6- Espaço 13 do friso cronológico. 7- Ficha 12 do caderno de actividades.

A Professora, Carla Lima

A Professora, Carla Lima

A Professora, Carla Lima

A Professora, Carla Lima

A RELIGIÃO GREGA

Religião grega

A RELIGIÃO GREGA Religião grega politeísta antropomórfica Formas de culto Doméstico Cívico Pan-Helénico A Professora, Carla

politeísta

A RELIGIÃO GREGA Religião grega politeísta antropomórfica Formas de culto Doméstico Cívico Pan-Helénico A Professora, Carla

antropomórfica

Formas de culto

Doméstico Cívico
Doméstico
Cívico
A RELIGIÃO GREGA Religião grega politeísta antropomórfica Formas de culto Doméstico Cívico Pan-Helénico A Professora, Carla

Pan-Helénico

A Professora, Carla Lima

A Professora, Carla Lima
A Professora, Carla Lima

A Professora, Carla Lima

OS JOGOS OLÍMPICOS

  • Em honra de Zeus

  • De 4 em 4 anos em Olímpia

  • Só os cidadãos podiam concorrer

  • Durante a sua realização, eram decretadas tréguas

  • Duravam 6 dias e incluíam diversas provas: corrida, salto, lançamento do

disco e do dardo, corridas de cavalos e de

carros.

  • Pentatlo: prova mais importante.

A Professora, Carla Lima

A Professora, Carla Lima

A Professora, Carla Lima

A Professora, Carla Lima

A Professora, Carla Lima

A Professora, Carla Lima

A Professora, Carla Lima

A Professora, Carla Lima

A Professora, Carla Lima

A Professora, Carla Lima

A Professora, Carla Lima

O TEATRO GREGO

GÉNEROS TEATRAIS

O TEATRO GREGO GÉNEROS TEATRAIS Tragédia: género artístico em que se representavam cenas dramáticas da vida

Tragédia: género artístico em que se representavam cenas dramáticas da vida dos

deuses e de heróis.

Ésquilo, Sófocles

O TEATRO GREGO GÉNEROS TEATRAIS Tragédia: género artístico em que se representavam cenas dramáticas da vida

Comédia: representação

de textos em que se

ridicularizavam cenas da vida quotidiana e episódios políticos. Aristófanes

A Professora, Carla Lima

A Professora, Carla Lima

A Professora, Carla Lima

A Professora, Carla Lima

A Professora, Carla Lima

A Professora, Carla Lima

A Professora, Carla Lima

A FILOSOFIA GREGA

A FILOSOFIA GREGA A Professora, Carla Lima

A Professora, Carla Lima

A Professora, Carla Lima

A Professora, Carla Lima

A Professora, Carla Lima

A Professora, Carla Lima

A Professora, Carla Lima

A Professora, Carla Lima

A Professora, Carla Lima

A Professora, Carla Lima

A Professora, Carla Lima

A Professora, Carla Lima

A ARTE GREGA

A ARTE GREGA A Professora, Carla Lima

A Professora, Carla Lima

CARACTERÍSTICAS DA ARTE GREGA

  • HARMONIA

  • EQUILÍBRIO

  • ORDEM/PROPORÇÃO

  • “Até as coisas úteis deviam ser belas”

A Professora, Carla Lima

Uma arte à medida do Homem…

Uma arte à medida do Homem… Criação de três ordens arquitectónicas: -Ordem dórica (a mais simples);
Criação de três ordens arquitectónicas: -Ordem dórica (a mais simples); - Ordem jónica (a mais elegante);
Criação de três ordens
arquitectónicas:
-Ordem dórica (a mais
simples);
- Ordem jónica (a mais
elegante);
-Ordem Coríntia (a mais
decorada)

A Professora, Carla Lima

Partenon A Professora, Carla Lima

Partenon

A Professora, Carla Lima

A Professora, Carla Lima

A Professora, Carla Lima

Templo de Zeus Olímpico A Professora, Carla Lima

Templo de Atena Niké

Templo de Zeus Olímpico A Professora, Carla Lima

Templo de Zeus Olímpico

A Professora, Carla Lima

A Professora, Carla Lima

A Professora, Carla Lima

A ESCULTURA GREGA

A ESCULTURA GREGA Principais características:  Naturalismo: figuras tentam imitar a natureza reproduzindo as formas anatómicas

Principais características:

Naturalismo: figuras tentam imitar a natureza reproduzindo as formas anatómicas do corpo; Ideia de movimento; Perfeição: o corpo humano é representado segundo um

ideal de beleza; Serenidade: as figuras não representam sentimentos; Harmonia: as várias partes do corpo são bem proporcionadas

A Professora, Carla Lima

Doríforo, de Policleto A Professora, Carla Lima

Doríforo, de Policleto

Doríforo, de Policleto A Professora, Carla Lima

A Professora, Carla Lima

Doríforo, de Policleto A Professora, Carla Lima

Vitória de Samotrácia

Vitória de Samotrácia A Professora, Carla Lima

A Professora, Carla Lima

PINTURA GREGA

  • Só restam as pinturas em vasos de cerâmica;

  • Temas: mitologia e cenas do quotidiano;

  • Figuras a negro sobre fundo vermelho ou

figuras a vermelho sobre fundo preto.

PINTURA GREGA  Só restam as pinturas em vasos de cerâmica;  Temas: mitologia e cenas

A Professora, Carla Lima

A Professora, Carla Lima

A Professora, Carla Lima